i

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Morte de Cinthia Lívia lembra o caso Elizete Moura de 1996

Reprodução Cezar Alves
Elizete Moura Lemos foi morta e jogada no rio Pataxó, em Ipanguaçu, no ano de 1996
Cezar Alves/Da Redação do Jornal de Fato

O rapto seguido de assassinato da menina Cinthia Lívia, de 12 anos, em Tibau, lembra o caso da menina Elizete Moura Lemos, de 10 anos, no dia 10 de novembro de 1996, em Ipanguaçu.

Elizete Moura, assim como Cínthia, foi raptada quando brincava num pastoril perto de sua casa e três dias depois encontrada morta boiano nas águas do rio Pataxó.

O caso foi investigado por 4 delegados, sendo o último Geraldo Luiz de Albuquerque, que prendeu sete pessoas pelo crime, levantando a tese de magia negra.

Os réus alegam que foram brutalmente espancados, além de sofrer choques elétricos, para confessarem o rapto seguido de morte da menina Elizete Moura.


Passados 16 anos, o processo com 16 volumes se encontra na Comarca de Ipanguaçu. Foram vários julgamentos, uns absolvendo e outros condenando os réus. Não existe definição.


O caso Cinthia Livia (foto), que assim como Elizete Moura, comoveu o Estado. A investigação está sendo conduzida pela delegada Daniela Silveira.

O que de fato causou a morte da menina será determinado pelos médicos legistas do ITEP, provavelmente nos laboratórios da sede do órgão, em Natal.

SUS vai oferecer dois novos medicamentos

Brasília - Dois novos medicamentos contra hepatite C serão incluídos no Sistema Único de Saúde (SUS). Mais modernos e eficazes, o Telaprevir e o Boceprevir devem beneficiar 5,5 mil pacientes, todos portadores de cirrose e fibrose avançada, que fazem parte do grupo de maior risco de progressão da doença e de morte. O anúncio foi feito ontem pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante lançamento de campanha nacional contra hepatites virais na Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), em Brasília (DF). "Essa é mais uma das atividades realizadas em conjunto com os atores do sistema saúde para romper com o silêncio em relação às hepatites virais no muno inteiro. Esta é uma doença silenciosa sem sinais ou sintomas e por isso precisamos no esforçar para ações de prevenção e diagnóstico", disse Padilha. O ministro ainda apresentou os dados epidemiológicos mais atualizados das hepatites A, B, C, D e E. Cerca de 33 mil casos de hepatites são notificados anualmente.

Com o tema "As hepatites podem estar onde você menos espera", a campanha marca o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais, comemorado no sábado (28). Prevê uma série de ações de diagnóstico e prevenção, entre as quais, a ampliação de testes rápidos de diagnóstico e a promoção de um concurso que vai premiar trabalhos artísticos realizados por manicures e tatuadores em unhas e tatuagens com mensagens de prevenção às hepatites. O concurso incentiva boas práticas para prevenção da doença em salões de beleza e estúdios de tatuagens, e divulgação de cartazes e folders orientando a população em diferentes locais e eventos.

Os novos medicamentos, direcionados ao tipo C, que devem estar disponíveis no SUS no início de 2013, e fazem parte da classe de inibidores de protease, a mais moderna para combater a doença em todo o mundo. O telaprevir e o boceprevir têm uma taxa de eficácia de 80%, o dobro do sucesso obtido com a estratégia convencional utilizada atualmente, que associa dois medicamentos, o Interferon Peguilato (injetável) e a Ribavirina (via oral), cujo tratamento tem duração de 48 a 72 semanas. Os novos medicamentos são administrados oralmente, e têm duração de até 48 semanas.

"Esse é um passo decisivo para o tratamento das hepatites que vai possibilitar aos brasileiros a oportunidade de receber o que há de melhor em relação ao tratamento das hepatites no país", ressaltou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. No Brasil, há cerca de 1,5 milhão de pessoas infectadas pela hepatite C, que é responsável por 70% das hepatites crônicas, 40% dos casos de cirrose e 60% dos cânceres primários de fígado. Da infecção até a fase da cirrose hepática pode levar de 20 a 30 anos, em média, sem nenhum sintoma.

Tribuna do Norte

Corpo encontrado dentro cacimbão em Tibau é de Cinthia Livia, afirma oficial da PM

Cezar Alves/Da Redação

O oficial da PM Dino Max, que está acompanhando o resgate do corpo no Cacimbão, em Tibau, informou que realmente se trata de Cinthia Lívia.

O corpo foi encontrado pelo cidadão conhecido por Irmão Nonato, na manhã desta quinta-feira. Veja AQUI.
O Corpo de Bombeiros e peritos do Instituto Técnico-científico de Polícia (ITEP), após o resgate, estão transportando o corpo para exames em Mossoró.

