i

segunda-feira, 5 de julho de 2010

ELEIÇÕES COMPÕEM CONSELHO DO FUNDEB


A Secretaria Municipal de Educação de Ipanguaçu através do edital publicado no ultimo dia 18 de junho no Jornal Oficial do Município (JOM) convocou, todos os pais de alunos da rede municipal de ensino, para uma Assembléia Geral Extraordinária, que aconteceu no Centro Integrado da Cidadania - CIC, às 9hs. A principal pauta foi eleger 02 (dois) representantes de pais de alunos das escolas básicas públicas e seus respectivos suplentes para compor o Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB, em cumprimento ao disposto no artigo 2º, Inciso 5 da Lei nº. 057/2007.


A eleição elegeu como titular do conselho Maria dos Santos Filgueira e Raimundo Ferreira da Silva e como suplentes, Janete Raquel dos Santos e Erilúcia Cavalcante.

À tarde a secretaria convocou todos os estudantes, maiores de 16 anos da rede municipal de ensino, para mais uma assembléia geral extraordinária, que aconteceu no CIC, às 14hs, com a pauta para eleger 02 (dois) estudantes da educação básica públicas, e suplentes para compor o Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB, em cumprimento ao disposto no artigo 2º, Inciso 6 da Lei nº. 057/2007.

Os membros escolhidos pelas eleições entre os estudantes como titulares foram; Damiana Marlene Targino e Inaria Mariaba Silva de Moura e como seus suplentes Alefe Kenedy de Souza Tavares e José Cleiton de Souza Ribeiro.

Os membros escolhidos nas eleições terão dois anos de mandato como membro do conselho.

JOVENS PARTICIPAM DE OFICINA DE MÚSICA


A secretaria de Cultura e Turismo realizou no ultimo sábado (03) no Centro Integrado de Cidadania – CIC uma oficina de música preparatória para a implantação do Coral “Vozes da Juventude”.
A instrução ficou sob a responsabilidade de João Santos, integrante do coral Madrigal da cidade de Natal. A oficina contou com a participação de mais de 25 jovens. Segundo o secretário de Cultura e Turismo, Fernando Neto, o Coral “Vozes da Juventude” dará a oportunidade aos jovens do município a ter o contato mais direto com à música, e poderem criar uma experiência mais técnica, assim desenvolvendo todas as técnicas vocais com excelente qualificação musical.
O secretário conta que as oficinas continuarão durante todo o resto deste ano, “As oficinas de música acontecerá todas as sextas às 19hs, e também estamos implementando a oficina de teatro que acontecerá todos os sábados  ás  8:00hs, as duas oficinas acontecerão no CIC, e todos os jovens são convidados a participarem”.

Campus de Ipanguaçu abre leilão para alienação de bovinos


O certame ocorrerá no próximo dia 19

O IFRN/Ipanguaçu torna público o processo licitatório para a alienação de animais bovinos. Serão leiloados 10 (dez) animais bovinos mestiços da raça Gir e Holandesa, proveniente do setor de bovinocultura da Fazenda-escola do Campus, cujas relações se encontram especificadas de acordo com o Anexo I do edital.

A sessão pública acontecerá no dia 19 de julho às 14h (horário oficial) na fazenda escola do IFRN/Ipanguaçu, localizada na RN 118, Distrito Base Física, s/n, Zona Rural de Ipanguaçu/RN.

A minuta do edital pode ser acessada pelo site: www.ifrn.edu.br/ipanguacu

Maiores informações:
(84) 3335-2303

Fonte: Fernando Freire 
Coordenador de Extensão campus de Ipanguaçu

IPANGUAÇU COM A SAÚDE EM DIA

A Prefeitura de Ipanguaçu, através da Secretaria Municipal de Saúde, tendo á frente a secretária Sumaira Fonsêca, vêm desenvolvendo um trabalho sério e importante durante o período que se encontra a frente da pasta.

Várias ações foram criadas no âmbito da secretaria com o propósito de melhorar cada vez mais a saúde pública municipal.

