i

sábado, 30 de janeiro de 2010

Programação oficial da Festa de Nossa Senhora de Lourdes começa neste domingo em Ipanguaçu


IPANGUAÇU - Inicia-se amanhã a programação sociorreligiosa de Nossa Senhora de Lourdes, padroeira do município de Ipanguaçu, região do Vale do Açu.
Todo o cronograma festivo já está elaborado pelo coordenador da Área Pastoral batizada com o nome da santa, o padre José Moreira. Ele destacou que o ponto alto da programação em 2010 será a criação da paróquia de Nossa Senhora de Lourdes. Uma procissão motorizada assinalará o primeiro ato da festa católica e o encerramento da peregrinação da imagem sacra.
A movimentação, conduzindo a imagem da década de 20 e totalmente restaurada, sairá da comunidade suburbana de Pedrinhas com destino à igreja matriz, no centro da cidade. "Estamos felizes com a chegada da época de celebração da festa de nossa padroeira e essa felicidade queremos partilhar com todos os fiéis e a população de Ipanguaçu", declarou o pároco.
O novenário religioso transcorrerá de 31 a 11 de fevereiro com a participação de diversos padres do 6º Zonal da Arquidiocese de Natal e proximidades. No entanto, de acordo com o sacerdote, a festa vivenciará uma extensa agenda sociocultural.
No dia 13 de fevereiro, um sábado, a cidade receberá a visita do vigário geral da arquidiocese, padre Aerton Sales da Cunha. Segundo a informação do padre José Moreira, a visita tem o objetivo de participar das celebrações, promover uma completa avaliação da atuação da Área Paroquial e, em seguida, definir formalmente a data em que acontecerá a cerimônia de criação da paróquia de Nossa Senhora de Lourdes.
Por estar cumprindo o período de férias regulamentares, o arcebispo titular da Arquidiocese, dom Matias Patrício de Macedo, não participará da festa da padroeira de Ipanguaçu este ano.
AGENDA
 A programação sociocultural viverá momentos intensos. No dia 6 de fevereiro está programada a realização da grande festa-baile e o tradicional leilão da padroeira, com a participação de atrações musicais locais e da região. O tema central da edição da festa em 2010 é "Maria, exemplo de santidade para uma igreja missionária".
O vigário declarou que, novamente, a prefeitura se constitui no principal parceiro da programação sociorreligiosa, conforme entendimento com o prefeito Leonardo Oliveira (PT).
"Devemos destacar também a contribuição da própria comunidade que, creio, vai como sempre colaborar e participar de toda a programação festiva", registrou, concluindo.

Fonte: O Mossoroense
APROGRAMAÇÃO ESTARÁ DISPONIVEL DA PAGINA DO NOSSO BLOG EM BREVE.

Turismo rural

Um povoado fascinante no meio do sertão


Dona Maria Igrácia, moradora nascida e criada na comunidade do Luzeiro, no município de Ipanguaçu.

“A vida aqui é uma beleza”, diz sorridente dona Maria Igrácia de Oliveira, viúva de 86 anos bem vividos na calmaria de Luzeiro onde moram cerca de 100 famílias. Espontânea, nossa entrevistada confessa que come de tudo e mesmo assim, o coração é saudável igualmente ao de seus 13 bisnetos.  

No local, fartura é o que não falta. Nos quintais das casas são cobertos por umbuzeiros, mangueiras, bananeiras, goiabeiras, coqueiros, cajueiros e tantos outros. O povoado no pé da serra pouco desbravada é um dos pontos referenciais de uma cidade que começa a ter consciência de suas possibilidades turísticas.

O sítio que já teve casa de farinha dispõe hoje de escolas, igreja, posto de saúde, quadra de esportes, energia, água encanada e serviço de telefonia. Se há alguém que acredita na prosperidade do Luzeiro, é pessoa é dona Irani Frutuoso, uma das filhas de Igrácia. Pedagoga com formação em Teologia, Administração e Letras, conhece bem o que é melhor para o povoado.



