i

terça-feira, 5 de abril de 2011

Equipe pró-selo UNICEF de Ipanguaçu se reunirão amanhã

A comissão pró-selo UNICEF do município de Ipanguaçu se reúnem nesta quarta-feira (06) ás 9horas no Teatro Municipal Maria Eugênia Montenegro com objetivo de apresentar o planejamento do selo do ano de 2011, para todos os membros da comissão.

Quem informa é o articulador do selo no município, Fernando Neto, que explica que a reunião será para formar equipes para mobilizar e monitorar as atividades contidas do plano de ação para o ano de 2011, que foi desenvolvido durante no I fórum em setembro de 2010.

Pro Selo Unicef
O Selo UNICEF foi implementado pela primeira vez em 1999, no Ceará. O sucesso da iniciativa levou à ampliação da metodologia do Selo UNICEF em 2004 para 11 estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Mais de 80% dos municípios na última edição aceitaram participar do desafio de promover uma mobilização pelos direitos das crianças e adolescentes, alcançando melhoras significativas dos indicadores sociais relacionados à infância.

Secretaria de Educação de Ipanguaçu promoveu formação para professores do programa Brasil Alfabetizado


A Secretaria Municipal de Educação de Ipanguaçu promoveu durante a manhã de hoje, terça-feira (05), a formação continuada para todos os professores do programa Brasil Alfabetizado, a formação é a terceira já este ano, e aconteceu no teatro municipal.

Segundo uma das coordenadoras do programa, Hilderica Rodriguês, a formação contou com a palestrante da psicopedagoga, Mara Núbia de França, que ministrou a palestra Educação em Libras.

Conforme Mara Núbia a palestra teve a fundamental importância para os professores “Muitos deles tem alunos surdos na sala, essa formação teve o sentido de ensinar ao educador a se comunicar com os alunos, de formar que esses alunos se sintam incluídos na sala de aula” disse a psicopedagoga Mara Núbia, que explica que hoje o Ministério da Educação faz exigência que essa formação seja cumprida seguindo a Lei de Diretriz de Base Nacionais da Educação (LDBN), que reconhece à lei 10.436/02 a língua brasileira de sinais, como meio legal de comunicação e expressão as pessoas com surdez.

Para a secretária de Educação, Jeane Dantas, para atuar na educação de jovens, adultos e idosos é necessário desenvolver o olhar investigador sobre os contextos de vida desses sujeitos, buscando pesquisar e compreender seus conhecimentos adquiridos em situações variadas do dia-a-dia. “É nesse caminho que buscamos o sentido da formação continuada no Brasil Alfabetizado, à intenção é oferecer uma riqueza de possibilidades didáticas, as quais serão produtivamente aproveitadas pelos alfabetizadores em seus planejamentos, colocando-os em constante movimento dialético de ação-reflexão-ação” disse ela.

O eleitor que alimenta político ruim paga um preço alto


Publicado por Robson Pires, 

Certo dia uma velha e sábia raposa político falou ao seu neto sobre o combate que acontece dentro de dois políticos.
Ele disse: – Há uma batalha entre dois políticos que vivem dentro de todos nós.
Um é Mau – Tem raiva, inveja, ciúme, tristeza, desgosto, cobiça, arrogância, pena de si mesmo, culpa, ressentimento, inferioridade, fofoca, orgulho falso, superioridade e ego.
O outro é Bom – É alegria, fraternidade, paz, esperança, serenidade, humildade, bondade, benevolência, empatia, trabalho, generosidade, verdade, compaixão e fé.
O neto pensou nessa luta e perguntou ao avô:
- Qual político vence? A velha e experiente raposa política respondeu: - “Aquele que o eleitor alimenta!

TELEDATA aponta vitória folgada do ex-prefeito Abelardo na disputa com o prefeito Eider Medeiros

Prefeito Eider perde feio para Abelardo na espontanea e estimulada
O prefeito do Alto do Rodrigues, do PMDB, perderia feio para o ex-prefeito Abelardo, do DEM, se a eleição fosse hoje, segundo dados da Pesquisa de opinião pública realizada pela TELEDATA no município de ALTO do RODRIGUES no último dia 01 de abril de 2011.
A situação do prefeito do Alto do Rodrigues Eider Medeiros na pesquisa espontânea já ruim e na estimulada, fica muito pior, segundo os números divulgados pela TELEDATA que fez 258 entrevistas, sendo 170 na zona urbana e 88 na zona rural, com margem de erro de 3,0 pontos percentuais.
Os locais pesquisados: URBANA: Centro, Guarita, COHAB, Novo Horizonte, São Francisco, Chico Gerente, Santa Rosa, Alto Alegre e Carcará.
RURAL: Tabatinga, Ponciana, Estreito, São José, Gajé, Tabuleiro e Barrocas.
ESPONTÂNEA - Em quem o Sr(a) votaria para PREFEITO se a eleição fosse hoje?
Abelardo Rodrigues -           46,90%
Eider Medeiros - 18,22%
Oliveira - 0,78%
Brancos/Nulos - 4,26%
Ns/Nr - 29,84%

ESTIMULADA - Em qual desses candidatos o Sr(a) votaria para PREFEITO se a eleição fosse hoje?
Abelardo Rodrigues - 63,18%
Eider Medeiros - 22,09%
Indecisos - 4,65%
Brancos/Nulos - 9,69%
Ns/Nr - 0,39%

Corpo de João Paulo 2º será exumado dia 29


Publicado por Robson Pires

O corpo do papa João Paulo 2º será exumado no próximo dia 29, em ocasião da cerimônia de beatificação do Pontífice, segundo informou hoje o Vaticano.