Um dos pontos positivos do trabalho prestado pelos profissionais do Centro de Saúde Tibúrcio Freire da Silveira é a realização de uma gama de exames das mais diferentes especialidades. A equipe responsável pela realização dos mesmos é formada por: Antônia Marici Martins, Francineide Fonsêca de Oliveira, Rosângela Adriana Ferreira de Lacerda - Técnicas em Enfermagem; Dr. Cristovão Francisco Brasil e Drª Tamy Fonsêca Faustino - Bioquímicos.

De acordo com Antônia Marici, a secretaria de saúde oferece uma série de exames entre os quais, destacam-se: Paracilocógico de fezes, Sumário de Urina, Hemograma, Glicemia, Colesterol e frações, Triglicerídeos, PCR, FR, TGO, TGP, Uréia, Creatinina, Ácido Úrico, Aslo, Classificação Sangüinária, VDRL, BHCG,Cuaglilograma, Fosfotose Alcalina, Gama GT, Plaquetas, e VSH.

Outros exames como de HIV, Toxoplasmose, Rubéola, Citomegalovírus, Anti - HBSAG, Hepatite C, Anti- HCV, PSA (próstata), Hormônios, Sorologia para Dengue e doença de Chagas e TB. "A secretaria autoriza a realização de outros exames básicos no Laboratório Lacil aqui na cidade", completa Antônia Martins. Segundo o Dr. Francisco Brasil são realizados mensalmente cerca de 2.000 exames.

Cassimiro Jr.
Assessoria de Comunicação

Comunidade Nova Descoberta é contemplada com Projeto do Programa Campo Mais Forte


A comunidade de Nova Descoberta no município de Ipanguaçu foi contemplada foi incluída entre as comunidades do Estado do Rio Grande do Norte que será beneficiada com recursos do Programa Campo Mais forte convenio EMATER-RN/BDDES.

O Centro Social Comunitário Nova Descoberta, entidade existente naquela localidade, teve seu projeto aprovado que inclui a aquisição de uma Patrulha Mecanizada ( Trator e Equipamentos) e a construção de um Centro Comunitário de Apoio a Produção, num valor global de 275.000,00 (duzentos e setenta e cinco mil reais).

A Prefeitura Municipal de Ipanguaçu, na gestão do prefeito Leonardo Oliveira, teve papel fundamental para a concretização do pleito envidando esforços para que a entidade conseguisse dentro do prazo agilizar toda a documentação necessária para a devida habilitação de acordo com as exigências do edital.  

Segundo o Secretário Municipal de Agricultura e Meio, José Ferreira da Cunha (Ferreirinha), o projeto é da mais alta relevância para a comunidade Nova Descoberta e para o município de Ipanguaçu, pois dará um impulso significativo ao setor produtivo na comunidade na busca de alternativas de geração de emprego e renda. O Secretário conta que acompanhou todo o processo, a partir do momento da elaboração do projeto, juntamente com o engenheiro agrônomo, Camilo Cabral da Silva, onde junto à comunidade, conseguiram formatar e viabilizar a proposta.

O Prefeito Leonardo Oliveira recomendou que a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente continue acompanhando e assessorando todo o processo para que o mesmo possa ser efetivado com êxito.

Campus tem projeto aprovado em programa federal


O projeto visa à implantação de núcleos de estudo em agroecologia
Foi divulgado nesta quarta (30) pelo MEC o resultado dos projetos para implantação e consolidação de núcleos de estudo em agroecologia. Das quarenta e nove propostas submetidas, trinta foram aprovadas. O IFRN/Ipanguaçu foi umas das instituições contempladas, como o projeto “A construção do conhecimento agroecológico vivenciado na pesquisa participativa”.
O projeto aprovado visa articular alunos, professores e técnicos do curso de agroecologia, para o desenvolvimento de ações integradas que potencializem uma atuação efetiva e consistente no processo de desenvolvimento de uma educação contextualizada. Dessa forma contribuir para uma conscientização crítica da comunidade de Ipanguaçu/RN e seu entorno, em relação ao uso sustentável dos recursos naturais. Foram parceiros nesse projeto a Prefeitura Municipal de Ipanguaçu/RN, o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (EMATER-RN) e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ipanguaçu/RN.
Recursos de aproximadamente R$ 1 milhão, de cinco ministérios, foram liberados para o fomento dos núcleos de estudos em agroecologia e produção de orgânicos. O dinheiro será usado na implementação de núcleos em instituições federais de educação profissional e tecnológica de 20 estados. Os projetos aprovados devem ser desenvolvidos até o fim de 2011, mas há a perspectiva de os núcleos se tornarem permanentes, destaca o MEC.


