i

terça-feira, 10 de maio de 2011

Prevenção:Prefeitura de Ipanguaçu entrega filtros solares a funcionários que trabalham frequentemente expostos ao sol

Apesar das chuvas que se precipitam no município, nível de radiação solar se mantém entre as mais altas do Brasil

Nem mesmo as carregadas nuvens cinzentas que transitam pelos céus de Ipanguaçu são capazes de barrar a forte radiação solar que incide o ano inteiro sobre a região do Vale do Açu. Para que se tenha uma ideia, apesar de viver um período de intensas chuvas, a previsão do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) é de radiação IUV em nível 11 durante toda esta semana no município, numa escala que vai de 01 a 14. Por isso, a prefeitura de Ipanguaçu realizou na manhã de hoje (10) a entrega de filtros solares a seus trabalhadores braçais, Agentes de Saúde e endemias e demais funcionários que frequentemente necessitam ficar expostos diretamente aos raios solares.

A entrega foi concentrada no Centro Integrado da Cidadania (CIC) e, segundo o Agente Comunitário de Saúde Carlos Rondnny, atende uma reivindicação antiga, prontamente atendida pela atual administração municipal.

De acordo com o prefeito Leonardo Oliveira, em breve os profissionais receberão guarda-chuvas e um novo fardamento.

Para a secretária municipal de Saúde Sumaira Fonseca, a ação é de grande importância para a prevenção de doenças ocasionadas pela exposição ao sol. “Esta iniciativa é um sinal de visão preventiva e cuidadosa com os funcionários da administração. Uma preocupação que vai além do que vimos aqui hoje, focada também na formação constante dos nossos funcionários de uma forma nunca antes realizada em Ipanguaçu”, afirmou.




*Assessoria de Comunicação da PMI

Defesa Civil Estadual, Bombeiros e Polícia Militar iniciam campanha SOS Ipanguaçu



Desde a última sexta feira, dia 6, a Polícia Militar do RN deu início a Campanha SOS Ipanguaçu e está recebendo, em todas as suas unidades, donativos para os desabrigados e desalojados daquele município. Além da Polícia Militar, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros Militar do RN estão trabalhando integrados para auxiliar as vítimas de Ipanguaçu.

Atendendo a uma solicitação da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil, a Secretaria Nacional de Defesa Civil está enviando mil cestas básicas para auxiliar as vítimas das chuvas no RN. A doação chega ao Estado, na próxima quarta feira, 11, e será recebida pelo Tenente Coronel Josenildo Acioli na cidade de Maracanaú/CONAB, onde será transportada para Ipanguaçu.

"O Gabinete Civil do Governo do Estado irá viabilizar uma carreta para transportar as mil cestas básicas até o município atingido pelas chuvas", disse o Tenente Coronel Josenildo Acioli.

A Defesa Civil Estadual também deu início a uma campanha de arrecadação de colchões para os desalojados e desabrigados do município. Segundo o prefeito de Ipanguaçu, as vítimas das chuvas do município necessitam de duzentos colchões que foram destruídos pelas águas.

O nível das águas nas áreas urbanas e nas margens do rio Pataxó continua afetando a população do município de Ipanguaçu, no interior do Rio Grande do Norte. Cerca de 160 famílias, totalizando 578 pessoas, estão desalojadas ou desabrigadas e 300 famílias ainda estão vivendo em áreas de risco e podem ser prejudicadas nos próximos dias se a situação continuar a evoluir.

Os alagamentos da região estão deixando vias inundadas e as comunidades isoladas, dificultando o acesso dos moradores que desejam se deslocar das áreas de risco para os abrigos cedidos pela Prefeitura Municipal. O Corpo de Bombeiros está auxiliando no transporte destes moradores através de embarcações do CBMRN.

Segundo a Central de Gerenciamento de Emergência e Defesa Civil (Ceged), do 2º Grupamento de Bombeiros, ainda há a necessidade da permanência das guarnições do CBMRN apoiando as ações de Defesa Civil junto a Coordenadoria Municipal da Defesa Civil (COMDEC).

De acordo com a Assessoria Técnica da Secretaria Municipal de Assistência Social, Glória Josefa, são mais de 4000(quatro mil) alunos sem aula. Toda rede de ensino (municipal e estadual) encontra-se sem funcionar em Ipanguaçu.

As localidades mais afetadas de Ipanguaçu são: Na área urbana (Bairro Maria Romana, Bairro Ubarana, Bairro Manoel Bonifácio e Bairro Frei Daminhão), nas áreas de ilhas (Picada, Itu, Porto, Cruzeiro, Lago de pedra, Cuó, Salinas, Deus nos guie, São Miguel, Barra, Pau do jucá (inundado), Japiaçu e Sacramentinha).

Outras áreas de risco são: Língua de vaca, Capivara, Nova Descoberta, Agrovila Tabuleiro alto e Agrovila Olho d´água.

Postado por: Pedro Carlos

Secretário admite agir com rigor para impedir continuidade de animais livres em espaços públicos

Caso não exista colaboração e cooperação dos proprietários de animais do município de Ipanguaçu no sentido de serem solícitos à campanha deflagrada pelo poder público a fim de coibir a presença dos bichos em vias públicas e na própria malha asfáltica da rodovia estadual RN-118, a administração municipal poderá agir de forma mais enérgica para o problema ser equacionado.

A hipótese foi admitida pelo vereador licenciado e atual secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Jaíres Azevedo dos Santos, "Gordo" (PSB).
Ele frisou que o órgão tem tido o cuidado de, antes de instituir ações punitivas, promover todo um trabalho de cunho educativo.

"Nossas equipes têm procurado ir diretamente às propriedades rurais e até nas casas dos proprietários pedir que eles contribuam com este esforço da administração para acabarmos de vez com um problema que tem sido sério e, inclusive, já foi motivo de perda de vidas em Ipanguaçu", destacou o secretário municipal. "Gordo" frisou que a realização da tarefa atende uma determinação do prefeito Leonardo da Silva Oliveira (PT).

O secretário ressaltou que o apoio dos donos dos animais se constitui em algo de fundamental importância. Observou que a preocupação é no sentido de contar com o respaldo de todos. Porém, explicou que se este endosso não existir, a prefeitura buscará outros meios no sentido de tirar de circulação os animais que forem flagrados livremente em via pública.

"Já tivemos problemas com alguns proprietários por conta da apreensão de animais e pela falta de colaboração", revelou. "É preciso dizer a todos que estamos fazendo de tudo para conseguir o apoio para esta ação no diálogo, mas, se for preciso, usaremos a força", alertou. 
ESFORÇO
"Gordo" frisou que é inadmissível que as pessoas não tenham a sensibilidade de entender que mantendo os animais soltos representam uma permanente ameaça e lembrou que já houve o registro de diversos acidentes em consequência de colisão de carros e motos com vacas, cavalos, cabras, porcos, entre outros. "Lamentavelmente muita gente já perdeu a vida no município de Ipanguaçu por conta de abalroamentos de veículos com bichos que estavam livres na pista da rodovia RN-118 e até no perímetro urbano da cidade", contou. "A ação que está sendo executada por nossa secretaria procura justamente acabar ou diminuir esta triste estatística", concluiu o secretário municipal.