i

sábado, 11 de junho de 2011

Projeto destinado à dragagem do rio Pataxó é cadastrado no Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse

alagamento_ipanguacu
Já mereceu registro na alçada do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (Siconv), do Governo Federal, o projeto de engenharia que objetiva executar, possivelmente ainda no exercício de 2011, obras de dragagem no leito do rio Pataxó, no município de Ipanguaçu.

A informação foi transmitida pelo prefeito Leonardo da Silva Oliveira (PT). O chefe do Executivo declarou que a obra é de fundamental importância para minimizar a incidência de alagamentos em Ipanguaçu durante o período do inverno, fato que, mais uma vez, foi reeditado este ano.

Leonardo Oliveira disse que o Governo do Estado está diligenciando uma série de providências que atenderão às exigências do projeto que será viabilizado na instância do Ministério da Integração Nacional, em Brasília.

Estes procedimentos são conduzidos na esfera da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), dirigida pelo vice-governador Robinson Faria. "Na realidade são algumas ações complementares que o Estado precisa realizar para que o projeto atenda ao padrão exigido pelo órgão federal", explicou o gestor público ipanguaçuense.

A expectativa é que o ministério libere uma dotação financeira da ordem de R$ 7,3 milhões para os serviços de dragagem com o objetivo de aprofundar o leito do rio, hoje bastante assoreado. Leonardo Oliveira culpou o assoreamento do rio como um dos motivos para a rapidez com que se observaram as enchentes ocorridas no município este ano.

Contou que, apesar de uma lâmina de sangria de pouco mais de 16 centímetros do açude público de Mendubim, este índice foi suficiente para elevar o nível do rio e provocar as inundações que atingiram centenas de famílias em alguns povoados rurais e até em bairros periféricos, como Ubarana e Maria Romana. 
RELEVÂNCIA
"Claro que este investimento será importante para diminuir o problema das enchentes, mas é preciso uma ação mais estruturante para que Ipanguaçu não continue sofrendo com o problema das águas", disse o prefeito.

Leonardo Oliveira ressaltou que o fenômeno climatológico tem atrapalhado a economia do município, pelo fato de gerar instabilidade e incerteza aos potenciais investidores que, temerosos de ver seus empreendimentos assolados pelas inundações, têm evitado dinamizar seus negócios em Ipanguaçu, que tem a fruticultura irrigada como um dos carros-chefe do nicho econômico local. "Precisamos resolver de vez essa questão para podermos pensar em atrair novos negócios para Ipanguaçu", concluiu.

Fonte: O mossoroense

Morre Carlinhos de Ewerton

É lamentável ter que informar que faleceu na tarde deste sábado (11), vítima de um infarto, Carlos Alberto da Costa Bezerra, mais conhecido como Carlinhos de Everton.
Vereador reeleito nas eleições de 2008, Carlinhos exercia desde março de 2011 a titularidade da Secretaria municipal de Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente do Assú. No entanto, um câncer de esôfago fez com que ele se afastasse de suas funções para tratar-se em Natal.
O corpo deverá ser velado esta noite em Natal e, em seguida, trasladado para o Assú, onde será sepultado.
Em decorrência do acontecido, o prefeito do Assú, Ivan Lopes Júnior, decretou luto oficial no município por três dias.

Fonte: Rodrigo Medeiros Blog