i

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Prefeitura de Ipanguaçu promove “Ação Cidadania” na comunidade de Pataxó

Foram realizados mais de 900 atendimentos médicos, jurídicos e culturais, entre outros

A população da comunidade rural de Pataxó, distante 25 quilômetros do centro de Ipanguaçu, foi beneficiada nesta quinta-feira (30) com o “Ação Cidadania”, projeto realizado pela Prefeitura do município que ofereceu diversos tipos de atendimento de saúde e jurídico, além de oficinas culturais e atividades de lazer.

Das 08 às 13 horas, foram registrados mais de 900 atendimentos jurídicos, consultas médicas, odontológicas, nutricionais, exames preventivos, vacinação, oficinas de dança e música, jogos e brincadeiras, atendimentos especiais aos idosos, oficinas de educação e leitura, palestras, entre outros. Todas essas atividades foram sediadas na Escola Estadual Maria da Glória.

As ações receberam a visita da equipe pedagógica da Secretaria de Educação e Cultura da Prefeitura de Parnamirim, que veio conhecer de perto os projetos de incentivo a leitura e as experiências vivenciadas em Ipanguaçu.

De acordo com o prefeito Leonardo Oliveira, o Ação Cidadania é mais uma forma encontrada pela prefeitura de continuar prestando serviços à comunidade de maneira eficaz, independente da distância das comunidades em relação À sede do município. “Além do projeto “Prefeitura nas Comunidades”, que ainda virá a ser realizado na comunidade de Pataxó, estamos trazendo o serviço “Ação Cidadania”, que atende a população com mais praticidade e tem o objetivo de promover a cidadania saudável, reduzindo as desigualdades sociais e estimulando o desenvolvimento. Estamos avançando e investindo para a constante melhoria da qualidade de vida dos ipanguaçuenses”, afirmou Leonardo.

Para a aposentada Alice Batista Alves de 61 anos, moradora de Pataxó, o serviço oferecido é de grande importância para todos da comunidade, “Fui atendida pelos doutores, aferiram minha pressão e estou participando do encontro com os outros idosos. Esse trabalho é muito importante para todos nós. Estou muito feliz por esse momento”, disse a senhora.

Além do serviço oferecido pela prefeitura, os vereadores realizaram a “Câmara Itinerante”, que consistiu em uma sessão da Câmara na comunidade rural, estimulando a participação local.

Mais fotos (AQUI)

Prefeitura de Ipanguaçu inicia qualificação de cidadãos para a construção civil

A Prefeitura de Ipanguaçu iniciou na noite da última quarta-feira (29) cursos profissionalizantes de Pedreiro, Pintor e gesseiro. Abertos à população, os cursos são frutos de uma parceria entre a prefeitura e o Ministério do Trabalho e emprego e estão sendo realizados na Escola Municipal do Conjunto Habitacional Presidente Lula.

De acordo com o Prefeito Leonardo Oliveira, os cursos são voltados para aquelas pessoas que necessitam de uma capacitação profissional. “O mercado a cada dia está mais exigente. Precisamos qualificar os moradores de nossa cidade. A intenção é também realizar um cadastro onde todos os profissionais já qualificados possam ser encontrados pelos empregadores”, disse Leonardo.

Ainda segundo o prefeito, o principal objetivo da realização dos cursos é auxiliar na renda das famílias. Mais de 70 homens e mulheres estão matriculados, e terão aula praticas e teóricas com a carga de 200 horas.

Consumo de energia cresce 5,21% no RN e é maior que média nacional

Nos últimos 12 meses, o crescimento no consumo da eletricidade no Rio Grande do Norte foi de 5,21%, segundo informações da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (COSERN). Esse número é quase 1% maior do que a média do Nordeste, que nos últimos 12 meses registrou aumento de 4,4%.

De janeiro até maio deste ano, o consumo do serviço au-mentou 0,88% em relação ao mesmo período de 2010. Em comparação com o Nordeste, o crescimento foi pra-ticamente um terço menor. De acordo com o boletim mensal da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), nos últimos cinco meses o NE consumiu 2,7% a mais do que o mesmo período de 2010.

O boletim mostra que, em maio, houve redução de 0,9% no consumo residencial do RN. Segundo o EPE, isso se deu devido à antecipação do período chuvoso, que deixou a temperatura mais baixa na comparação com o ano passado, explicando um consumo menor de eletricidade nas residências.

