i

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Prefeitura celebra convênio com UFERSA para ofertar Curso Pré-Vestibular aos alunos da Rede Pública de Ensino




Democratizar o acesso às universidades públicas junto aos alunos que estejam concluindo ou já tenham concluído o Ensino Médio nas escolas públicas de Ipanguaçu. Este é o objetivo do convênio celebrado na manhã desta quinta-feira (21) entre a Prefeitura de Ipanguaçu e a Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA). O evento, realizado na Câmara dos Vereadores, marcou o lançamento do Cursinho Universitário Popular, e contou com a presença do prefeito Leonardo Oliveira e do Reitor da UFERSA, Francisco Praxedes.

Inicialmente, o curso atenderá a 80 alunos. As aulas serão ministradas por universitários da UFERSA, que contarão com bolsas de incentivo pagas pela Prefeitura de Ipanguaçu. Para o prefeito Leonardo Oliveira, as aulas representam uma oportunidade especial, tanto aos estudantes que apresentam maior dificuldade de aprendizado quanto àqueles que desejam reforçar os estudos. “Investir em educação é investir em desenvolvimento, em prosperidade. Não falo só em economia, mas em qualidade de vida para a nossa população. Muitas vezes, os pais dos alunos da Rede Pública não tem condições de arcar com os custos de um cursinho pré-vestibular. Esse convênio com a UFERSA equilibras as chances, será de grande ajuda para que nossos jovens consigam entrar em boas universidades e, em um futuro próximo, cheguem bem qualificados ao mercado de trabalho”, afirma Leonardo.

O reitor da UFERSA, Francisco Praxedes, concordou com o prefeito. E acrescentou. “O Ensino Superior é uma grande oportunidade, um passo fundamental para a construção de uma vida profissional. Cabe agora aos jovens se dedicarem inteiramente para conquistar uma das tão sonhadas vagas” disse.
A Ipanguaçuense Hilbaty Rodrigues, 20 anos, estudante do 7º Período de Agronomia na UFERSA, será uma das monitoras do cursinho. Ela acredita que o cursinho pré-universitário é um importante aliado para os alunos das escolas públicas. “Concluí o Ensino Médio em escola pública, mas precisei fazer um cursinho, pagando para ter as aulas. Hoje os estudantes tem uma oportunidade ímpar e devem agarrá-la com todas as suas forças”, considera a jovem.

As aulas serão ministradas sempre aos sábado, das 07 horas ao meio-dia, na escola municipal do conjunto habitacional Presidente Lula. A cerimônia que celebrou o convênio contou ainda com as presenças da Secretária de Educação de Ipanguaçu, Jeane Dantas, da Pró- Reitora de Extensão e Cultura da UFERSA, Ludimila Serafim de Carvalho; do diretor do campus da UFERSA/Angicos, Joselito de Freitas Cavalcante; do Coordenador Geral do cursinho pré-universitário, professor Eder Jofre Marinho Araújo, da coordenadora adjunta pedagógica, professora Rita Diana Gurgel, e da Vereadora Thalita Cosme.


Vejam mais fotos (AQUI)

Na zona rural de Ipanguaçu, Prefeitura conclui mais um curso de qualificação profissional

Com o objetivo de gerar oportunidades de renda e promover a melhoria da qualidade de vida da população, a Prefeitura de Ipanguaçu dá prosseguimento à sua programação de cursos de qualificação profissional. Nesta semana, 15 mulheres da comunidade de Itú concluíram o curso de Corte e Costura, realizado em parceria que envolveu a Secretaria Municipal de Assistência Social, o Sindicato Rural e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR).

Com duração de 80 horas, o curso qualificou 15 mulheres da comunidade rural, inclusive com noções de administração e empreendedorismo. Dona Maria da Conceição, 46 anos, já faz planos de como utilizar os conhecimentos adquiridos. “No início achei quase impossível aprender, mas graças a Deus e à forma que os ensinamentos foram dados, deu tudo certo. Já consigo produzir blusas, saias e vestidos, entre outras coisas. Pretendo costurar para minha casa e revender também”, revela.

“Buscamos com esses cursos oferecer à população mais oportunidade de renda, que se qualifiquem melhor para o mercado de trabalho. Por isso, estamos sempre com as parcerias com a Prefeitura de Ipanguaçu para o aprimoramento dos trabalhadores locais”, disse Luciene Alcântara, presidente do Sindicato Rural.

Desde o ano de 2009, a Prefeitura de Ipanguaçu, em parceria com diversas instituições, já capacitou mais de 1.600 pessoas, o que representa mais de 11% da população. Os cursos, gratuitos, abrangem diversas áreas, da informática à construção civil.

