i

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Atrasada, obra do estádio Arena das Dunas dá lugar ao carnatal

A Arena das Dunas, estádio que está sendo construído em Natal (RN) para receber os jogos da Copa do Mundo, foi o último a entrar em obras entre as arenas do Mundial. O início dos trabalhos se deu no dia 15 de agosto deste ano, com os serviços de terraplanagem. O estado foi o último a fechar negócio com uma construtora, a OAS, e a empreitada só atingirá o ritmo necessário após a demolição do estádio Machadão e do ginásio Machadinho, localizados exatamente onde será a nova arena.

Apesar disso, a demolição do estádio só poderá acontecer a partir da segunda semana de dezembro. É que a área escolhida para erguer o estádio para 42 mil pessoas é a mesma onde acontece o Carnatal, tradicional micareta (carnaval fora de época) do Rio Grande do Norte que é o principal evento do calendário turístico de Natal. A folia está marcada para os dias 1, 2, 3 e 4 de dezembro, datas em que a obra terá que ser paralisada. E, antes da festa, nada de demolição.

A situação é justificável. A cada edição, o Carnatal atrai 1 milhão de foliões por noite de evento, gera 10 mil empregos diretos e 30 mil indiretos, segundo o Sine-RN (Sistema Nacional de Empregos). Estrela da agenda de eventos da cidade desde 1991, a micaereta é tão importante cultural e economicamente para Natal que a Secopa-RN (Secretaria Extraordinária para Assuntos Relativos à Copa do Mundo) se coloca em posição defensiva quando o assunto é perturbar a festa.

Em junho, o secretário da Secopa, Demétrio Torres, após tentativas fracassadas junto à empresa organizadora do Carnatal para mudar o local do evento, anunciou que havia-se chegado a um entendimento. “Eles (a empresa organizadora) pediram para isolar o mínimo possível de área (em obras), o que foi atendido”, contou.

A fala do secretário era quase uma justificativa para as reduções que sofrerá o evento em virtude das obras para o estádio da Copa: o tradicional “Corredor da Folia” não será montado em torno das arenas Machadão e Machadinho, e o percurso terá que ser reduzido em 800 metros, passando a ter três quilômetros de extensão.

Nada que gere perda de interesse dos foliões, que vão desembolsar, em média, R$ 500,00 para participar da festa, que terá Chiclete com Banana, Ivete Sangalo e Asa de Águia, entre outras estrelas do Axé da Bahia.

Fonte: Uol Notícias

Fátima solicita a ministro liberação de recursos para drenagem do rio Pataxó


Assessoria do Mandato
  Fátima e João Maia levaram demandas do RN para o ministro Fernando Bezerra Coelho
Fátima e João Maia levaram demandas do RN para o ministro Fernando Bezerra Coelho
Ao participar de reunião hoje (21/9) à tarde com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, a deputada federal Fátima Bezerra entregou um ofício solicitando a liberação dos recursos para a desobstrução da calha do Rio Pataxó, na região do Vale do Assu. “O convênio já foi assinado e as obras precisam começar o mais rápido possível, antes do início das chuvas”, argumentou a parlamentar.

Fátima lembrou que nos últimos anos têm ocorrido enchentes na região, desabrigando famílias e causando muito sofrimento aos moradores. O convênio para a realização da dragagem do rio Pataxó/Açu/Piranhas, orçado em R$ 7,3 milhões, foi assinado em junho passado.

O ministro Fernando Coelho pediu para a assessoria do Ministério da Integração averiguar por que os recursos ainda não foram liberados e ficou de dar uma resposta à deputada Fátima Bezerra.