Por ora, Irani luta para não fecharem a escola que há décadas funciona no lugar. Ainda nos contou que o nome da localidade que antes era Cuó, foi ela que mudou para Luzeiro. “Um nome bonito em homenagem a uma antiga moradora que se chamava Maria do Luzeiro”. Explica.



Porta de entrada para o turismo



A cidade reconhece seus antepassados. Na área urbana tem um bairro chamado Maria Romana, em homenagem a uma jovem virtuosa e trabalhadora que foi degolada com uma navalha pelo seu marido, embaixo de um pé de juazeiro.

Para incrementar o excursionismo rural nesse pedaço de sertão, o prefeito da cidade, Leonardo Oliveira (PT) já pensa em executar investimentos em um memorial ou santuário com trilha para o alto da serra do Cuó/Luzeiro.

Pelo que a reportagem colheu, a população do local acha isso uma excelente idéia e mostra otimismo  quanto aos benefícios que o turismo trará para o desenvolvimento e a divulgação do belo lugar que certamente ainda será notícias em muitos jornais e revistas.     

Acesso fácil no corredor do vale

Na estradinha de barro que sai da RN 118 até o Luzeiro, grandes plantios de bananeiras fazem parte da paisagem. No meio do caminho está a passagem molhada por onde correm as águas do sangradouro do açude Pataxó. 
   
Cuó e Luzeiro não estão em área de risco e não tem perigo de serem alagadas, mas ficam ilhadas durante as enchentes devido ao rio Pataxó. São dez quilômetros assoreados por bancos de areia cobertos por uma vegetação que não permite o escoamento da água no leito normal.
 
Ipanguaçu é cercado por dois rios: Açu e Pataxó. Para evitar inundações ade existe uma solução que é fazer o desassoreamento dos mananciais. O trabalho já foi iniciado, mas não concluído. 

Escrito por Toni Martins.

Entrevista da semana


Com Luizinho Cavalcante, prefeito de Carnaubais
 
Confira entrevista concedida ao jornalista José Pinto Júnior, no Programa Conexão Potiguar (TV União). Transcrita do Jornal Potiguar Notícias, versão impressa.

 
O ano de 2009 foi marcado pela queda de arrecadação do FPM, que gerou uma choradeira dos prefeitos. Mas além dessa choradeira, qual o balanço que o senhor faz do ano passado?

Luizinho - Acho que precisamos tirar aprendizado de tudo. A crise do ano passado foi importante , para mim, do ponto de vista dos gestores compreenderem melhor esse novo momento da política. Do ponto de vista econômico, de crise, tivemos muitos avanços.  
 
O senhor poderia enumerar?
Posso começar pela educação. No final do ano tive a oportunidade de presenciar todas as colações de grau da alfabetização da rede municipal de ensino e pude testemunhar as crianças já lendo na alfabetização, em Carnaubais. Dito isso, acho que foi da maior positividade o ano letivo, o esforço de todos os professores e da secretaria do município para darmos essa guinada na cidade. Nós recebemos o município com dois mil alunos e no nosso mandato matricularmos 2.600. A administração consegue colocar, hoje, para a sociedade a necessidade de se reciclar o lixo. Considero isso um avanço. Existe um trabalho de educação nas escolas, de planejamento ambiental como um todo. Carnaubais é uma cidade pequena, mas fizemos com que a sociedade veja a importância do lixo. Avançamos na segurança. Constituímos uma Guarda Municipal com 60 homens, fardada, com transporte 24 horas nas ruas da cidade, nos logradouros, nas praças, em prédios públicos dando uma tranqüilidade. Além da guarda, damos todo apoio a Polícia de Carnaubais, com gratificações, alimentação e combustível. Quando chegamos tinha tínhamos 3 soldados, agora temos 12. Podemos comemorar a criação da secretaria de Cultura e Cultura. Reabrimos o museu, restauramos a Cidade História, as Sextas Culturais. Criamos também a secretaria municipal de Esportes, importante para mantermos uma esperança acesa nessa juventude que é ociosa. Temos trabalhado nos projetos sociais e esportivos.
 
O senhor falou de esportes. Uma das coisas que se reclama é a invasão das drogas na vida desses jovens. Como está a situação na cidade de Carnaubais?
 
