i

terça-feira, 12 de maio de 2009

Novas imagens



Entrada da Cidade
___________________________
Bairro Frei Damião
__________________________
Entrada da Rua Travessa Veneza

Final da Rua Travessa Veneza
__________________________


Entrada do Bairro Maria Romana
__________________________

Todas essas fotos forão retiradas agora pouco, por volta das 14:35 desta tarde.
FONTE/ IMAGENS: Ipanguaçu News.

COTAS

As 12:38hs desta terça a Barragem Armando R. Gonçalves sangra com 2,72cm, nesta manhã as 06:45 ela estava com a cota de 2,75 cm, sendo assim a barragem baixou 3cm.


Pataxó comtinua com 40cm.


Mendobim tamém continua com 32cm.


Aqualquer momento voltaremos com mais noticias...
aguadem...

Pela 3ª Vez no mesmo ano

Hoje por volta das 06:45hs desta terça - feira a Barragem Armando R. Gonçalves Sangra com 2,75cm

Pataxó com 40cm

Mendobim com 32cm.

Neste momento na cidade de Ipanguaçu, a água volta a tomar novamente o sitio Olho d'água, Bairro Frei Damião, Travessa Itú, Maria romana e sitio ubarana, locais que ainda não estavam seco completamente.


______________________________

Veja as fotos do Bairro Maria Romana retiradas agora as 08:30 desta manhã de terça.





Mais fotos daqui a pouco, aguardem...

Del Monte volta a falar em fechar as operações no RN




A Del Monte, maior produtora de frutas do mundo, e que colocou o RN em destaque no cenário nacional como o maior produtor de banana in natura para venda no mercado exterior, volta a falar da falta de apoio institucional e, conseqüente, no fechamento das operações no RN.

Segundo o gerente Jurídico e de Relações Institucionais da Del Monte Brasil, Newton Assunção, em entrevista a Tribuna do Norte, edição de domingo, por conta das inundações do ano passado a produção da empresa foi reduzida em 50%, saindo de 2 mil para 1 mil hectares. No entanto, começava a reinvestir em 250 hectares, só que com as recentes chuvas e uma nova inundação das fazendas, a situação ficou extremamente duvidosa quanto uma garantia de segurança do capital investido. Ele disse que não pode afirmar prejuízos ainda neste ano, a empresa teve uma área inundada, mas não significa que ela foi perdida.

Para o gerente Jurídico e de Relações Institucionais, falta pró-atividade por parte do governo do estado do RN que, na opinião da empresa, está sendo omisso diante do problema. Em quatro reuniões com o poder público, a exportadora teve duas solicitações: o pagamento de R$ 10 milhões em créditos do ICMS da Lei Kandir e a construção da barragem Oiticica-Seridó, que minimizaria as cheias do Rio Açu.

Apesar do Rio Grande do Norte ser o maior exportador de banana do Brasil e a empresa ter 1 mil hectares plantados, não é uma produção que faria muita diferença para a Del Monte se fechasse, segundo Newton Assunção.