i

terça-feira, 20 de março de 2012

Prefeitura de Ipanguaçu alerta: pedido de isenção do Prominp só pode ser feito até quarta-feira

A Prefeitura de Ipanguaçu informa que se encerra nesta quarta-feira (21) o prazo para pedido de isenção da taxa de inscrição para o Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp). No Rio Grande do Norte há 480 vagas para cursos de qualificação, com alto índice de empregabilidade, segundo a Petrobras. As inscrições do processo seletivo seguem até o dia 12 de abril.

A secretária de Assistência Social de Ipanguaçu, Cristina Oliveira, lembra aos interessados que a isenção da taxa só é facultada aos que possuem Número de Identificação Social (NIS), encontrado no Cadastro Único, e comprovem renda familiar mensal de até três salários mínimos. Além disso, para concorrer a uma das vagas oferecidas o candidato deve ter idade igual ou superior a 18 anos e preencher os pré-requisitos do curso desejado. “Não é obrigatório ser beneficiário do programa Bolsa Família para ter a isenção da taxa de inscrição. Possuindo o NIS e preenchendo os requisitos necessários, é só procurar a Secretaria de Assistência Social para fazer a inscrição sem taxa e participar do processo seletivo”, destaca a secretária Cristina.

Para os que se enquadram nos critérios os pedidos devem ser feitos no ato da inscrição no processo seletivo, através do site do Prominp (www.prominp.com.br). Não há necessidade de envio de documentos para solicitar a isenção. Para todos os outros será cobrada taxa, sendo R$ 25,00 para candidatos aos cursos de nível básico; R$ 42,00 para nível médio e técnico, e R$ 63,00 para as categorias de nível superior.

O Prominp oferece cursos gratuitos de soldador, caldeireiro, montador de estrutura, eletricista, pedreiro e muitos outros. As provas estão previstas para serem aplicadas no próximo dia 13 de maio. A expectativa é que o resultado final seja divulgado no dia 6 de junho.

Os candidatos aprovados que estiverem desempregados durante o curso receberão uma bolsa-auxílio mensal no valor de R$ 300 (cursos de nível básico), R$ 600 (níveis médio e técnico) e R$ 900 (nível superior). De acordo com a Petrobras, os profissionais qualificados pelo programa serão aproveitados pelas empresas fornecedoras de bens e serviços do setor de petróleo e gás natural.

Prefeitura de Ipanguaçu fecha parceria com o projeto Mova Brasil, para alfabetização de jovens e adultos

Investindo na alfabetização de jovens e adultos de forma cidadã, a Prefeitura de Ipanguaçu fechou parceria com o Mova Brasil, iniciativa que já beneficiou a cerca de 200 mil pessoas em todo o Brasil. O projeto é gerido pelo Instituto Paulo Freire, pela Petrobras e pela Federação Única dos Petroleiros, além de contar com o apoio do Ministério da Educação.

De acordo com o prefeito Leonardo Oliveira, o Mova Brasil contribui não só para a erradicação do analfabetismo, mas também no fortalecimento da cidadania. “Nas aulas, os alunos aprendem a ler e escrever com exercícios baseados nas realidades em que vivem nas suas comunidades. Dessa forma, cada educanda desenvolve uma melhor compreensão crítica do mundo que o cerca e é estimulado a planejar ações de intervenção social”, explica o prefeito.
Na última segunda-feira (19), a secretária de Educação de Ipanguaçu, Jeane Dantas, a secretária adjunta Mara Carmelita, e coordenadores/monitores do município estiveram na cidade de Extremoz para participarem da capacitação do projeto, evento que se estende até a próxima sexta-feira (23). “Com os métodos de Paulo Freire está mais do que comprovado que é possível atingir bons resultados. Acreditamos que devemos oferecer condições para que nossos jovens e adultos possam superar uma visão restrita do mundo”, frisa Jeane.

Inicialmente, mais de 100 jovens e adultos ipanguaçuenses, divididos em cinco turmas, deverão ser contemplados nas comunidades rurais de São Miguel, Pataxós e no centro da cidade.

A coordenadora do polo norte-rio-grandense do Mova Brasil, Josileide Silveira, disse que no RN, fora da rede pública, há muitos analfabetos. O projeto, segundo ela, tem tentado contemplar esse público com o letramento de forma que eles possam utilizar a leitura no dia a dia para melhorar sua qualidade de vida. “Temos que erradicar o analfabetismo que ainda está presente no RN, e este ano além alfabetizar queremos profissionalizar alunos para que tenham uma nova perspectiva de profissionalização”, diz a coordenadora, informando, ainda, que em todo o RN o projeto estará presente em 43 municípios, contando com 180 turmas.
 



RN gasta 48,15% com pessoal

Dados do Tesouro Nacional revelam que o governo ultrapassou o limite prudencial de 46,55% da receita


O Rio Grande do Norte é o Estado brasileiro que mais gasta com pagamento de pessoal. De acordo com dados do Tesouro Nacional, o governo destinou, em 2011, 48,15% da sua arrecadação, que corresponde ao valor de R$ 5,9 milhões, para essa finalidade. O percentual é preocupante. O Estado se encontra na iminência de descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Como o valor ultrapassa o limite prudencial de 46,55% da receita, o governo está impedido de conceder reajustes e criar novos cargos. 

Para atender os planos de cargos, carreira e salários dos servidores estaduais, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) terá que diminuir a estrutura de comissionados. Caso contrário, a relação do governo com os servidores tende a ficar mais tensa. Neste ano de 2012, a gestora deverá enfrentar novos problemas para não ultrapassar os 49%, percentual máximo de gasto com pessoal permitido pela LRF. Caso ultrapasse esse limite, o governo será obrigado a cortar gratificações e até demitir servidores.

Apesar de estar acima do limite prudencial, a governadora enfrenta, desde que assumiu o Executivo, cobranças das categorias de servidores estaduais. Na negociação para implantação dos planos de cargos, carreira e salários, o governo anunciou que aguarda um cenário financeiro favorável. Os planos foram aprovados em 2010, por unanimidade, na Assembleia Legislativa (AL). O governo alega dificuldade orçamentária e a impossibilidade jurídica de atender os pleitos dos servidores. Por enquanto, o Executivo tem levado o problema a banho-maria.

Enquanto o governo do RN enfrenta esse paradoxo, outros governadores, que se encontram em situação menos complicada do que a de Rosalba Ciarlini, já começaram a tomar medidas para evitar o descumprimento da LRF, de acordo com a Folha de São Paulo. Em reportagem publicada ontem, o jornal paulista destacou que Marcelo Déda (PT), chefe do Executivo de Sergipe, avisou a seu secretariado que será necessária neste ano uma economia equivalente a quase um quinto das receitas para não descumprir a Lei. Sergipe gastou, no ano passado, 46,9% da receita com pessoal. 

Diário de Natal

Frente fria poderá trazer chuvas para o Nordeste


O outono começou às 2h14 desta terça-feira (20), segundo meteorologias do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).
De acordo com o meteorologista do Cptec José Felipe Farias, a estação começa com maiores incursões de massas de ar frio sobre o continente. “É uma estação de transição entre o verão e o inverno, com frentes frias mais regulares e as temperaturas começando a diminuir”, aponta.
O outono terá mudanças rápidas nas condições de tempo, maior frequência de nevoeiros e registros de geadas em locais serranos das regiões Sudeste e Sul. Haverá diminuição das chuvas em grande parte do país, com o registro dos maiores totais de chuva, superiores a 700 milímetros, no extremo norte das regiões Norte e Nordeste e no leste do Nordeste, onde se inicia o período mais chuvoso.
A previsão é de que haja mais chuvas no norte de Amazonas, Pará, Acre e no Nordeste do país.
Nas regiões Sul, Sudeste e parte da região Centro-Oeste do Brasil, as temperaturas tornam-se mais amenas devido à entrada de massas de ar frio, com temperaturas mínimas que variam entre 12ºC a 18ºC, chegando a marcas abaixo de 10ºC nas regiões serranas.
No Norte e Nordeste, as temperaturas são mais homogêneas, com mínimas variando em 22ºC e máximas de 30ºC a 32ºC.
Robson Pires 

MEC anuncia avaliação nacional da alfabetização

São Paulo, 19 (AE) - O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou nesta segunda-feira (19) a criação de uma prova nacional para medir o grau de alfabetização de crianças de 7 e de 8 anos. O exame, que será aplicado para todos os estudantes a partir do ano que vem, será uma ampliação da Provinha Brasil, que avalia o estágio de alfabetização e de conhecimentos básicos de matemática de estudantes do 2º ano do ensino fundamental.

"A Provinha Brasil é amostral. Nós faremos um exame nacional para ver a qualidade do letramento", disse Mercadante, que participou de um debate promovido pelo Lide, Grupo de Líderes Empresariais, na zona sul de São Paulo. No evento, o ministro disse que a garantia de alfabetização na idade correta, até 8 anos, é a grande prioridade da sua gestão. "O exame será para todas as crianças. Tem custo? Tem. Mas é muito menor que o da ignorância".

Mercadante quer usar o desempenho dos estudantes no exame de alfabetização no Escola Sem Fronteiras, programa que vai oferecer bolsas de estudo em colégios privados de referência, como o Pedro II, do Rio, para professores cujos alunos de destacaram na avaliação. O outro indicador para selecionar professores do Escola Sem Fronteiras será o desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O ministro disse que professores com desempenho excepcional podem ganhar bolsas de estudo no exterior.

"Já recebemos uma proposta da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e estamos discutindo com secretários de Educação, porque isso tem de ser feito em parceria. Quem administra a rede são Estados e municípios", disse Mercadante. "Estamos chamando os secretários para participar do desenho do programa, da modelagem. Na quinta-feira haverá uma oficina dos secretários para que em conjunto a gente consiga fechar a proposta" 

Jornal De Fato

Vitória de Josivan é ruim para Larissa

A vitória obtida pelo reitor da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), professor Josivan Barbosa de Menezes, na consulta realizada pelo PT mossoroense no domingo passado, 18, cujo resultado apontou que a legenda sairia com candidatura própria nas eleições deste ano, reflete negativamente no projeto da deputada estadual Larissa Rosado (PSB). Ela era a segunda opção dos petistas. Por uma maioria de cinco votos, o PT de Mossoró optou por não se vincular politicamente ao PSB. Com a decisão, Larissa perde tempo de rádio e TV, bem como o direito de usar imagens da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda eleitoral gratuita e em material publicitário. A escolha dos petistas pode ser vista como a primeira derrota de Larissa, já que ela contava com o reforço do PT para se projetar como único nome da oposição.
Outro fator que remete a decisão do PT à derrota de Larissa diz respeito ao fato de a deputada federal Sandra Rosado (PSB) ter afirmado, antes da consulta dos petistas, que entraria em campo para garantir que os petistas apoiassem o projeto do PSB. Tanto que ela teria conversado em Brasília com a também deputada federal Fátima Bezerra (PT), visando fechar a chapa, a qual teria Josivan como candidato a vice-prefeito. Ocorre que o projeto de Sandra não vingou.
Na consulta do domingo, as duas alas petistas acompanharam a votação. De um lado, o grupo liderado por Fátima Bezerra, que não veio a Mossoró, mas delegou ao superintendente estadual do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), Valmir Alves, a tarefa de acompanhar o processo. A tese da candidatura própria obteve 162 votos contra 157 da que versava sobre apoio do PT ao PSB.


Edilson Damasceno
Da Redação/Jornal de Fato

Secretário de Obras diz que limpeza do Rio Pataxó foi bem mais complexa do que muita gente imagina

De acordo com informação do secretário municipal adjunto de Obras, da prefeitura de Ipanguaçu, Genildo Rodrigues, o trabalho realizado pela administração no sentido de desobstruir o leito do rio Pataxó, medida tida como fundamental para minimizar os riscos de a cidade vir a sofrer novas inundações por conta da elevação do nível d’água do rio, durante os períodos de chuva, foi bem mais difícil do que muitos podem deduzir. Numa matéria cedida à reportagem da Rádio Princesa do Vale, Genildo Rodrigues frisou que, apesar da firme determinação do prefeito da cidade, Leonardo da Silva Oliveira, do PT, de promover tal serviço, a obra enfrentou uma série de problemas. Ela relatou algumas das dificuldades enfrentadas ao longo do referido empreendimento. Porém, antes de se referir a tal assunto, o secretário municipal adjunto de Obras teceu considerações sobre os serviços que estão sendo tocados pela pasta a fim de recuperar diversos pontos do município já prejudicados pelas chuvas caídas em Ipanguaçu até agora. Na etapa final da matéria, o secretário Genildo Rodrigues trouxe as informações concernentes aos gargalos com os quais a administração municipal se deparou para realizar o trabalho de desobstrução do leito do rio Pataxó.

Fonte: Rádio Princesa do Vale