i

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Semarh confirma sangria de mais três grandes açudes no Estado

O levantamento da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) já aponta onze reservatórios acima de 5 milhões de metros cúbicos com a capacidade máxima ultrapassada. Após o Marechal Dutra, mais conhecido como Gargalheiras, em Acari foi a vez dos açudes Cruzeta, em Cruzeta e Dourado, em Currais Novos, sangrarem neste fim de semana.

Ambos localizados na bacia Piranhas Açu, o açude Cruzeta tem capacidade para armazenar 35 milhões de metros cúbicos e o de Dourado para pouco mais de 10 milhões de metros cúbicos. O maior deles é o de Gargalheiras, que tem 40 milhões de metros cúbicos de capacidade.

Sangria

Os onze reservatórios que já chegaram a capacidade máxima foram Encanto, no município de Encanto, Passagem, em Rodolfo Fernandes, Beldroega, em Paraú, Novo Angicos, em Angicos, Riacho da Cruz, em Riacho da Cruz, Pataxó, localizado em Ipanguaçu, Mendubim, em Assu, Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari, Cruzeta, em Cruzeta e Dourado, em Currais Novos.


Fonte: Ipanguaçu News.
Publicado: 13/04/2009 às 10h19

De virada, Assu vence o América por 2 x 1

O Camaleão do Vale derrotou ontem, de virada, o América no estádio Edgarzão. Precisando do resultado para ainda aspirar uma chance na final do segundo turno, o ASSU saiu perdendo para o América, já eliminado da competição.

Sandro Hiroshi abriu o placar em favor do América. Contudo, o alvirrubro não segurou a pressão do Camaleão do Vale que empatou com Leandro Mineiro. Quando tudo levava a crer que o empate seria o resultado final, Luíz Carlos virou o placar aos 43 minutos do segundo tempo.
O resultado manteve o América na quinta posição com sete pontos enquanto o Camaleão do Vale chegou aos 12 pontos ocupando a terceira colocação. Mesmo já fora da competição, o jogo serviu para o novo técnico do América, Guilherme Macuglia, fazer algumas observações do time que vai disputar a série B.

Na última rodada, o América recebe o Baraúnas enquanto o ASSU pega o Potyguar de Currais Novos.

Festa de Santo Expedito – Comunidade de Baldum/Ipanguaçu 2009

ÁREA PASTORAL NOSSA SENHORA DE LOURDES


PROGRAMAÇÃO RELIGIOSA DA FESTA DE SANTO EXPEDITO DA COMUINDADE DE BALDUM, MUNICÍPIO DE IPANGUAÇU/RN.



DE 16 À 19 DE ABRIL






  • DIA 16 /04 - 19:00 começa com hastiamento da bandeira e as
    19:30 celebração com: Terezinha amorim,
    Noite dedicada: As famílias da comunidades do baldum, Pedrinas, grupo de oração Apostolado de Execíto de santo Expedito e trabalhadores rurais.






  • DIA 17/04 noite dedicada: As crianças, catequese, junventude, estudantes e comeciantes,Celebrante: grupo de jovens JUFD.






  • DIA:18/04 noite dedicada ao movimento da Mãe peregrina, educação saúde e ao pode legislativo e executivo.celebrante: Janete
  • Seresta dançante: Almir dos teclados.






  • DIA 19/04 - as 17:00 missa soleni de santo expeditoPresidente da celebração: Padre Moreira.serão realizados premeira eucaristia e batizados.Com participação dos escoteiros de Pendências. para sevirem de apoio.


FONTE: SERHANE ARAUJO







Municípios têm até 28 de abril para registrar frequência escolar de beneficiários do Bolsa Família


Os gestores municipais precisam ficar atentos ao prazo fornecido pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para encaminharem a frequência escolar dos atendidos pelo Bolsa Família, que será encerrado no próximo dia 28.

