i

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Resultado das eleições para o grêmio é divulgado


Presidente é eleito com 160 votos 

Depois de uma campanha acirrada - exposição, debates e discussões acaloradas acerca das propostas dos candidatos - os alunos do Campus Ipanguaçu escolheram, no último dia 8 de dezembro, os representantes do Grêmio Estudantil Professor Marcel Lúcio Matias Ribeiro (GEML).
Os debates foram bem democráticos e tiveram participação significativa dos alunos, mostrando que o exercício da cidadania começa cedo.


As duas chapas concorrentes tinham como candidatos os alunos Breno Luis (Chapa 1), e Rafael Victor (Chapa 2). Compareceram às urnas 339 alunos dos quais 160 elegeram a Chapa 2 para gerir o Grêmio por mais 1 ano. O candidato da Chapa 1 recebeu 146 votos. Houve 11 votos em branco e 22 nulos.

Fonte: IFRN




ENQUETE QUE DEFINIRIA O NOME DO TEATRO MUNICIPAL DE IPANGUAÇU TERMINOU ONTEM A MEIA NOITE.


O Prefeito Leonardo queria saber: Qual dos nomes a baixo deve ser homenageado para nomear o Teatro Municipal de Ipanguaçu?
Leonardo queria que a população pudesse opinar e ter o seu ponto de vista, que todos pudessem ter o seu momento de escolha no municipio, pensando nisso pediu ao blog Ipanguaçu News para que a enquete fosse ao ar.
A enquete foi lançada a 45 dias atrás, todos que acessaram o blog poderiam votar, e  nomear o seu favorito(a), a enquete se encerrou ontem dia 09/12 as 00:00, e teve como vencedora Maria Eugênia Maceira Montenegro com 124 votos (48%), seguido por João Batista Dantas com 96 votos (37%) e José Coriolano Ribeiro com 34 votos (34%).

O Teatro Municipal que a anos estava desativado, estará sendo inalgurado dia 23 de Dezembro pelo prefeito Leonardo Oliveira, dentro da programação alusivas dos 61 anos de Emancipação Politica de Ipanguaçu.


José Coriolano Ribeiro (José Coriolano)
  34 (13%)

João Batista Dantas (Batista de Adauta)
  96 (37%)

Maria Eugenia Maceira Montenegro (Maria Eugênia)
  124 (48%)


Votos até o momento: 254
Enquete encerrada



Saiba mais sobre Maria Eugênia



Maria Eugênia Maceira Montenegro teve uma existência longínqua, quase toda recheada de momentos felizes. Era filha de pai português e mãe mineira. Aos 90 anos de idade - quando partiu para o outro lado - estava em plena lucidez de invejar qualquer pessoa. Deixou a cidade de Assu - terra que ela tanto amou - literariamente "mais pobre e deserdada do seu talento".

Aparentemente modesta, amiga dos seus amigos. Tratava as pessoas com carinho e zelo, com aquele seu jeito que também aparentava ingenuidade. Como ela gostava das palestras e das reuniãos sociais na calçada da sua casa da Praça da Matriz, de Assu.


Poetiza, historiadora, palestradora, amante das artes plásticas. Aquela escritora pertencia a Academia Norte-Rio-Grandense de Letras, cadeira número 16, desde 1972 - sucedendo Rômulo Wanderley -, e tinha cadeira também na Academia Lavrense de Letras, desde 1970.


Maria Eugênia chegou em terra assuense procedente de Lavras, interior do sul de Minas Gerais - cognominada de Atenas Mineira -, nos idos de trinta e oito, com apenas 23 anos de idade, acompanhando o seu marido jovem recém formado pela Escola Superior de Agricultura de Lavras, Nelson Borges Montenegro, para morar na fazenda "Picada", na localidade de Sacramento, atual município de Ipanguaçu, por onde se elegeu prefeita nas eleições de 1972 - era candidata única - Aliança Renovadora Nacional ARENA. O incentivo e apoio a cultura da terra ipanguaçuense, como não podia ser diferente, foi uma das prioridades da sua administração , lançando o seu olhar e o seu zelo sobre a arte e sobre a educação: “Construímos escolas, fizemos um teatro naquele fim de mundo. O teatro se tornou o cartão portal da cidade, os grupos teatrais de Natal se apresentavam lá. Foi fantástico”.

