i

sábado, 16 de janeiro de 2010

Recados e opiniões recentes...


Ana

em 14/01/2010
Obrigado Leonardo pela abertura do posto de saude na minha comunidade baldum,toda população lhe agradece de coração e torce muito por vc, realment vc está sendo um prefeito nota 10

Ana

em 14/01/2010
Obrigado Leonardo pela abertura do posto de saude na minha comunidade baldum,toda população lhe agradece de coração e torce muito por vc, realment vc está sendo um prefeito nota 10

Flávio

em 14/01/2010
Parabenizo o Prefeito Leonardo pela sua bela administração...não moro em Ipanguaçu, mas tenho orgulho de ser FILHO DESSA CIDADE MARAVILHOSA!!! a cidade está linda, espero q continu

Amanda - Ana de Raul

em 09/01/2010
Fiquei feliz quando entrei em Ipanguaçu - vendo uma nova cidade, toda colorida, bem organizada. Tô torcendo por este prefeito, que ele faça e traga o melhor para esta cidade.

Anônimo

em 09/01/2010
Parabéns pelo blog que faz uma boa cobertura da pacata cidade de Ipanguaçu, que hoje se deslumbra em ter um prefeito filho de sua terra e pela e erguer sonhos antigos - O teatro.


NOTA DO BLOG IPANGUAÇU NEWS: Obrigado a todos por estarem interagindo com o blog!.A participação de vocês é fundamental para o sucesso, do nosso município.

Recados deixado no mural do blog!
Recados e Opiniões, veja mais ao lado.


O Brasil dá adeus a Zilda Arns, a mãe das crianças pobres


A médica pediatra e sanitarista Zilda Arns, que dedicou a vida a salvar crianças da morte será enterrada neste sábado, no cemitério da Água Verde, em Curitiba, numa cerimônia reservada à família. O corpo dela chegou de madrugada e foi levado para o Palácio das Araucárias. Milhares de pessoas foram se despedir da  coordenadora da Pastoral da Criança. Entre elas dois presidenciáveis – o governador José Serra, e a ministra Dilma Roussef, que chegou em companhia do presidente Luiz Inácio da Silva, já no início da noite.

Fábio Rodrigues Pozzebom / ABrVelório de Zilda vai até o início da tarde de hoje, quando será rezada missa de corpo presente, antes do enterro em cerimônia privadaVelório de Zilda vai até o início da tarde de hoje, quando será rezada missa de corpo presente, antes do enterro em cerimônia privada

Ao deixar o velório, Lula declarou que o momento vivido no Haiti não é fácil pois se pode considerar que, além dos 14 militares brasileiros mortos, os quatro que continuam desaparecidos também podem ter morrido. Lula citou ainda “um funcionário brasileiro nas Nações Unidas” (Luiz Carlos da Costa, segunda maior autoridade da ONU no Haiti), que também continua desaparecido. Com relação à morte de Zilda Arns, o presidente disse que “foi uma grande perda para o Brasil e para o mundo”. Para Lula, “todas as pessoas que morreram (em consequência do terremoto) estão simbolizadas na figura de Zilda Arns”.




Lula disse ter dito à família Arns, com a qual se reuniu por 45 minutos no Palácio das Araucárias, sede do governo do Paraná, que nessa hora em que todos choram, o importante é que as ideias de Zilda tenham encarnado na mente dos brasileiros. “Que a partir do exemplo dela todos nós sejamos mais solidários e humanistas”, acrescentou.

O presidente encerrou a entrevista dizendo que tem a certeza de que Zilda não se arrependeria de nada do que fez. “Se voltasse a viver, ela faria tudo outra vez, inclusive voltaria ao Haiti.”

A coordenadora da Pastoral da Criança da Arquidiocese de São Paulo, Maria do Rosário Gazzola, disse que a maior lição deixada por Zilda foi a importância de vincular espiritualidade e trabalho. Sempre que ia visitar a pastoral paulista e tínhamos algum encontro com políticos ou nos dirigíamos a alguma comunidade, ela entrava no carro e nos convidava a rezar pela missão daquele dia. Atitudes que segundo a coordenadora, deixava todos seguros e animados. É com esse ânimo que continuaremos nosso trabalho junto s famílias que moram em favelas, cortiços e acompanharemos as 16,5 mil crianças atendidas pelas seis regiões episcopais da cidade.

Viagem ao Haiti

A irmã Rosângela Maria Altoé, contou ontem detalhes da morte de Zilda Arns, que deveria ter ido ao Haiti em agosto, mas terminou adiando a viagem em função de vários contratamentos.   Emocionada, ela contou que a médica estava feliz com o resultado da palestra, já que os presentes demonstraram muito interesse pelo trabalho das pastorais da Criança e do Idoso. Segundo ela, ao final da apresentação, Zilda Arnas respondeu a várias perguntas de religiosos que participaram do evento. Enquanto a médica conversava com o coordenador do evento, Padre William, a religiosa foi buscar o material da palestra e a bolsa de Zilda.

“Naquele momento, o prédio começou a balançar de um lado para o outro, eu ouvi um estrondo como se fosse uma bomba e em questão de 30 segundos, o prédio ruiu.” Nesse momento, ela disse que subiu tanta poeria que a impedia de respirar. Segundo a religiosa uma laje que caiu a seu lado a impedia de ver o que estava acontecendo.

Ela disse saltou os escombros até chegar rua, sem saber o que acontecia realmente. Ao chegar rua, as pessoas lhe perguntavam por Zilda. Ela ainda quis voltar ao prédio, mas viu que não tinha condição e ali entendeu que seria um milagre encontrar a médica viva. “O que eu vi na rua nunca vou esquecer. Na escola ao lado do prédio eu ouvia gritos de crianças e via o desespero das mães procurando seus filhos.”