Retração também no consumo de energia nos setores de comércio e serviço. A redução foi de 2,1% frente a 2010. A contração foi registrada também nos Estados de Pernambuco (-1,5%), Ceará (-4,9%) e Alagoas (-03%). Em todo o Nordeste, inclusive, o consumo foi praticamente o mesmo do ano passado (variação de -0,1%). O Nordeste também apresentou decréscimo do consumo total (-1,2%), decorrente do desempenho negativo do segmento industrial.

PAÍS
O consumo nacional de energia elétrica somou 35.221 gi-gawatts-hora (GWh) em maio deste ano, ficando 2,8% acima do mesmo mês de 2010. No acumulado do ano, o consumo total aponta para um aumento de 3,8% e, em 12 meses, de 5,6%. A pesquisa revela que no Brasil o consumo residencial de energia elétrica totalizou, no último mês de maio, 9.141GWh, ficando 5% acima do mesmo mês de 2010.

Fonte: Jornal de Fato

Cerca de 80% dos selecionados não efetuaram matrícula

ufersa_fachada

Os estudantes aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) para a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) tinham até anteontem, terça-feira, para efetuar as matrículas. No próximo sábado, será divulgada pelo Ministério da Educação (MEC) a segunda chamada do processo seletivo.

A atenção deve ser redobrada porque são muitas as vagas disponíveis na Ufersa para a segunda chamada. É que 77% das vagas não foram preenchidas. Das 1.015 disponibilizadas, apenas 229 tiveram as matrículas concretizadas.


O pró-reitor de Graduação, professor Arimatea Matos, informa que o curso que obteve o maior número de matrículas foi o bacharelado em Ciência e Tecnologia, noturno, do campus da Ufersa de Angicos, com o percentual de 48% das vagas preenchidas. Nos campi de Mossoró e Caraúbas, o mesmo curso também no turno noturno obteve percentual de 34%.As matrículas da segunda chamada ocorrerão dias 5 e 6, terça e quarta-feira. Após esse período, o sistema do SiSU gera uma lista de espera disponível para as instituições selecionarem os candidatos para as vagas remanescentes.


Podem entrar na lista os estudantes que não foram selecionados em nenhuma das opções escolhidas nas duas primeiras chamadas. Os interessados deverão fazer as inscrição no próprio sistema, entre os dias 2 e 7 de julho.Para realizarem as matrículas, os novos alunos da Ufersa devem apresentar, nos campi onde foram aprovados, a cópia e original do RG, CPF, certidão de nascimento, ou casamento, Certificado de Alistamento Militar (para os candidatos do sexo masculino); documento original do Histórico Escolar e mais duas fotos 3x4, iguais e recentes. O horário de atendimento aos novos estudantes é das 7h30h às 11h30 e das 13h30 às 17h30. 
Seleção é feita com base no desempenho do Enem
O Sistema de Seleção Unificado (SiSU) é o mecanismo gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC) por meio do qual as instituições públicas de educação superior participantes selecionam candidatos pela nota obtida no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

O processo seletivo do SiSU 2º/2011 seleciona candidatos para ingresso em cursos com início no segundo semestre de 2011. A Ufersa disponibiliza 665 vagas em Mossoró, 200 no campus de Angicos e no 150 no de Caraúbas.

Dos cerca de 20% dos aprovados que fizeram a matrícula da primeira chamada para os cursos do Campus Central, estava Higina Moreira, oriunda de Fortaleza, e que já possui graduação e mestrado em Fisioterapia e tinha sido aprovada no primeiro semestre para o curso de Medicina Veterinária da Ufersa, mas por causa do trabalho não pôde se matricular.

"Passei novamente nesse semestre para o mesmo curso e dessa vez vou cursar. Espero que seja bom e que eu encontre aqui uma boa estrutura de laboratórios e um bom ingresso no mercado de trabalho", completou.
A também cearense Brenna Pinheiro, de Russas, fazia Administração na Ufersa, mas, segundo ela, seu maior sonho só foi concretizado agora, quando ela viu seu nome na lista dos aprovados para Biotecnologia.
"Sempre sonhei em trabalhar na área da biotecnologia, como, por exemplo, o setor farmacêutico", explicou. Brenna ainda explicou o motivo pelo qual escolheu a Ufersa para estudar. "Aqui em Mossoró os cursos ganham muito espaço na academia, e a Ufersa é muito procurada pelos que buscam formação", comentou.