O acompanhamento das condicionalidades nas áreas de saúde e educação do Bolsa Família - além da transferência de renda e de ações voltadas às famílias beneficiárias - é fundamental para quebrar o ciclo de pobreza da população atendida. Por isso, é importante que o gestor busque as famílias que estão deixando o filho fora da escola ou sem atender a agenda de saúde. São elas as mais vulneráveis e que necessitam de mais cuidados e apoio para a inserção social. O MDS transfere mensalmente R$ 954 milhões a cerca de 11,1 milhões de famílias com renda per capita de até R$ 120,00. Os benefícios variam entre R$ 20,00 e R$ 182,00 de acordo com o tamanho e o perfil econômico da família.



Com informações do Ministério do Desenvolvimento Social

META DO GOVERNO FEDERAL É ALFABETIZAR MAIS DE 2 MILHÕES DE ADULTOS EM 2009

Ensinar mais de 2 milhões de adultos a ler e escrever é o desafio deste ano do Governo Federal em parceria com Estados, municípios e o Distrito Federal que visa colocar em salas de alfabetização 2,1 milhões de jovens e adultos que ainda não dominam a leitura e a escrita. O prazo para aderir ao Programa Brasil Alfabetizado é de 90 dias, conforme a Resolução nº 12/2009, publicada no Diário Oficial da União em 7 de abril. A meta de 2,1 milhões de alfabetizandos compreende todas as unidades da Federação, especialmente os 1.928 municípios situados nos nove estados da região Nordeste, mais o Pará, Tocantins e Acre, onde estão os mais altos índices de analfabetismo do país. De acordo com Mauro Silva, coordenador geral de alfabetização da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), a definição da meta tem por base os planos plurianuais de alfabetização elaborados por estados, municípios e Distrito Federal para o triênio 2008-2010. Nesses três anos, a meta é alfabetizar 3,9 milhões de jovens e adultos. Os secretários de educação da região Nordeste e dos três estados da região Norte celebraram um pacto com o Ministério da Educação em 27 de janeiro. O pacto define duas ações: um esforço concentrado durante três anos (2008-2010) para a alfabetização de jovens e adultos e a garantia de vagas para eles nas redes públicas para que continuem os estudos. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2007 revelam que o analfabetismo de jovens de 15 a 17 anos é de 1,7%, índice que vai subindo conforme aumenta a idade dos adultos. Na faixa de 45 a 54 alcança a 11,7%, conforme tabela. O primeiro passo para receber as verbas do governo federal é a adesão das redes públicas estaduais, municipais e do Distrito Federal. Depois elas precisam apresentar o Plano Plurianual de Alfabetização que abrange o período de 2008 a 2010, cadastrar os alfabetizandos, alfabetizadores e coordenadores de turmas, fazer a formação inicial dos alfabetizadores. A adesão, o Plano Plurianual e o cadastro darão ao Ministério a dimensão dos recursos a serem investidos no programa em 2009 e o que cada rede vai precisar. O repasse de recursos da União para os estados, municípios e o Distrito Federal será automático, sem necessidade de convênio, feito em duas parcelas. A primeira, de 80% do valor total, será repassada 30 dias após a Secad aprovar o Plano; e a segunda, de 20%, quando a rede informar à Secad o fechamento do cadastro dos alunos. As verbas se destinam ao pagamento das bolsas dos alfabetizadores, intérpretes de Libras e coordenadores de turmas e ao custeio de uma série de ações, entre elas, a formação inicial e continuada de alfabetizadores e coordenadores de turmas. São cinco tipos de bolsas: de R$ 250 aos alfabetizadores com uma turma; R$ 500 aos alfabetizadores com duas turmas; R$ 275 ao alfabetizador de uma turma que tenha alunos com deficiência, em cumprimento de medidas sócio-educativas ou idosos; R$ 250 ao tradutor-intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras), que auxilia o alfabetizador em sala com alunos com surdez parcial ou total; R$ 500 para o coordenador de turmas. O valor das bolsas será depositado na conta de cada alfabetizador, coordenador e tradutor-intérprete de Libras, aberta no Banco do Brasil. A resolução orienta que os alfabetizadores e os coordenadores devem ser preferencialmente, professores da educação básica das redes públicas, com ensino médio completo e experiência com educação de adultos. Ao apresentar o plano de trabalho, os estados, municípios e o Distrito Federal podem escolher a duração e a carga horária dos cursos de alfabetização de jovens e adultos. São três opções: curso de seis meses com 240 horas de aula; de sete meses e 280 horas de aula; ou oito meses e 320 horas de aula. A resolução também fixa o número de alfabetizandos por turma. Na área rural, a turma pode variar de sete a 25 alunos e na área urbana, de 14 a 25. As turmas podem ter, no máximo, até três alfabetizandos com deficiência.