Fonte: IFRN

Trabalhadores rurais preparam campanha salarial


 A primeira quinzena deste mês marcará o início dos debates em torno da definição da pauta de reivindicações dos trabalhadores rurais em todo o Rio Grande do Norte correspondente ao biênio 2010/2011.
De acordo com informação prestadas pelo presidente em exercício do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ipanguaçu, João Batista Mota de Oliveira, 'João das Peças', a expectativa é de que até o mês de setembro as conversações entre patrões e empregados tenham sido consumadas.
Novamente o diálogo entre as partes merecerá intermediação da Delegacia Regional do Trabalho (DRT), em Mossoró. O dirigente sindical rural declarou que as últimas negociações com o patronato rural apresentaram poucos avanços para a categoria dos trabalhadores.
"Vamos esperar que dessa vez os empresários sejam mais sensíveis diante das reivindicações dos trabalhadores", reclamou 'João das Peças' que chegou a afirmar que existe uma postura intransigente dos patrões, inclusive com a questão salarial.
O representante sindical disse que nas últimas duas negociações salariais os trabalhadores experimentaram significativas reduções em ganho real na remuneração mensal.
"Infelizmente tem sido assim todo ano: os empresários chegam nas audiências da DRT na maior choradeira, alegando que não têm condições de conceder aumento salarial para os trabalhadores porque estão tendo seguidos prejuízos e esquecem-se de se preocupar com a melhoria da qualidade de vida dos seus empregados", desabafou.
PARTICIPAÇÃO
 'João das Peças' destacou como de fundamental importância que os trabalhadores rurais participem ativamente do debate em torno da confecção da pauta reivindicatória que será discutida com os representantes dos grupos agroindustriais.
"Vejo como necessário que haja maior interesse dos operários para que possam ver de perto a seriedade dos seus representantes nas audiências", argumentou. Ele disse que, particularmente, em Ipanguaçu, o que se percebe a cada dia é o crescimento do número de demissões por parte de alguns empregadores. "Somente na Finobrasa aconteceram mais de 600 demissões de trabalhadores de janeiro até agora", concluiu

Fonte: O Mossoroense

Arraiá da Copa no IFRN

Acomunidade acadêmica encerrou o mês junino com o tradicional arraiá
Arraiá da CopaO último dia de junho foi de festa no Campus Ipanguaçu com o Arraiá da Copa. O já tradicional arraiá do Campus reuniu alunos e servidores num grande momento de confraternização e animação, esse ano as cores verde e amarelo predominaram tanto na ornamentação quanto nas vestimentas juninas. O evento misturou elementos tradicionais das festas juninas (caritó, comidas típicas, quadrilha matuta e improvisada, trio de sanfoneiros) e trouxe novidades como o Caipiramix (discoteca com diversos gêneros musicais). A animação foi comandada por Dotô Sanfoneiro e DJ Jamily (INFO4).

O evento foi promovido pelo grêmio estudantil Professor Marcel Lúcio e dos quartos anos de informática e agroecologia.

CBF anuncia demissão de Dunga e comissão técnica da seleção brasileira

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, informou na tarde deste domingo (4) que o técnico da seleção brasileira, Dunga, e toda a comissão técnica do Brasil foram demitidos.

