i

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

MEC precisa definir parâmetros de programa de alfabetização

Um mês após ter sido criado pelo Ministério da Educação, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa já recebeu a adesão de 19 estados e 3.300 municípios brasileiros. O programa prevê que os governos assumam o compromisso de alfabetizar as crianças até os 8 anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental (antiga 2ª série).
Especialistas, porém, afirmam que falta definir melhor o nível de conhecimento esperado dos alunos em cada um dos três primeiros anos do ensino fundamental. E temem que, sem esta definição, alunos de escolas públicas sejam prejudicados.

Termina hoje prazo para partidos divulgarem relatório de financiamentos de campanha

Os candidatos, partidos políticos e coligações têm até hoje (6) para divulgar na internet um relatório discriminado dos recursos para financiamentos da campanha eleitoral e gastos. Pela lei, eles devem mencionar também estimativas de gastos. Os dados serão divulgados na página da Justiça Eleitoral. Os eleitores que ainda não tiraram a segunda via do título têm mais dois dias para solicitar o documento.
O calendário, definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não prevê prorrogações. As eleições municipais ocorrem nos dias 7 e 28 de outubro. No dia 7, será o primeiro turno e em 28, o segundo turno, caso seja necessário. Pelos dados do TSE, há 15.351 candidatos a prefeito, 15.491 a vice-prefeito e 442.179 a vereador em todo o país.
O eleitor que estiver fora de seu domicílio eleitoral tem até quarta-feira (8) para requerer a segunda via do título em qualquer cartório eleitoral. Ao solicitar a segunda via, o eleitor deve esclarecer se quer receber o documento na sua zona eleitoral ou naquela onde a requereu.
No dia 8, terminam os prazos para os órgãos de direção dos partidos políticos preencherem as vagas remanescentes para as eleições proporcionais. O alerta do TSE é para que sejam observados os percentuais mínimo e máximo para candidatos de cada sexo.
Também ocorre na quarta-feira a designação dos locais das mesas eleitorais para o primeiro e segundo turnos, além de ser a data limite para a nomeação dos integrantes das juntas eleitorais.

Parabéns!

Hoje os Parabéns é do subsecretário de Obras e Urbanismo, Gelino Rodrigues.  O blog e toda sua família e amigos desejam felicidades para você, por este dia tão especial que é o seu aniversário.

Parabéns, que possa ter muitos anos de vida, abençoados e felizes, e que estes dias futuros sejam todos de harmonia, paz e desejos realizados.

Que seu coração, esteja sempre em festa. Felicidades pelo seu aniversário.

Que seu caminhar seja sempre premiado com a presença de Deus, guiando seus passos e intuindo suas decisões, para que suas conquistas e vitórias, sejam constantes em seus dias.

Parabéns por hoje, mas felicidades sempre.

Multidão forma enorme passeata em visita de Leonardo e Josimar ao Olho D’água


Repleta de grandes demonstrações de apoio popular, surpreendendo até mesmo figuras tradicionais da política de Ipanguaçu, como Zé Diana e o ex-prefeito Doutor Edinho, a campanha de Leonardo Oliveira (PT) e Josimar Lopes (PSB) viveu neste domingo (05) mais um momento diferenciado. Após visita dos candidatos da Coligação Aliança do Povo aos moradores do Olho D’Água, pessoas de diversas comunidades rurais e bairros começaram a chegar à localidade, formando aquela que pode ter sido a maior passeata já realizada em Ipanguaçu, atravessando, ao mesmo tempo, diversas localidades.

O motivo para tamanho entusiasmo da população é explicado por Dona Maria Joana da Silva Oliveira, de 55 anos de idade. “Desde quando Leonardo foi eleito, as coisas mudaram para muito melhor em Ipanguaçu. Mudou o comércio, a educação, a saúde... antes, por exemplo, a gente precisava do médico e não tinha. Hoje, em pleno domingo, tinha o médico que me atendeu e na mesma hora me deram o medicamento. É bom demais”, diz.

Sobre os trabalhos realizados pela gestão de Leonardo em seu bairro, Dona Maria Joana destaca a construção da praça pública. “A praça que tinha aqui era um buraco. Hoje as crianças brincam, jogam bola, se afastam das coisas erradas. As pessoas agora tem como caminhar com segurança, porque antes o povo caminhava na beira da pista, em tempo de ser atropelado”, relembra a moradora.

A passeata teve como destino o centro da cidade, onde foi encerrada com um breve comício na frente do Comitê 13. Tamanha era a empolgação do público que, em dado momento, algumas pessoas ergueram Leonardo e Josimar nos ombros. O candidato a vice-prefeito fez questão de destacar em seu discurso a importância do apoio popular à campanha. “Reeleger Leonardo é um desejo que vemos casa a casa, no olho de cada um. É o desejo de continuar vendo Ipanguaçu no caminho certo, conduzindo-nos à prefeitura de forma a ampliar ainda mais os trabalhos que já vem sendo feitos. Nessa passeata andamos mais de 6 quilômetros e não vi ninguém desanimado. Nossa forma de agradecer é assegurando que vamos fazer de Ipanguaçu uma cidade cada vez melhor”, afirmou Josimar.

Leonardo agradeceu a presença de todos, especialmente dos que participaram de toda a programação do dia - passeio ciclístico, visitas e passeata até o centro. “Vocês são realmente incríveis. Nós todos agradecemos a vocês pelas alegrias que tem nos dado. E digo mais uma vez: vamos melhorar e criar novos serviços para que nossa cidade cresça com a nossa população”, concluiu Leonardo.

