i

quinta-feira, 10 de abril de 2014

TSE julga liminar de prefeito e vice de Ipanguaçu que deverão retornar aos cargos

Afastado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte – TRE/RN desde o último dia 25 de março, o prefeito de Ipanguaçu, Leonardo da Silva Oliveira (PT), impetrou na última sexta(04) o pedido de mandato de segurança ao Tribunal Superior Eleitoral – TSE, recorrendo a decisão do TRE que cassou o diploma conferido ao prefeito Leonardo Oliveira e vice-prefeito Josimar Lopes(PSB). Na qual autorizou ainda a posse imediata do presidente da Câmara, Geraldo de Paula Lopes (PT).

A acusação foi feita pela Coligação Vontade do Povo, representada por Maria Rizomar (PMDB), candidata derrotada nas eleições com maioria de mais de 1.800 votos. A acusação é de suposta ocorrência de abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio, com a distribuição de matérias de construção (cimento, areia, tijolos) e cooptaram votos em troca de favores e de dinheiro. 


Nesta última quarta-feira(09) o relator, ministro João Otávio de Noronha, deferiu a decisão na qual declara a preservação do princípio da ampla defesa, com a suspensão do cumprimento do acórdão que determinou a cassação. Determinando o imediato retorno do prefeito afastado, Leonardo Oliveira, ao cargo de prefeito do Município de Ipanguaçu até a publicação do acórdão dos embargos infringentes. 

Meg foi encontrada

Na manhã da última terça(09) uma cadela de raça poodle toy, de cor branca, fugiu de casa nas proximidades da academia de Joelysson, no centro de Ipanguaçu. 

A mesma foi encontrada e já encontra com sua dona, Maria Oliveira. 

Meg ainda estava pelas proximidades, e um vizinho entrou em contato com a dona.