Após passagem vitoriosa pela seleção brasileira, Dunga deixa o comando do Brasil com apenas seis derrotas em quatro anos de trabalho, mas sempre com o seu trabalho contestado por parte da torcida e imprensa brasileira. Como técnico, Dunga venceu a Copa das Confederações, Copa América e levou o Brasil ao primeiro lugar nas eliminatórias.

Além de Dunga e Jorginho, o médico José Luiz Runco e o supervisor Américo Faria também deixam suas funções. O substituto ainda não foi definido, mas a CBF informou que o anúncio será feito até o fim do mês.

Na Copa do Mundo da África do Sul, o Brasil foi líder do grupo G, venceu o Chile nas oitavas de final, mas caiu diante da Holanda nas quartas. Os jogadores e a comissão técnica já estão no Brasil.

Natal se prepara para receber a Copa do Mundo 2014

Vem ai a copa

Johannesburgo (AG) - Daqui a exatamente uma semana, a bola estará apenas com o Brasil. Após o apito final e a festa do campeão da Copa do Mundo-2010, no gramado do Estádio Soccer City, as atenções sairão da África do Sul, atravessando o Oceano Atlântico, rumo ao Brasil. A Fifa, tão paciente durante dois anos e nove meses sem que a infra-estrutura de obras tivesse começado no próximo país-sede, vai aterrissar no Rio, com sua produção. O objetivo é melhorar a versão 2014 do maior espetáculo do futebol.


O brasileiro Fúlvio Danilas deixa Zurique e vai morar no Rio, assumindo de vez como homem da Fifa para fazer a ligação com o Comitê Organizador. Outro nome confirmado é o do americano Jay Neuhaus, chefe de gerenciamento de marketing de eventos, que chegará à cidade no dia 1º de outubro. Colegas dele, das áreas de Competições e Mídia da Fifa, também serão escolhidos nos próximos dias.
Rodrigo SenaEm Natal, apenas uma creche foi derrubada e pequenos serviços de terraplanagem na área do Centro Administrativo estão sendo realizadasEm Natal, apenas uma creche foi derrubada e pequenos serviços de terraplanagem na área do Centro Administrativo estão sendo realizadas

Neuhaus já comandou, entre 19 e 25 de junho passado, o Programa de Observadores, que reuniu, na África do Sul, cerca de 55 representantes das 12 cidades-sede do Mundial-2014 (Rio, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Curitiba, Cuiabá, Manaus, Salvador, Recife, Natal e Fortaleza). O americano e a brasileira Paula Campos desenharam o projeto. Pela primeira vez a Fifa reuniu tantas pessoas do país-sede do Mundial seguinte para acompanhar e analisar acertos e erros do megaevento em andamento.

Quem participou, ficou impressionado. — A Fifa tem um padrão muito dinâmico. Estivemos em Johannesburgo, em Pretória e em Durban. Vimos estruturas, as mazelas, o público, conceitos de segurança... Saímos na frente, convivendo com o ambiente de Copa antes da Copa no Brasil. Observamos os gargalos, chegamos bem cedo antes dos jogos, avaliando e notando as questões complicadas. Houve muita coisa legal, mas o trânsito e o transporte foram os pontos delicados — avaliou o subsecretário municipal de Turismo do Rio, Pedro Guimarães.

Cada cidade brasileira teve direito de enviar até quatro representantes, de diversas áreas, que variavam de segurança e infra-estrutura a turismo e esporte. Por ser candidata e nome praticamente certo para sediar o jogo final, o Centro Internacional de Transmissão de Rádio e TV (IBC, da sigla em inglês) e o QG da Fifa, o Rio foi o único com cinco integrantes na delegação. Além de Pedro Guimarães, participaram o coordenador de Esportes da Secretaria Especial-2014-2016, Carlos Alberto Lancetta; a secretária estadual de Esportes, Márcia Lins; e dois membros da Casa Civil do Governo do Estado: José Cândido Muricy e César Mastrangelo, este último, responsável por projetos estratégicos.