ALUNOS DE PARTICULARES PODEM TENTAR TRANSFERÊNCIA PARA A UFRN

O Universitário que está cursando uma faculdade particular e tem o sonho de cursar o mesmo curso na Universidade Federal do Rio Grande do Norte tem agora uma grande oportunidade. O programa de Transferência Voluntária da UFRN oferece vagas remanescentes em todas as áreas, para os alunos vinculados a cursos de graduação de outras instituições de ensino superior. São ao todo 334 vagas para o período letivo 2009.2. As inscrições já estão abertas e se estendem até o dia 4 de maio, através de formulário on-line, disponível no site www.ufrn.br/transferenciavoluntaria. Ao fazer a inscrição, o candidato poderá agendar a entrega dos documentos, que será no período de 6 a 12 de maio. A taxa de inscrição é de R$ 100. A isenção poderá ser solicitada caso o aluno seja servidor público do quadro efetivo (da URFN), ou se tiver cursado, com aprovação, o último ano do ensino fundamental e os três anos do ensino médio ou curso equivalente em escolas da rede pública ou credenciadas. O edital da seleção chama a atenção para os pré-requisitos: só poderá concorrer à seleção o estudante que comprovar seu vínculo a um curso reconhecido ou legalmente autorizado e que tenha ingressado no ensino superior, mediante processo seletivo reconhecido como válido pela legislação federal. Além disso, terá que ter cursado pelo menos um ano letivo na outra faculdade e ter integralizado de 25% a 70% da carga horária da estrutura curricular a que esteja vinculado na instituição de origem. O aluno também só poderá se inscrever no mesmo curso a que esteve vinculado na outra instituição. O processo seletivo constará de prova escrita aplicada pela Comissão Permanente de Vestibular (COMPERVE) no dia sete de junho. A Comperve publicará as normas sobre os conteúdos, a aplicação e a correção das provas, bem como a classificação dos candidatos no seu site, até as 18h do dia 15 de abril de 2009. Os candidatos deverão apresentar os seguintes documentos nas datas agendadas por eles, no período de 6 a 12 de maio: comprovante de vínculo com a instituição de origem; histórico escolar atualizado; prova de autorização ou reconhecimento do curso; comprovante do pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 100 e CPF do declarante ou certidão de isenção de pagamento da taxa de inscrição fornecida. Os documentos deverão ser entregues no Campus de Natal no horário das 8 às 11h e das 14h e às 17h. No Campus de Caicó será das 8h às 11h, e no Campus de Currais Novos das 14h às 17h.

Diretor do Dnocs, Elias Fernandes vibra com sangria do açude no período da festa de aniversário

Falei agora há pouco com o diretor-geral do Dnocs, Elias Fernandes.
Empolgado com a sangria do açude Gargalheiras, Elias falava sobre a programação marcada para o dia 30 próximo em Acari, onde o Dnocs, que comemora 100 anos de criação, vai festejar os 50 anos de inauguração de Gargalheiras...
E nada melhor do que o açude sangrando para festejar o cinqüentenário.
São 50 anos de inauguração...e 100 anos do início da construção.
Elias agora está na torcida, assim como o Blog, que o açude Dourado, em Currais Novos, comece a sangrar...
Para manter a queda d´água do Gargalheiras até o dia da grande festa.
*
E a festa de aniversário de Gargalheiras acontecerá um dia antes da abertura do Festival do Pescado, que vai até o dia 3 de maio.
Foto: Canindé Soares
Era assim que estava Gargalheiras, às 17h50 deste domingo, quase 24 horas depois do começo da sangria
Fonte: Blog de Thaisa Galvão

Enem será realizado em outubro deste ano

O novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que deverá fazer o papel de vestibular unificado para as universidades federais, já tem data marcada: 3 e 4 de outubro. O cronograma apresentado ontem (8) aos reitores das instituições prevê a divulgação dos resultados da prova objetiva em 2 de dezembro e da redação em 8 de janeiro de 2010. Pelos cálculos do Ministério da Educação (MEC), o novo exame deverá ter a participação de 4 a 5 milhões de estudantes, em vez dos atuais 3 milhões.