CREMERN entra com ação contra estado denunciando caos no HWG

Ação também cobra uma indenização no valor de R$ 1 milhão, por dano moral coletivo.
Conselho Regional de Medicina ingressa com ação civil pública na Justiça Federal contra condições precárias do Hospital Walfredo Gurgel.
O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte – Cremern entrou com um processo na Justiça Federal, através de uma Ação Civil Pública, contra o Governo do Estado, em virtude do caos instalado no maior hospital público do Rio Grande do Norte, o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel.
A ação coletiva pioneira no RN, tendo o Cremern como órgão titular, denuncia a falta de condições de atendimento, pontualmente, em três setores do hospital: Sala do Politrauma, Centro de Recuperação de Operados – CRO e necrotério. Pela primeira vez o Cremern, durante uma coletiva para imprensa, divulgou fotos e vídeos sobre o que se passa nos setores e a que só os médicos tem acesso.
Durante a entrevista coletiva, o presidente do Conselho, Jeancarlo Cavalcante, explicou todo o processo de chegada de uma paciente no HMWG e a falta de condições de trabalho dos médicos do Estado e do SAMU. 
A ação na Justiça Federal solicita que o Estado providencie leitos para o setor de Politrauma e condições de atendimento digno no CRO, além de melhorias no setor do necrotério, sob pena de pagar multa diária de R$ 20 mil, na pessoa da governadora do Estado, por dano moral coletivo.
A ação também cobra uma indenização no valor de R$ 1 milhão, por dano moral coletivo, quando o Estado deve indenizar os cidadãos. Esse valor deve ser enviado a um Fundo de Saúde e a duas instituições sugeridas pelo Cremern: Liga Norte-rio-grandense Contra o Câncer e a Liga Mossoroense de Combate ao Câncer.
A ação foi destinada a 4ª Vara Federal e será despachada pela juíza federal Gisele Maria da Silva Araújo Leite.
Bate-papo com o presidente do Conselho Regional de Medicina, Jeancarlo Fernandes.
Qual o estopim para o ingresso dessa ação civil pública?
JF: É uma ação de titularidade do Conselho. O estopim foram as diversas reclamações de médicos que denunciavam a falta de condições no Walfredo. Então , entramos com ação para garantir reparos. É geladeira do necrotério que mal funciona, ou um grande número de pacientes no setor de necrosados, entre outros. É uma ação que pedimos dano moral coletivo, pouco usada, e nunca na área da saúde. Queremos que o governo indenize a população, que é a maior prejudicada. E o recursos deverão ser destinados para o Fundo de Saúde.
Antes dessa ação, você tiveram diálogo com o governo?
JF: Tivemos ações, até em parceria com o MP, fizemos relatórios, encaminhando ao Estado até. O RN ficou mais de um mês sem secretário e ainda não tem diretor no Walfredo.
Vocês pretendem aplicar esse mesmo procedimento em outros hospitais do Estado?
JF: Sim. Estamos colhendo material de fiscalização para apresentar denúncia referente a outros hospitais. Esse modelo de ação pedindo para corrigir isso é inédito no Brasil. Nunca tinha havido na área de saúde.
Algum outro órgão está na retaguarda com o Cremern nessa ação?
JF: Dessa vez estamos sozinhos. Essa é uma ação na Justiça Federal, estamos com titularidade única. Acredito que de hoje para amanhã será despachada.
E qual o resultado prático imediato em caso de aceitação da ação civil pública?
JF: Em caso de aceitação, teremos a imediata determinação de que pacientes que estão se amontoando no centro de recuperação de operados e politrauma seja transferidos para UTIs, desafogando o hospital.
Por Dinarte Assunção – Nominuto

Tunefis diz que o dinheiro mandado para a administração passada de Ipanguaçu serviu para carros importados!

Na noite da convenção do PT no clube municipal de Ipanguaçu, na oportunidade o presidente da camará municipal Tunefis Moras diz para as pessoas presentes,referindo que os recursos do município  foram usando na administração passada em carros importados deixando assim levar-se por vários processos por falta de atenção e respeito com o município de Ipanguaçu.

“Assim veremos, que no dia 7 de outubro, daremos uma ponta pé, na quelas pessoas que não nos respeita, pois como eu sempre digo, Liderança não se compra se conquista”, afirma assim Tunefis Morais.


