i

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Fernandinho Beira Mar é transferido para Mossoró

Andrey Ricardo 
Jornal De Fato e portal Girando

O narcotraficante Luís Fernando da Costa, o “Fernandinho Beira-Mar”, desembarcou por volta das 18h deste sábado (5) no aeroporto de Mossoró. Ele estava no presídio federal de Catanduvas e foi transferido para o presídio federal. Além dele, outros cinco bandidos cariocas também vieram.

A transferência do traficante foi feita sob forte aparato policial. Ele foi trazido em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) e desembarcou na cidade às 18h15. A escolta, por ar, foi feita por 20 agentes penitenciários federais, todos fortemente armados.

Ao desembarcar outros 30 agentes de Mossoró, além dos policiais federais e rodoviários federais reforçaram a segurança e o traficante foi imediatamente levado ao presídio federal. A transferência foi concluída há poucos minutos, segundo uma fonte do portal Girando

A vinda de Beira Mar, considerado o mais perigoso criminoso do Brasil, vinha sendo especulada desde o ano passado. A operação de transferência foi feita sob total sigilo. As forças policiais de Mossoró foram informadas da missão em cima da hora para evitar falhas.

“A gente não estava nem sabendo dessa transferência. Fomos pegos de surpresa. Quando soubemos, ele já estava desembarcando de Mossoró”, conta um agente penitenciário federal, que trabalha no setor de Inteligência do presídio federal de Mossoró e pediu anonimato.

Além de Beira Mar, outros cinco bandidos, todos do Rio de Janeiro, desembarcaram há pouco em Mossoró. O nome dos outros presos ainda não havia sido confirmado pela direção da unidade prisional, que, nesse momento, ainda fazia o processo de triagem para levá-los à cela.

* Fonte: Tribuna do Norte

Ipanguaçu recebe micro-ônibus 0 km

O município de Ipanguaçu recebeu na tarde da ultima sexta-feira (04) um micro-ônibus escolar 0 km. Com o novo veiculo escolar, o município conta agora com sete ônibus e micro-ônibus novos para o transporte escolar, adquiridos pela atual administração. Três financiados por meio do BNDES, e quatro com os recursos oriundos do Ministério da Educação (MEC) a partir do pedido de solicitação da Deputada Federal, Fátima Bezerra.
O micro-ônibus tem capacidade para o transporte de 29 crianças com todos os assentos dotados de cinto de segurança. Possui ainda uma poltrona especial para cadeirantes e, inclusive, uma cadeira de rodas que é disponibilizada no interior do veículo.

Segundo o prefeito, Leonardo Oliveira, o micro-ônibus beneficiará diretamente os alunos da zona rural do município “Esse é mais um veículo que será muito bem aproveitado no transporte de nossas crianças” afirma o prefeito.

O programa Caminho da Escola foi criado com o objetivo de renovar a frota de veículos escolares, garantir a segurança e qualidade ao transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar, ampliando, por meio do transporte diário, o acesso e a permanência na escola dos estudantes matriculados na educação básica da zona rural das redes estaduais e municipais.

Até o final do ano passado, o estado do Rio Grande do Norte recebeu 138 ônibus escolares, distribuídos em 95 municípios.  Os veículos foram adquiridos por meio do programa Caminho da Escola, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

No Vale do Açu, as cidades de Carnaubais, Assú e Ipanguaçu foram às únicas contempladas com dois ônibus por município.

Monitora participa da segunda etapa do Projeto Formação Gesac


Durante o período de 24 a 28 de Janeiro a monitora do telecentro do conjunto habitacional presidente lula no município de Ipanguaçu esteve participando na capital do estado potiguar da segunda etapa do presencial do curso oferecido pelo GESAC, que corresponde á pratica dos módulos de Software, Hardware e Redes. O curso que faz parte do “Projeto Formação GESAC” aconteceu no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). 
Segundo a monitora do município de Ipanguaçu, Socorro França, o objetivo do Projeto Formação  Gesac possibilita acesso as pessoas que frequentam os Pontos Gesac e os Telecentros instalados pelo Governo Federal em todo país. Com duração inicial de um ano. O projeto-piloto capacita em tecnologias de informação e comunicação.A ideia deste curso também é de que possamos ser multiplicadores para que tenhamos as condições de repassar o que aprendemos para pelo menos mais três pessoas, assim, dar o apoio necessário aos telecentros da própria comunidade”, frisa.
O Programa oferece, gratuitamente, ferramentas de tecnologia da informação e comunicação, recursos digitais e capacitação de multiplicadores em todo território brasileiro, por meio de uma plataforma de rede satelital e de serviços e aplicações. O Gesac busca disseminar meios que permitam a universalização do acesso às informações e serviços de governo eletrônico.