i

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Prefeitura de Ipanguaçu já articula Conferência Municipal do Meio Ambiente e informa como participar do Programa Compra Direta da agricultura familiar

Com o objetivo de apresentar propostas de melhorias que poderão ser implantadas pelo poder público a Prefeitura de Ipanguaçu através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente marcou para o próximo dia 23 de Maio a realização da a 2ª Conferência Municipal do Meio Ambiente discute temas como logística reversa, compostagem e tecnologias, resíduos da construção civil e reciclagem.


Segundo o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Mario Silvério, o momento será de fundamental importância para a discussão dos trabalhos da secretaria incluindo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos e o projeto para a criação da área de preservação da carnaubeira, “estamos já articulando para que todos os seguimentos possam participar na busca de criar um debate em volta da sustentabilidade e a agricultura familiar dos nossos agricultores” frisa Mario. 

Ele ainda destaca que os agricultores e produtores do município já podem se inscrever no escritório da EMATER local em busca de participar do Programa Compra Direta da agricultura familiar para aquisição de alimentos como ovos, carne, frutas, bolos entre outros alimentos para atender a necessidade das escolas. “Hoje 64 produtores/fornecedores estão em parceria com a Prefeitura e Emater no Programa Compra Direta orçado este ano em R$ 190 mil, o valor máximo de comercialização nesta modalidade por agricultor familiar, por ano civil, é de R$ 8 mil” disse o secretário. 

Para participar o interessado deverá procurar a sede da EMATER ou a Secretaria Municipal de Agricultura para informações das 7 às 13hs de segunda a sexta-feira.

Enem recebe 1,3 milhão de inscrições em dois dias


Enem-2014-Exame-Nacional-do-Ensino-MédioAté as 18h30 de ontem, um total de 1.309.532 candidatos já estavam inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição de 2013. A página on-line do exame começou a receber inscrições na segunda-feira. O prazo termina no dia 27 próximo, às 23h59. Não haverá prorrogação. Para os candidatos não isentos, a taxa de inscrição, de R$ 35, deve ser paga até o dia 29. Estão isentos os concluintes do ensino médio em 2013, matriculados em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar da Educação Básica. Também não precisa pagar a taxa o participante com renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.
As provas serão aplicadas em outubro próximo, nos dias 26 (sábado) e 27 (domingo), com início às 13 horas (de Brasília). Os portões de acesso aos locais de provas serão abertos às 12 horas e fechados às 13 horas, também de acordo com o horário de Brasília. Será proibida a entrada do participante que se apresentar após o fechamento dos portões.

Leonardo participa de programa de rádio e ver despreparo no governo do RN para administrar os recursos


O prefeito de Ipanguaçu Leonardo Oliveira participou ontem à noite (14) na Rádio Princesa do Vale do Programa Panorama do Vale, apresentado pelo radialista Jarbas Rocha. Durante uma hora o prefeito do município de Ipanguaçu destacou o seu trabalho a frente do governo municipal e as dificuldades com a seca. 

Leonardo destacou o enfrentamento que os agricultores estão tendo com a estiagem, que segundo dados é a maior já registrada dos últimos 40 anos, para o gestor a Prefeitura está em um momento em que tem dado apoio aos agricultores para passar por este momento difícil, mas critica Governo do Estado com transmites para aplicação dos recursos do Governo Federal, “mais uma vez tudo fica parado nas instancia do governo do estado, e quem sai prejudicado é os agricultores e o prefeito que tem que resolver o problema com os poucos recursos que utiliza para administrar. Acredito que seria de fundamental importância que esses recursos os municípios administrassem porque sabemos a real situação da população” disse o prefeito que ainda lamentou a falta de comunicação do estado com as obras do Rio Pataxó que está assegurado os recursos na ordem de R$ 7,3 milhões com o Ministério da Integração Nacional. 

“Estive junto com a Deputada Fátima e a Ministra-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti conversando sobre o projeto quando esteve no estado, pedimos o prorrogamento para que o município não seja penalizado por falta de preparo do governo Rosalba. Ficamos sabendo apenas a poucos meses que o governo do RN passou o projeto a ser executado pelo DENOCS, um projeto importante que terá um impacto não só na vida da população, mas na economia, porque as cheias trazem um prejuízo milionário ao município” falou o prefeito. 

Só em 2011 quando ocorreram as últimas inundações, registraram-se diversas perdas que devastaram plantações, invadiram casas, desabrigaram centenas de famílias e isolaram milhares de pessoas em diversas comunidades rurais, gerando prejuízos às empresas de fruticultura instaladas em Ipanguaçu e aos agricultores rurais, danos que ultrapassaram os 8 milhões de reais. 

O gestor de Ipanguaçu ainda falou sobre as obras que estão sendo executadas na cidade e respondeu perguntas dos ouvintes. O programa Panorama do Vale vai ao ar de segunda a sexta-feira das 18 às 19hs.

Pacientes aguardam atendimento no chão em Hospital

Da Tribuna do Norte:
Sete meses depois do prazo estipulado pelo Governo do Estado, os 40 leitos de clínica médica do Hospital Psiquiátrico João Machado, em Natal, ainda não foram entregues à população. As obras de reforma da ala que um dia abrigou a enfermaria masculina do “hospital colônia” estão em vias de conclusão, mas a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) não definiu quem irá gerir o novo empreendimento, tampouco quais profissionais irão compor as escalas de plantão. Os 40 leitos, conforme previsão da Sesap, desafogarão o Setor de Clínica Médica do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, cujas enfermarias não se desvencilham do flagelo da superlotação.
Foto: Emanuel Amaral
O setor reformado no Hospital Psiquiátrico aparenta ser uma unidade alheia às demais, que sucumbem diante da falta de infraestrutura básica. Paredes sujas e mofadas, infiltradas e instalações elétricas e hidráulicas expostas, além de ralos abertos, portões e camas enferrujadas, compõem o cenário no qual os pacientes sofrem em silêncio enquanto caminham rumo a lugar nenhum. Muitos são acomodados em colchonetes no chão das enfermarias por falta de leitos.
Na ala reformada os corredores são largos, com salas amplas e entrada independente das demais enfermarias e no lado oposto ao pronto-socorro do João Machado. Tudo, porém, sem nenhum equipamento médico instalado até hoje. “Ainda não sabemos como ficará a gestão da nova ala. Deverão ocorrer reuniões para definir a situação”, comentou a diretora-geral do Hospital João Machado, Mirna Chaves. Além disso, a direção da unidade está preocupada com a abertura dos leitos sem a construção de um novo Setor de Nutrição e Dietética.

Milhares de doenças podem ser identificadas por exames de DNA

A revelação de que a atriz e cineasta Angelina Jolie passou por um tratamento para remover ambos os seios, após descobrir uma predisposição genética que aumentava as suas chances para câncer de mama, trouxe à tona a vasta possibilidade – e incertezas de mesma escala – de identificar futuras doenças com base em testes de DNA.
Hoje, os testes de DNA, em geral feitos a partir de amostras de sangue, podem estipular as probabilidades de aparecimento de mais de 2,2 mil doenças genéticas hereditárias, incluindo tipos raros de Alzheimer e casos de câncer.
É um recurso que ficou mais barato e acessível nos últimos anos, e que hoje está facilmente disponível para pacientes em laboratórios e clínicas. Veja abaixo alguns exemplos reunidos pela BBC Brasil. O problema dos testes, alertam entidades de pesquisa em genética, é quando eles predizem a possibilidade, mas não a certeza, de uma doença.