Essa problema é nacional. Temos de ter um seminário colocando essa questão como prioritária. Não é brincadeira o que acontece. Precisa do envolvimento de toda a sociedade nessa questão. Eu tive em Natal e quero registrar: da zona Norte a zona Sul encontrei, por onde passei, muitos policias nas ruas. Mas 80% dos crimes estão relacionados as drogas. Não é só com efetivo que se combate essa questão. A União e o Estado precisam esse problema como prioridade.
Um problema enfrentado ano passado na região onde fica localizado Carnaubais foi as enchentes. Várias medidas foram tomadas nesse sentido. Essas medidas vão evitar que os problemas se repitam?
O que temos de concreto é que o Governo do Estado recebeu R$ 30 milhões para aos municípios e minha cidade recebeu R$ 6 milhões. Há também a recuperação de estradas. Mas precisamos fazer obras de infraestrutura que até agora não foram feitas. Precisamos fazer um trabalho ambiental. O rio Açu está soterrado.

No Vale do Açu existe um consórcio – Vale Unido – que debate sobre essas questões. Esse problema está sendo levado a bancada federal?

O Consórcio do G12 foi primeiro ano de suas atividades. O Vale do Açu chegou a uma desunião total. Costumo dizer que chegamos ao fundo do poço. Sem representação política, ao ponto de cada prefeito pertencer a um partido diferente. Como foi um ano de crise, todos os prefeitos queriam resolver quase tudo no seu primeiro ano. O Consórcio se perdeu em não eleger prioridades, focos. Acho que todos amadureceram e sabem que precisamos de focos específicos.
Passado esse primeiro momento, quais são as prioridades a serem trabalhadas junto ao Governo do Estado e bancada federal?

A questão do rio. É importante também o G12 ver a questão do crescimento econômico sustentável da nossa região e a questão sustentável. Nesses ponto já tivemos alguns avanços com locação de verbas para um projeto de localização de dois aterros sanitários ao longo do rio para contemplar os municípios do G12. 

Fonte: Toni Martins

Imagem do dia...

  •  

Serra do Cuó / Luzeiro, um tesouro pouco conhecido em Ipanguaçu... Na localidade de mesmo nome, sossegada e ditosa, muita gente feliz morando no pé da serra.
                                                                      
Na foto, dona Ilda Nery de Oliveira que há trinta anos vive nesse lugarejo que poderá se transformar brevemente em um importante ponto turístico do município. 


Bem, mas amanhã eu conto melhor essa história...

Escrito por Toni Martins

INSCRIÇÕES PARA 160 MIL BOLSAS DO PROUNI COMEÇAM NA PRÓXIMA SEMANA


As inscrições para cerca de 160 mil bolsas do Prouni (Programa Universidade para Todos) devem começar na próxima semana, informou o MEC (Ministério da Educação). Segundo a assessoria de comunicação da Secretaria de Ensino Superior, responsável pelo programa, a data deve ser confirmada até o final desta sexta (29). No início da semana que vem, será publicada uma portaria do MEC com os detalhes sobre o processo seletivo para as bolsas do primeiro semestre de 2010. Também não foi divulgada a nota mínima no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2009 exigida do participante. O programa oferece bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior. Serão duas etapas de inscrição e, em cada etapa, o candidato pode escolher até cinco opções de curso. São etapas independentes, ou seja, o aluno que se inscreveu na primeira, mas não foi selecionado, tem uma nova chance. Os critérios de seleção continuam os mesmos. Ou seja, o estudante deve ter participado do Enem 2009, ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa (R$ 1.530), e atender a uma das condições: ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em escola privada com bolsa integral da instituição; ter cursado o ensino médio parcialmente em escola pública e parcialmente em escola privada com bolsa integral da instituição; ser professor da rede pública de ensino básico, em efetivo exercício, integrando o quadro permanente da instituição, e estar concorrendo a vaga em curso de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Neste caso, a renda familiar por pessoa não é considerada.

