i

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Mais de 40% dos alunos concluem o ensino fundamental sem o aprendizado esperado em leitura

Mais de 40% dos alunos que concluíram o 3° ano do ensino fundamental não têm o aprendizado em leitura esperado para essa etapa. Isso significa que não dominam bem atividades como localizar informações em um texto ou o tema de uma narrativa. É o que aponta o resultado de uma avaliação aplicada no primeiro semestre deste ano a 6 mil alunos de escolas municipais, estaduais e privadas de todas as capitais do país. O objetivo era aferir o nível de aprendizado das crianças no início da vida escolar, após os três primeiros anos de estudo.

A Prova ABC é uma parceria do movimento Todos Pela Educação, do Instituto Paulo Montenegro/Ibope, da Fundação Cesgranrio e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). A avaliação utilizou a mesma escala da desempenho adotada pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), exame aplicado pelo Ministério da Educação (MEC) aos alunos do 5° e 9° do ensino fundamental. Por esse modelo, o aluno tem o aprendizado considerado adequado quando atinge 175 pontos. O desempenho médio em leitura dos alunos participantes da Prova ABC foi 185,5 pontos - mas há grande variação nas notas de escolas públicas e privadas e entre estudantes do Norte e Nordeste em relação ao restante do país.

Enquanto os alunos das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste tiveram desempenho acima da média nacional - chegando a 197 pontos no Sul - os do Norte e Nordeste atingiram, respectivamente, 172 e 167 pontos. Os resultados também variam entre as escolas públicas e particulares: a média dos estudantes da rede pública foi 175,8 pontos, contra 216,7 entre os da rede privada.

Os alunos que participaram da prova também fizeram uma redação para avaliar competências como coesão, coerência e adequação do texto ao tema proposto, além da observação das normas ortográficas e de pontuação. O desempenho esperado, em uma escala de 0 a 100, era pelo menos 75 pontos. Mas a média nacional foi 68,1, sendo a nota dos alunos das escolas públicas seis pontos inferior a essa média e a dos estudantes da rede privada, 18 pontos superior.

Também foi avaliado o conhecimento dos participantes em matemática, cuja média nacional foi 171,1 pontos - abaixo do nível determinado como aprendizado adequado. O aluno precisaria atingir 175 para ser considerado apto a resolver problemas envolvendo notas e moedas, além de dominar a adição e a subtração. Apenas 42% do total dos avaliados atingiram esse patamar.

As habilidades dos estudantes com os números também foi superior na rede privada, cuja média foi 211,2 pontos contra 158 na pública. Os alunos do Norte e Nordeste também tiveram resultados inferiores - 152,6 e 158, 2 pontos respectivamente - em relação aos participantes do Sul (185 pontos), Sudeste (179 pontos) e Centro-Oeste (176 pontos). 

* Fonte: Agência Brasil.

3º Festival do Folclore


Para Motta, "conjuntura" motivou volta da reeleição

Presidente da AL teve mandato renovado ontem, com 16 meses de antecipação e 21 votos favoráveis
A atual mesa diretora da Assembleia Legislativa (AL) foi reeleita ontem para o biênio 2013-2014. O presidente da Casa, deputado Ricardo Motta (PMN), recebeu 21 votos favoráveis. O deputado estadual Antônio Jácome (PMN) se absteve, o deputado Fernando Mineiro (PT) votou contra e o deputado Walter Alves (PMDB) em branco. Os demais cargos da mesa também foram reeleitos.


Por ampla maioria, deputados reconduziram a atual mesa diretora até 2014 Foto:Eduardo Maia/DN/D.A Press
Além de Ricardo, continuarão compondo a mesa os deputados estaduais Gustavo Carvalho (PSB) - 1º vice-presidente - eleito com 13 votos; Leonardo Nogueira (DEM) - 2º vice-presidente - com 19 votos ; Poti Júnior (PMDB) - 1º secretário - 20 votos; Raimundo Fernandes - 2º secretário - 19 votos; Vivaldo Costa (PR) - 3º secretário - 19 votos; e Dibson Nasser (PSDB) - 4º secretário - 20 votos. Após sua reeleição, Motta negou que o processo tenha prejudicado sua relação com o PMDB.

De acordo com Ricardo, a quebra do acordo firmado com os peemedebistas para que o deputado estadual Walter Alves (PMDB) assumisse ocomando da Casa no segundo semestre deste ano ocorreu devido "às mudanças da conjuntura política na Assembleia". Ele destacou que os deputados estaduais peemedebistas Hermano Morais, Gustavo Fernandes, Nélter Queiroz, Poti Júnior e José Dias apoiaram o projeto que o reconduziu para o cargo.

Com a reeleição da mesa, PSB e PR perderam seus espaços. Isso porque Gustavo Carvalho e Vivaldo Costa, filiados às duas siglas, respectivamente, estão de malas prontas para o Partido Social Democrático (PSD), que será liderado no estado pelo vice-governador Robinson Faria. O deputado estadual Fábio Dantas (PHS), que votou favorável à reeleição da chapa, criticou a falta de pluralidade na divisão partidária dos cargos da mesa. "Acho que poderia haver uma melhor divisão", afirmou.

