i

segunda-feira, 12 de abril de 2010

PREFEITURA DE IPANGUAÇU COM NOVO ENDEREÇO ELETRÔNICO




A acessória de empresa da Prefeitura de Ipanguaçu comunica que a Prefeitura Municipal de Ipanguaçu está com o novo endereço eletrônico que é o: www.ipanguacu.rn.gov.br
O site da prefeitura estará agora atendendo as necessidades da população e da empresa.

PUBLICIDADE:


Preparo do solo para plantio deve alcançar um total de 550 agricultores em Ipanguaçu


Um dos municípios do Estado contemplados pelo programa Terra Pronta, operacionalizado numa parceria entre as prefeituras, a Petrobras e a Emater/RN, Ipanguaçu deverá totalizar este ano 550 pequenos proprietários rurais beneficiados com o corte de seus imóveis rurais com vistas ao plantio da safra agrícola.
A projeção foi feita pelo secretário municipal de Agricultura e Pesca, José Ferreira da Cunha, "Ferreirinha". "Nós contamos com oito tratores realizando o corte de terra em Ipanguaçu", declarou.
O secretário municipal registrou que por orientação do prefeito Leonardo Oliveira (PT) a administração local assumiu inteira responsabilidade pela contratação dos tratores e o pagamento da mão-de-obra na execução do corte de terra.
O município este ano foi atendido com uma doação de 10 mil litros de óleo Diesel feita pela companhia estatal petrolífera. O trabalho de assistência técnica aos agricultores é realizado pelos técnicos da Emater. "Nosso esforço está sendo no sentido de atingir a maior quantidade possível de proprietários", registrou o auxiliar.
"Ferreirinha" solicitou que os produtores "tenham um pouco de paciência" porque a recomendação é de que o processo de preparação das terras para o cultivo chegue a todos.
"Pedimos a compreensão de todos porque iremos atender a todas as comunidades do município", reiterou. O secretário frisou que o órgão decidiu intensificar a atividade com a chegada das primeiras chuvas fortes que acentuam o prenúncio de um bom inverno.
"O trabalho de corte de terra está fluindo bem e vamos torcer que o inverno seja bom e todos os produtores possam conseguir uma boa colheita", exclamou.
SEGURO-SAFRA
O secretário municipal de Agricultura e Pesca informou que aconteceu no final de março último o pagamento da primeira de um total de cinco parcelas do Seguro-Safra, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), atendendo aos proprietários rurais que se inscreveram no ano agrícola 2008/2009 e tiveram frustração de safra por conta do excesso do período invernoso que fez de Ipanguaçu um dos municípios mais castigados pelas inundações no exercício passado.
"Este ano tivemos 160 produtores rurais inscritos, mas vamos esperar que haja um bom inverno e ninguém necessite deste dinheiro", concluiu.

Fonte: O Mossoroense

PUBLICIDADE:


Sindicalista rural destaca importância da Central de comercialização para agricultores de Ipanguaçu


"Este é um dos principais empreendimentos já realizados em prol dos agricultores do Rio Grande do Norte". Assim se expressou o presidente em exercício do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ipanguaçu, João Batista Mota de Oliveira, "João das Peças", ao se referir à recém-inaugurada Central de Comercialização de Produtos e Serviços da Agricultura Familiar. "Sem dúvida é um grande passo que foi dado para facilitar a vida do produtor na hora de vender sua produção sem a interferência do atravessador", completou.
"João das Peças" disse que historicamente a comercialização sempre se constituiu no grande gargalo, principalmente para os pequenos produtores rurais potiguares. "Todo mundo sabe que o maior problema do pequeno produtor é na hora de comercializar seus produtos, e por conta desta barreira ele acaba cedendo aos intermediadores que acabam faturando mais em relação a preço que pagam pela aquisição dos produtos", contou o dirigente sindical rural. Para ele, com o advento da Central de Comercialização, este obstáculo está definitivamente superado.
As obras físicas da nova Central de Comercialização de Produtos e Serviços da Agricultura Familiar foram inauguradas em março pelo governo do Estado e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). A unidade sé dotada de área para feira livre, câmaras frias, padaria, açougue, boxes de artesanato, quatro auditórios, setores de administração e gerenciamento, área para descarga de caminhões e estacionamento para 80 veículos e funcionará nos moldes de um supermercado. Foram investidos cerca de R$ 1,4 milhão, oriundos de um convênio com MDA e a Secretaria da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE).
INVESTIMENTO

Do total de recursos, o MDA repassou R$ 800 mil, enquanto que coube à Sape contrapartida da ordem de mais de R$ 667 mil. Para a aquisição dos equipamentos, mobiliário, castelo d'água, caminhões e outros itens serão aplicados mais R$ 1,5 milhão, cujos processo licitatório já se encontra em andamento. Desta forma, foram aplicados mais de R$ 3 milhões, fora a área do terreno que foi doada pelo governo do estado, por meio da Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa/RN). A Central de Comercialização está edificada num terreno de 5.057,39 metros quadrados, dos quais 2.780 metros quadrados são de área construída. 
Fonte: O Mossoroense 

PUBLICIDADE: