i

segunda-feira, 25 de março de 2013

Prefeito de Ipanguaçu determina prazo para extinguir pontos de droga na cidade

Cidade de Ipanguaçu será alvo de investida antidrogas


Pela segunda vez seguida à frente da chefia do Executivo municipal de Ipanguaçu, região do Vale do Açu, o prefeito Leonardo da Silva Oliveira (PT) estabeleceu a si próprio um desafio: eliminar, num prazo máximo de 30 dias, todos os locais identificados como espaços de comercialização e tráfico de drogas da cidade. O gestor elegeu tal ofensiva à condição de prioridade administrativa.

Leonardo Oliveira foi enfático ao declarar literalmente que “em 30 dias queremos acabar com todos os pontos de droga do município”. A ação repressora será conduzida pela força policial da cidade apoiada por reforços da Delegacia de Polícia Civil e do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Assú. Em suas colocações o prefeito deixou a entender que o trabalho de inteligência dos setores de segurança pública já produziu um mapeamento acerca do assunto.

O prefeito reconheceu que o problema das drogas tem se exibido como a principal chaga social de Ipanguaçu e reiterou sua determinação de opor-se a tal panorama. Sua promessa categórica é que, em 30 dias, o município experimentará outra realidade. Leonardo Oliveira registrou que a administração municipal está integralmente à disposição do esforço com o intuito de debelar o fantasma das drogas em Ipanguaçu.

Cidade sofre com violência estimulada pelo uso de entorpecentes

A manifestação do chefe do Executivo de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira, se observou após o debate aberto sobre a crescente insegurança pública em Ipanguaçu.

Por iniciativa dele próprio, aconteceu segunda-feira última, dia 18, no plenário da Câmara de Vereadores, uma audiência pública que proporcionou uma ampla discussão acerca da crescente insegurança e violência na cidade.

“Foi um momento importante para tratarmos do tema e encaminhar algumas ações”, frisou o gestor.

Ele disse que, naquela oportunidade, houve o compromisso de autoridades da área no sentido de dar uma atenção maior ao município. Por exemplo, o delegado regional de Polícia Civil, Delmontiê Evaristo Falcão, reservará um dia da semana para despachar no município, num prédio alugado pela prefeitura – visto que a DP local está fechada e nenhuma providência ainda surgiu por parte da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed).

ESTRUTURANDO
O policiamento militar será reforçado no município, conforme ficou apalavrado com o comandante do 10º BPM, major Francisco de Assis dos Santos. O comando do Núcleo de Operações Rodoviárias Estadual (Nore) também dedicará um dia da semana a fim de desenvolver todo um trabalho voltado para a organização e respeito às leis do trânsito em Ipanguaçu, segundo garantiu o seu comandante, tenente Luiz Jorge Ferreira da Silva.


Fonte: O Mossoroense

MÊS DOS PREÇOS BAIXOS!

Imagem meramente ilustrativas. 
A Loja Fonseca e Filho - Casa bom lar está com PROMOÇÕES imperdíveis, com cama Sophia de casal a partir de R$ 190,00 e solteiro de R$ 149,00. É O MÊS DOS PREÇOS BAIXOS


Também a loja está com promoções de Tv’s a partir de R$ 265,00 a vista. 

Na loja você pode comprar em diversas formas, com 30% e 40% de desconto ou se preferir em 10X ou em até 24X com entrada só para 30 dias. 

                          Imagem meramente ilustrativas.
E vem ai na Loja Fonseca e Filho o 2º FEIRÃO DE MOVEIS, um queima com preços lá em baixo, com conjunto de área Tuboarte. 

Visite, a loja está localizada na Avenida Luiz Gonzaga no centro da cidade. Vale apena conferir. 

Telefone - 3335-2399.

Tuberculose ainda mata 1,4 milhão de pessoas por ano no mundo


info_tuberculose
A mortalidade por tuberculose caiu mais de 40% em todo o mundo desde 1990, e a incidência vem diminuindo. Mas ainda existem muitos desafios a serem vencidos. Só em 2011, estima-se que 1,4 milhão de pessoas tenham morrido por causa da doença no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) chama a atenção para o problema neste domingo (24), Dia Mundial de Combate à Tuberculose.
Comunidades pobres e grupos vulneráveis ??são os mais afetados pela tuberculose – a OMS declara que 95% das mortes ocorrem em países de baixa e média rendas. Mas, por se tratar de uma doença transmitida pelo ar, o risco é para todos.
Outro desafio importante destacado pela OMS é o lento progresso no combate à tuberculose resistente a medicamentos. A diretora-geral da organização, Margaret Chan disse que aproximadamente 4% das pessoas com a doença mostraram resistência aos remédios.

Mensalão do DEM pode ser julgado ainda este ano


A denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda deve ser julgada ainda neste ano pelo Superior Tribunal de Justiça, segundo o ministro Arnaldo Esteves Lima, relator da ação. O caso, conhecido como mensalão do Dem, envolve a participação de outras 36 acusados de integrar um esquema de corrupção e recebimento de propina. Arnaldo Lima disse que organizará no gabinete um “pequeno mutirão” para acelerar a análise da defesa dos acusados e elaborar o relatório.
A denúncia atingiu 37 pessoas por envolvimento com o esquema que ficou conhecido como mensalão do DEM no Distrito Federal. O principal denunciado é o ex-governador José Roberto Arruda, que chegou a ser preso quando o esquema foi desvendado e renunciou de seu mandato para não ser cassado. Entre os denunciados, está também o ex-vice-governador do DF Paulo Octávio.
O mensalão do DEM foi descoberto na Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal. O ex-secretário do Governo do Distrito Federal Durval Barbosa fez um acordo de delação premiada com o Ministério Público e, a partir daí, começou a gravar vídeos em que flagrava políticos de Brasília e integrantes do governo recebendo propinas. Entre eles, estava o próprio Arruda.

Dilma apresentará medidas emergenciais de enfrentamento da seca no Nordeste


DilmaA presidente Dilma Rousseff vai aproveitar a visita às obras do sistema adutor Pajeú, em Serra Talhada, na manhã desta segunda-feira, para apresentar medidas emergenciais de enfrentamento da seca no Nordeste, apontada com a maior dos últimos 50 anos. Nas reuniões das últimas semanas no Palácio do Planalto, inclusive com a participação da presidente, ministros e políticos da região relataram a dificuldade de distribuição do estoque de milho comprado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a alimentação do rebanho nordestino, além da carência de água. Uma das possibilidades é levar o milho em aviões da Força Aérea Brasileira para a região. Outra é perfurar poços de grande profundidade para abastecer os carros-pipas.
A avaliação feita pelo Planalto e parlamentares nordestinos é que a longa estiagem, com rebanhos de gado morrendo de sede e de fome, compromete o crescimento econômico da região, que vem registrando índices maiores do que o resto do país. A equipe da presidente teme que o prejuízo econômico afete também sua popularidade, por isso ela tem tido agenda tão constante em estados nordestinos. Na visita a Pernambuco, Dilma estará ao lado do governador Eduardo Campos, seu eventual adversário nas eleições presidenciais de 2014.
O governo também deverá anunciar medidas em relação à divida dos produtores rurais. Já foi anunciado o adiamento do vencimento da primeira parcela dos empréstimos para junho, mas a própria presidente, em entrevista para rádios de Alagoas, há 15 dias, admitiu a possibilidade de perdão da dívida dos agropecuaristas atingidos pela seca.