Os parlamentares estaduais derrubaram a reeleição, em dezembro do ano passado, em votação unânime. Seis meses depois e com apenas seis mudanças na configuração da Casa, a proposta foi alterada. A PEC da reeleição estabeleceu que fica vedada "a reeleição para o mesmo cargo na legislatura, imediatamente, subsequente e permitida dentro da mesma legislatura". Com a sequência de votações articuladas, a atual mesa ganhou a prerrogativa de permanecer durante toda a legislatura. 


+ Mais 
Ricardo vê PSD com Rosalba

Fonte: Allan Darlyson/ Diário de Natal

SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE IPANGUAÇU


Informativo                            24 de agosto de 2011 - Edição  Extra
Independente    
 Homenagem Póstuma  


Manoel Nilson de Lima, nascido aos 16 de abril de 1979, era natural de Pereiro/CE, vindo da cidade de Pau dos Ferros para fixar residência em Ipanguaçu por ser aprovado em um concurso público, onde foi nomeado em 10 de março de 2008. Formado em letras pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, com especialização em língua inglesa pela mesma Universidade. O mesmo chegou aqui e foi trabalhar na comunidade rural de Tabuleiro Alto na Escola Municipal Adalberto Nobre de Siqueira, onde construiu fortes laços de carinho e respeito não só na unidade escolar que trabalhava, mas em toda a cidade, Nilson, cativou boas e sinceras amizades. “Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, das lutas que travamos pelos ideais em comuns, dos tantos risos e momentos que compartilhamos...”
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ipanguaçu, está de LUTO. E se irmaniza neste momento de dor com todos os familiares de NILSON. Acordamos neste dia 21 de agosto, chocados pelo seu falecimento repentino. Seus pais perderam um filho, seus alunos perderam um grande profissional, o mundo perdeu um homem sábio, e nós que fazemos o Sindicato perdemos um irmão lutador, um incansável, um guerreiro das causas sindicais, e um questionador com profundos conhecimentos, perdemos um expoente significativo das nossas lutas.  Nossas reuniões as quais você sempre se fazia presente, não serão mais as mesmas sem você, as discussões as quais você argumentava tão bem em prol de uma categoria sentirá nitidamente sua falta. Sempre firme e coerente em suas colocações que impressionava a todos que lhe ouvia. Você era sincero e espontâneo, contagiava o ambiente dos seus amigos, com sorrisos francos, se achando um homem lindo e charmoso. Tomara que DEUS permita que você possa contagiar e ser contagiado positivamente em sua nova moradia, e para nos confortar recorremos ao Evangelista João 11-25 que diz: “Eu sou a ressureição e a vida, quem crer em mim, mesmo que morra, viverá”. E para finalizarmos deixamos registrado nesse momento os nossos mais sinceros e profundos sentimentos de pesar, pois tínhamos muito apreço, amizade e admiração por você MANEL, pois era assim que carinhosamente alguns te chamavam, infelizmente chegou a hora de você seguir viagem sozinho, porém, siga em PAZ e que DEUS te abençoe em sua nova caminhada...
“Ha pessoas que nos falam e nem as escutamos; há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam. Mas há pessoas que, simplesmente, aparecem em nossa vida e que marcam para sempre” (Cecília Meireles)

Ministra da Cultura visita o Rio Grande do Norte

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, conhecerá equipamentos e manifestações culturais do Rio Grande do Norte, em visita ao estado, nesta sexta-feira (26) e sábado (27). Dentre as atividades previstas, Ana de Hollanda conhecerá o canteiro de obras do Teatro Municipal de Parnamirim, na cidade de Parnamirim, que está sendo construído através de parceria entre o Ministério da Cultura, por meio do Programa Mais Cultura, com a Prefeitura Municipal.

Este será o primeiro teatro do município, localizado na Região Metropolitana de Natal, com mais de 200 mil habitantes, mas sem nenhuma casa de teatro e cinema. O Teatro Municipal de Parnamirim – cuja edificação teve início no dia 08 de agosto, numa área de cerca de 4,4 mil m² – será adaptado também para projeção de filmes e terá capacidade para 500 pessoas. O teatro é um sonho antigo da população e dos artistas potiguares e desempenhará uma importante função no local. A previsão é de que o espaço fique pronto até fevereiro de 2012.

Maíra Brandão
Daniel Lamir 
Assessoria de Comunicação
Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC)

Aposentados começam a receber nesta quinta-feira a 1ª parcela do 13º

Publicado por Robson Pires,
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar nesta quinta-feira (25) a primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas, no início do pagamento da folha de agosto da Previdência Social.
Nesta quinta, o INSS deposita o benefício daqueles que recebem até um salário mínimo e têm cartão com final 1, desconsiderando-se o dígito. O pagamento segue até o dia 8 de setembro, conforme programação da Previdência (veja na tabela ao lado).
A expectativa é de injeção de cerca de R$ 10 bilhões na economia em recursos para 24,6 milhões de pessoas. O pagamento segue até o dia 8 de setembro.
“Na maioria dos casos, o segurado recebe 50% do valor do benefício. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente. Os segurados que estão em auxílio-doença também recebem uma parcela menor que os 50%. Como esse benefício é temporário, o INSS calcula a antecipação proporcional ao período”, informou o governo.
Confira a tabela de recebimento: