i

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Campus do IFRN participará de desfile Cívico em comemoração aos 62 anos de emancipação política de Ipanguaçu



Desfile cívico em 2009, 61 anos. 
Após receber convite da Secretaria de Educação de Ipanguaçu para participar da programação festiva em alusão ao aniversário de 62 anos de emancipação política da cidade, o IFRN/Ipanguaçu  já confirmou sua participação, através do Coordenador de Extensão, Fernando Freire, que diz estar muito contente com as parcerias que veem sendo firmadas entre o IFRN e as demais instituições e instâncias educadoras ipanguaçuenses. O campus será representado pelo público discente nas ruas da cidade no dia 23 de dezembro, quando todas as escolas darão vida a um dos mais belos espetáculos da região. Este ano o desfile tem como tema “A África da luta, do revide e da libertação: Ipanguaçu agora conta a história de uma nação”, o qual será trabalhado por meio de uma grade curricular, como previsto na Lei 11.645/2008, que torna obrigatório o ensino da História e Cultura Afrobrasileira, Africana e Indígena na educação brasileira, visando, assim, um maior engajamento por parte das comunidades escolares participantes. 


* com informações de André Magri

Aluno interessado em entrar no IFRN tem até hoje para pedir isenção de taxa

Macau - Os interessados em concorrer a uma das vagas do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFRN) em Macau só tem até hoje para requerer a isenção do pagamento da taxa de inscrição ao processo seletivo às vagas disponibilizadas nos cursos de Recursos Pesqueiros e Química. O calendário para o recebimento dos pedidos de isenção foi aberto na segunda-feira, 18.

Segundo o órgão federal, o processo seletivo se voltará para os cursos técnicos de nível médio na forma integrada e compreenderá o primeiro semestre letivo de 2011. Dentre os que podem requerer a isenção do pagamento da taxa constam quem estiver inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) para programas sociais do Governo Federal e for membro de família de baixa renda.

A solicitação deverá ser oficializada até às 17h de hoje, diretamente no Campus do IFRN em Macau. O requerimento deverá estar acompanhado da comprovação de inscrição no CadÚnico e de declaração assinada pelo candidato e seu responsável legal, caso seja menor de 18 anos de idade. No preenchimento do requerimento, será obrigatória a informação do número do CPF do candidato que solicitar a isenção da taxa de inscrição.

O resultado do requerimento será fornecido ao candidato até cinco dias úteis após o término do período previsto para requerer a isenção, de modo a possibilitar, no caso de indeferimento, a inscrição do candidato por meio do recolhimento da taxa de inscrição. A inscrição do candidato dispensado do pagamento da taxa será efetuada no mesmo período dos demais candidatos e seguirá os mesmos procedimentos, exceto o pagamento da citada taxa de inscrição.

VAGAS
São oferecidas 20 vagas no curso de Recursos Pesqueiros e outras 20 no curso de Química na unidade do IFRN em Macau. O órgão destacou que o calendário de atividades do processo seletivo ficou assim estabelecido: solicitação de isenção da taxa de inscrição, de 18 a 20 de outubro; inscrição, de 26 de outubro a 5 de novembro; pagamento da inscrição, de 26 de outubro a 8 de novembro; entrega dos cartões de inscrição, de 29 de novembro a 12 de dezembro; prova, 12 de dezembro; resultado da prova objetiva, 22 de dezembro; resultado da prova discursiva, 11 de janeiro de 2011; resultado final, 18 de janeiro de 2011.

Fonte: Jornal de Fato

DELEGADO EXPLICOU DETALHES DO DEPOIMENTO DO ASSASSINATO DE F.GOMES


Foto Fred Carvalho
O Delegado Ronaldo Gomes de Morais, deu uma entrevista coletiva e contou detalhes sobre o depoimento de Dão na tarde de hoje, e falou sobre como teria planejado e matado F.Gomes. Segundo o depoimento que Dão prestou ao delegado Ronaldo Gomes, F. Gomes teria dadop grande visibilidade ao crime praticado por ele e, supostamente por esse motivo, a Justiça teria decidido manter o criminoso em regime fechado durante um ano e meio, e não sete meses, como esperava Dão. Com esse argumento, ele afirmou que iniciou o “plano” para matar F. Gomes. Garantindo que sua mulher não sabia sobre o plano de matar o jornalista, Dão disse que passou 30 dias acompanhando a rotina de F. Gomes e sabendo que ele tinha hábito de ficar na calçada com amigos no início da noite. Depois disso, ele comprou uma arma em Caicó e decidiu executar o jornalista na noite de segunda-feira (18). Porém, ele deixou pistas do homicídio.
João Francisco dos Santos, Dão, confessou assassinato de F.Gomes
O delegado Ronaldo Gomes explicou que Dão foi solto no início da madrugada porque, naquele momento, não havia indícios de que ele seria o autor dos disparos que mataram F. Gomes. No entanto, depois que a polícia encontrou a jaqueta, calça, sandália e camisas do suspeito no bairro Paraíba, foi possossível identificar o criminoso. O pedido de prisão temporária de 30 dias foi acatado pela Justiça, com a possibilidade de mais 30 dias. Sob os gritos de assassino, Dão foi conduzido da delegacia para o Presídio Estadual do Seridó, o chamado Pereirão.
Dúvida
Mesmo com a confissão e versão de Dão sobre o crime, Ronaldo Gomes garantiu que a investigação vai continuar porque o depoimento sobre o caso foi “muito simples”. A possibilidade de que o crime estivesse ligado à denúncia de compra de votos com crack está descartada, mas ainda há a possibilidade de que haja um mandante para o crime.

Fonte:  Jarbas Rocha