Fonte: O Mossoroense 

Festa Junina do ProJovem








Fátima Bezerra faz apelo para que Rosalba Ciarlini dialogue com servidores

A deputada federal Fátima Bezerra (PT) subiu hoje (30) à tribuna na Câmara Federal e renovou o apelo ao Governo do Estado para que seja encontrada uma solução para o impasse que envolve as greves dos profissionais de Educação, policiais civis e servidores públicos da administração indireta no Rio Grande do Norte.

Ela fez um apelo à governadora Rosalba Ciarlini (DEM) para que apresentasse contra-propostas aos funcionários – os profissionais de Educação estão parados há mais de 50 dias.

“Quero fazer um apelo ao governo Rosalba Ciarlini para que, ao invés de vir com ameaças, de cortar ponto e alegar ilegalidade de greve, ao invés de vir com esse tipo de postura, sente à mesa com os servidores, respeitando inclusive a Assembleia Legislativa no seu papel de mediadora”.

Antes, ela havia dito que o deputado estadual Fernando Mineiro (PT) e o presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta, tomaram a iniciativa de criar uma comissão para servir de ponte entre o governo e os servidores, mas o governo manteve-se insensível.

“O que mais nos espanta é que, passado esse tempo todo, o governo Rosalba Ciarlini demonstra um imobilismo, uma paralisia (...) O que os servidores públicos do meu estado estão lutando é por direitos. Eles não estão pedindo nada demais. Eles estão pedindo que o Estado cumpra a lei”.

Os funcionários estaduais entraram em greve em setores e períodos diferentes, mas com uma só razão: forçar o governo estadual implantar seus planos de cargos, carreiras e salários, aprovados na Assembleia Legislativa em anos anteriores. “É de uma ingenuidade sem tamanho pensar que os servidores públicos iriam abrir mão de diretos conquistados a duras penas”, concluiu a deputada.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

TSE aprova calendário para as Eleições 2012

O pleito será realizado no dia 7 de outubro, em 1º turno, e no dia 28 de outubro, nos municípios onde houver a necessidade de 2º turno.

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, na noite desta terça-feira (28), o calendário eleitoral referente às eleições municipais de 2012, O pleito será realizado no dia 7 de outubro, em 1º turno, e no dia 28 de outubro, nos municípios onde houver a necessidade de 2º turno.

O calendário traz as principais datas a serem observadas por eleitores, partidos políticos, candidatos e pela própria Justiça Eleitoral. Em 2012, os eleitores vão eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores em mais de 5,5 mil municípios brasileiros.

Principais datas
Um ano antes do pleito, no dia 7 de outubro de 2011, todos os partidos que quiserem participar das eleições devem ter obtido registro no TSE. O prazo é o mesmo para os candidatos que pretendem concorrer estarem com sua filiação partidária regularizada, e terem como domicílio eleitoral a circunscrição na qual pretendem disputar mandato eletivo.

A partir do primeiro dia do ano da eleição, os institutos de pesquisa ficam obrigados a registrar seus levantamentos. Também a partir desse dia, a Administração Pública fica proibida de distribuir bens, valores ou benefícios gratuitamente, a não ser em situações excepcionais.

Em 9 de maio termina o prazo para que o eleitor possa requerer inscrição eleitoral ou transferência de domicílio. Neste mesmo dia termina o prazo para que o eleitor com deficiência ou com mobilidade reduzida peça transferência para uma seção eleitoral especial.

As convenções para escolha dos candidatos acontecem entre os dias 10 e 30 de junho. Nesse período, emissoras de rádio e TV estão proibidas de transmitir programas apresentados por candidato escolhido em convenção.

Os registros dos candidatos podem ser feitos, pelos partidos ou coligações, até o dia 5 de julho. No dia seguinte, passa a ser permitida a realização de propaganda eleitoral, como comícios e propaganda na internet (desde que não paga), entre outras formas.

Os registros dos candidatos podem ser impugnados até o dia 18 de julho, seja por adversários, partidos políticos, coligações ou pelo Ministério Público.

No dia 6 de agosto os candidatos devem apresentar à Justiça Eleitoral, para divulgação pela internet, relatório dos recursos recebidos para financiamento da campanha eleitoral: a primeira prestação de contas parcial.

A propaganda eleitoral gratuita na rádio e na TV começa no dia 21 de agosto, uma terça-feira.
A segunda prestação de contas parcial deve ser apresentada por candidatos e partidos políticos até o dia 6 de setembro.

