i

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Artesãos quilombola de Ipanguaçu participam da Feira de turismo rual na Paraíba



Os artesãos da Associação Renascer da comunidade quilombola de Picada no município de Ipanguaçu, participam está semana de 3 a 5 de setembro da 10ª Ruraltur - Feira de Turismo Rural em Campina Grande-PB.O evento pretende promove a integração de empresários, profissionais e amantes do turismo rural. 

O objetivo é tonar o evento uma vitrine para projetar o segmento no mercado regional e nacional. O Ruraltur está acontecendo na Federação da Indústria da Paraíba (FIEP) e deverá reunir segundo os organizadores cerca de 6 mil pessoas e gerar quase R$ 3 milhões em negócios. 

De Ipanguaçu, integram a caravana o coordenador da Secretaria de Cultura e Turismo (SEMCTUR) Allysson Rocha e mais dois membros da associação: Emerson Emanoel e Francimária dos Santos que participam do evento coordenada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE/Assu-RN) na qual conta também com o apoio da Prefeitura de Ipanguaçu. 

Para o secretário de Cultura e Turismo da cidade, Fernando Neto, a feira fortalece o desenvolvimento do turismo rural, um setor que merece incentivo e atenção especial. “É um setor que gera emprego e renda, por meio da produção associada ao turismo. A Ruraltur será uma importante vitrine para apresentar ao Brasil o trabalho de nossos artesões, que já ganha a cada dia reconhecimento pelo material produzido”, disse o secretário. 

Os artesãos apresentam na feira o artesanato oriundos da folha da bananeira e da palha e talos da carnaubeira, produto encontrado em abundância região. 

Durante os três dias do evento haverá apresentações culturais, estandes de expositores e empresas que operam com o Turismo Rural, negócios e artesanato.

Plebiscito popular para reforma política recebe apoio em Ipanguaçu



Durante toda está semana, de 1º a 7 de setembro todo o país se mobiliza para participar do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político. Organizado pelas mais diferentes grupos populares a ideia do plebiscito surge após as manifestações de junho do ano passado, quando milhares de pessoas foram as ruas reivindicar melhorias, entre elas a reforma política. 

Em Ipanguaçu, não é diferente, a cidade localizada na região do Vale do Açu está difundindo nos quatro cantos o projeto na qual busca coletar votos pelo sim da reforma política por uma constituinte que reja exclusivamente a política brasileira. 

O estudante da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), André Magri Ribeiro, 22, é um dos integrantes do comitê local. Para o jovem o plebiscito é mais do que oportuno no momento a qual o país vivencia. “Falamos muito em mudar a política, mas agimos passivamente frente a situação. É hora de ter a voz ecoada pelo Brasil inteiro. Se você não está satisfeito com esta política brasileira e este congresso que não nos representa, vote SIM pelo Plebiscito Popular e pela Reforma Política do Brasil”, conta o estudante. 

Em todo o Brasil mais 350 organizações articulam o Plebiscito Constituinte, com a presença de mais de mil comitês populares espalhados em todo território brasileiro. A meta do plebiscito é alcançar 10 milhões de votos. 

“Aqui na nossa cidade estamos disponibilizando 20 urnas. A distribuição ainda continua sendo feita, o objetivo que todas as urnas estejam em pleno funcionamento coletando votos. As urnas votantes também estarão à disposição. No sábado e domingo na praça pública”, reitera. 

Um dos adeptos a reforma política na cidade, é o prefeito Geraldo Paulino. Nesta segunda-feira(01), o chefe do executivo votou em uma das urnas votantes. Para Geraldo, é necessário aperfeiçoar o sistema político e aproximar a sociedade das decisões, “fico feliz em ver nossa cidade participando do plebiscito. A população deve está engajada nos assuntos de interesse do nosso país”, disse. 

Pontos de votação 

Para participar do plebiscito basta ser maior de 16 anos e portar um documento oficial como RG, carteira de habilitação, passaporte, carteira de trabalho, e ir até a urna mais próxima ou votar pelo site, www.plebiscitoconstituinte.org.br.

As primeiras urnas que estão em funcionamento em Ipanguaçu são: Secretaria Municipal de Educação (8h às 13h); Secretaria da Igreja Católica de Ipanguaçu (8h às 13h); Escola Municipal Cecília Pereira dos Santos - Nova Descoberta (7h às 17h30min); Escola Estadual Manoel de Melo Montenegro (7h às 12h e 19h às 22h30); IFRN Câmpus Ipanguaçu (7h às 12h; 13h às 18h e 19h às 22h); Escola Municipal Nelson Borges Montenegro - Picada (7h às 17h30min); Conselho Tutelar (8h às 17h); Assembleia de Deus de Ipanguaçu (19h às 22h) e na Capela de São José Operário - Arapuá (7 às 22h); Escola Municipal Francisco Florêncio Lopes (Pataxó - 7h às 17h30min); Luzeiro/Cuó - Lucas Matheus, da IAJM (7h às 20h); Cohab - Jeane (19h às 22h); Escola Municipal Adalberto Nobre de Siqueira – Tabuleiro Alto (13h às 17h30min). O objetivo é que até sexta entre em funcionamento as urnas nas comunidades de Baldum e Pedrinhas.