Ela recordou com saudade.

No final da década de 50, dona Gena deixou de conviver com as matas verdes e carnaubeiras da Picada, para fixar residência na aristocrática cidade de Assu, que já vivia naquele tempo em plena atividade literária, com jornais e mais jornais sendo editados, a sociedade praticando as artes cênicas, realizando tertúlias literárias, saraus, e seus célebres poetas que eram muitos, produzindo versos e mais versos da melhor qualidade.

Dona Gena passou então a morar num rico casarão da Praça da Proclamação, atual Getúlio Vargas, parede-e-meia com Tarcísio e depois com o escritor Francisco Amorim com quem, talvez, adquiriu muitos conhecimentos sobre o Assu e sua gente.

Não foi difícil para ela que já carregava no seu interior a arte da prosa e do verso, conviver no Assu, além dos membros da família Montenegro, com os Caldas, de Renato Caldas (poeta de "Fulô do Mato" que o Brasil consagrou), os Amorim, de Pedro Amorim, os Wanderley, de Sinhazinha Wanderley, os Soares de Macedo, de João Natanael de Macedo, os Soutos, de Elias souto (fundador da imprensa diária no Estado potiguar), os Silveira, de Celso da Silveira (que fundou em Assu o 1º musel de arte popular do Brasil), e tantas outras famílias daquela terra assuense.

Aquela mulher de letras, assuense por escolha e Lei, e norte-rio-grandense por outorga, colaborou em vários jornais do Assu, de Natal e de sua terra natal, como "A Gazeta" e "Tribuna de Lavras". Publicou onze livros, intitulados "Saudade, Teu Nome é Menina" (1962), além de "Alfar a Que Está Só", "Azul Solitário" (poemas), "Perfil de João Lins Caldas" (plaquete), 1974, "Por Que o Américo Ficou Lelé da Cuca", "Lembranças e Tradições do Açu" (história e costumes), "A Piabinha Encantada e Outras Histórias", "Lourenço, O Sertanejo" (romance), "A Andorinha Sagrada de Vila Flor", "Lavras, Terras de Lembranças" e "Todas as Marias" (contos). Tinha ainda os inéditos intitulados "Redomas de Luz" (Epitáfios) e "Poemas do Entardecer".

Sobre a morte, esse "velho tema sempre novo", no dizer do poeta Caldas, Gena confessou: "Não tenho medo de morrer. A morte é o princípio de uma vida. A gente nasce para morrer e morre para viver".

E ficou o Assu, sem o seu poetar. Os jovens estudiosos da terra assuense perderam o seu maior patrimônio cultural. Era ela o maior referencial da terra assuense.

Ficamos nos versos de tanta pureza e ternura, que ela escreveu:

Minhas mãos são asas.
Taças,
Preces:
Quando anseio a liberdade,
Quando tenho sede de amor, quando minha alma se transforma em dor.

(Natal, 3o de outubro de 2006 - lido pelo historiador assuense Ivan Pinheiro, na Rádio Princesa do Vale - Assu-RN) (modificado)




LEONARDO VAI A BRASÍLIA DISCUTIR EMENDAS PARA 2010


O prefeito de Ipanguaçu, Leonardo da Silva Oliveira, esteve em Brasília dia 08 de dezembro, visitando vários ministérios em companhia da Deputada Federal Fátima Bezerra também do PT.

O Objetivo do Prefeito foi buscar emendas já para o ano de 2010, foi ao FNDE, para agilizar o andamento dos recursos do processo relacionados à Educação. Leonardo esteve na Casa Civil com a Deputada Fátima Bezerra agilizando a liberação de recursos de obras licitadas e emendas, já com a oportunidade esteve com o Senador Garibaldi Alves, discutindo a cota de emendas de 2010 também para o Município de Ipanguaçu.

O prefeito Pleiteou aos parlamentares recursos de R$900.000,00 para um Grande Projeto de Estrutura de impacto para o Distrito de Pataxó, o projeto é de um Balneário no açude de Pataxó que desenvolva a Economia local, o Turismo, a Geração de Emprego e Renda que Melhore a Vida Social.