A lacração dos programas-fonte, executáveis, arquivos fixos, de assinatura digital e chaves públicas, utilizados nas urnas eletrônicas, acontece até o dia 19 de setembro.

A propaganda eleitoral gratuita na rádio e na TV se encerra no dia 4 de outubro, três dias antes da realização do pleito. Na mesma data se encerra o prazo para propaganda mediante reuniões públicas ou comícios, e também para realização de debates nas rádios e nas TVs.

No dia 5, se encerra o prazo para divulgação de propaganda paga em jornal impresso. E no dia 6, acaba o prazo para propaganda mediante alto-falantes ou amplificadores de som, bem como para distribuição de material gráfico e promoção de carreatas.

O primeiro turno acontece no primeiro domingo de outubro, dia 7. Nos municípios onde houver necessidade de segundo turno, a propaganda eleitoral fica permitida já a partir do dia 8. A propaganda eleitoral gratuita na rádio e na TV, para o segundo turno, pode começar até o dia 13 de outubro e se estende até o dia 26. O segundo turno acontece no último domingo de outubro, dia 28.

No dia 6 de novembro acaba o prazo para partidos e candidatos – exceto os que forem para segundo turno –encaminharem à Justiça Eleitoral as prestações de contas do primeiro. Os candidatos que concorrerem no segundo turno têm até 27 de novembro para prestar contas.

O eleitor que não votar no primeiro turno tem até o dia 6 de dezembro para justificar sua ausência ao juiz eleitoral. Quem não votar no segundo turno tem até 27 de dezembro para se justificar. A diplomação dos eleitos deve acontecer até o dia 19 de dezembro.

Fonte: Nominuto.com com informações da Assecom/TS

CCJ do Senado aprova fim das coligações em eleições proporcionais

Com 14 votos favoráveis e seis contrários, foi aprovada nesta quarta-feira (29), na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), proposta de emenda à Constituição que acaba com as coligações partidárias nas eleições proporcionais. A matéria será enviada para votação em Plenário.

A proposta (PEC 40/2011) foi apresentada pela Comissão da Reforma Política do Senado e recebeu voto favorável do relator, senador Valdir Raupp (PMDB-RO). De acordo com o texto, são admitidas coligações apenas nas eleições majoritárias (presidente, governador, prefeito e senador).A PEC mantém determinação constitucional que assegura autonomia dos partidos para estruturação e organização interna, prevendo em seus estatutos normas de fidelidade e organização partidária. Também mantém a não obrigatoriedade de vinculação entre as coligações em âmbito nacional, estadual, distrital e municipal.A favor da proposta, diversos senadores argumentaram que coligações em eleições proporcionais (vereador e deputado federal, distrital e estadual) têm sido uniões passageiras, visando aumentar o tempo de propaganda eleitoral no rádio e na TV de partidos maiores e viabilizar um maior número de cadeiras por partidos menores.No debate, diversos senadores se posicionaram pelo fim das coligações, como Demóstenes Torres (DEM-GO), Pedro Simon (PMDB-RS), Alvaro Dias (PSDB-PR), e Pedro Taques (PDT-MT), entre outros. Os parlamentares defenderam a redução do número de partidos e o fortalecimento das legendas habilitadas a funcionar no Congresso.

Os integrantes da CCJ rejeitaram emenda apresentada pelo senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), abrindo a possibilidade de união de duas ou mais legendas para formar uma federação de partidos.


Valadares buscava assegurar mecanismo para que pequenos partidos consigam eleger seus representantes.O senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) apresentou voto em separado pela manutenção da possibilidade de coligações partidárias nas eleições proporcionais. Para o senador, a PEC 40/2011 "conflita com o pluralismo político, um dos cinco fundamentos da República Federativa do Brasil", conforme expresso na Constituição federal. Inácio Arruda considera que o fim das coligações fere direito de associação entre partidos, previsto na Carta.Ele argumenta que as coligações nas eleições proporcionais são necessárias para que os partidos consigam superar "excessivas cláusulas de barreira existentes".


"Não podemos aceitar que as conquistas dos partidos em termos de liberdade de se coligarem sejam retiradas. É um retrocesso", protestou Inácio Arruda. Seu voto em separado foi apoiado pelos senadores Antônio Carlos Valadares; Marcelo Crivella (PRB-RJ); Magno Malta (PR-ES); Randolfe Rodrigues (PSOL-AP); Sérgio Petecão (PMN-AC) e Eduardo Amorim (PSC-SE).


