i

terça-feira, 15 de março de 2011

14 de Março dia da Poesia

Hoje é o dia da Poesia, em nome de Pedro Ezequiel de Araújo (seu Pedro Beltrão) quero homenagear todos os poetas de Ipanguaçu entre eles Fernando Neto, Rafael Cosme Tavares, Ronaldo Cassimiro, Josivan da Picada, Tasio da Silveira, José Coreolano Ribeiro (falecido) que foi o maior poeta de Ipanguaçu. Parabéns a todos pelo seu dia, Ipanguaçu do Bem passa a escrever algumas poesias dos nossos poetas.

Pedro Ezequiel de Araújo nasceu no sitio Pau de Jucá, Município de Ipanguaçu RN, no dia 23 de Junho de 1923. Não teve a oportunidade de freqüentar a escola, aprendeu as primeiras letras com a sua mãe nas raras horas vagas. Devido ao seu grau de Inteligência e força de vontade, dedicou-se a estudar historia, geografia, ciências físicas e humanas, tornando-se um grande conhecedor desses assuntos. E é um grande poeta do nosso Município.


Sou Feliz (soneto) 

Oitenta anos: uma vida inteira/ de pedaços, tristezas e alegrias,/ que envolvem todos os meus dias,/ mas nunca sentir remorsos nem canseira.

A alegria é a minha Bandeira,/ para desfazer minhas fantasias,/ vou escrevendo versos e poesias./ O amor não tem limites nem fronteiras.

Deus me deu paz: e guia meu caminho/ Porque quem ama nunca está sozinho./ Sou feliz: tenho tudo o que desejo.

Eu só quero no dia da minha partida,/ levar comigo, de minha querida,/ a suavidade meiga do seu beijo.

 Autor: Pedro Ezequiel de Araújo

Arte

A doce sedução dos mitos/ Leva-me a Marte/ Mas eu?/ Eu quero é arte/ Não quero a parte/ Preciso arte/ Mas do que Marte.

A doce sedução dos deuses/ Faz-me arte/ Mas eu?/ Eu quero é arte/ No estandarte/ Vê se não parte/ A minha arte/ Vê se me parte/ Em arte.

Autor: Fernando Neto


Universo. Beleza sem fim (para o público infantil)

Na imensidão do universo/ brilha um ponto de luz/ ele indica o caminho/ pra algum lugar nos conduz.

No grande universo/ criado por Deus/ vivem os homens/ cristãos e ateus.

Os cientistas dizem/ que Deus não o criou/ foi com uma grande explosão/ que tudo começou.

A noite quando chega/ a lua a clarear/ a o dia é o sol/ que toma o lugar.

Lugar de grande mistério/ onde passam cometas/ passando de lugar para outro/ bem perto dos planetas.

Autor: Rafael Cosme Tavares

Desengano

Morte tu és meu viver/ tristeza és meu sorriso/ inferno é o paraíso/ que devo permanecer/ fortuna me faz sofrer/ desgraça faz gargalhar/ o prazer me faz chorar/ tormento é meu abrigo/ infortúnio é um amigo/ que não posso desprezar.

Autor: José Coreolano Ribeiro

O medo de te perder

A vida passando por mim./ E eu não sei aonde vou/ caminhando sem destino./ A procura de um amor.

Vou entre pedras e espinhos,/ escutando os passarinhos,/ numa grande sinfonia,/ num coral de alegria,/ na mais perfeita harmonia.

 Não! Já não sei o que fazer,/ procuro me encontrar,/ já é quase anoitecer,/ vai aumentando em mim,/ o medo de te perder.

Logo eu deito e adormeço,/ num sono vem a emoção,/ você pertinho de mim,/ pegando na minha mão,/ de repente eu acordo,/ e tudo é só ilusão.

Autor: Aluisio de França 2002


Fonte: Ipanguaçu do Bem/Aluisio França 

UFRN vai monitorar tremores no Nordeste

A partir de abril os técnicos do Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) devem iniciar a instalação de 15 estações sismológicas em oito dos noves estados da região Nordeste. Somente no Rio Grande do Norte serão instaladas duas estações, começando por Pedro Velho, na região Agreste e depois Espírito Santo do Oeste, que se somarão à estação já existente em Riachuelo, na região do Potengi.

O coordenador do Laboratório de Sismologia, professor Joaquim Mendes Ferreira, disse que "só agora o quadro técnico do laboratório", o único do Nordeste, "está disponível, porque estão voltando das férias e anteriormente, uma parte havia participado de um evento. "Isso se não houverem tremores de terra e seja necessário o pessoal ir a campo", explicou.

Joaquim Ferreira informou que os recursos para a aquisição dos equipamentos, importados dos Estados Unidos, foram repassados a partir de um convênio feito com a Petrobras: "São mais de R$ 4 milhões, incluindo os custos para instalar as estações sismológicas".

Ferreira explica que as duas estações a serem instaladas no Rio Grande do Norte "são de superfície", diferente da estação sismológica de Riachuelo, que é digital e foi colocada em 1999 a profundidade de 136 metros, "perfurando-se granito".

Para Ferreira, o Brasil realmente precisa ampliar sua rede de estações sismológicas, mas ressalva que depois de concluída a instalação dessas 15 estações, o Nordeste terá uma rede com uma distância média de 250 quilômetros, capaz de melhorar o monitoramento de tremores de terra da região, além de poder captar terremotos que possam recorrer em outros países. 

Tremor em Mato Grande 
O professor conta que no último sábado, 12, foi captado às 12h48 um tremor de terra ocorrido na comunidade de Lagoa do Serrote, em Taipu, na região do Mato Grande, com magnitude 2.5 na Escala Richter. "Em Natal as pessoas só percebem o tremor de 3.5 acima", disse ele.

Fonte: Jornal de Fato