i

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

UFRN considera justa lei que concede 50% das vagas para escolas públicas

Agecom/ UFRN
A UFRN irá entrar em 2013 com a vagas divididas 50% para o vestibular e 50% para o Enem.
Alex Costa/ Da Redação Natal
Após a aprovação no Senado do projeto de lei que prevê 50% das vagas em universidades federais sejam reservadas para alunos que cursaram o ensino médio integralmente em escolas públicas, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte se posicionou favorável à decisão, que privilegia os estudantes que não usufruem de um serviço educacional semelhante ao privado.
A divisão das vagas por cotas sociais e raciais fica então unificada. De autoria da deputada federal Nice Lobão (PSD-MA), a proposta, já aprovada na Câmara, ainda tem de passar pela sanção da presidente Dilma Rousseff, que é entusiasta do projeto.
Para o pró-reitor adjunto de graduação da UFRN, Adelardo Medeiros, a lei foi aprovada, mas a universidade possui quatro anos pela frente para realizar a sua aplicação. “Não faremos nenhum alteração para o vestibular deste ano. Temos os sistema de cotas já aplicado. Essa política afirmativa, que concede 10% a mais de pontuação para alunos da rede pública de ensino, é uma forma de equilibrar o acesso desses alunos na universidade federal”, explica.
A UFRN irá entrar em 2013 com a vagas divididas 50% pelo vestibular da Comissão Permanente do Vestibular (Comperve) e 50% pelo Exame Nacional do Ensino Médio/ SisU. A partir de 2014, a universidade adotará apenas o sistema SisU para a entrada de alunos na universidade, o qual permanece validando o sistema de cotas.
Com relação à mudança prevista no Senado, dos 50%, metade será destinada a estudantes cuja renda familiar é igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa. Paralelamente, para os 50% de todas as vagas da instituição de ensino, serão aplicados também critérios raciais. Estudantes autodeclarados negros, pardos e indígenas terão cotas proporcionais ao número desse grupo de pessoas que vivem no Estado onde está localizada a universidade, com base em dados do último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), não importando a renda per capita do aluno.

Assim que sancionada pela presidente Dilma, a lei modificará todo o sistema de divisão de vagas das universidades federais. Atualmente, quase todas elas utilizam algum sistema de cota social, racial ou de gênero, que deixarão de lado para adotar este modelo único. A lei não modifica em nada o sistema de adesão nas universidades estaduais nem nas particulares, que poderão continuar a escolher se adotam ou não algum sistema de cotas. Segundo o texto aprovado pelo Senado, a aplicabilidade desse sistema será revisada em dez anos.

Com informações da Agência Brasil

EDITAL DE CONVOCAÇÃO


        O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ipanguaçu – SINDISEPI – pessoa jurídica, de direito privado, inscrito com CNPJ sob o nº.  04.203.310/0001-64, vem através deste CONVOCAR todos os sócios para participarem de uma Assembleia Extraordinária para escolha dos membros que farão parte da Comissão do Processo Eleitoral deste Sindicato.

Dia: 14 de agosto (terça feira)
Horário: 19:00
Local: SINDISEPI
  

Ipanguaçu/RN, 10 de agosto de 2012

  
SERJANE DE ARAÚJO
Presidente do SINDISEPI

“Leonardo é um prefeito exemplar”, afirma a deputada federal Fátima Bezerra

Acompanhando a deputada federal Fátima Bezerra (PT/RN), o prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira (PT), esteve em Assú na noite desta quinta-feira (09) para prestigiar o lançamento da campanha “Com PT na Câmara, Assú avança”. O evento, que apresentou os candidatos da legenda ao legislativo assuense, também contou com a presença do prefeito Ivan Júnior (PP).

Em seu discurso, Fátima Bezerra falou sobre as expectativas que o PT do Rio Grande do Norte tem de reeleger prefeitos e vereadores no Rio Grande do Norte, bem como as de ampliar a participação nos municípios potiguares. “Estamos vivenciando um bom momento no PT. Isso é resultado do nosso trabalho, desde a União aos municípios. Nestas eleições teremos candidaturas próprias em 23 municípios. Além das candidaturas a prefeito, o PT tem 36 candidatos a vice e 500 nomes distribuídos por todas as regiões do RN”, disse.

A deputada também destacou o trabalho que Leonardo Oliveira vem realizado na cidade de Ipanguaçu. “Leonardo tem se mostrado um gestor sério, comprometido, um prefeito exemplar. Não é porque ele é do PT, mas por estar, de fato, desempenhando um trabalho importante não só na saúde e na educação, mas em todas as áreas. Em breve estarei com Leonardo visitando o nosso povo querido de Ipanguaçu”, disse Fátima Bezerra.

Para Leonardo, o apoio de Fátima tem sido de grande importância, não só para Ipanguaçu, mas para todo o Estado. “Fátima é uma deputada presente, que sempre está junto com a gente, não é só em época de eleição. Ela faz questão de resolver os problemas nos municípios. Fátima é a deputada que todo Estado precisa”, afirmou Leonardo.

Agenda

Na tarde desta sexta-feira (10), Leonardo, Josimar Lopes (PSB) e os candidatos a vereador da Coligação Aliança do Povo visitam a comunidade de Itú, a partir das 16 horas.

Veja as fotos da passagem de Fátima em Assú (AQUI)

“Orlandina financiava o cativeiro de Popó Porcino”, diz delegada Sheila Freitas

A sexta pessoa presa acusada de participar do sequestro do jovem Popó Porcino, identificada como Orlandina Torres Carneiro, foi a responsável por sustentar os cativeiros onde a vítima foi mantida presa durante 37 dias. De acordo com a delegada Sheila Freitas, do Departamento Especializado em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), Orlandina teria feito a locação dos cativeiros em Parnamirim e na Praia de Pitangui, no município de Extremoz, este último onde a vítima foi resgatada no dia 24 de julho.
“Ela foi a responsável por fazer o aluguel dos dois cativeiros e também era a responsável por abastecer com comida o local onde Popó estava mantido preso”, disse a delegada em coletiva na tarde desta quinta-feira (9). Orlandina foi presa nesta quarta (8), no Ceará, por uma equipe do Deicor, durante o velório de uma sobrinha. “Nós já tínhamos informações de que ela havia visitado esse familiar na UTI na semana passada, mas estávamos esperando o melhor momento para efetuar a prisão”, disse.
Ainda de acordo com Sheila Freitas, Orlandina é parceira de Paulo Victor no mundo do crime e eles se tratavam como irmãos. A acusada morava em Natal há mais de um ano e praticava crime de estelionato nos estados vizinhos da Paraíba e Pernambuco, dinheiro que supostamente foi usado para manter o cativeiro. Apesar da parceria entre os dois, Orlandina chegou a declarar que Paulo Victor foi o mentor do sequestro.

Robson Pires