PROGRAMA REGIStrando DO DIA 30/01/2010 (ÁUDIO)

ZECA ABREU AFIRMA: SOU PRÉ-CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL

zeca-abreu-funasa-001
zeca-abreu-funasa-0041
GRAVAÇÃO E EDIÇÃO: IRIA

Próxima reunião do Consórcio Intergestores terá participação da equipe da FIERN


Embora não exista ainda confirmação nem com referência à data do encontro ordinário nem tampouco sobre a vinda da comitiva, uma representação da Federação das Indústrias do Estado do RN (FIERN) poderá estar presente à próxima reunião ordinária do Consórcio Intergestores Vale Unido. Essa reunião deverá ocorrer por todo o curso da primeira quinzena de fevereiro, de acordo com o que foi antecipado pelo presidente do colegiado intermunicipal, prefeito Ivan Lopes Júnior.


A programação acontecerá na cidade de São Rafael a possível presença de uma delegação da FIERN foi anunciada pelo secretário municipal de Indústria e Comércio, Francisco Paulo Morais. “O pessoal da FIERN manteve contato conosco e demonstrou interesse de voltar a se reunir com os prefeitos do consórcio ainda como reflexo da reunião que aconteceu em setembro de 2009 na cidade de Macau”, disse o secretário.


Paulo Morais está esperando somente haver a definição da data do encontro dos prefeitos para comunicar à Federação, em Natal. A participação anterior da entidade se verificou por intermédio do superintendente do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Hélder Maranhão; o superintendente de Relações Institucionais e Mercado da FIERN, Fernando Antonio Bezerra; e, a gerente da Unidade Corporativa de Mercado do Sistema FIERN, Ana Angélica de Castro.


No encontro vivido em setembro passado a temática principal versou em torno de iniciativas e realizações que proporcionem oportunidade de qualificação à mão-de-obra regional. Atendendo convite do Consórcio a equipe da Federação expôs as ações que têm capacidade de contemplar esta demanda apontada pelos gestores municipais. Os signatários do Sistema FIERN externaram que a entidade possui todo o interesse de celebrar parceria com os municípios consorciados. Depois daquela agenda em Macau dois encontros aconteceram em Assú no dia 29 de outubro.


O primeiro encontro envolveu representantes do Sistema FIERN e secretários municipais ligados à área do trabalho e execução de programas sociais para tratar de ações voltadas para a capacitação de mão-de-obra da região com o intuito de inseri-la no mercado de trabalho formal. O segundo instante compreendeu os secretários de Educação das cidades consorciadas e tratou de ações com o propósito de otimizar a escolaridade dos jovens e adolescentes igualmente projetando sua inclusão no mercado de trabalho. Agora, a equipe da FIERN viria apresentar os encaminhamentos para começar de fato as ações em parceria com o colegiado intermunicipal.


Fonte: Da redação do O Nosso Jornal com Assessoria

PREFEITO IVAN JÚNIOR CONTRATA MÉDICOS E EVITA QUE HOSPITAL REGIONAL DO ASSU FECHE SUAS PORTAS

www.jarbasrocha.com.br



O hospital regional Dr. Nelson Inácio dos Santos, em Assu, está quase fechando para balanço. Desde ontem que não existe médicos para atender os pacientes que procuram socorro naquela unidade hospitalar de responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde e do Governo do Estado.
Preocupado com a situação calamitosa, o prefeito do Assu Ivan Júnior determinou que os médicos que prestam serviço no Centro Clínico do Assu e nos postos de saúde da rede municipal, fossem contratados emergencialmente para evitar a paralisação do atendimento no hospital do Estado. A Prefeitura do Assu é quem vai pagar aos profissionais que trabalharem como plantonistas de hoje até a domingo.
A situação é tão caótica que segundo o repórter policial Jarbas Rocha, uma freira da Congregação do Amor Divino, passou mal ontem e teve quer ser transportada para a vizinha cidade de Itajá para receber atendimento médico e posteriormente ser medicada. Do jeito que vai, o hospital do Assu vai fechar se a governadora Wilma de Faria não tomar providências urgentes para resolver esse problema da falta de médicos.

Fonte: dovale.zip.net