i

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Leonardo recebe homenagens no dia de seu aniversário

O prefeito Leonardo Oliveira (PT) recebeu na manhã desta terça-feira (06) data em que comemora seu 47 anos de idade uma surpresa dos secretários, assessores, funcionários e amigos que compõe a gestão municipal. Ao chegar à prefeitura foi surpreendido com a comemoração. Um café da manhã foi servido.


Os presentes parabenizaram o prefeito com homenagens. Leonardo agradeceu pela surpresa feita a ele, e destacou retribuir a confiança dala a ele com objetivo de governar a cidade pelos próximos 4 anos, "quando menos imagino, vocês me surpreendem mais uma vez. Agradeço a todos pela confiança, e por está junto conosco construindo uma vida melhor para tantas famílias. Obrigado mesmo a todos vocês", disse Leonardo.

Esteve presentes o pároco de Ipanguaçu, PE. Cesar Bessa; o assessor jurídico e presidente da OAB/Assú, Ivanaldo Salustino, ex-prefeito Edson Gê Gonzaga, o presidente da câmara Tunefis Morais, e os vereadores Jaíres Azevedo(PSB) e Thalita Cosme(PSD). 

Historia de Leonardo

Nascido e criado em Ipanguaçu, Leonardo da Silva Oliveira é o terceiro de um total de nove filhos do casal João Batista de Oliveira (João Boi) e Maria Helena de Oliveira (Helena de João Boi). Aos cinco anos de idade, inicia seus estudos na Escola Estadual José Medeiros, também em Ipanguaçu. Sua primeira professora foi Dona Maria da Salete Silveira (Salete de Ismar). Ainda jovem, começa a trabalhar na agricultura ao lado de seu pai, contribuindo com seu suor para a renda da família.

Mesmo com a rotina de agricultor, Leonardo não descuidou de seus estudos. Além de ter diploma de Técnico em Saneamento pela antiga ETFERN, hoje Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), é graduado em Letras pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN).

Graças ao seu caráter e aos seus méritos, Leonardo recebe convite para exercer a função de administrador de empresa privada, a qual desempenha com enorme competência. Uma trajetória interrompida unicamente para atender ao chamado do povo de Ipanguaçu, que o consagrou pelo voto como seu verdadeiro e legítimo representante. Sua conduta profissional, levada sempre com muita seriedade, lhe rendeu excelente reputação. Leonardo é conhecido por seu bom caráter, lealdade e pelo genuíno desejo de ser prestativo. Responsabilidade e competência também são suas marcas registradas.


No ano de 1988, Leonardo casa-se com Maria Cristina de Melo Oliveira. Desta união nascem três filhos: Felipe, Fernando e Laura.


No ano de 2008,filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), Leonardo é eleito prefeito da terra que o viu nascer, crescer e constituir família. Assume, então, a missão de melhorar a qualidade de vida da população. Promove uma verdadeira revolução, melhorando a Saúde e a Educação; resgatando a Cultura e o Esporte; apoiando a Agricultura; desenvolvendo a Economia, gerando Empregos e Renda; investindo como nunca antes na Assistência Social… Em pouco mais de 3 anos, Ipanguaçu é uma cidade muito melhor para se viver!


Sabendo que esse trabalho não pode parar, pelo bem das famílias ipanguaçuenses, Leonardo foi candidato à reeleição, vencendo o pleito eleitoral. Iniciando-se agora um novo capítulo na história de vida de milhares de filhos de Ipanguaçu.

Veja mais fotos (AQUI).

Mais de seis mil profissionais vão trabalhar na correção das redações do Enem


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou hoje (6) que 6.386 profissionais atuarão na correção das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012. Desse total, 5.683 trabalharão diretamente com os 4,1 milhões de redações que serão corrigidas neste ano. O exame foi realizado no último fim de semana (dias 3 e 4) para estudantes de todo o país.
Entre os demais avaliadores, 229 atuam como supervisores, 12 como coordenadores de banca e 462 como auxiliares de supervisão. De acordo com o presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa, esses servidores trabalham para garantir a qualidade da correção das redações.
A partir desta edição do Enem, os alunos terão acesso às redações corrigidas para fins pedagógicos a partir de 15 de fevereiro de 2013, no site do Inep. Entretanto, os candidatos não poderão usar esse acesso como base para recursos na comissão organizadora da prova. O resultado final do exame será divulgado três semanas antes da abertura de acesso à redação, no dia 28 de dezembro.