Do dia 29 ao dia 1º de maio, data da cerimônia, o corpo permanecerá na Cripta Vaticana, em uma maca, coberto por um manto branco e diante do túmulo de São Pedro. O local ficará fechado ao público.
Em uma coletiva de imprensa, o porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, também disse que não tem informações de como será formada a delegação italiana que participará da beatificação.
Lombardi contou não saber nem se o presidente italiano, Giorgio Napolitano, e o primeiro-ministro Silvio Berlusconi vão comparecer à cerimônia.
“Não tenho a menor ideia de como será composta a delegação italiana”, disse Lombardi.
Entre os chefes de Estado que já confirmaram presença estão o rei Alberto II da Bélgica e o presidente polonês, Bronislaw Komorowski, informou o porta-voz.
A beatificação de João Paulo 2º está agendada pra o próximo dia 1º de maio, no Vaticano, e a cerimônia será presidida pelo papa Bento 16.

Juiz suspende processo de cassação do mandato de Ivan Padilha em Pendências

 O juiz Marco Antônio Mendes Ribeiro determinou a suspensão de todos os atos referentes ao processo de impeachment do prefeito de Pendências, Ivan de Souza Padilha (PMDB).

A decisão do magistrado foi tomada na última quarta-feira, 30 de março, ao julgar pedido de tutela antecipada para afastar os vereadores Egrinaldo Xavier Leonez (PV), Tácia Liane de Castro (PRB) e Janúncio de Freitas Sobrinho (PSB) da Comissão Parlamentar Processante (CPP) que foi instituída justamente com o propósito de dar prosseguimento ao processo de cassação do mandato do chefe do Executivo.

A comissão surgiu diante da argumentação dos vereadores de oposição de que o prefeito Ivan Padilha cometeu uma série de atos que, na interpretação deles, caracteriza a prática de improbidade administrativa. Ele é acusado de desviar verbas federais, executar contratos sem licitações e emitir certidões negativas falsas. Por sua vez, o prefeito de Pendências acusa os três legisladores de cometerem crime de fraude processual ao nomear um defensor dativo sem conhecimento do réu nem autorização da ordem dos Advogados do Brasil do Rio Grande do Norte (OAB/RN).

O magistrado convocou audiência para o dia 13 de abril, quarta-feira da próxima semana, e intimou os três vereadores, o defensor dativo nomeado Marlus Rocha Xavier, o prefeito e, ainda, possíveis testemunhas por eles tempestivamente arroladas. Este é mais um episódio do embate político que vem sendo registrado desde o ano passado entre parlamentares-mirins de oposição e o chefe do Executivo pendenciense. No mês de janeiro passado a maioria da Câmara Municipal chegou a cassar o prefeito por improbidade administrativa.

Pelo placar de sete votos a dois, Ivan Padilha chegou a perder por alguns instantes o mandato. A mesa diretora do Poder Legislativo chegou a convocar, para dar posse no cargo, o vice-prefeito José Maurício de Melo, PSDC. Naquela oportunidade, os votos que sacramentaram a cassação do gestor foram dados pelos vereadores Isaac Carlos dos Santos (PT), Tácia Liane (PRB), Janúncio Freitas (PSB), Egrinaldo Leonez (PV), Franklin de Lima Teixeira (PPS), Carlos da Fonseca Montenegro (PSDB) e João Rodrigues Fernandes (DEM). Votaram contrariamente à cassação do prefeito os vereadores Fernando Antônio Bezerra de Medeiros (DEM) e Luiz Antônio Rodrigues de Assis (PMDB).

SENTENÇA

Como resultado de um recurso agilmente encaminhado pelos advogados de Ivan Padilha, a cassação do mandato foi anulada por decisão do Poder Judiciário no mesmo dia – 18 de janeiro. O desembargador Vivaldo Otávio Pinheiro, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, atendeu a um pedido de agravo de instrumento que suspendeu todo o processo administrativo realizado pelo Legislativo. Ele acatou o argumento de que o prefeito não teve direito a defesa no processo administrativo que tramitou na Câmara. Na sentença, Vivaldo Pinheiro proferiu que o princípio da ampla defesa é aplicável a qualquer tipo de processo que envolva situação de litígio ou poder sancionatório, enquanto que o do contraditório é inerente ao direito de defesa, decorrente da bilateralidade do processo, oportunizando às partes o direito de resposta.

Fonte: Jornal O mossoroense