Com informações do Blog Momento de Fato

Ricardo Mota disse que apoiara Leonardo pelo compromisso pelo bem está do povo


O deputado estadual Ricardo Mota (PMN) que esteve participando no ultimo sábado (16) no clube municipal da convenção que homologou a candidatura do empresário e atua prefeito Leonardo Oliveira (PT) à prefeitura de Ipanguaçu e do vice que será o ceramista e vereador Josimar Lopes (PSB).

O Deputado disse que apoiara o projeto político do atual gestor e que deu a entender que foi traído por ex- políticos do município, “Estou aqui para reforçar o meu apoio ao projeto do prefeito Leonardo, estou com quem tem compromisso com a sociedade, e não aos interesses pessoais. Tenho visto as melhorias do trabalho que o prefeito vem fazendo neste municipio” disse o deputado.


Empresas investirão R$ 770 milhões para instalar parques


Energia_eolicaNovos parques eólicos serão construídos no Rio Grande do Norte após acordo firmado entre os grupos Iberdrola e Neoenergia com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Banco do Brasil.

A informação, divulgada pela Agência EFE e que ganhou repercussão na imprensa nacional na terça-feira (19), dá conta que o acordo de financiamento está estimado em R$ 777 milhões para construção de dez parques eólicos no Rio Grande do Norte e na Bahia com uma potência de 288 megawatts.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, afirmou que isso só reforça que o "Rio Grande do Norte continua na vanguarda da energia limpa". Ele ressaltou que isso dá mais força ao Estado para o leilão de energia que acontecerá neste segundo semestre.
O montante a ser investido faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal. Vencedor da licitação realizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o grupo Iberdrola já possui um parque eólico na cidade de Rio do Fogo, que opera com potência de 59MW.

O coordenador de Desenvolvimento Energético da Sedec, José Mário Gurgel, ressalta que isso só confirma o fato de o Rio Grande do Norte possuir bons ventos que favorecem a este investimento das empresas, principalmente do exterior. "Possuímos este grande potencial para a energia eólica", comentou.

Quatro dos dez parques já estão com obras em andamento o que, segundo o grupo espanhol, criará 200 empregos e energia suficiente para abastecer 450 mil brasileiros.
Atualmente o Rio Grande do Norte conta com parques eólicos em funcionamento em cidades como Guamaré.

Entre as cidades que trabalham com a instalação de novas unidades constam Areia Branca e São Miguel do Gostoso, que mantém equipes trabalhando na estruturação das unidades de captação que devem começar a funcionar nos próximos meses.

O Mossoroense 

Mesários do RN serão isentos de taxa de inscrição em concurso público

Passa a valer a partir das eleições deste ano a Lei nº. 6.336, sancionada em abril pelo Poder Executivo Municipal, a qual torna mesários que trabalharem nas eleições político-partidárias realizadas pela Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte isentos do pagamento de taxas de inscrição em concursos públicos em Natal.
No entanto, para ter direito à isenção, o eleitor convocado deverá comprovar o serviço prestado à Justiça Eleitoral, por, no mínimo, duas eleições, consecutivas ou não. Além disso, o benefício terá validade de quatro anos, a partir da data em que o eleitor trabalhar nas mesas receptoras de votos.
Com a lei em vigência, os eleitores terão um atrativo a mais para participar da condução das eleições, auxiliando o Tribunal Regional Eleitoral no seu período mais decisivo, em que não basta somente a força de trabalho dos juízes e promotores eleitorais, servidores, policiais, dentre outros servidores, mas também a valiosa parceria dos cidadãos.
Ser mesário já é considerado como critério de desempate em concursos públicos para provimento de cargos efetivos no âmbito dos tribunais regionais eleitorais. Outras vantagens de ser mesário são: dispensa do trabalho pelo dobro dos dias de convocação, sem prejuízo do salário, mediante declaração expedida pela Justiça Eleitoral e, caso seja estudante de universidade e/ou faculdade conveniada, as horas trabalhadas para a Justiça Eleitoral poderão ser convertidas em atividades complementares.

Mineiro apresenta emenda para divulgar na internet beneficiários de precatórios

O deputado Fernando Mineiro apresentou uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias 2013 (LDO), em discussão na Comissão de Finanças da Casa, que obriga o Estado a disponibilizar na internet a relação dos precatórios que serão pagos pela justiça. A emenda nº 13 adiciona um parágrafo ao artigo 28 da LDO e insere um dispositivo que dá um prazo de 30 dias para a publicação desses nomes.
O parlamentar justifica que a iniciativa é uma forma de garantir uma maior transparência no pagamento dos precatórios, que são as dívidas do estado motivadas por ações judiciais.