i

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Monitoras do PETI de Ipanguaçu concluem oficina de formação

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Ipanguaçu concluiu hoje à primeira oficina de praticas inovadoras de leitura e escrita para a jornada ampliada do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI).

O curso interdisciplinar de leitura e praticas inovadoras, contou com 8 encontros que aconteceu Centro Integrado de Cidadania – CIC, que foi destinado aos monitores e a coordenação pedagógica do Programa, os professores Rubens Oliveira e Ligia Cabral, foram os responsáveis pela oficinas de formação.

Segundo a coordenadora do Programa PETI, Valéria Faustino, a oficina deu uma serie de sugestão aos monitores de dinamizar as aulas com as crianças e adolescentes, criando assim um ambiente lúdico e prazeroso.

A primeira dama e Secretária de Assistência Social, Cristina Oliveira, participou do encerramento da oficina, que destacou a importância da formação para os monitores “Neste momento todos os monitores passam a ser alunos, onde conseguem absorver informações que possam ajudar na melhoria profissional” frisa Cristina. Que explicou da necessidade de formações não só para as monitoras do PETI, mas também para os outros programas.

Segundo a secretária deste que assumiu a pasta, notou a dificuldade dos programas, “Em alguns pólos não tinham materiais, nem estrutura adequada. Sou professora e sei das necessidades, quando assumimos em 2009 estruturamos os três pólos”, comentou Cristina.

Segundo ela em 2011, o projeto de formação será ampliado, onde beneficiará todos os programas ligados a Assistência Social, dando mais qualificação profissional aos monitores dos programas sociais.
Hoje o programa de Erradicação do Trabalho Infantil, conta com mais de 200 crianças e adolescentes, distribuídas nos três pólos; Pedrinhas, Porto e Serra do Gado.

Nesta terça-feira (14) a Secretaria de Assistência Social, promoverá a confraternização de Natal e fim de ano do programa. As mais de 200 crianças e adolescentes participam do evento que esta prevista para as 18hs no clube municipal da cidade.

Fotos:















Lula diz que país avançou na área de direitos humanos


Ao discursar hoje (13) durante a entrega do Prêmio Nacional de Direitos Humanos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a fazer comparação entre políticas públicas e o futebol. Para ele, as ações de seu governo na área de direitos humanos dão a impressão de estar assistindo a uma partida de um time que está ganhando. Lula disse ainda estar “100%” otimista em relação às perspectivas do governo da presidenta eleita, Dilma Rousseff.

“Quando vai chegando o final do governo, a gente vai tendo a sensação de que estava assistindo a uma partida de futebol. Então, nessa partida de futebol não tenho dúvida de que estamos ganhando o jogo de 4, 5 a 0”, disse Lula.

Ao lembrar da saída do primeiro ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Nilmário Miranda, o presidente Lula mencionou as dificuldades enfrentadas durante o mensalão. “Quando o Nilmário saiu não era um ano fácil. Era 2005, quando o governo precisava de uma comissão de direito humanos para defendê-lo, porque a linha de ataque era raivosa. Era preciso derrubar o governo, bater até o governo cair no chão.”

O ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vanucchi, fez um balanço das ações do governo na área de direitos humanos e citou o Plano Nacional de Direitos Humanos 3, alvo de críticas. “Não havia porque pretender que o plano fosse um documento perfeito, onde não coubesse ajustes, alterações. Isso é da vida democrática e, num balanço, vemos que metade das ações do plano estão em andamento, inclusive o tema delicado da criação da Comissão da Verdade.”

Duas manifestações ocorreram ao longo do evento. Na primeira, uma pessoa que estava na plateia pediu a abertura dos arquivos da ditadura militar. Em outro momento, durante o discurso de Lula, uma mulher se levantou e foi até ele com uma faixa em que pedia um encontro. Depois do evento, ela informou que a família estaria enfrentando problemas fundiários no Pará.

Na cerimônia, o presidente Lula também assinou uma mensagem presidencial que encaminha ao Congresso Nacional a convenção que trata da proteção dos direitos dos trabalhadores migrantes e seus familiares.

Com informações da Agência Brasil.

George Soares e Hermano Morais poderão não assumir mandatos

 


Por causa da desaprovação das contas pela Justiça Eleitoral, os novos deputado eleitos George Soares (PR) e Hermano Morais (PMDB) poderão não assumir seus mandatos, embora eles sejam diplomados no próximo dia 15 de dezembro. Passado esse período, segue-se um prazo de quinze dias para qualquer ação judicial.

No caso de George Soares (esq), pesa contra ele uma doação de R$ 9.500,00 que não passou pela contabilidade. O dinheiro teria sido dado pelo ex-prefeito de Maxaranguape, Amaro Saturnino, mas o TRE ainda aguarda a comprovação da transação. A irregularidade no total dos gastos de Hermano, quase 10% do dinheiro usado na campanha, foi o motivo para reprovação por unanimidade da Corte.

Fonte: Robson Pires