i

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Leonardo participa de encontro nacional dos prefeitos com a presidenta Dilma Rousseff


O Prefeito de Ipanguaçu Leonardo Oliveira participa de 28 a 30 de janeiro, em Brasília, do Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas – Municípios Fortes, Brasil Sustentável. A secretária de Assistência Social, Cristina Oliveira, acompanhará o prefeito durante a programação. 

No encontro, que será aberto na segunda-feira e irá até quarta-feira, a presidenta Dilma Rousseff deve anunciar a ampliação de programas de governo e estabelecer parcerias com os municípios. 

O Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas será realizado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. A abertura, com a Presidente Dilma, está marcada para às 19h do dia 28. Na programação, estão previstas palestras com os ministros da Saúde, Alexandre Padilha, da Educação, Aloizio Mercadante, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, da Fazenda, Guido Mantega, e das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, entre outros. No dia 30, ocorre o encerramento do encontro com a Ministra-Chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência, Ideli Savatti. 

Em Ipanguaçu contribuintes têm até segunda-feira para fazer o pagamento do IPTU

Proprietários de imóveis em Ipanguaçu têm até a próxima segunda-feira (28) para efetuarem a primeira parcela ou a cota única que tem desconto de 20% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). 

Foto: Jean Lopes
O secretário de Fianças e Tributos, Washington Fonseca, disse que o prazo foi prorrogado até a data porque o sistema bancário não estava conseguindo fazer a leitura dos códigos, e de forma a não trazer prejuízos aos contribuintes o prazo teve de ser prorrogado, “a população tem até a próxima segunda pra fazer o pagamento do IPTU, podem optar pela cota única ou parcelamento, caso não regularizem o imóvel terão os nomes incluídos na dívida ativa do município, não podendo participar de licitações ou venda do imóvel” disse o secretário. 

Caso o contribuinte não escolha a cota única, poderá também ser pago em até três parcelas com vencimento no dia 28 dos meses de janeiro, fevereiro e Maço, entretanto sem desconto. 

Washington ainda destaca que os comerciantes que ainda não regularizarão a situação do alvará de licença de funcionamento e de veículos devem procurar a Prefeitura para retirar a guia para pagamento. O pagamento da taxa de licença é um compromisso que o comerciante e donos dos carros de aluguel têm todo início de ano, e que pode ser retirado até o dia 31 deste mês de janeiro. 

“A prefeitura quer ver todos os empreendimento sempre atuando na legalidade. Por isso é que convocamos a todos para retirada da guia para pagamento e liberação de seu alvará até 31 de Janeiro. Caso o local seja notificado por três vezes e esteja sem alvará caracteriza o estabelecimento como ilegal e pode acarretar seu fechamento e punição dos responsáveis como previsto em lei”, disse o secretário. 

O Alvará é uma licença concedida pelas Prefeituras do Brasil, permitindo a localização e funcionamento de estabelecimentos comerciais, industriais, agrícolas, prestadores de serviços, bem como de sociedades, instituições e associações de quaisquer naturezas, vinculadas a pessoas físicas ou jurídicas.

Pousada Bela Vista é inaugurada em Assú

Foto: Denis Nascimento
Ontem a noite na cidade do Assú foi inaugurada a Pousada Bela Vista, localizada na Rua Francisco Alcino do Pinho no bairro Dom Elizeu. 


Com 31 apartamentos amplos e com conforto para toda a família, os espaços são todos mobiliados e com ar condicionado, sistema de Tv, internet, frigobar e com grande segurança o espaço promete fazer um grande sucesso na rede. 

O novo empreendimento é do empresário e prefeito do município de Ipanguaçu Leonardo Oliveira(PT) e sua esposa, Cristina Oliveira que receberam amigos, familiares e empresários na noite da inauguração. 

O vice-prefeito Josimar Lopes(PSB), o presidente da Câmara de Ipanguaçu, Geraldo Paulino(PT), secretários do município de Assú e de Ipanguaçu e a imprensa local prestigiaram a noite ao som de Almir dos Teclados.

Foto: Denis Nascimento 


Veja mais fotos (AQUI).

Venda de álcool líquido para uso doméstico será proibida a partir de 1º de fevereiro


alcool 2A partir de 1° de fevereiro, a comercialização do álcool líquido com graduação acima de 50 graus Gay Lussac (° GL) para uso doméstico em supermercados e outros pontos de venda no atacado e no varejo vai ser proibida. Só será permitida a venda do produto em forma de gel, que é considerado mais seguro. A medida considerou que o álcool líquido oferece riscos de acidentes por queimadura e por ingestão.
Em 2002 a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a fabricação e comercialização do produto, mas a Justiça suspendeu a determinação. Em 2012, a Justiça Federal derrubou a suspensão e deu até dia 31 de janeiro para a indústria se adequar à nova norma. Caso a decisão não seja respeitada, o produto deverá ser recolhido. Ainda cabe recurso à decisão da Justiça.

Unicef precisa de 1 bilhão de euros em 2013 para ajudar crianças


O Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef) lançou hoje (25) um apelo para angariar 1 bilhão de euros, este ano, para combater as crises humanitárias que afetam milhões de crianças em 45 países e regiões do mundo, entre os quais a Angola (África).
No relatório anual Ação Humanitária para As Crianças 2013, que será lançado nesta sexta-feira, em Genebra, Suíça, o fundo das Nações Unidas destaca que o apelo financeiro se destina a gerir o impacto das crises – alimentares, naturais e outras -, a melhorar a prevenção e a reforçar a resiliência das comunidades para enfrentar essas situações.
O documento enfatiza que no ano passado, “a falta de financiamento em vários países, como Madagascar e Colômbia, deixou muitas necessidades por satisfazer”, referindo-se às dificuldades de acesso e segurança dos seus parceiros que prestam ajuda humanitária na região.
“As crianças são extremamente vulneráveis em situações de emergência, que, na maior parte dos casos, as deixam em condições de insegurança, em risco de contraírem doenças, expostas à violência, exploração e negligência”, disse Ted Chaiban, diretor dos Programas de Emergência da Unicef.