i

terça-feira, 17 de julho de 2012

Prefeitura de Ipanguaçu inicia segundo semestre de atividades nos Centros de Convivência do Pataxó e Pedrinhas

A Prefeitura de Ipanguaçu iniciou esta semana as atividades do segundo semestre nos Centros de Convivência. Nesta terça-feira (17), às 17 horas, acontece a abertura dos trabalhos no Centro de Convivência do Conjunto Habitacional de Pedrinhas. Na última sexta-feira (13) aconteceu a cerimônia de abertura na comunidade de Pataxó.

Segundo a secretária de Assistência Social de Ipanguaçu, Cristina Oliveira, os Centros de Convivência atuam na promoção de atividades que resultem em um melhor convívio social, valorizando as pessoas e melhorando a qualidade de vida dos cidadãos. “Esse Centro é um espaço de sociabilidade, para pessoas de diversas idades, que visa à convivência em grupo, o resgate da cidadania”, afirma Cristina.

Para as estudantes Ana Cláudia, 14 anos, e Samila Taynara, 15 anos, o Centro de Convivência é um espaço de aprendizado e de conquistas. “Participamos do ProJovem e convivemos com o aprendizado no dia a dia, temos um apoio que nos ajudar a expressar o nosso pensamento e as emoções, assim tendo uma maneira maior de compreender e nos comunicar”, afirmam.

Inscrições Abertas

Nesta semana, o Centro de Convivência do Pataxó está com inscrições abertas para o Grupo de Convivência da Melhor Idade, espaço criado para atender pessoas com necessidades sociais, familiares e de proteção.

Capacitação
Na semana passada a Prefeitura de Ipanguaçu promoveu a entrega de 100 certificados às pessoas capacitadas em Informática Básica e Avançada no Centro Integrado da Cidadania (CIC).

“Iniciei aqui o meu curso de Informática Básica e agora concluí o de Informática Avançada. Precisamos nos capacitar sempre, pois quando as oportunidades aparecem só consegue aproveitar quem se preparou, quem consegue preencher um melhor currículo”, diz Weslley Rêgo da Silva, 18 anos, morador da Cohab.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Assistência Social, nos últimos três anos a Prefeitura já capacitou mais de 2mil pessoas, o equivalente a mais de 11% da população.

Matrículas dos aprovados na segunda chamada do Sisu começam hoje

Os estudantes aprovados na segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm hoje (17) e amanhã (18) para comparecer às instituições de ensino para as quais foram selecionados e fazer a matrícula. O processo seletivo para o segundo semestre deste ano ofereceu 30 mil vagas em 56 universidades públicas e institutos federais de educação profissional.
A recomendação é que os candidatos entrem em contato com a instituição para saber o local, o horário e os documentos necessários para fazer a matrícula. Os estudantes que não foram aprovados nem na primeira nem na segunda chamada ainda poderão participar de uma lista de espera que será usada pelas instituições de ensino para preencher as vagas remanescentes. Os candidatos deverão manifestar o interesse em participar dessa lista pelo próprio site do Sisu, até quinta-feira (19).

Três candidaturas estão sub judice na Grande Natal

Somente na Grande Natal existem três candidaturas sub judice. Na capital, o ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT), que teve sua prestação de contas referente ao exercício financeiro de 2008 reprovada pela Câmara Municipal de Natal, conseguiu uma limar na Justiça para não ter seu registro indeferido. Mesmo assim, a coligação do adversário Rogério Marinho, candidato do PSDB, impetrou o pedido de impugnação de sua candidatura. O caso está na Justiça.
Os candidatos a prefeito de Macaíba, Fernando Cunha (PMN), e Ceará-Mirim, Edinólia Melo (PMDB) também tiveram prestações de contas rejeitadas pelo TCE. De acordo com o calendário eleitoral, os pedidos de impugnação de candidaturas poderão ser feitos até o dia 4 de agosto. Porém, isso não impede que um candidato impugnado participe do pleito. Ele poderá concorrer sub judice até que a Justiça decida o caso.
 No entanto, se ao final do processo a impugnação for confirmada e o candidato tiver sido eleito, ele terá que deixar o cargo. A lista de políticos que tiveram contas rejeitadas pelo TCE, TCU ou Câmaras Municipais ultrapassa os mil nomes. Muitos candidatos concorrerão sub judice.
Robson Pires