Vaticano envia mensagem a D. Paulo Evaristo Arns

Brasília (ABr) - O Vaticano enviou mensagem de condolências a dom Paulo Evaristo Arns, cardeal emérito de São Paulo e irmão da médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança, morta no terremoto de terça-feira  em Porto Príncipe, capital haitiana. Por motivo de saúde, dom Paulo Evaristo não participa do velório da irmã, em Curitiba, no Palácio das Araucárias, sede do governo paranaense.

“A notícia de que umas das milhares de vítimas do terremoto era a médica Zilda Arns, que estava em missão em Porto Príncipe, foi recebida com viva dor no Vaticano”, diz a nota da Santa Sé. O texto destaca que a médica foi morta quando se empenhava na difusão da Pastoral da Criança no país caribenho, que sofre tanto com a pobreza quanto com a violência.

Na mensagem, o Vaticano expressa pesar a dom Paulo, família e a todo o corpo de voluntários da Pastoral da Criança e manifesta a certeza de que a obra generosa da doutora Zilda, inspirada e sustentada nos mais altos valores do Evangelho, continuará a dar frutos para inúmeras crianças e idosos espalhados por tantas regiões pobres do mundo.

FONTE: Tribuna do Norte

Ronaldo Soares continua firme: não vai mais disputar mandato nenhum. Nem de vice


O ex-prefeito de Assu, Ronaldo Soares, que teve o nome lembrado para ser vice de Iberê – e Iberê gostou, como disse ao Blog – é carta fora do baralho.
Não porque está fora da ENQUETE do Blog, que quer saber quem é o vice do vice-governadorável.
Mas porque, como ele já havia dito, repetiu: não quer mais saber de disputar cargos eletivos.
Ronaldo Soares até agradeceu ao prefeito Ivan Júnior.
Eleitor da governadorável Rosalba Ciarlini, Ivan chegou a declarar que, caso Ronaldo compusesse a chapa de Iberê, ele desistiria de Rosalba.

ONI GALDINO ASSASSINADO EM ASSU


O fazendeiro Oni Galdino foi assassinado na noite desta sexta-feira (15), por volta das 22 horas, por dois homens ainda não identificados.



Segundo testemunhas, os assassinos estavam encapuzados, quando atiraram contra Oni, no Bar do Mojica, localizado na saída de Assú para Mossoró. Em seguida, fugiram numa motocicleta.



Oni é irmão do ex-prefeito de Paraú, Luiz Galdino, e tido como uma espécie de líder familiar dos 
 Galdino e no Vale do Assú. Oni também tinha uma forte ligação com os irmãos Nelter e Júnior Queiroz.



 Os motivos do crime são um mistério para a Polícia, que começou a empreender diligências.



Fonte: Blog de Robson Pires

Petrobras inaugura primeira etapa do vaporduto nesta quarta-feira


Capacidade será de 610 toneladas por hora de vapor em 42 poços de petróleo no Vale do Açú. É o maior vaporduto do mundo, com 30km de extensão.  

Skanska - Divulgação

Seiscentas e dez toneladas de vapor por hora nos campos de produção de Estreito e Alto do Rodrigues. Essa será a capacidade prevista pelo projeto de Injeção Contínua de Vapor (Vaporduto), que terá a sua primeira etapa iniciada na próxima quarta-feira (20).

Nessa primeira fase, 42 poços de petróleo, do campo de Estreito, estão recebendo o vapor que é gerado pela Usina Termoelétrica Jesus Soares Pereira (Termoaçu) e distribuído para os poços através de uma rede de dutos.

A Petrobras investiu neste empreendimento mais de 200 milhões de dólares. O vaporduto do Vale do Açu é o maior do mundo, com uma extensão de aproximadamente 30 km, e o primeiro a operar com vapor superaquecido.

Quando concluído, o projeto representará um acréscimo na produção de petróleo do Vale do Açu de 18 mil barris por dia.

O aumento na produção irá gerar benefícios como: maior arrecadação de impostos e royalties, geração de empregos e desenvolvimento econômico do Estado e dos municípios.

O Projeto de Injeção de Vapor é um dos quatro grandes projetos da Petrobras para elevar a atual produção diária de 75 mil barris de óleo para 115 mil até 2011, no Rio Grande do Norte e Ceará.

O evento de inauguração dessa primeira etapa contará com a presença da governadora Wilma de Faria, do diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella, e do presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte, Flávio Azevedo.



Fonte: no.minuto.com


Hospital Regional

Tentativa de acordo com médicos fracassa



Fotos do blog - Texto de Jotta Paiva (De Fato).

Como já era de se esperar, nada foi resolvido com relação à escala de plantão do Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos. Há uma semana, o secretário adjunto da Saúde no Estado, João Albérico, e o coordenador hospitalar José Renato fizeram várias garantias durante reunião com prefeitos e gestores do órgão de saúde, de que os problemas de falta de médico na unidade hospitalar seriam sanados com rapidez, tão logo resolvessem a situação da escala de plantão.



A estratégia era colocar os médicos "contra a parede" para que decidissem se tinham condições de se manter nos plantões, do contrário seriam dispensados e substituídos por "quem quisesse trabalhar" disseram na reunião. Mas as ameaças não abalaram os médicos que sequer apareceram na reunião marcada para acontecer em Natal na última quarta-feira, 13. Dos 25 convocados - que integram a escala de plantão em Assú - apenas 7 compareceram ao encontro.

Leia mais no defato.com/estado.
fonte: Toni Martins