Leonardo Participou também da comemoração dos 30 anos do Partido dos Trabalhadores (PT), onde estiveram presentes Ministros, Senadores, Deputados Federais e Estaduais, Prefeitos e Militantes do PT. A Ministra Dilma esteve presente também, e em suas palavras, assume o compromisso da continuidade do Projeto de Transformação do Presidente Lula. A festa foi comemorada em clima de alegria e esperança da continuidade do Projeto Político do nosso País.

Ontem na volta de Brasília o prefeito Leonardo comunicou no seu Twitter que, já foi liberado o recurso de R$20.970,00 para aquisição de mais um ônibus escolar,e está em processo de análise o Projeto de ampliação e reforma das escolas do bairro Presidente Lula e Assentamento Tabuleiro Alto.

PREFEITURA DO ASSÚ VAI ESTRUTURAR ESCRITÓRIO DE REPRESENTAÇÃO DA ZPE DO SERTÃO


A prefeitura do Assú vai montar por todo este mês um escritório de representação para cuidar dos negócios pertinentes à ZPE do Sertão. O anúncio foi feito pelo secretário municipal de Planejamento e Coordenação de Desenvolvimento, Clebson Elves Corsino de Melo. Ele registrou que esta providência segue uma recomendação do prefeito Ivan Lopes Júnior. Há uma expectativa de que o escritório possa estar estruturado até a próxima semana na parte inferior do prédio-sede da prefeitura, centro da cidade. 
 A unidade será chefiada pelo consultor britânico Brian Tripler que, aliás, fixará residência em Assú. Ontem na capital do país o prefeito Ivan Júnior comemorou a aprovação unânime do projeto que prevê a implantação da Zona de Processamento de Exportação que se localizará no município e terá abrangência por praticamente todo o interior potiguar. “A aprovação da ZPE do Sertão se constitui num fato histórico e que sem dúvida será um divisor de águas na história do Assú e do interior do estado”, exclamou o prefeito municipal. O Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportações aprovou hoje a criação das primeiras ZPEs no país que serão instaladas em Assú e em Suape (Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco). Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) - que preside o Conselho - ainda é necessário que a Receita transforme as ZPEs em áreas de alfândega para que possam entrar em funcionamento. A lei que regulamentou a instalação de ZPEs foi aprovada pelo Congresso em julho de 2007, mas a instalação do Conselho, que define os critérios para aprovação dos projetos de instalação dessas zonas, só ocorreu em maio deste ano. 
A Lei das ZPEs suspendeu por 20 anos o pagamento do Imposto de Importação, do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), do PIS/Pasep e do Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante, desde que 80% da produção da empresa sejam vendidos no mercado externo. O projeto permite a venda de 20% da produção no mercado doméstico, desde que todos os tributos sejam recolhidos. 
A ZPE do Sertão, segundo o MDIC, deve iniciar as atividades em 21 meses, após o término das obras de infraestrutura, que devem custar cerca de R$ 18 milhões. Segundo a prefeitura de Assú, devem se instalar na ZPE indústrias de alimentos - principalmente para beneficiamento de frutas e frutos do mar -, de produtos químicos, de sal e recursos minerais. O estudo sobre a viabilidade econômica, apresentado ao Conselho das ZPEs, indicou que os mercados potenciais para as empresas que se instalarem em Assu serão Estados Unidos, Holanda, Espanha, França, Reino Unido, Argentina, Líbia, Itália, Canadá e Nigéria.
Fonte: Secretaria de Comunicação

HUMORISTA ZÉ LEZIN EM Pendências



Dando continuidade as festividades dos 56 anos de Emancipação Política de Pendências, na noite de hoje (09), a presença do cantor pendenciense Zacarias Neto, com seu show acústico ea presença do humorista Zé Lezin, Deverá lotar o espaço Cultura na Praça Luiz Gonzaga ( Mercado Público). O prefeito de Pendências, Ivan de Souza Padilha já convida a todos para prestigiar esse grande evento cultural. Afinal, "sorrir é o melhor remédio", diz o ditado popular.
No palco armado na Praça do Mercado Público, acontecerá a final do concurso (20h) "A Mais Bela Voz", que mostrará os talentos na música dos jovens da cidade. Diversos jovens tanto da zona urbana como da rural, de Participaram Seletivas e só os melhores Irão concorrer uma prêmios, medalhas e troféus, segundo a organização do evento tem, que a frente e Ricardo Teté.
Logo após a final do concurso, o povo de Pendências tem a honra de Receber um dos maiores humoristas do Brasil: Zé Lezin, com um super show de piadas, músicas, sátiras, entre outras. O show Deverá iniciar às 21:30 h.
Depois do show de piadas (H Com início previsto para 23:30), O cantor Zacarias Neto (ex-Cavaleiros do Forró, ex-casadões), encerra com uma noiteum show acústico, interpretando os melhores sucessos. 

