i

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Em Ipanguaçu, homens e mulheres do campo são qualificados em “alimentação alternativa”

Gerar alternativas de renda, evitando desperdícios e maximizando lucros, é, sem dúvidas, uma atraente receita. Nesta quinta-feira (12), a Prefeitura de Ipanguaçu e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), através do Sindicato Rural de Ipanguaçu, encerraram a capacitação em “Alimentação Alternativa”, voltada para homens e mulheres do campo.

Talos, cascas, folhas e sementes são partes dos alimentos que, normalmente, são mal aproveitados, até mesmo indo parar no lixo. No entanto, a quantidade de vitaminas, sais minerais e proteínas que estão concentradas nessas partes, em alguns casos são superiores do que na parte normalmente utilizada. “A gente aprendeu que muitas das cascas de frutas e legumes são ricas em proteínas e vitaminas, não são sobras: são partes que podem ser reaproveitadas e fazem bem à saúde”, fala Rosilda Teixeira, professora que reside no bairro Ubarana e, junto com seus colegas, assistiu 32 horas de aulas teóricas e práticas no Centro Integrado da Cidadania (CIC). No total, 15 pessoas foram beneficiadas com os conhecimentos adquiridos.

Merendeiras do município deverão passar pelo curso

Para a secretária de Assistência Social, Cristina Oliveira, a consolidação de parcerias para capacitar as famílias ipanguaçuenses é uma grande ferramenta para o “semear desenvolvimento”. “Estamos oferecendo alternativas de renda e trabalho para essas famílias. Esse curso de Alimentação Alternativa é tão importante, é tão rico em informações, que poderá ser aplicado no preparo das merendas fornecidas aos alunos da Rede Municipal de Ipanguaçu e às crianças assistidas pelos projetos sociais no nosso município”, afirmou.

Der acordo com Cristina Oliveira, na próxima segunda-feira (16) as famílias da comunidade rural de Arapuá serão as aproximas beneficiada com a oferta do curso, dessa vez no módulo "Alimentação Alternativa: Poupa de frutas".

Caso dos Precatórios no RN é destaque no JN

Investigação encontra desvios de R$ 11 milhões no TJ do RN

Desvios foram feitos nos últimos cinco anos no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. Depoimento de servidora, divulgado nessa terça-feira (10) pelo Tribunal de Contas, envolveu dois desembargadores na fraude.


Uma investigação do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte encontrou desvios de R$ 11 milhões, nos últimos cinco anos, no Tribunal de Justiça do estado. O depoimento de uma servidora do TJ, divulgado nessa terça-feira (10) pelo Tribunal de Contas, envolveu dois desembargadores na fraude.
As declarações de Carla Ubarana serviram de base para o relatório do Tribunal de Contas e foram feitas, em juízo, em março. A ex-chefe da Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grandedo Norte fez um acordo de delação premiada e está em prisão domiciliar.
De acordo com as investigações, o dinheiro repassado mensalmente ao Tribunal pelo estado e por municípios para o pagamento de dívidas judiciais, os chamados precatórios, era parcialmente retirado do banco por Carla e depositado na conta de laranjas.
Segundo a ex-servidora, o desvio começou por ordem do então presidente do TJ, desembargador Oswaldo Cruz. “A verba vinha do banco. Eu contava. Chegou R$ 90 mil, eu já separava a parte do desembargador Oswaldo, botava dentro da bolsa e ia trabalhar normal. O restante ficava lá. A entrega era feita a ele todo final de tarde, no Tribunal de Justiça, em um envelope pardo amarelo, em notas de R$ 100 para fazer o menor volume possível”, revela.
Ela afirma que o esquema continuou quando o desembargador Rafael Gordeiro assumiu a presidência do Tribunal, em 2009, e que o pedido foi feito pelo próprio presidente que estava deixando o cargo. “Na gestão do desembargador Rafael, Oswaldo me chamou e perguntou: “Carla, eu quero continuar do mesmo jeito. Tem condição de fazer com o Rafael?”. Eu disse que tinha condições de fazer porque temos as guias”.
Tanto o desembargador Oswaldo Cruz quanto o desembargador Rafael Gordeiro negaram as acusações. Segundo o relatório do TCE, a atual presidente do Tribunal de Justiça, a desembargadora Judite Nunes, não teria participação no esquema. Os bens de Carla Ubarana e do marido dela estão à disposição da Justiça.

A Procuradoria Geral do estado anunciou providências. “Vamos mobilizar o corpo técnico de procuradores para buscar o ressarcimento desse dinheiro que foi roubado do povo do Rio Grande do Norte”, diz o procurador-geral do estado, Miguel Josino.

Fonte: Jornal Nacional/TV Globo 

Demóstenes diz a senadores que provará inocência

O senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) disse hoje (12), no Conselho de Ética, que provará sua inocência sobre as denúncias de envolvimento em um esquema de exploração de jogos ilícitos em Goiás e Brasília, comandado pelo empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.
Ele avisou ontem (11) ao então presidente interino e agora eleito, Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) que apresentaria alguns questionamentos regimentais sobre a reunião de terça-feira (10). Demóstenes disse aos senadores do conselho que apresentará no prazo de dez dias úteis, definido por Valadares, sua resposta por escrito e mais adiante comparecerá para se defender pessoalmente e provar sua inocência no caso.
“Aqui quero me defender no mérito, quero provar minha inocência no mérito. Até agora não tive oportunidade, e o foro competente é esse e eu o farei e provarei que sou inocente”, disse o senador pelo estado de Goiás.
 Publicado por Robson Pires,

Bancada do PT no Nordeste pede ações emergenciais a ministra Ideli Salvatti



A Bancada do PT do Nordeste se reuniu na tarde desta quarta-feira (11) com a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti. Os deputados nordestinos foram solicitar ao Governo medidas emergenciais para minimizar os efeitos que a seca vem provocando na região. A bancada apresentou à ministra um conjunto de propostas para melhorar as condições da população. A primeira reivindicação é a edição de uma medida provisória, liberando crédito extraordinário para melhorar as condições de vida da população.
Fátima Bezerra (PT) expressou a ministra sua preocupação com a grave situação enfrentada pela população do RN. “A situação do Rio Grande do Norte é crítica, basta ver que dos 167 municípios existentes, 139 já decretaram estado de emergência em virtude do longo período de estiagem. Precisamos que o governo tome ações urgentes para resolver os problemas que afligem a vida de milhares de famílias nordestinas”, enfatizou a deputada.
Também foi solicitado a ampliação das parcelas e do valor do seguro safra, passando das atuais seis parcelas para oito com valor de R$ 200, e uma reavaliação da questão do endividamento do produtor rural . A sugestão apresentada pela bancada é a da suspensão da execução da dívida. Por último, os deputados reivindicaram a ampliação dos Territórios da Cidadania que são beneficiados com ações do Programa Brasil sem Miséria. A idéia é contemplar pelo menos mais um território em cada estado, minimizando dessa forma o sofrimento enfrentado pela população nordestina.

Assembleia promove seminário sobre Direito Eleitoral

Estão abertas as inscrições para o II Seminário Direito Eleitoral – Eleições 2012: Propaganda e Prestação de Contas, que acontece na segunda (16), às 9h, no Auditório Deputado Robinson Faria, na Assembleia Legislativa.
Os interessados devem ir até o Instituto do Legislativo Potiguar (ILP), órgão promotor do evento, que fica na rua Açu, 426, Tirol, das 8h às 12h e das 14h às 18h. O telefone do Instituto é o 3232-8960.
O público alvo é formado por possíveis candidatos ao pleito municipal (prefeitos e vereadores) e pessoas da comunidade. Na programação, o juiz de Direito Assistente do Tribunal de Justiça e ex-juiz eleitoral Jarbas Bezerra, falará sobre o tema “Propaganda Eleitoral nas Eleições de 2012”. Ele apresentará a resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que vai disciplinar todos os procedimentos a serem observados pelos candidatos no tocante à propaganda.
As particularidades da prestação de contas perante a justiça eleitoral serão abordadas pela diretora geral do TRE-RN, Lígia Limeira.
Além de Natal, o II Seminário de Direito Eleitoral será realizado em mais seis municípios: Açu (20 de abril), João Câmara (23 de abril), Santo Antonio (30 de abril), Caicó (04 de maio), Pau dos Ferros (07 de maio) e Santa Cruz (16 de maio).