Agenda

Nesta segunda (06), além da agenda administrativa municipal, Leonardo se reúne com Josimar e a coordenação da campanha para a definição da agenda da semana.

Veja as imagem (AQUI)

MEC acredita que acordo possibilitará fim da greve dos professores

O governo está convencido de que a representação sindical da Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes) é a que expressa “o verdadeiro sentimento dos docentes universitários”, segundo o Ministério da Educação (MEC) em nota enviada ontem (5).
“Estamos certos de que a maioria dos professores aceitou a proposta apresentada pelo governo”, disse o professor Amaro Lins, secretário de Educação Superior do Ministério da Educação. E acrescentou: “Na base do Proifes, que consultou os docentes por plebiscito, mais de 75% da categoria manifestaram-se pela aceitação da proposta, enquanto nas assembleias tradicionais apenas minorias foram consultadas”. Para o secretário, os professores devem gradativamente voltar ao trabalho.
Os aumentos propostos pelo governo ao professores de instituições federais de ensino superior em greve variam de 25% a 40%. Além disso, as carreiras foram reduzidas de 17 para 13 níveis, permitindo uma progressão mais rápida dos docentes.
Hoje (6) o Ministério do Planejamento inicia as negociações com os técnicos administrativos dos institutos e das universidades federais. Até o final do mês, a pasta deve enviar ao Congresso Nacional a proposta de Orçamento para 2013.
O Proifes representa sete universidades federais e um instituto técnico, que englobam cerca de 20 mil docentes. Em plebiscito eletrônico, realizado com 5.222 profissionais, 74,3% se mostraram favoráveis ao fim da greve. A entidade vai promover, a partir de hoje(6), assembleias nas bases para decidir se os professores vão retornar às salas de aula.

Jovem não tem acesso a reabilitação

Rapaz viciado em crack desde os cinco anos pede ajuda. Mas falta estrutura para auxiliá-lo


Um adolescente de 14 anos fugiu do Centro Educacional (Ceduc) Nazaré, unidade socioeducativa de semiliberdade na zona Oeste de Natal, durante a manhã da última sexta-feira. Viciado em drogas desde os cinco anos de idade, ele havia sido apreendido na última quarta-feira, acusado de furto. Na ocasião, havia admitido ser viciado desde os cinco anos e dito que "não aguentava mais" aquela vida. Mas, com as portas abertas para a liberdade, deixou a instituição para retornar à mesma realidade.

Apesar de relatar que o jovem possui diversos processos por furto, a agente Jaqueline Morais, chefe de investigação da Delegacia de Atendimento ao Menor Infrator (DEA), garante que "ele não é um menino mau" e que o rapaz já pediu para ser internado para tratamento. Contudo, foi sentenciado a um regime brando pelo juiz da 1ª Vara da Infância e da Juventude de Natal, José Dantas, que lhe permitiu escapar, sem ter acesso a uma reabilitação. Com a opção de ficar ou seguir, e diante de umaestrutura que não o comporta, o adolescente escolheu voltar para as ruas.

Jaqueline Morais afirma que o adolescente responde por diversas furtos cometidos na zona Oeste de Natal, onde mora. "Desde que tinha 12 anos de idade que ele é trazido para a delegacia, acusado de furto. Ele faz pequenos arrombamentos para sustentar o vício do crack". Há cerca de 45 dias ele estava foragido por ter escapado de uma medida socioeducativa por esse delito. Após buscas da Polícia, ele foi novamente detido na quarta e enviado para o Ceduc Nazaré, que atende adolescentes que cumprem medida de semiliberdade. Mas, segundo o coordenador da unidade, Moisés Silva, logo após o café da manhã, o rapaz deixou o local.

O que chama a atenção dos socioeducandos da unidade é o fato de o adolescente ter 14 anos e manter a aparência de um menino de oito anos. Além disso, conforme Moisés Silva, o garoto revelou que consume crack desde os cinco anos, tendo aprendido a fumar a droga ao ver o próprio pai fazê-lo. O próprio jovem já havia confessado a policiais ter consciência de que, com a droga, só poderá ter um dos dois destinos: "cadeia ou cemitério".

Apesar de toda a fragilidade social do rapaz, o coordenador do Ceduc Nazaré afirma não ter poderes para obrigar nenhum interno da unidade a ficar. "Aqui é cumprida a semiliberdade e o jovem tem o direito de sair para estudar. Alguns, no entanto, se evadem e não voltam". Ainda segundo Moisés Silva, a equipe do Centro Educativo tentou convencer o adolescente a ficar mais tempo. "A gente conversou, mas ele só aguentou ficar um dia. Ele precisa realmente de ajuda". O local, além de ter muros baixos, com altura média de 1,80 metros, estava ontem pela manhã com o portão de entrada aberto, onde outros jovens podiam ficar próximos.

Jaqueline Morais, da DEA, alega que o próprio menino já lhe pediu para ser internado. "Ele pede: tia, eu quero ficar. Eu já até brinquei com ele, dizendo que iria mandá-lo para Caicó e ele disse que aceitava. Ele quer estudar, quer largar o vício e precisa de ajuda. Mas sempre que vai para a semiliberdade, ele escapa". Ainda segundo a agente de Polícia, a mãe do menino sempre aparece na delegacia quando ele é detido, mas desconhece o pai do rapaz. "A família é totalmente desestruturada, por isso o menino não consegue uma saída".

Diário de Natal/Paulo de Sousa






+ Mais 
Juiz reconhece falta de políticas públicas para atender jovem