i

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Prefeitura de Ipanguaçu recupera prédios desativados e os transforma em Unidades Básicas de Saúde na zona rural

O prefeito de Ipanguaçu Leonardo Oliveira visitou na manhã desta quarta-feira (21) as obras de quatro Unidades Básicas da Saúde da Família nas comunidades rurais de Angélica, Capivara, Língua de Vaca e Tira Fogo. São prédios pertencentes ao município e que estavam desativados, não cumprindo a finalidade de servir à população. Além de estarem sendo reformadas e ampliadas, as instalações das Unidades serão dotadas de equipamentos para atendimentos médicos e odontológicos.

De acordo com Leonardo Oliveira, estas Unidades de Saúde são estrategicamente muito importantes para o atendimento da população ipanguaçuense. “As famílias não precisarão mais se deslocar para a Zona Urbana para serem atendidas, pois, com o resgate desses prédios públicos, terão atendimento próximo de suas casas. Na comunidade de Tira Fogo os equipamentos devem chegar já nas próximas semanas”, informou o prefeito.

A implantação das Unidades beneficiará mais de 500 famílias no campo. A secretária de Saúde de Ipanguaçu, Sumaira Fonseca, destaca que as comunidades não estão desassistidas. Atualmente, uma Unidade Móvel de Saúde percorre cada uma das comunidades rurais. “A unidade fixa vai propiciar à população um melhor conforto. A reforma traz muitos benefícios em termos de atendimento”, frisa a secretária.

Computadores portáteis revolucionam a educação básica na rede municipal de Ipanguaçu

 Para cada aluno, um laptop. Professores relatam melhoria no desempenho escolar


Um computador por aluno. Essa é a proposta do projeto UCA, que já revoluciona a educação de centenas de crianças no município de Ipanguaçu. O programa, implantado no último mês de junho, é fruto de uma parceria entre o Ministério da Educação, que doou 350 computadores portáteis (laptops), e a Prefeitura de Ipanguaçu, que investiu mais de R$ 138 mil em reforma e ampliação de salas de aula, aquisição de armários e também de mesas e cadeiras padronizadas, específicas para cada série e idade. Os resultados já aparecem, e são bastante animadores.

Para a maioria dos 600 alunos da educação básica atendidos pelo UCA na Escola Municipal Maria Rizomar, no Conjunto Habitacional Presidente Lula, o projeto é a primeira oportunidade de contato com um computador. Mas, mesmo entre a minoria que já fez uso da ferramenta anteriormente, as professoras percebem que há um nítido aumento de desempenho. “Os alunos estão se empenhando mais na sala de aula. O alfabeto e os números são reconhecidos com facilidade. O projeto é um grande avanço para a educação no município” disse a professora Maria de Lourdes Bezerra.

Os computadores tem um design diferente, pensado para facilitar o manuseio de crianças de todas as idades, e também para que sejam atraentes para esse público. De acordo com os professores, há todo um planejamento para as atividades que envolvem o uso dos computadores, carinhosamente apelidados como “uquinhas”. A aluna Maria Jenifer dos Santos de Souza, 6 anos de idade, disse que adora os jogos do computador. A aluna se refere aos mais de dez jogos educativos que estimulam o aprendizado dos conteúdos vistos em sala de aula.

A intenção da prefeitura de Ipanguaçu é investir agora na climatização de todas as salas de aula da escola municipal, informa a secretária de Educação Jeane Dantas. “Dentro da nossa proposta de contínua melhora da educação oferecida aos nossos alunos, o prefeito Leonardo Oliveira pretende fazer desta uma escola modelo, que seja referência em toda a região, oferecendo educação de qualidade e conforto para nossos alunos”, informa Jeane.

