i

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Zé de Deus e Rizomar perdem eleições em Ipanguaçu



O ex-prefeito de Ipanguaçu, José de Deus (PR), amargurou no ultimo domingo (07) a maior derrota de sua história política, não conseguindo eleger sua esposa a ex - primeira dama, Rizomar Barbosa (PMDB), assim como o ex-prefeito Ronaldo Soares na cidade do Assú que não conseguiu eleger o seu filho o deputado estadual, George Soares (PR). Abelardo Rodrigues (DEM) no Alto do Rodrigues foi o único do “trio mocotó” que conseguiu resultados positivo.

O ex-prefeito pela primeira vez votou no fim da tarde, um pouco abatido, votou e saiu do colégio eleitoral em meio a grande manifestação do público que esperava o resultado, até o momento esperado com grande expectativa.

Leonardo conseguiu 58,17% de maioria (6.690 votos) contra 41,83% (4.811 votos) da candidata pmdebista Rizomar Barbosa, uma maioria de 1.879 votos de diferença. Leonardo venceu em todos os colégios eleitorais, Arapuá, Pataxó, Pedrinhas, Ovídio Montenegro e Manoel de Melo.  Nesta eleição foram às urnas 12.126 pessoas, dentre eles 11.501 (95,85% dos votos validos), 499 (4,12% votos nulos) e 126 (1,04% em branco).  

Rompimento 

Em 2010 Zé de Deus e Leonardo Oliveira romperão os laços políticos. Por diversas vezes o ex-prefeito falou de publico e em veículos de comunicação que ele da mesma forma que colocou ira tirar o atual gestor, além de musicas como “Luiz respeita Januário” do compositor Luis Gonzaga proferido em praça pública. Segundo os bastidores da política o real rompimento se deu porque o ex-prefeito queria manobra o atual gestor, como tinha feito com o seu genro em 1992.  

Vereadores

Além de perder nestas eleições o ex-prefeito José de Deus não conseguiu a maioria na câmara de vereadores, conseguindo eleger apenas dois candidatos da sua coligação. Rumores dão conta que os aliados do antigo gestor estão “chateados”, pois o ex-prefeito não conseguiu os votos prometidos aos candidatos.

Nova era política 


Essas eleições marcaram uma nova era política, como as pesquisas mostravam o prefeito reeleito Leonardo Oliveira venceu com uma maioria histórica,  se consagrando como o maior líder político como já apontavam as pesquisas.

Veja o resultado completo (AQUI).

    

Mais de 350 milhões de pessoas sofrem de depressão no mundo


Mais de 350 milhões de pessoas sofrem de depressão no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A organização alertou hoje (9), véspera do Dia Mundial da Saúde Mental, para a necessidade de combater o estigma em torno da doença e incentivar que os governos implementem tratamentos para combater o transtorno. Pelos dados da OMS, pelo menos 5% das pessoas que vivem em comunidade sofrem de depressão.
“Temos alguns tratamentos muito eficazes para combater a depressão. Infelizmente só metade das pessoas com depressão recebe os cuidados de que necessitam. De fato, em muitos países, o número é inferior a 10%”, disse o diretor do Departamento de Saúde Mental e Abuso de Substâncias, Shekhar Saxena. “É por isso que a OMS está trabalhando com os países na luta contra a estigmatização como ato essencial para aumentar o acesso ao tratamento.”
A OMS define depressão como um transtorno mental comum, caracterizado por tristeza, perda de interesse, ausência de prazer, oscilações entre sentimentos de culpa e baixa autoestima, além de distúrbios do sono ou do apetite. Também há a sensação de cansaço e falta de concentração.

Passada a eleição municipal, quatro cidades ainda não têm prefeito eleito


O eleitorado de quatro pequenas cidades vive a expectativa de ter votado no domingo (7) e, passada a apuração, continuar sem saber quem irá assumir a prefeitura em janeiro de 2013. É o caso de Cedro (PE), Cedro (CE), Monte Alegre (RN) e Bom Jesus de Goiás (GO), onde os candidatos aguardam decisão de processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os votos deles foram contados como nulos.
Como os votos válidos dados a dois candidatos somam mais de 50% do eleitorado, caso ambos tenham as candidaturas indeferidas pelo tribunal, haverá nova eleição. Nestas cidades houve elevado índice de pessoas que não foram votar ou compareceram nas seções eleitorais, mas preferiram abster-se de escolher um candidato.
Em Cedro (PE), que tem um eleitorado de 9.248 pessoas, 1.826 (19,7%) dos aptos a eleger o próximo prefeito, deixaram de votar em Miguel Leite, apoiado por coligação acertada pelo PV e o PT, ou em Neguinho de Zé Arlindo (PSB-PTB/PRP/PSDB). Os 7.304 votos recebidos pelos dois postulantes ao cargo estão, por enquanto, considerados nulos.