Mudar a estratégia de organização de uma Copa do Mundo, passando de um país com pouco mais de 1,2 milhão de quilômetros quadrados, para outro quase oito vezes maior e com quase quatro vezes mais habitantes do que os 49 milhões de sul-africanos, é um desafio para a Fifa, principalmente porque o próximo anfitrião é o país do futebol.

— Não posso esperar para chegar ao Brasil. Será bem difícil, mas estou muito orgulhoso. É uma nação que respira futebol, morando numa cidade tão bela como o Rio e acompanhando o desenvolvimento de um projeto grandioso, num país com diversidade — derrete-se o americano Neuhaus, de 37 anos, em bom português, aprendido quando morou em São Paulo e trabalhou na GM, em 1997.

Neuhaus acredita que várias lições podem se aproveitadas pelo Brasil em relação à África do Sul. O americano não tem dúvida de que o ambiente e a atmosfera da Copa-2014 vão contagiar o mundo. Um ponto a estudar é em relação às Fan Fest, que tiveram público muito abaixo do esperado na África do Sul.

— O inverno afetou muito a frequência na África do Sul. Mas no Brasil é importante estudar melhor a localização em cada cidade. O fato de as Fan Fest de Durban e da Cidade do Cabo terem ficado em locais turísticos também aumenta a frequência — opinou.

O ministro das Finanças da África do Sul, Pravin Gordhan, também acredita no sucesso da próxima Copa, no Brasil.

— Os brasileiros que vieram a África do Sul estão entre os que mais gastaram. Não eram muitos (sete mil, segundo cálculos da Embratur), mas vieram com entusiasmo. Há lições que sempre podem ser aprendidas, e o Brasil pode ver as áreas de construção de estradas, investimentos em turismo receptivo e a qualidade de nossos estádios, onde geramos boa parte de 130 mil empregos — disse Gordhan.

Atrasos na construção de estádios e nas obras do setor de transporte provocaram um estouro ainda maior no orçamento do governo sul-africano para a Copa do Mundo. São outra lição. O ministro da Gordhan admitiu que o valor ficará entre 3 e 5 bilhões de rands (de R$ 750 milhões a R$ 1,25 bilhão) acima dos 33,6 bilhões de rands (R$ 8,30 bilhões) orçados.

Com números até fevereiro de 2010, a África do Sul gastou 11,7 bilhões de rands (R$ 2,92 bilhões) nas obras de construção e reforma de estádios, que já representam um número superior ao orçado, há quatro anos, de 8,5 bilhões de rands (R$ 2,12 bilhões).

No entanto, levantamento feito pelo GLOBO, no fim de maio passado, junto às empresas e prefeituras responsáveis pelas obras nos dez estádios da Copa, havia revelado um total de 17,8 bilhões de rands (R$ 4,45 bilhões) gastos.

Outro dado relevante fornecido pelo ministro foi sobre o impacto ainda menor da Copa do Mundo-2010 na economia da África do Sul. No início do ano, o governo previra 1% de crescimento do PIB, mas teve de rever o cálculo para 0,5%, em abril. Sexta-feira, Gordhan reviu para 0,4%:

— Isso significa algo como 38 bilhões de rands (R$ 9,5 bilhões) no PIB — informou.

Um “rombo” nas contas africanas

Johannesburgo (AG) - Atrasos na construção de estádios e nas obras do setor de transporte provocaram um estouro ainda maior no orçamento do governo sul-africano para a Copa do Mundo. O ministro da Fazenda da África do Sul, Pravin Gordhan, admitiu hoje que o valor ficará entre 3 e 5 bilhões de rands (de R$ 750 milhões a R$ 1,25 bilhão) acima dos 33,6 bilhões de rands (R$ 8,30 bilhões), ao responder à pergunta de uma jornalista, que quis saber sobre como lidar com as dificuldades de algumas prefeituras, ainda este ano, entrando no vermelho, por conta da previsão de estouro de 7 bilhões de rands (R$ 1,25 bilhão).