Lula estará hoje no Planalto para discutir unidade PT-PMDB para 2014

Embalado pela vitória em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarca nesta terça-feira no Palácio da Alvorada para, num jantar da presidente Dilma Rousseff e as cúpulas do PMDB e PT, comandar o início das articulações políticas e a montagem do cenário para as próximas eleições de governador e presidente. Oficialmente o encontro será para reforçar a parceria com o PMDB, num momento em que outras forças, como o PSB, começam a emergir da própria base, como possível ameaça para o projeto do PT em 2014.
Serão reafirmados a parceria para a disputa presidencial e o acordo para a eleição dos próximos presidentes da Câmara e do Senado, em fevereiro. E também a possibilidade de o PMDB ampliar seu espaço na Esplanada dos Ministérios.

Governo Federal vai oferecer vagas em presídio de Mossoró para líderes do PCC


Presidio Federal de Mossoró tem mais de 100 vagas livres
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, levará à reunião desta terça (6), com o governo de São Paulo, no Palácio dos Bandeirantes, um relatório de inteligência da Polícia Federal com raio X do PCC. Cardozo oferecerá ainda 300 vagas em presídios de segurança máxima. Já o Estado pretende usar essas vagas para o envio de criminosos que se envolverem em mortes de agentes públicos - neste ano, já foram assassinados 90 PMs e 3 agentes penitenciários.

Quatro unidades - Porto Velho (RO), Mossoró (RN), Campo Grande (MS) e Catanduvas (PR) - totalizam 832 vagas, das quais 500 estão ocupadas. A unidade com mais vagas disponíveis é Mossoró. É também a mais odiada pelos detentos - nesta época, o calor lá passa dos 35°C e recentemente houve problema de abastecimento de água.

O governo federal espera por uma lista de criminosos que o Estado pretende isolar. A partir daí, será feita a logística da transferência em um prazo mínimo de 48h a 72h. A União também oferecerá apoio logístico e de inteligência, por meio de técnicos da Receita e do Sistema Brasileiro de Inteligência (Abin).

Há expectativa, não confirmada, de que o chefão criminoso Marcos Camacho, o Marcola, seja incluído na lista. Ele comandou em 2006 a última grande onda de violência desencadeada em São Paulo, com a ajuda de outros líderes dentro dos presídios estaduais.

Na ocasião, ele e outros criminosos foram transferidos para presídios de outros Estados, mas a ação resultou em mais violência porque os bandidos continuaram fazendo as ordens chegarem aos comparsas. Caso a transferência ocorra, será a primeira vez que detentos paulistas serão isolados em bloco nos presídios federais. O relatório a ser entregue pelo governo federal mostra o modo de atuação do grupo hoje, como ele faz circular seus recursos e um perfil dos seus principais líderes dentro e fora das prisões.

Estrutura. Dotados de modernos equipamentos de vigilância e controle, os presídios federais são considerados fortalezas quase inexpugnáveis. Até agora, não houve nem sequer um caso de fuga ou rebelião nem registro de detento comandando ações de dentro da cela.

Nesses presídios, os detentos só têm contato com advogados, nos parlatórios, e com o cônjuge, nas visitas íntimas. A revista e o controle são tão rigorosos que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) fez queixa formal ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra juízes que têm autorizado a interceptação do contato de advogados com clientes. Há câmeras espalhadas por todo o espaço penitenciário e até os contatos de agentes carcerários e presos são gravados.

Hoje ocorrerá a primeira reunião entre autoridades federais e estaduais após o bate-boca público entre Cardozo, que diz ter oferecido ajuda federal a São Paulo em reunião em junho, e o secretário de Estado da Segurança paulista, Antônio Ferreira Pinto, que alega que a visita foi só de cortesia.

A troca de farpas só terminou com a intervenção da presidente Dilma Rousseff, que telefonou para Alckmin e combinou com ele a articulação de um plano de segurança, com tropas federais e estaduais juntas, como ocorreu no Rio e em Alagoas.

Diante da gravidade da situação, Cardozo mobilizou toda a cúpula do ministério para a reunião. O diretor-geral da PF, Leandro Coimbra, teve de cancelar participação no encontro anual da Interpol, em Roma, para estar em São Paulo. Também foram convocados os diretores da Polícia Rodoviária Federal, Maria Alice do Nascimento, e do Departamento Penitenciário, Augusto Rossini, além da secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki.

Do Estadão