TCE e Escola de Contas promovem seminário para municípios


O Tribunal de Contas do Estado, por intermédio da Escola de Contas Professor Severino Lopes de Oliveira, promoverá, no período de 25 a 30 de julho, para três grupos diferentes de municípios, seminário de atualização dos órgãos municipais sobre o SIAI 2011.
Os seminários tratarão também sobre outros procedimentos referentes ao controle externo. Os municípios potiguares serão divididos por turmas, cada uma com duração de dois dias.A primeira turma será reunida nos dias 25 e 26 de julho; a segunda, nos dias 27 e 28; e a terceira, nos dias 29 e 30 de julho. Os seminários serão realizados no Hotel Vila do Mar, das 8h às 18h.

Para cada seminário, os municípios poderão dois ou três servidores da prefeitura e mais dois servidores da Câmara Municipal.
As inscrições podem ser feitas pela internet no site do TCE-RN - www.tce.rn. gov.br, clicando-se em Escola de Contas e no link "Seminário de Atualização de Gestores" na turma reservada para sua região.
Mais informações poderão ser obtidas junto à Escola de Contas, por intermédio da Coordenação Geral e da Coordenação de Capacitação e Desenvolvimento Profissional (3642 7325).

VEJA O CRONOGRAMA DAS CAPACITAÇÕES 
SEMINÁRIO - PERÍODO I 
25 E 26 DE JULHO51 MUNICÍPIOS:

Acari, Afonso Bezerra, Angicos, Angicos, Alto do Rodrigues, Barcelona, Bodó, Caicó, Caiçara do Rio do Vento, Campo Redondo, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Coronel Ezequiel, Cruzeta, Currais Novos, Equador, Fernando Pedroza, Florânia, Guamaré, Ipanguaçu, Ipueira, Jardim de Angicos, Jaçanã, Japi, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, Jucurutu, Lagoa Nova, Lagoa de Velhos, Lajes, Lajes Pintadas, Macau, Ouro Branco, Parelhas, Pedra Preta, Pedro Avelino, Pendências, Riachuelo, Ruy Barbosa, São Paulo do Potengi, Santa Cruz, Santana do Matos, Santana do Seridó, São Bento do Trairi, São Fernando, São João do Sabugi, São José do Seridó, São Tomé, Serra Negra do Norte, Tenente Laurentino Cruz e Timbaúba dos Batistas.

SEMINÁRIO - PERÍODO II
27 E 28 DE JULHO
58 MUNICÍPIOS:
Água Nova, Alexandria, Almino Afonso, Antônio Martins, Apodi, Areia Branca, Assu, Baraúna, Campo Grande, Caraúbas, Carnaubais, Coronel João Pessoa, Doutor Severiano, Encanto, Felipe Guerra, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, Governador Dix-sept Rosado, Grossos, Itajá, Itaú, Janduís, João Dias, José da Penha, Lucrécia, Luís Gomes, Major Sales, Marcelino Vieira, Martins, Messias Targino, Mossoró, Olho d´Água do Borges, Paraná, Paraú, Patu, Pau dos Ferros, Pilões, Portalegre, Porto do Mangue, Rafael Fernandes, Rafael Godeiro, Riacho da Cruz, Riacho de Santana, Rodolfo Fernandes, São Francisco do Oeste, São Miguel, São Rafael, Serra do Mel, Serrinha dos Pintos, Severiano Melo, Taboleiro Grande, Tenente Ananias, Tibau, Triunfo Potiguar, Umarizal, Upanema, Venha-Ver e Viçosa.

SEMINÁRIO - PERÍODO III
29 E 30 DE JULHO
58 MUNICÍPIOS:
Arez, Baía Formosa, Bento Fernandes, Boa Saúde, Bom Jesus, Brejinho, Caiçara do Norte, Canguaretama, Ceará-Mirim, Espírito Santo, Extremoz, Galinhos, Goianinha, Ielmo Marinho, Jandaíra, João Câmara, Jundiá, Lagoa d´Anta, Lagoa de Pedras, Lagoa Salgada, Macaíba, Maxaranguape, Montanhas, Monte Alegre, Monte das Gameleiras, Natal, Nísia Floresta, Nova Cruz, Parazinho, Parnamirim, Passa e Fica, Passagem, Pedra Grande, Pedro Velho, Poço Branco, Pureza, Rio do Fogo, Santa Maria, São Bento do Norte, Santo Antônio, São Gonçalo do Amarante, São José do Mipibu, São José do Campestre, São Miguel do Gostoso, São Pedro, Senador Elói de Souza, Senador Georgino Avelino, Serra Caiada, Serra de São Bento, Serrinha, Sítio Novo, Taipu, Tangará, Tibau do Sul, Touros, Várzea, Vera Cruz e Vila Flor.

