i

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Prefeitura de Ipanguaçu inaugura biblioteca pública.

Há dez anos população não contava com o serviço

A Prefeitura de Ipanguaçu inaugurou no último sábado (25) uma biblioteca pública. O município, com 13,9 mil habitantes não contava com o serviço há mais de 10 anos. O projeto foi desenvolvido através de parceria entre os poderes públicos municipal e federal. A cerimônia de inauguração foi aberta pela Banda Filarmônica Municipal Elizaldo Rodrigues dos Santos, formada por crianças e jovens.

Em seu discurso, o prefeito Leonardo Oliveira enfatizou a importância da biblioteca para a população em geral, sobretudo para os estudantes, e disse que pretende ampliar o acervo em breve. “Estou muito feliz em poder entregar uma biblioteca à população Ipanguaçuense, que esperava há anos por uma obra tão importante como esta. Esse espaço é de grande importância para todos, sejam crianças ou adultos. Estamos semeando conhecimento, cultura e educação entre a nossa população”, disse.

A biblioteca recebe o nome do ipanguaçuense Manoel Nunes Filho, que foi professor da rede estadual. “Professor Dadá”, como era mais conhecido, foi também líder comunitário e grande prestador de serviços à comunidade.

Para Dona Maria Aparecida da Silva, de 52 anos, da comunidade de Pedrinhas a biblioteca é um antigo sonho que se realiza. “Um dos meus sonhos era ver a biblioteca inaugurada, pois gosto muito de ler. O importante é acreditar e não desistir, e parece que esse prefeito é assim, não desiste nunca, e trouxe de volta um instrumento que precisa ser sempre muito valorizado, o livro”, afirmou Maria Aparecida.

A biblioteca conta com um acervo de 3 mil livros, além de dois computadores, um televisor, um DVD player, aparelho de som, mesas, cadeiras e pufes para que os amantes da literatura possam ter conforto na hora da leitura.

Após a inauguração, a população pôde conferir diversas apresentações no Espaço Cultural Nossa Senhora de Lourdes, realizadas por beneficiários de programas como o ProJovem Adolescente e Ação Criança, além de alunos da rede pública de ensino e uma encenação do grupo de Teatro da Secretaria de Cultura composta por crianças e adolescentes: “O nascimento de São João Batista”. Quadrilhas Juninas do grupo de Idosos e outras também ocorreram na noite, encerrada com a animação das bandas Deixe Cum Nós e A’Rapaziada.

Mais fotos no link abaixo:

Terminam nesta semana prazos para registro de dados de beneficiários do Bolsa Família

bolsa-familia

Brasília - Os prazos para registro de informações relativas à saúde e educação dos beneficiários do Programa Bolsa Família terminam nesta semana. O prazo para informar a frequência escolar referente a abril e maio vai até quarta-feira (29) e o da agenda de saúde até sexta-feira (1º).
As informações abrangem 8,2 milhões de alunos e 5,7 milhões de famílias. As prefeituras e os ministérios da Educação (MEC) e Saúde são parceiros do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) na gestão do programa de transferência de renda.
Relatórios parciais apontam que 53% dos 10,7 milhões de famílias tiveram os dados registrados no sistema do Ministério da Saúde e 55% dos 16,7 milhões de alunos de 6 a 17 anos, no aplicativo do MEC.
A presença de crianças e adolescentes na escola é acompanhada bimestralmente pelo MDS e pelo Ministério da Educação.
Para continuar a receber a transferência de renda, os alunos de 6 a 15 anos precisam assistir, no mínimo, a 85% das aulas a cada mês. A exigência para adolescentes de 16 e 17 anos é de 75% das aulas. No primeiro bimestre escolar, 85% foram monitorados.
Além da frequência escolar, os beneficiários do Bolsa Família precisam manter atualizado o cartão de vacinação das crianças até 7 anos de idade, seguir as instruções do Ministério da Saúde e conduzir os filhos para serem medidos e pesados nos postos municipais.
A contrapartida das gestantes é fazer o pré-natal. Nesse caso, as informações são referentes ao monitoramento do primeiro semestre deste ano.
O acompanhamento das contrapartidas é fundamental para melhorar a situação de vida dos cerca de 12,9 milhões de famílias atendidas pelo programa de transferência condicionada de renda. O descumprimento por cinco vezes leva ao cancelamento do benefício.
As prefeituras que não encaminham as informações deixam de receber recursos destinados pelo MDS à gestão do Bolsa Família.
Fonte: Agência Brasil

Arena das Dunas é o que mais preocupa organizadores da Copa 2014

O Jornal Estado de São Paulo publicou matéria sobre a situação das 12 cidades sedes da Copa do Mundo de 2014.
O Estádio das Dunas, de Natal, é o que mais preocupa os organizadores da Copa. Confira a matéria:
Natal (RN)
Em um improvável ranking de cidades que mais preocupam os organizadores da Copa, Natal despontaria como forte concorrente a líder. Para começar, havia do Governo Estadual a garantia de um novo aeroporto operado por concessão. A licitação não saiu e a obra está quase descartada. As atenções se voltam para a ampliação de um terminal já bastante inchado em Parnamirim (Grande Natal). Como se não bastasse, a Arena das Dunas também está parada. Projeto e licitação demoraram e, assim, as obras não começaram. Para a infraestrutura urbana, o governo realizou licitação para dois túneis numa das principais ligações da cidade, mas não apareceram concorrentes e um novo processo licitatório será feito. O ponto positivo é a estrutura hoteleira, com 26 mil leitos. / ANNA RUTH DANTAS
Publicado por Robson Pires,