Fonte: Tribuna do Norte/Com informações da Agência Senado.

Encerramento da festa religiosa de São Pedro em Pataxó acontece hoje a tarde


Acontece hoje à tarde ás 16hs Missa e procissão de encerramento da festa de São Pedro na comunidade de Pataxó, a 25 km do centro de Ipanguaçu.

O encerramento da festa religiosa será presidido pelos padres Valberto Messias, Ivanilson Alexandrino e monsenhor Luciano Alves.

Amanhã, quinta-feira das 8 ás 13hs acontece “Ação Cidadania” na comunidade com a realizações de atividades e atendimentos aos moradores da comunidade, que acontece na Escola Estadual Maria da Glória.

No dia 01 acontecerá ás 17hs missa, e ás 19hs janta de São Pedro. No dia 02 a partir das 23hs acontece à tradicional festa de São Pedro, que fará a animação que terão como bandas Forrozão Pode Balançar e Forrozão Paulinho Forro Pauleira.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Prefeitura de Ipanguaçu inicia nesta quarta o pagamento dos servidores municipais


Por determinação do prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira, o pagamento de todos os servidores municipais referente ao mês de junho começa a ser efetuado nesta quarta-feira (29). A Secretaria Municipal de Finanças confirmou o depósito de R$ 506.560,74, correspondentes à folha de pagamento dos mais de 600 funcionários nesta terça-feira (28).

Segundo Leonardo Oliveira, a prefeitura também fará o pagamento do reajuste salarial dos professores da rede municipal, referente ao mês de janeiro. “Estamos cumprindo rigorosamente todos os compromissos da prefeitura, sempre valorizando os nossos servidores”, disse o gestor municipal.

Na semana passada a prefeitura de Ipanguaçu efetuou, pelo terceiro ano consecutivo, o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário dos servidores lotados na Secretaria Municipal de Educação, beneficiando a mais de 45% dos funcionários do município.

IV Conferencia Municipal de Assistência Social acontecerá em julho em Ipanguaçu

Foi definida na manhã desta terça-feira (28) a data da IV Conferência Municipal de Assistência Social de Ipanguaçu. A decisão foi tomada em conjunto pela Secretaria de Assistência Social e membros do Conselho Municipal de Assistência Social, integrado por representantes de entidades governamentais, não governamentais e beneficiários de programas sociais, no Centro Integrado da Cidadania (CIC).

A IV conferencia terá como tema “Os Avanços na Consolidação do Sistema Único de Assistência Social – SUAS”. Segundo a presidente do conselho, Etelvina Teófilo, a conferência busca ser um espaço de cidadania onde os usuários e os seguimentos ligados à Secretaria de Assistência Social, possam avaliar necessidades e propor diretrizes para a implantação de políticas de assistência social no município.

Para a secretária de Assistência Social, Cristina Oliveira, a realização do evento demonstra o compromisso da prefeitura de Ipanguaçu com a descentralização, em dar voz aos diferentes segmentos. “É um importante momento de trocas de informações e experiências com pessoas comprometidas com a construção de uma sociedade mais justa e solidária, em que o direito seja garantido a todos”, avalia Cristina.

A Conferência é realizada a cada dois anos e conta com a participação dos usuários do sistema, entidades, conselhos e população em geral.

Projetos Sociais realizam festa junina

Os Projetos Sociais da Prefeitura de Ipanguaçu iniciaram as comemorações de Festejos juninos. As comemorações voltadas aos festejos tradicionais no mês de Junho vão acontecer até o fim desta semana em diversos programas, projetos e serviços oferecidos pela Secretaria de Assistência Social.


Nesta terça-feira (27) várias atividades culturais foram realizadas com crianças do Projeto “Ação Criança”. Os programas ProJovem Adolescente, Brinquedotecas, PETI, entre outros também já comemoraram. “Aliar as tradicionais festas juninas ao resgate social é uma forma cultural, concreta, solidária e participativa de ampliar o universo dessas crianças” disse a secretária da Assistência Social, Cristina Oliveira.

Atualmente, mais de mil crianças e adolescentes de Ipanguaçu são atendidos por projetos, programas, e benefícios da secretaria Municipal de Assistência Social.