Fonte: O Mossoroense

Festa de Sant'Ana, um patrimônio

A mais tradicional festa do Seridó tem início hoje, em Caicó, prosseguindo até dia 31 deste mês


No encerramento do evento, o Iphan entregará o título de reconhecimento à festa, terceira do país a receber tal comenda Foto: Eduardo Maia/DN/DA Press
A tradicional Festa de Sant'Ana, que começa hoje e encerra no dia 31, tem um componente a mais este ano para incrementar os festejos, atrair turistas e encher o povo seridoense de orgulho de sua terra. O bispo da Diocese de Caicó, Dom Manuel Delson Pedreira da Cruz, e o prefeito da cidade, Bibi Costa, além de outras instituições que promovem o evento vão receber no último dia de comemorações, das mãos de representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o título de reconhecimento da Festa de Sant'Ana como Patrimônio Imaterial Cultural do Brasil. Esta é a primeira edição da festa após a inscrição no Livro de Registro das Celebrações que aconteceu no dia 10 de dezembro de 2010. Apenas as festas religiosas do Círio de Nazaré, na cidade Belém do Pará, e a Festa do Divino Espírito Santo, em Pirenópolis (Goiás), têm o mesmo título.

Para o prefeito de Caicó, Bibi Costa, o reconhecimento é um verdadeiro atestado do patrimônio que jáexiste e motiva não apenas as autoridades a trabalharem mais, como o próprio seridoense a entender a grandeza deste evento. "Isso nos enche não apenas de orgulho, mas sobretudo de responsabilidade para mover todos os meios de preservar essa cultura e possibilitar aos visitantes um evento de qualidade", disse o prefeito. O bispo da Diocese de Caicó, Dom Manuel Delson Pedreira da Cruz, também exaltou o reconhecimento. Para ele, a festa ganha um valor enorme com esse título aumentando mais ainda o peso cultural, religioso e social que o evento já congrega. "Como igreja sentimos uma grande satisfação por esse título, não apenas porque são poucas festas religiosas no país que o detém, mas porque sabemos do efeito simbólico e devoção que é muito grande para todas as famílias do Seridó", ressaltou o bispo.

Segundo explica o arqueólogo do Iphan, Onésimo Santos, o principal efeito deste reconhecimento é que, a partir de agora, o Iphan poderá trabalhar na elaboração de projetos que visem a preservação da festa. Nos dois dias seguintes à cerimônia de entrega acontecerão as primeiras reuniões sobre o Plano de Salvaguarda da festa. Entre as diretrizes estabelecidas durante a instrução do processo de registro para sua salvaguarda estão: a implantação de ações que incentivem e garantam a transmissão dos saberes das mestras de chouriço e do ofício das bordadeiras; a implementação de um Programa de Educação Patrimonial em escolas da rede pública para difundir o conhecimento a respeito do patrimônio cultural nacional e local; e a criação de um Memorial de Sant'Ana e de um roteiro histórico da festa para que visitantes e moradores de Caicó tenham contato com os principais monumentos e lugares importantes dessa localidade. 


Fonte: Diário de Natal

+ Mais 

INSS vai realizar concurso público

A presidenta Dilma Rousseff, atendendo a pedido apresentado na tarde de ontem pelo ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, autorizou, em caráter excepcional, a realização de concurso público para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O concurso deverá ser realizado ainda este ano.

Todas as vagas serão abertas nas novas agências do Plano de Expansão da Rede de Atendimento (PEX). Nos próximos dias, técnicos dos dois ministérios (Previdência e Planejamento) se reunirão para definir a quantidade de vagas e os cargos para os quais será realizado o concurso público. A ministra Miriam Belchior também participou da audiência no Palácio do Planalto.