A partir da divulgação dos resultados, o aluno irá se inscrever em um sistema online a partir do número do CPF. O sistema que será semelhante ao usado na seleção de bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni). O estudante deverá escolher cinco opções de cursos, que podem ser em uma mesma universidade ou em instituições federais diferentes. A partir dessa inscrição, o candidato poderá monitorar diariamente como está a concorrência para os cursos escolhidos. Ele poderá alterar, a qualquer momento, a opção que pretende disputar. “Na prática, o estudante concorre a todas as vagas das universidades federais.


A partir do momento que ele percebe que suas chances são menores em um curso específico, ele pode migrar”, explicou o ministro da Educação, Fernando Haddad. Caso o estudante não seja selecionado para o curso que marcou como prioridade, ele pode ser aprovado para a sua segunda opção, de acordo com a sobra de vagas.


Segundo o ministro, esse sistema só poderá ser utilizado pelas universidades que adotarem o Enem como prova única de seleção. Ou seja, aquelas que quiserem aplicar uma segunda fase além do exame nacional não incluirão as suas vagas nesse sistema. “Se a primeira opção do aluno é um curso em que é exigida mais uma fase, ele poderá ser prejudicado, porque, se ele não passar na segunda fase, aquela vaga que ele marcou na segunda opção já terá sido preenchida”, disse.


Haddad ressaltou que os modelos de avaliação seriada adotados por algumas instituição, como a Universidade de Brasília (UnB), não ficam impedidos de existir com o sistema unificado. A universidade poderá reservar parte das vagas para essas formas de seleção, bem como para as políticas afirmativas de cotas. O sistema permitirá ainda que a instituição atribua pesos distintos às notas do aluno nas diferentes provas do Enem. O mecanismo já é usado por algumas seleções que dão maior peso ao resultado das provas da área de exatas, por exemplo, ao selecionar um aluno para o curso de engenharia.


O novo Enem será formado por quatro provas e uma redação que devem ser aplicadas em dois dias. A idéia é que sejam realizados testes de linguagens e códigos, matemática, ciências naturais e ciências humanas, cada um com 50 itens.


Um termo de referência com todos detalhes técnicos foi entregue ontem aos reitores que irão discutir nas universidades se vão aderir ao novo Enem como forma de seleção em substituição ao vestibular. De acordo com Haddad, o ministério ainda não contabilizou quantas instituições manifestaram esse interesse. Mas ele voltou a afirmar que a proposta tem sido bem aceita.


“As instituições têm toda a liberdade para não aderir, aderir como unificado ou aderir parcialmente. Acho que o debate amadureceu nos últimos anos ”, avaliou. Também já foi criado um comitê de governança que será responsável pela criação desse novo modelo de vestibular. Fazem parte do grupo as universidades federais, os secretários estaduais de Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem.


Ontem o ministro se reuniu com a presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Maria Auxiliadora Seabra, para apresentar o novo modelo. Segundo ele, a proposta foi recebida com “satisfação” porque as mudanças pensadas para o ensino médio não podiam sair do papel, uma vez que a etapa era muito voltada ao atual modelo de vestibular. “Finalmente será possível fazer a reestruturação do ensino médio, que hoje é completamente subordinado a um processo [os vestibulares] de que eles [secretários de Educação] não participam”, afirmou.


Na próxima semana, Haddad se reunirá mais uma vez com os reitores das universidades federais para acompanhar a aceitação da proposta.


Fonte: Agência Brasil