Fonte: Com informações de  Jefte silva



Ministro da Previdência afirma que aposentados receberão novo mínimo a partir de janeiro

Brasília - O ministro da Previdência, José Pimentel, informou hoje (9) que o novo mínimo será pago nas aposentadorias no dia 25 de janeiro, com ganho real de 5,08%. 

Segundo ele, a data foi definida em acordo feito com as centrais sindicais em 2006, quando ficou acertado que a cada ano se anteciparia um mês para o reajuste. Como neste ano será em janeiro, o governo já prepara a medida provisória agora em dezembro. Ele lembrou que a despesa está prevista na peça orçamentária enviada em agosto ao Congresso. 
Para os que recebem acima do mínimo, 8,2 milhões de aposentados, está previsto reajuste com base na inflação integral de 2009 mais 50% do Produto Interno Bruto (PIB - a soma de tudo o que a economia produz) de 2008, o que representa ganho real de 2,5%, despesa incluída na proposta orçamentária depois de discussão com as centrais sindicais. O impacto dessa medida será de R$ 3 bilhões. 
“É natural que que as pessoas queiram remuneração cada vez maior. Só que tem um limitador orçamentário que são os tributos que nós arrecadamos. O papel de governa é ter clareza das demandas e ver o que pode ser atendido”, disse o ministro


Fonte: Com informação da Agência Brasil

Representantes de entidades e instituições tem até hoje para se inscrever à 4ª Conferência da Cidade

A edição do dia 3 de dezembro do Diário Oficial do Município (DOM) veiculou cópia do Edital de Convocação nº 001/2009 relativo ao processo de preparação para a realização, em janeiro de 2010, da 4ª Conferência Municipal da Cidade do Assú. A organização do evento foi confiada à Secretaria Municipal de Planejamento e coordenação de Desenvolvimento, pasta chefiada por Clebson Elves Corsino de Melo. 
Esta atribuição foi designada por intermédio do Decreto nº 022/2009, publicado no DOM do dia 1º do mês. Esta competência é também definida pela Resolução Normativa nº 010/2009 do Conselho das Cidades – colegiado atrelado ao Ministério das Cidades, em Brasília. Segundo a informação do secretário municipal de Planejamento e Coordenação de Desenvolvimento a finalidade do edital foi convocar algumas entidades e instituições da sociedade civil do município que tenham interesse em participar do processo de indicação de membros que constituirão a Comissão Preparatória Municipal da Conferência. 
A apresentação deve ocorrer na sede da secretaria, instalada no interior do Centro Administrativo Prefeito Edgard Borges Montenegro, de segunda à sexta-feira, até 12h de hoje, quinta-feira, 10 de dezembro. Clebson Corsino registrou que a representatividade deve obedecer ao seguinte parâmetro: 42,3% de gestores e administradores públicos e legislativo (federal, estadual e municipal); 26,7% de movimentos sociais e populares; 9,9% de trabalhadores – por suas entidades sindicais; 9,9% de empresários relacionados à produção e ao financiamento do desenvolvimento urbano; 7% de entidades profissionais, acadêmicas, de pesquisa e conselhos profissionais; e, 4,2% de organizações não-governamentais com atuação na área. As vagas serão acolhidas de acordo com ordem cronológica de indicação pelas entidades interessadas. 
Depois de concluído o prazo a Secretaria completará as vagas (caso ainda existam) por convocação direta à entidade/instituição que julgar conveniente. A 4ª Conferência Municipal da Cidade do Assú terá os seguintes lema e tema: “Cidade para todos e todas com gestão democrática, participativa e controle social” e “Avanços, dificuldades e desafios na implementação da política de desenvolvimento urbano”.


Fonte:  O Nosso Jornal