O Plano de Expansão, iniciado em 2009, prevê a implantação de 720 novas agências da Previdência Social em cidades com mais de 20 mil habitantes que não possuem unidades fixas prestando todos os serviços previdenciários. Desse total, 71 já foram inauguradas. Até o final de 2014 as 649 unidades restantes deverão ser entregues à população. Segundo o ministro Garibaldi Alves, ao autorizar o concurso a presidenta Dilma Rousseff destacou que é prioridade do seu governo expandir e melhorar o atendimento prestado aos beneficiários da Previdência Social.

Todas as agências possuem equipamentos modernos de informática, mobiliário novo, dispositivos de segurança e acessibilidade para idosos e portadores de necessidades especiais. As novas agências reduzirão a necessidade de deslocamento do cidadão entre municípios para serem atendidos pela Previdência.

Fonte: Tribuna do Norte

17 famílias continuam desabrigadas

 O açude Pataxó continua sangrando e a expectativa é de mais chuvas para este final de semana, começando, provavelmente, a partir de amanhã. O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) prevê tempo nublado com chuvas em todo o Nordeste, pelo menos até domingo, 24. O transbordamento deste açude e de outros dois à montante da barragem Armando Ribeiro - Garbalheiras, em Acari, e Cruzeta - devolve às famílias de Ipanguaçu o medo de novos alagamentos.

A reportagem do JORNAL DE FATO esteve ontem no município, visitando quatro das 17 famílias que ainda estão desabrigadas, desde as cheias do começo do ano. Há três meses, homens, mulheres e crianças dividem duas escolas desativadas na localidade de Baldum, distante 5km da sede do município, sem perspectiva de retornar às suas casas.

Todas essas pessoas moravam na beira do rio Pataxó, no extremo com o bairro Maria Romana, o mais afetado com as cheias, e tiveram suas casas alagadas ou destruídas pela força das águas. As famílias estão abrigadas em um único vão de antigos grupos escolares, dividindo as moradias com lonas plásticas e lençóis.

Num desses lugares estão abrigados nove adultos, sendo uma gestante e seis crianças. Os banheiros são coletivos e áreas comuns divididas para todos, ainda assim, as famílias mantêm o bom humor. Sorridente, Maria Vanessa, com dois filhos pequenos, esclarece que não tem para onde ir. "Só saio daqui se a Prefeitura me der uma casa", disse. Sem emprego e sem marido, ela depende da mãe, que está na mesma situação.

Vanderléia da Silva divide um desses espaços com uma filha, o marido e duas irmãs. A situação não é das melhores, mas, sem alternativas, ela se diverte com a própria sorte. "Até já me acostumei aqui", brinca.

Recentemente, o Serviço Social do Município precisou intervir na outra escola porque foi detectado problema de higiene. Sem terem o que fazer, famílias resolveram levar animais para o local, inclusive porcos. Além do teto, a Prefeitura ajuda com alimentação e acompanhamento social e psicológico.

AÇÃO
A Prefeitura não sabe quando resolverá essa situação. Enquanto isso, espera o início das obras de macrodrenagem do rio Pataxó, orçada em R$ 7,3 milhões, liberados nesta semana pelo Ministério da Integração Nacional. A obra deve começar nos próximos 120 dias e vai limpar o manancial da altura do Pataxó até a localidade de Arapuá, no encontro com o rio Assú.