Veja as fotos no link abaixo: 

Colisão na BR-304 deixa quatro pessoas feridas



acidente_com_onibus_na_304Ontem à noite, um acidente entre um micro-ônibus e uma carreta na BR-304, nas proximidades do sítio Hipólito, deixou quatro pessoas feridas, sendo que duas delas tiveram o braço decepado. O acidente ocorreu por volta das 18h40.

Segundo informações, o micro-ônibus que transportava estudantes da Universidade Federa Rural do Semi-Árido (Ufersa) e Universidade Potiguar (UnP), de placa 1867, vinha de Assú com destino a Mossoró quando uma carreta do circo Tihany, que viajava em sentido contrário perdeu o controle, entrou na contramão e colidiu na lateral do micro-ônibus.
Dos dez passageiros que estavam no ônibus, três sofreram ferimentos graves. Além do motorista Francisco Xavier de Aquino, 54, que teve um corte no rosto, os demais tiveram pequenas escoriações.

Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e equipes do Corpo de Bombeiros estiveram no local prestando atendimento aos feridos.s vítimas foram encaminhadas ao Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM). Entre as mais graves estão o estudante Higor Rafael Macedo Batista, 23, que teve o braço decepado ainda no local; o professor Andieres Lopes da Silva Júnior teve ferimentos graves no braço e até o fechamento desta edição ele estava no Centro Cirúrgico do HRTM para ter o braço amputado; e a estudante Lisandra Maiara Souza Cunha que teve Traumatismo Craniano Encefálico (TCE).

Para atender as vítimas, o diretor do HRTM, Ney Robson, mobilizou médicos que estavam de folga para auxiliar à equipe de plantão.
Fonte: O mossoroense 

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Prefeitura de Ipanguaçu inaugura biblioteca pública.

Há dez anos população não contava com o serviço

A Prefeitura de Ipanguaçu inaugurou no último sábado (25) uma biblioteca pública. O município, com 13,9 mil habitantes não contava com o serviço há mais de 10 anos. O projeto foi desenvolvido através de parceria entre os poderes públicos municipal e federal. A cerimônia de inauguração foi aberta pela Banda Filarmônica Municipal Elizaldo Rodrigues dos Santos, formada por crianças e jovens.

Em seu discurso, o prefeito Leonardo Oliveira enfatizou a importância da biblioteca para a população em geral, sobretudo para os estudantes, e disse que pretende ampliar o acervo em breve. “Estou muito feliz em poder entregar uma biblioteca à população Ipanguaçuense, que esperava há anos por uma obra tão importante como esta. Esse espaço é de grande importância para todos, sejam crianças ou adultos. Estamos semeando conhecimento, cultura e educação entre a nossa população”, disse.

A biblioteca recebe o nome do ipanguaçuense Manoel Nunes Filho, que foi professor da rede estadual. “Professor Dadá”, como era mais conhecido, foi também líder comunitário e grande prestador de serviços à comunidade.

Para Dona Maria Aparecida da Silva, de 52 anos, da comunidade de Pedrinhas a biblioteca é um antigo sonho que se realiza. “Um dos meus sonhos era ver a biblioteca inaugurada, pois gosto muito de ler. O importante é acreditar e não desistir, e parece que esse prefeito é assim, não desiste nunca, e trouxe de volta um instrumento que precisa ser sempre muito valorizado, o livro”, afirmou Maria Aparecida.

A biblioteca conta com um acervo de 3 mil livros, além de dois computadores, um televisor, um DVD player, aparelho de som, mesas, cadeiras e pufes para que os amantes da literatura possam ter conforto na hora da leitura.

Após a inauguração, a população pôde conferir diversas apresentações no Espaço Cultural Nossa Senhora de Lourdes, realizadas por beneficiários de programas como o ProJovem Adolescente e Ação Criança, além de alunos da rede pública de ensino e uma encenação do grupo de Teatro da Secretaria de Cultura composta por crianças e adolescentes: “O nascimento de São João Batista”. Quadrilhas Juninas do grupo de Idosos e outras também ocorreram na noite, encerrada com a animação das bandas Deixe Cum Nós e A’Rapaziada.