O caso está sendo apurado pela delegada Daniela Silveira, que acompanhou todo o processo de perícia do local e já está interrogando as pessoas.

A família de Cinthia Livia acompanhou o trabalho do ITEP, Bombeiros e Polícia Civil de casa. Estavam acompanhados com agentes do Conselho Tutelar.
Após o resgate, a delegada Daniela Silveira se dirigiu para a casa de Cinthia Livia. Fechou a porta e pediu que a população se afastasse.

Nota de Esclarecimento

A Coligação Aliança do Povo, que tem como candidatos à prefeito e à vice-prefeito de Ipanguaçu, respectivamente, Leonardo Oliveira (PT) e Josimar Lopes (PSB), vem a público reafirmar seu compromisso com a ética, com a verdade e com o povo ipanguaçuense. E aproveita a oportunidade para declarar, publicamente, repúdio às acusações feitas em nota enviada à imprensa pela Coligação majoritária adversária, que tem à frente Rizomar Barbosa e Ednalva.

Esclarecemos que o compromisso firmado no dia 18 de julho, junto ao Juízo Eleitoral da 29ª Zona, vem sendo rigorosamente cumprido pela Coligação Aliança do Povo. Nenhum compromisso foi assinado perante o Juízo Eleitoral cedendo o dia 29 de julho para a Coligação das candidatas Rizomar e Edinalva fazerem qualquer manifestação.

A Coligação Aliança do Povo entende que a população não tem interesse em agressões e trocas de acusações, mas, sim, em ouvir propostas e ser ouvida em seus anseios. No entanto não poderíamos nos calar diante das acusações sofridas. Temos pautado todas as nossas ações de campanha no respeito à população e à Coligação adversária, fortalecendo o exercício da democracia em nosso município. E assim continuaremos a agir.

Em público, ainda, solicitamos da Coligação adversária que aja da mesma forma, evitando a lamentável propagação de inverdades, como a ocorrida no último domingo em Pedrinhas – quando se anunciou durante vista das candidatas, de forma exaltada, um rompimento inexistente em nosso grupo – e evitando comportamentos potencialmente desastrosos, como quando um carro de som da majoritária, tocando músicas provocativas e com o locutor fazendo um discurso inflamado, atravessou uma pacífica manifestação popular de apoio à Coligação Aliança do Povo nas imediações do Mercado Municipal, por volta das 10 da manhã do último dia 15 de julho.

Que este período eleitoral seja marcado pela paz e pelo alto nível de ideias, propostas e debates.

Com entusiasmo e muitas bandeiras vermelhas, Pedrinhas 2 recebe Leonardo e Josimar


Foi com bastante entusiasmo que os moradores da comunidade Pedrinhas 2 receberam nesta quarta-feira (25) a visita de Leonardo Oliveira (PT), prefeito de Ipanguaçu e candidato à reeleição, Josimar Lopes (PSB), candidato a vice-prefeito, e dos vereadores da Coligação Aliança do Povo.

À porta de cada casa, famílias aguardavam seu momento de ouvir propostas e serem ouvidas em seus anseios. Algumas famílias, carinhosamente, prepararam cafés e/ou lanches para o grupo. Acima de várias casas, como têm ocorrido por todo o município, viam-se bandeiras vermelhas tremulando em sinal de apoio. Ao final da visita o número delas aumentou ainda mais, chegando a substituir algumas de outra cor.

“Esse apoio que temos recebido por onde passamos é fruto do trabalho que temos realizado em todos os recantos de Ipanguaçu. Aqui em Pedrinhas 2 estamos pavimentado as ruas, construindo uma nova praça e concluindo o moderno abatedouro público.O povo sente a mudança para melhor que houve em suas vidas e nos apoia por entender que esse trabalho precisa continuar. É muito gratificante e nos dá forças para seguir em frente”, afirma Leonardo.

No que depender de Francisco Reginildo Gomes da Silva, 33 anos, e de sua família, contemplados com uma casa no conjunto habitacional, o trabalho de Leonardo continua. “Não é por ter recebido uma casa para morar que votamos em Leonardo. É por acreditar nele. É pelo que ele fez e por saber que ele pode fazer ainda muito mais por toda a nossa cidade. Leonardo fez com que a saúde de Ipanguaçu funcionasse de verdade, coisa que não há preço no mundo que pague. Imagine aí, um filho seu ficar doente e você ter atendimento de forma rápida. Em Ipanguaçu é assim. Eu, minha família vamos votar em Leonardo para que isso tudo possa continuar”, argumentou.


Agenda

Nesta quinta-feira (26), o prefeito Leonardo Oliveira dedicará seu tempo integralmente às atividades administrativas.

Na sexta-feira (27), Leonardo, Josimar e os vereadores da Aliança do Povo visitam o assentamento Olho D’Água, a partir das 16 horas.


Veja mais fotos (AQUI)