Fonte: Jornal de Fato/Jota Paiva

Oeste envia menos pacientes para o HRTM

Os hospitais da região Oeste, com os investimentos feitos até agora pelo Governo do Estado, já estão enviando menos pacientes para o HRTM, de Mossoró
Com os investimentos realizados nos últimos quatro meses nos hospitais regionais de Pau dos Ferros, Apodi e Caraúbas, o Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia, de Mossoró, já registra queda no número de pacientes vindos do Alto Oeste Potiguar.
Segundo o secretário Estadual de Saúde, Domício Arruda, estes são os primeiros efeitos do processo de regionalização dos serviços de saúde no Rio Grande do Norte, que passa essencialmente pelo fortalecimento das unidades hospitalares regionais.
Ainda conforme o secretário, os investimentos nos hospitais regionais continuam. Em Apodi, por exemplo, está sendo instalado um aparelho de raios-x e investidos cerca de R$ 300 mil na estrutura física. Estão sendo recuperados pronto-socorro, centro cirúrgico, enfermarias etc.
No hospital regional de Pau dos Ferros, que atende uma região de quase 250 mil habitantes de 36 cidades, o diretor-geral Etelânio Vieira Figueiredo informou que houve avanços nos setores de anestesista, cirurgião e pediatria, que estão com escalas completas.
Ainda com relação a médicos, falta ortopedista e neurologista. Na cardiologia, o diretor observou um grande avanço com a implantação da telemedicina. Também destacou que o hospital recebeu reforço nos leitos de UTI (5), com contratação de profissionais.
Etelânio Figueiredo destacou que no mês de agosto todas as escalas vão estar completas. Ao mesmo é esta a expectativa passada pela Secretaria Estadual de Saúde. Atualmente, pacientes com fratura em Pau dos Ferros não estão sendo enviados para Mossoró.
O diretor-geral observou uma medida que humanizou e melhorou muito o funcionamento do Hospital Regional de Pau dos Ferros. Trata-se da orientação do Ministério Público para o hospital suspender os atendimentos ambulatoriais. Isto fez reduzir em 70% os atendimentos.
Nestes casos, as pessoas com necessidades de atendimento ambulatorial estão sendo encaminhadas pelo setor de triagem para os postos de saúde e equipes de Programa de Saúde da Família dos municípios. Na opinião do diretor, a população da região está compreendendo.
Em Caraúbas, o diretor-geral Alfredo José, do Hospital Regional Aguinaldo Pereira da Silva, que atende a população de 220 mil habitantes de 13 cidades da região, explicou que o número de atendimento no hospital aumentou quatro vezes com os investimentos feitos no hospital.
"Os partos que antes eram enviados para as cidades de Almino Afonso e Mossoró, agora são feitos em Caraúbas", destaca Alfredo José, lembrando que também várias outras cirurgias também são feitas no hospital e alguns poucos casos são enviados para Mossoró. Elogiou a telemedicina, pela agilidade no diagnóstico nos casos de cardiopatia.
Já o hospital Regional Hélio Marinho, de Apodi, os investimentos na infraestrutura, equipamentos e profissionais estão em andamento, segundo relata o diretor Ivanildo Lima de Oliveira, que trabalha com a perspectiva de avanços já para o mês de agosto e setembro. Também já reduziu o enviou de pacientes para o HRTM, de Mossoró.

No HRTM, em Mossoró, o diretor Ney Robson disse que ainda existem problemas para fechar a escala médica de pediatras e ortopedistas. Garante que os investimentos feitos na unidade melhoraram o atendimento à população. Tornou mais humano.
Esta informação é contestada pelo engenheiro Marcos Vinícius. "Saí doente ontem (terça-feira) com o descaso no HRTM... muitas pessoas jogadas no corredor!! cena lamentável", relata. O diretor disse que a população precisa compreender e reconhecer os esforços que estão sendo feitos pelo Governo do Estado para garantir o atendimento de saúde na região.
Compreendendo ou não, o quadro geral na saúde pública na região oeste teve um pequeno avanço com os investimentos nos hospitais regionais. A redução no número de atendimento de pacientes do Oeste no HRTM é o reflexo da regionalização da saúde pública. O diretor Ney Robson ficou de enviar ao JORNAL DE FATO o percentual exato desta redução, mas até o fechamento desta edição ele não o fez. A Secretaria de Saúde informa que os investimentos vão continuar nos próximos meses/anos no processo de fortalecimento dos hospitais regionais.

Fonte: Jornal de Fato/Cezar Alves
Da Redação