i

sábado, 11 de maio de 2013

Câmpus Ipanguaçu realiza seleção para professor substituto


O Câmpus Ipanguaçu está com inscrições abertas para professor substituto da carreira de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, e não para o Pronatec, como foi divulgado no dia 08.
São três vagas para as disciplinas de Matemática, Eletrônica e Zootecnia. O processo seletivo simplificado é regido pelo Edital 06/2013 - DG/IPAs inscrições seguem até as 20h do dia 13 de maio. Os interessados devem se inscrever exclusivamente pela Internet, através do site http://professorsubstituto.ifrn.edu.br
O Processo Seletivo Simplificado será constituído de uma Prova de Desempenho (eliminatória e classificatória) e de uma Prova de Títulos (classificatória). Os salários a serem recebidos pelos candidatos contratados correspondem a uma remuneração inicial bruta de R$ 2714,89 ou R$ 1914,58 que corresponde ao Vencimento Básico (VB) da Classe D-I, nível 1 da carreira do Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico nos regimes de 40 e 20 horas semanais, respectivamente. Informações sobre a seleção podem ser obtidas pelo telefone (84) 4005-4104 (Câmpus Ipanguaçu).

Continua o 2º Feirão de moveis e eletros


A LOJA FONSECA E FILHO - “CASA BOM LAR – MOVEIS E ELETROS” da sequencia com o 2º FEIRÃO DE MOVEIS E ELETROS que segue até este domingo(12), dia das Mães, com ofertas imperdíveis.

E a cada compra na loja, o cliente ganha um super brinde. Visite agora mesmo! 

CORRA E CONFIRA!
Avenida Luiz Gonzaga - na entrada da cidade
 Telefone - 3335-2399

Quase 90% dos brasileiros consideram Internet mídia mais importante


computador-na-webEstudo do Interactive Advertising Bureau – IAB Brasil, em parceira com a ComScore, aponta que a Internet é considerada por 88% dos brasileiros como a mídia mais importante, superando com grande margem a televisão, revistas e jornais. De acordo com a pesquisa, 40% dos entrevistados passam pelo menos duas horas por dia navegando, enquanto apenas 27% ficam o mesmo tempo em frente à televisão.
A Internet também é a mais utilizada das mídias no lar dos brasileiros conectados. O seu consumo crescente se deve, em grande parte, à importância que vem ganhando os dispositivos móveis e tablets nas diversas situações cotidianas. Entre esses dispositivos, o que está mais presente na vida dos brasileiros é o smartphone. Em 2012, 42% dos brasileiros possuíam um. Já em 2013, o número saltou para 52%. Dentre esses usuários, 37% passam 14 horas semanais ou mais navegando ou usando apps em seu aparelho. Já 46% dos usuários de tablets passam o mesmo tempo navegando ou usando apps. Desse grupo, pessoas abaixo de 35 anos são mais inclinadas a passarem mais tempo navegando ou utilizando apps em seus smartphones.

RN é barrado numa das principais feiras de turismo do Brasil por falta de pagamento


natal1A crise se agrava no Turismo do Rio Grande do Norte. Além de – por inadimplência – não conseguir retirar bilhetes aéreos junto à agência de viagem licitada e não pagar diárias a seus servidores em viagem agora a “moda” é outra.
Como é devedor do estande da feira do ano passado, o Rio Grande do Norte foi “barrado” na Aviestur deste ano, feira da Associação de Agentes de Viagem do Estado de São Paulo (Aviesp), considerada uma das mais profissionais e comprometidas do país. O evento se realizará em Holhambra, próximo a Campinas (SP), nos próximos dias 17 e 18 (sexta e sábado da próxima semana)
Curiosamente, Rio Grande do Norte (enquanto estado) e Natal (enquanto destino) são tetracampeões da pesquisa realizada anualmente pela Aviesp junto a seus associados. Pois o melhor estado para se fazer turismo e a melhor cidade turística, segundo opinião dos agentes de viagem de São Paulo, não tiveram a mesma consideração com a entidade.
A ausência do Rio Grande do Norte, que não terá estande institucional na Aviestur, revoltou o empresariado do Turismo potiguar, que já comprou passagens para Campinas (SP), pagou hospedagem e vai perambular pela feira sem um apoio logístico ou um ponto de apoio, que é o mínimo que um governo pode fazer pelo fomento à atividade turística.
BG

As dúvidas do PMDB no Rio Grande do Norte


mala PMDBSão muitas as dúvidas do PMDB? Seriam, se fossem pertinentes. Não nascidas da matreirice a cada dia mais difícil de dissimular. A maior, e a mais flagrante, é o apoio irrestrito ao Governo de Rosalba Ciarlini até 31 de dezembro deste ano, data prorrogável ou não, a depender da recuperação da própria governadora, hoje num plano de desgaste vertical. Do fastio do senador Garibaldi Filho para disputar o governo e do desejo do deputado Henrique Alves de continuar a presidir a Câmara.
Não existe apoio com data marcada a não ser quando quem apóia teme algum obstáculo. No caso, um desgaste intransponível que exija uma candidatura própria que dispõe das três alternativas num partido que é familiar: Garibaldi, Henrique e Walter Alves. Qualquer outra solução levará seus dirigentes a uma improvisação, a menos que o governo se recupere e evite aquele temor comum a todos: a volta de Wilma de Faria ao poder, por mais improvável que possa parecer neste momento.
Para ter um caminho menos difícil, o governo não terá dúvida em simular um afastamento do DEM agripinista; garantir as exigências do PMDB; e, se possível, estimular a candidatura do vice Robinson Faria. Ninguém desconhece que o bloco pemedebista é hoje determinante na formação da força majoritária. A menos que a verdadeira estratégia do deputado Henrique Alves seja sua candidatura dos partidos lulistas PMDB, PT, PSB e PDT, em nome do discurso da união.
Depois, fica a cada dia mais estreito o muro que sustenta essa aliança do PMDB com o DEM no Rio Grande do Norte. A união em favor do Rio Grande do Norte é uma boa retórica, mas pode não resistir ao apelo da união do PT, PMDB, PSB e PDT em torno da candidatura de Dilma Rousseff, dona da fórmula promissora para 2014. Mesmo que a adesão da governadora Rosalba Ciarlini venha mantendo aceso o olhar petista nos ensaios de uma candidatura própria ao governo.
Os petistas sabem que, sozinhos, não garantem a desempenho da campanha dilmista no Rio Grande do Norte. O apoio determinante é do PMDB e, agora, com a presidência da Câmara Federal, sem mais o dever unilateral dos encômios de quando tinha só o Ministério da Previdência. O quadro é outro e rigorosamente equilibrado: o governo, como aliado, oferece um ministério, mas sabe que o PMDB do Rio Grande do Norte põe nessa mesa o inegável privilégio de presidir a Câmara Federal.
Qual a dúvida real e determinante do PMDB? Certamente o tamanho de sua força no melhor critério para administrá-la. Inventar relevância na forma de dúvidas é querer passar da invenção à invencionice, dissimulada e cabreira. O PMDB sabe de todas as suas certezas e disporá de todas na hora que julgar conveniente. Em política, as dúvidas às vezes são apenas pedras de um jogo feito para iniciados. É preciso ter o código de acesso para perceber que essas pedras escondem certezas.
Por Vicente Serejo