- Ainda não temos a conta fechada, mas não acredito que chegará aos 7 bilhões de rands - acrescentou o ministro.

Em entrevista coletiva, esta semana, no Centro de Imprensa do Estádio Soccer City, Pravin Gordhan apresentou números do orçamento da Copa apenas até fevereiro de 2010. Na planilha distribuída aos jornalistas, constam gastos de 11,7 bilhões de rands (R$ 2,92 bilhões) nas obras de construção e reforma de estádios, que já representam um número superior ao orçado, há quatro anos, de 8,5 bilhões de rands (R$ 2,12 bilhões).

No entanto, levantamento feito pelo GLOBO, no fim de maio passado, junto às empresas e prefeituras responsáveis pelas obras nos dez estádios da Copa, havia revelado um total de 17,8 bilhões de rands (R$ 4,45 bilhões) gastos nesse quesito.

Outro dado relevante fornecido pelo ministro foi sobre o impacto ainda menor da Copa do Mundo-2010 na economia da África do Sul. No início do ano, o governo previra 1% de crescimento do PIB, mas teve de rever o cálculo para 0,5%, em abril. Gordhan apresentou um novo resultado:

- A Copa do Mundo vai provocar um impacto de 0,4% no Produto Interno Bruto (PIB). Isso significa algo como 38 bilhões de rands (R$ 9,5 bilhões) no PIB - informou o ministro.

Segundo Gordhan, o megaevento provocou a criação de 130 mil empregos, principalmente nas áreas de construção de estradas e estádios, além de transportes e indústria hoteleira e de turismo receptivo. - Os benefícios de organizar uma Copa do Mundo vão continuar no país durante longo tempo após o evento - concluiu o ministro.

O entusiasmo pela Copa no governo sul-africano indica que o país vai lançar sua candidatura à sede às Olimpíadas de 2020. Isso deverá acontecer no dia 11 de julho, quando o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, estará em Johannesburgo para assistir à final da Copa do Mundo, a convite da Fifa e do governo do país. Ontem, o presidente sul-africano, Jacob Zuma, deu outra pista de que isso irá acontecer, numa entrevista ao site de Internet da Fifa. - Não vejo por que não podemos nos candidatar a sediar as Olimpíadas - disse Zuma ao site. - As pessoas já estão falando sobre essa possibilidade, e nós estamos apoiando isso. Zuma disse ainda que a Copa do Mundo está provando não apenas a capacidade da África do Sul de organizar megaeventos, mas de todo o continente africano.
Fonte: Tribuna do Norte

Tremores de terra no RN e mais três estados estão sendo observados


Os tremores de terra no nordeste, que antes eram mais observados em determinados lugares da região, passaram a ser identificados nos últimos anos em diversas outras cidades nordestinas. A afirmação é do coordenador do Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Joaquim Mendes Ferreira. Os abalos no Rio Grande do Norte, Bahia, Ceará e Pernambuco serão discutidos na 62ª Reunião Anual da SBPC, que acontece de 25 a 30 de julho, em Natal.

“Estamos detectando atividade sísmica em várias localidades no nordeste onde não sabíamos que havia”, conta. “Só neste ano ocorreram abalos sísmicos em cidades dos estados da Bahia, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte”, enumera. O especialista abordará esse assunto em uma conferência que fará na 62ª Reunião Anual da SBPC – evento que a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) realizará de 25 a 30 de julho em Natal (RN).

O mais recente foi registrado na semana passada em Tacaimbó, também no agreste de Pernambuco. Já o de maior magnitude, que atingiu 4,3 graus na escala Richter – em uma graduação de 0 a 10 –, ocorreu no início deste ano em Taipu, no Rio Grande do Norte, e foi sentido em um raio de 350 quilômetros, atingindo Natal, Recife e João Pessoa. Mas não há motivos para pânico. A série histórica dos dados mostra que os abalos no nordeste são de intensidade ligeira, ou seja, não costumam causar grandes danos. Dificilmente atingem magnitude acima de 5 graus na escala Richter.

