i

quarta-feira, 1 de junho de 2011

PELC realiza apresentações culturais

A noite desta terça-feira (31) em Ipanguaçu foi marcada pela primeira apresentação cultural das crianças, jovens, adultos e idosos atendidos pelo Programa Esporte e Lazer da Cidade (PELC). Realizado nos arredores da Igreja Matriz de Nossa Senhora de Lourdes, no centro da cidade, o evento contou com ampla plateia, formada por familiares e populares.
De acordo com o coordenador do programa, João Batista (Batista de Coqueiro), o PELC orienta que atividades socioculturais devem ocorrer uma vez ao mês para toda a comunidade. “Trouxemos para o público atividades variadas, tais como dança e vídeo, mostrando o trabalho que realizamos nas comunidades rurais do nosso município”, afirmou João Batista.
Em Ipanguaçu, mais 600 pessoas são atendidas pelo programa, em oito comunidades (Tabuleiro Alto, Arapuá, Pedrinhas, Picada, Pataxó, Luzeiro, Língua de Vaca, e o Centro). As atividades contam com o apoio da Prefeitura de Ipanguaçu e do Governo Federal, através do Ministério do Esporte.
O PELC tem como principais objetivos democratizar e universalizar o acesso às práticas esportivas e de lazer. Para tanto, nas suas ações, o programa visa suprir a carência de políticas públicas e sociais que atendam às crescentes necessidades e demandas da população, sobretudo aos cidadãos e cidadãs em situações de vulnerabilidade social e econômica.

Alunos do Campus do IFRN de Ipanguaçu vão à urna para eleger novo presidente do grêmio estudantil

Mais de  700 alunos são esperados para votar. Resultado sai ainda na noite de hoje.

Teve inicio na manhã de hoje, dia 01, ás 07h30min e segue até as 20h30min da noite desta quarta-feira as eleições para a mesa diretora do grêmio estudantil do campus do IFRN em Ipanguaçu.

Alunos matriculados regulamente do ensino integrado e de Educação para Jovens e Adultos (EJA) estão aptos a votar. Segundo a comissão eleitoral presidida pelo atual presidente do grêmio, Rafael Fonseca, mais de 700 alunos podem votar até ás 20:30 da noite de hoje. “A votação esta ocorrendo tranquilamente. As aulas não foram interrompidas pelo processo eleitoral” disse Rafael.

Na ultima segunda-feira (30) ocorreu o debate entre das duas chapas que concorrem para a mesa diretora do grêmio, com o objetivo de expor as propostas de cada chapa para o restante dos alunos.

Duas chapas candidatas disputam a vaga do grêmio. Na chapa 1 “Transformação”, concorre para a coordenação do grêmio, Francisco Leôncio do curso de informática, na chapa 2 “Liberdade e Oportunidade” concorre Maria Sueli do curso agroecologia.

O resultado desta eleição sai ainda na noite de hoje, após as 20h30min, os integrantes eleitos tomam posse no dia 22 de junho, e terá livres poderes para gerenciar o grêmio estudantil, Marcelo Lucio Matias Ribeiro.

Prefeitura de Ipanguaçu inicia serviços para construção da Praça de Eventos

 Incentivar a prática de esportes, além de oferecer à população opções saudáveis e seguras de lazer e cultura. Esse é o objetivo da Prefeitura de Ipanguaçu com a construção da Praça de Eventos e Esportes que será erguida no bairro Frei Damião.

A ordem de serviço foi assinada pelo prefeito Leonardo Oliveira na semana passada. A primeira etapa das obras, a terraplanagem da área, já está sendo executada. A previsão dos técnicos é que a conclusão da praça ocorra em até 120 dias.

A Praça, localizada nas proximidades do Estádio Municipal Joacy Fonseca, terá aproximadamente 3.578 m2 de pista para caminhadas e 1.600m² de área construída, com quadra de vôlei de areia totalmente equipada e palco para shows e eventos. Além disso, toda a área do entorno da Praça será pavimentada e iluminada.

