i

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Engenheiro do Ministério da Integração Nacional visitam áreas afetadas pelas enchentes

Com o objetivo de elaborar um plano de trabalho para sanar os danos provocados pelas enchentes em Ipanguaçu, engenheiros do Ministério da Integração Nacional estiveram nesta sexta-feira (20) no município, percorrendo as áreas castigadas pelas águas que transbordam do Rio Pataxó há quase um mês.

Antes de iniciar as visitas, a equipe de engenharia se reuniu com membros da comissão de Defesa Civil do Município, de forma a se inteirar mais detalhadamente sobre a situação local. Segundo o engenheiro Enoque Rose, o encontro serviu ainda para que houvesse “uma troca de ideias e informações sobre a elaboração do plano de trabalho que avaliará os estragos causados pelas inundações e alternativas para prevenção contra novas ocorrências”.

De acordo com Luiz Alberto Rocha, presidente da Comissão de Defesa Civil de Ipanguaçu, o destino de recursos para o município passa necessariamente através da elaboração deste plano. "O projeto se fundamenta com um plano de trabalho, onde constarão as metas, execução e custos. Por esse motivo estamos visitando as áreas afetadas para atender as exigências de captação de recursos pelo Governo Federal” informou.

O município tem até o dia 27 de maio para enviar o plano de trabalho à Integração Nacional, que deverá incluir pavimentação, recuperação de estradas, obras preventivas e recuperação e construção de casas, além da reparação de todos os outros danos ocasionado pelas inundações que assolam o município. O Ministério deverá avaliar o estudo para, então, liberar os recursos.

Município mais atingido pelas chuvas no Rio Grande do Norte, Ipanguaçu tem 163 famílias (578 pessoas) vivendo em abrigos municipais e chegou a ter mais de 2340 pessoas isoladas em 13 comunidades rurais. As águas chegaram a apresentar um sensível recuo na semana passada, porém, as chuvas dos últimos dias fizeram com que houvesse um novo aumento do volume do Rio Pataxó.

Rio Grande do Norte registra sangria de 23 açudes


Publicado por Robson Pires, 

Pelo menos 23 açudes do estado do Rio Grande do Norte apresentaram acumulação de água acima da capacidade.
Os dados foram  atualizados nesta sexta(20), pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh).
O Marechal Dutra, mais conhecido como Gargalheiras de Acari(na foto) sangrou nesta quinta-feira (19) e o Dourado, em Currais Novos, na última terça-feira (17). Ainda na Bacia Piranhas/Açu, outros açudes já haviam apresentado sangria como é o caso do Beldroega (Paraú), Mendubim e Armando Ribeiro Gonçalves (ambos em Assu), Pataxó (Ipanguaçu), Rio da Pedra e Alecrim (ambos em Santana do Matos), Novo Angicos (Angicos), Boqueirão de Angicos (Afonso Bezerra), Passagem das Traíras (São José do Seridó) e Cruzeta (Cruzeta) .
Na bacia Apodi-Mossoró os reservatório Encanto (Encanto), Santana (Rafael Fernandes), Marcelino Vieira (Marcelino Vieira), Riacho da Cruz II (Riacho da Cruz), Apanha Peixe (Caraúbas), Morcego (Campo Grande) e Rodeador (Umarizal) também apresentaram alta acumulação de água.
Outros açudes que estão com capacidade de 100% é o Campo Grande (São Paulo do Potengi), na bacia Potengi, e Santa Cruz do Trairi e Inharé (Santa Cruz) e Trairi (Tangará).

Prefeito de Carnaubais lança livro amanhã

O prefeito de Carnaubais, Luiz Gonzaga Cavalcante Dantas (Luizinho), lança na noite de amanhã, dia 21, na Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social (SEMTHAS) às 20 horas o livro “As Marcas de uma Luta” que testemunha do seu tempo e da luta varzeano que conta parte dessa história.

O escritor, historiador integrará a recém criada Coleção Carnaubaense. O lançamento promete convidados especiais em noite de autográfo.

Justiça nega pedido à Ivan Padilha e afastamento é valido

Juiz confirma afastamento de Ivan Padilha, para que Comissão conclua os trabalhos de investigação.
 
Saiu ontem (19) (17h), a decisão do juiz da Comarca de Pendências, sobre o afastamento de Ivan Padilha. Ivan Padilha tinha entrado na justiça para pedir a suspensão imediata dos efeitos do afastamento, mas de acordo com a decisão do juiz Marco Antonio Mendes Ribeiro, disse ser impossível de conceder a liminar para suspender os efeitos da última sessão dos vereadores, realizado na última terça-feira, que culminou no afastamento do prefeito Ivan Padilha e deu posse no dia seguinte (quarta-feira, 18), ao vice-prefeito José Maurício de Melo.
Eis a decisão do magistrado.
 
 PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE Vara Única da Comarca de Pendências 
 
Autos n.º0000359-76.2011.8.20.0148
ClasseProcedimento Ordinário/PROC
AutorIvan de Souza Padilha
RéuCâmara Municipal de Pendências e outros
Decisão
Vistos, etc.
Analiso a petição de fls. 264/276.
Em tal requerimento postula o autor Ivan de Souza Padilha a imediata suspensão do Decreto Legislativo de nº 02/2011 que cominou com o seu afastamento temporário por 60 dias.
Impossível, no presente feito, a apreciação da medida.
Conforme prova o documento de fl. 270, o afastamento liminar do postulante se deu nos autos do procedimento administrativo nº 11/2010.
Este magistrado, nos termos da decisão de fls. 160/161, determinou a suspensão do procedimento administrativo de nº 10/2010.
Portanto, à primeira vista, o decreto legislativo nº 20/2011, proferido nos autos de processo administrativo não mencionado à inicial, não fora atacado nos presentes autos e a sua impugnação terá de ser objeto de um processo autônomo.
Face ao exposto, indefiro o pedido.
À nova conclusão dos autos para análise do incidente de falsidade em apenso.
Intimem-se.
Pendências-RN, 19 de maio de 2011.

Marco Antônio Mendes Ribeiro Juiz de Direito

Fonte: Jefte Silva/Blog Altonotícias