De acordo com Ferreira, a constatação de um maior número de tremores no nordeste se deve à melhoria na comunicação e ao aprimoramento dos instrumentos de monitoramento de atividade sísmica disponíveis na região. Isso possibilita detectar com maior precisão e rapidez abalos sísmicos que antes poderiam passar despercebidos.

O geofísico explica que geralmente acontecem ciclos de atividade sísmica com maior intensidade, seguidos de outros com menor magnitude, como os que estão ocorrendo no nordeste nos últimos anos. Mas como esses ciclos não possuem uma certa duração, é impossível prever quando os próximos tremores ocorrerão. O que já se sabe é que os abalos ocorrem no nordeste na forma batizada pelos sismólogos de “enxame”, ou seja, ocorrem vários sismos por dia, durante muito tempo, causando pânico na população.

Causas – O que os especialistas ainda não conseguiram explicar é porque há maior atividade sísmica na região do que em outras no Brasil. Uma das hipóteses é que a crosta continental de algumas áreas do nordeste é menos espessa do que a de outras do País e, portanto, menos estável e mais propensa a abalos sísmicos.

Realizando pesquisas na área na região desde 1975, uma das descobertas do grupo de pesquisadores do Laboratório Sismológico da UFRN é que os tremores que estão ocorrendo, principalmente, em Pernambuco, estão relacionados à proximidade com uma ramificação do “lineamento de Pernambuco”, como é denominada uma falha geológica de aproximadamente 700 quilômetros, com cerca de 30 quilômetros de profundidade, que corta o estado. Isso já foi comprovado por eles.

Entretanto, eles ainda não conseguiram demonstrar que a atividade sísmica observada em outras cidades do nordeste, como em Sobral, no Ceará, tem relação direta com outro lineamento, o “Sobral-Pedro II”, situado próximo à região. “Há regiões no nordeste que estão sendo reativadas e outras mais propensas a terem atividade sísmica e que até agora, pelo menos, não está acontecendo nada”, diz. “Isso demonstra o quanto é difícil explicar as causas dos abalos sísmicos”.

Serviço: A palestra do geofísico Joaquim Mendes Ferreira será realizada no dia 28 de julho, às 10h00, durante a 62ª Reunião Anual da SBPC, que acontecerá no campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O evento, cujo tema é “Ciências do mar: herança para o futuro”, contará com centenas de atividades, entre conferências, simpósios, mesas-redondas, grupos de trabalho, encontros e sessões especiais, além de apresentação de trabalhos científicos e minicursos. Veja a programação em www.sbpcnet.org.br/natal/home/

Da redação do DIARIODENATAL.COM.BR

Ronaldo Soares bota prefeito de Assu num canto de parede

Em Assu a política está pegando fogo depois que o ex-deputado estadual Ronaldo Soares (PR) declarou na Rádio Princesa do Vale que está de volta ao cenário político estadual.
Analistas políticos da cidade interpretaram a declaração de Ronaldo como uma ameaça ao prefeito Ivan Junior (PP) que chegou ao poder pelas suas mãos.

Dizem que Ronaldo quer porque quer o apoio integral do prefeito e de todos os secretários municipais e vereadores integrantes do sistema a candidatura do seu filho George Soares (PR) a deputado estadual. Bem como o apoio a candidatura a governador de Iberê Ferreira de Sousa (PSB). Algo impossível de acontecer a esta altura do campeonato, dizem os analistas. Ivan está fechado com Rosalba Ciarlini (DEM).

Ronaldo não quer ficar desmoralizado no seu próprio reduto eleitoral. Ele é coordenador da campanha de Iberê no Vale do Assu.
Rompendo com Ivan, Ronaldo terá o discurso formado contra o prefeito: de que ele não apóia a candidatura de George e nem a de Iberê.
Ronaldo ameaça volta a cena política como candidato a prefeito de Assu. O que atrapalharia os planos de reeleição de Ivan Junior.

Moral da estória: Ronaldo está botando Ivan num canto de parede.

Escrito por Robson Pires