“A Praça beneficiará não só os moradores do bairro, mas a todos da cidade. Entregaremos à população um equipamento com o potencial de melhorar sua qualidade de vida, motivando a prática de esportes e de caminhadas em um ambiente seguro, tirando as pessoas da ociosidade e até melhorando e ampliando o seu convívio social. Quanto aos eventos, é nossa intenção centralizar a realização na praça, um local com amplo espaço, bonito, iluminado e seguro”, afirmou o prefeito.

A obra está orçada em R$ 331.341,72 e é fruto de parceria entre a Prefeitura de Ipanguaçu e o Governo Federal, através do Ministério do Turismo.

Preço da farinha de trigo sobe em junho


O preço da farinha de trigo, usada na fabricação de massas, biscoitos e pães, deve voltar a subir neste mês de junho. No Ceará, a notícia é que o reajuste deve ficar em torno de 15% a 20%, dependendo do moinho. Isso elevaria o preço dos derivados da farinha em até 10%.

De acordo com o diretor de investimentos e relações com investidores da M. Dias Branco S.A. - uma das maiores distribuidoras de massas do Nordeste -, Álvaro de Paula, o aumento está previsto em função dos movimentos de elevação da matéria prima, dentre eles o trigo, que vêm acontecendo em todo o mundo. "Está havendo uma pressão. Com isso, é natural que, ao longo do ano, o preço aumente", disse.

Álvaro desconhece o percentual de reajuste anunciado no Ceará e afirma que, havendo mudança no preço, deverá ficar bem abaixo do que foi apresentado. "Quando ocorre um aumento no preço, isso é relacionado à tabela, não ao preço final", acrescenta. 

Um dos argumentos usados pelo distribuir é que o Brasil não produz todo o trigo que precisa, por isso depende da evolução do índice de preço para as commodities. "Essa situação independe de nossa vontade", completou. 

O diretor da Oeste Trigo, Lima Filho, duvida que o reajuste seja dado agora. Para ele, vai depender do mercado. "O mercado de abril foi fraco, com vendas em queda. Maio teve um aumento, mas não alcançou março, que teve o maior pique de vendas no ano. Em maio, a farinha até baixou em relação a abril. A tendência é de alta, mas eu, particularmente, não acredito", destaca. "Se houver reajuste, talvez só lá para agosto", complementa.

O Rio Grande do Norte ainda não foi notificado oficialmente do reajuste. O presidente do Sindicato da Indústria da Panificação do Rio Grande do Norte (SINDIPAN-RN), Evandro Galdino, soube do reajuste pela imprensa. Gérson Nóbrega, do Sindipan, na região do Oeste, disse que o mercado não comporta outro reajuste no preço da farinha. "A farinha subiu mais de 30% nos últimos meses e os panificadores não têm como repassar esse reajuste para o consumidor", reclama. 

Para ele, os moinhos estão querendo repassar um aumento que não tem sentido. "A política é dar um aumento e, na hora da venda, oferecer uma promoção - um desconto. Com isso, eles conseguem uma média de preço", conta. 

Gerson disse que hoje a saca da farinha de trigo está sendo vendida a R$ 80,00. Se os moinhos jogarem 20% sobre esse valor, a saca chegará a R$ 96,00. "Se repassássemos para o consumidor final, o pão, que hoje custa em média R$ 5,90 o quilo, iria para R$ 8,00 o quilo", finaliza.

ORIENTAÇÃO
O presidente do Sindipan-RN aconselha os sócios do sindicato que revejam suas planilhas para que os preços sejam reajustados de acordo com os seus lucros. Ele enfatiza ainda que o impacto de reajuste de preço não é tão preocupante para as empresas porque, hoje, como o "mix" de produtos das padarias, elas deixam de ser simples vendedoras de pão. Essa mudança fez o setor crescer 12% no ano passado em todo o Brasil. "Os aumentos nunca passaram de 8% ou 9%. O último ficou entre 6% e 8%, variando de acordo com os custos das padarias", contextualiza Evandro Galdino.

Fonte: Jornal de Fato/JOTTA PAIVA
Da Redação