i

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

PREFEITO DE IPANGUAÇU LEONARDO OLIVEIRA TENTA EVITAR QUE NOVAS INUNDAÇÕES VENHAM PREJUDICAR A POPULAÇÃO IPANGUAÇUENSSE


Nesta última sexta-feira (15 de janeiro), o prefeito Leonardo Oliveira (PT), visitou novamente as obras do Rio Pataxó. As obras no leito do rio buscam evitar e amenizar novas enchentes que possam acontecer. Após a reunião que teve com a comissão da Defesa Civil e o responsável pela obra, no ultimo dia 07 de janeiro, Leonardo está buscando de todas as formas possíveis, prevenir a cidade de novos alagamentos, que possam novamente desabrigar a população Ipanguaçuensse, pensando nisso o prefeito esteve novamente no mesmo lugar onde está sendo feito o serviço de uma parede de mais de 20m, esta parede está sendo formada no local onde naturalmente o rio fez um novo percurso. A parede evitará que com determinado volume de água do rio pataxó, as águas não venham invadir a cidade e desabrigar as famílias do município.   

EDITAL PARA 192 MIL VAGAS DE RECENSEADOR DO IBGE SAI DIA 28

O edital do concurso do IBGE para 191.963 vagas de recenseador para o Censo 2010 deverá ser lançado no dia 28 de janeiro, segundo a assessoria de imprensa do órgão. A organizadora do concurso é a Fundação Cesgranrio. O período de inscrições será do dia 22 de fevereiro a 19 de março. A contratação será feita a partir de julho de 2010. O cargo exige nível fundamental. A duração do contrato é de dois a seis meses. O recenseador receberá uma lista de endereços e visitará os domicílios para fazer a coleta de dados com computadores portáteis. As vagas serão para todos os municípios do país. O recenseador não tem salário fixo - ele recebe por produção, de acordo com o número de domicílios visitados. O IBGE informa que os recenseadores deverão se inscrever para trabalhar nos locais onde moram – a coleta deverá ser feita o mais perto possível de suas residências para não haver despesas de transporte nem hospedagem. Para esse concurso o IBGE espera 1 milhão de inscritos. De acordo com a assessoria de imprensa do IBGE, em 2007, para 80 mil vagas de recenseador, foram 750 mil inscritos – foram visitados 34 milhões de domicílios em cidades com até 170 mil habitantes. Já o Censo de 2010 irá visitar os 58 milhões de domicílios do país. Por isso, o número de vagas de recenseadores é maior. O instituto informa que, apesar de se tratar de vagas temporárias, é uma boa oportunidade para ganhar experiência e contar pontos para o currículo.

PROMOTORA ÉRICA VERÍCIA É ELEITA OUVIDORA DO MINISTÉRIO PÚBLICO

 Érica Verícia Canuto Veras é a mais nova ouvidora do Ministério Público do Rio Grande do Norte. Titular da 1ª Promotoria de Justiça da capital, 35 anos de idade, ela foi eleita nesta sexta-feira, 15, com total de 63 votos. O segundo colocado, o Promotor de Justiça da cidade de João Câmara, Paulo Pimentel, obteve 38 votos. A nova ouvidora toma posse no dia 28 de janeiro, às 8h30, no plenário da Procuradoria Geral de Justiça. A ouvidoria do Ministério Público é um canal direto entre o cidadão e as promotorias de justiça, servindo de instrumento educativo, de orientação e direcionamento das causas às promotorias específicas, além de esclarecer sobre os direitos gerais da população e demais órgãos e instituições que prestam serviço de garantia destes direitos. Os contatos com a ouvidoria devem ser feitos através do 0800-284-8484 ou pelo email ouvidoria.mp@rn.gov.br.

Quem solta balão de ensaio são os políticos...

Confesso que não estava com nenhuma vontade de me meter em polêmica, mas o artigo escrito pelo companheiro José Régis, sob o título Balão de Ensaio, me atraiu para dentro desse debate. Na política, o balão de ensaio geralmente é plantado pelos políticos para atrair a atenção do eleitorado e também uma forma de valorizar alguém ou um grupo na formação de uma chapa.
O balão pode servir também para queimar alguém politicamente, atendendo interesse político eleitoral. Ou seja, essa estratégia é uma faca de dois gumes, tanto pode fazer o bem como o mal. Tudo depende do desfecho como o balão será digerido pelo eleitor e os agentes políticos envolvidos na formação de chapas e coligações. O balão pode fazer alguém subir como pode fazê-lo despencar e cair na desgraça política total. É algo imprevisível e perigoso.
Nesse jogo, o jornalista ou blogueiro nunca é o autor de balão de ensaio. A autoria dessa engenharia sempre é um político por meio de um marqueteiro ou ele mesmo diz a mentira descaradamente. Quem pensar ao contrário está querendo tapar o sol com a peneira, porque político nenhum tem posição definida, antes das convenções partidárias. Depois sim, eles adotam uma postura e só não recuam muitas vezes porque não podem mais dar marcha ré. Até depois definidas as regras, com raras exceções, alguns voltam atrás na maior cara de pau.
Baseado nisso, meu caro Régis, tenho absoluta certeza de que nem você e nem muito menos eu, soltamos balões de ensaios. Divulgamos notícias com informações repassadas por políticos e não cabe nós fazer julgamento de que a informação recebida é boato que se faz circular para verificar as tendências da opinião pública.
Régis, você sabe que a gente conhece boi e vaca em Assu. Portanto, não adianta alguém querer dizer que político A ou B, tem posição definida e que não volta atrás. Isso não cola. A história está repleta de exemplos do vai e vem dos nossos políticos. Os adversários de hoje são os aliados de amanhã e vice versa.  

Blog de Valderi Tavares