Mais fotos no link abaixo:

Terminam nesta semana prazos para registro de dados de beneficiários do Bolsa Família

bolsa-familia

Brasília - Os prazos para registro de informações relativas à saúde e educação dos beneficiários do Programa Bolsa Família terminam nesta semana. O prazo para informar a frequência escolar referente a abril e maio vai até quarta-feira (29) e o da agenda de saúde até sexta-feira (1º).
As informações abrangem 8,2 milhões de alunos e 5,7 milhões de famílias. As prefeituras e os ministérios da Educação (MEC) e Saúde são parceiros do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) na gestão do programa de transferência de renda.
Relatórios parciais apontam que 53% dos 10,7 milhões de famílias tiveram os dados registrados no sistema do Ministério da Saúde e 55% dos 16,7 milhões de alunos de 6 a 17 anos, no aplicativo do MEC.
A presença de crianças e adolescentes na escola é acompanhada bimestralmente pelo MDS e pelo Ministério da Educação.
Para continuar a receber a transferência de renda, os alunos de 6 a 15 anos precisam assistir, no mínimo, a 85% das aulas a cada mês. A exigência para adolescentes de 16 e 17 anos é de 75% das aulas. No primeiro bimestre escolar, 85% foram monitorados.
Além da frequência escolar, os beneficiários do Bolsa Família precisam manter atualizado o cartão de vacinação das crianças até 7 anos de idade, seguir as instruções do Ministério da Saúde e conduzir os filhos para serem medidos e pesados nos postos municipais.
A contrapartida das gestantes é fazer o pré-natal. Nesse caso, as informações são referentes ao monitoramento do primeiro semestre deste ano.
O acompanhamento das contrapartidas é fundamental para melhorar a situação de vida dos cerca de 12,9 milhões de famílias atendidas pelo programa de transferência condicionada de renda. O descumprimento por cinco vezes leva ao cancelamento do benefício.
As prefeituras que não encaminham as informações deixam de receber recursos destinados pelo MDS à gestão do Bolsa Família.
Fonte: Agência Brasil

Arena das Dunas é o que mais preocupa organizadores da Copa 2014

O Jornal Estado de São Paulo publicou matéria sobre a situação das 12 cidades sedes da Copa do Mundo de 2014.
O Estádio das Dunas, de Natal, é o que mais preocupa os organizadores da Copa. Confira a matéria:
Natal (RN)
Em um improvável ranking de cidades que mais preocupam os organizadores da Copa, Natal despontaria como forte concorrente a líder. Para começar, havia do Governo Estadual a garantia de um novo aeroporto operado por concessão. A licitação não saiu e a obra está quase descartada. As atenções se voltam para a ampliação de um terminal já bastante inchado em Parnamirim (Grande Natal). Como se não bastasse, a Arena das Dunas também está parada. Projeto e licitação demoraram e, assim, as obras não começaram. Para a infraestrutura urbana, o governo realizou licitação para dois túneis numa das principais ligações da cidade, mas não apareceram concorrentes e um novo processo licitatório será feito. O ponto positivo é a estrutura hoteleira, com 26 mil leitos. / ANNA RUTH DANTAS
Publicado por Robson Pires,

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Encenação do nascimento de São João Batista acontece amanhã



Após a inauguração da biblioteca pública, previsto para as 19h30min, acontece a encenação do nascimento de São João Batista, apresentado pelo grupo de teatro da Secretaria de Cultura.

O último ensaio antes da apresentação de amanhã aconteceu hoje no teatro. O grupo é dirigido por Nilberg Alcântara, professor de teatro do município.

A apresentação acontecerá no Palco Nossa Senhora de Lourdes.

Após dez anos, população de Ipanguaçu voltará a contar com uma Biblioteca Pública


Como forma de incentivar a leitura, promover conhecimentos e preencher uma lacuna de mais de dez anos, a prefeitura de Ipanguaçu inaugura no próximo sábado (25) a biblioteca Municipal Manoel Nunes Filho. A conclusão do importante prédio público foi possível graças a parceria com o Governo Federal, através do Ministério da Cultura.

“Há mais de 10 anos a única biblioteca municipal de Ipanguaçu foi desativada. Desde então a população convivia com essa carência. Toda uma geração cresceu, se alfabetizou e não teve a oportunidade de contar com uma biblioteca à sua disposição. O hábito da leitura precisa ser estimulado. É, até mesmo, uma forma de manter nossas crianças e jovens distantes do mundo das drogas. Agora, escreve-se um novo momento no livro da história de Ipanguaçu”, afirmou o prefeito Leonardo Oliveira.

Segundo o secretário de Cultura e Turismo de Ipanguaçu, Fernando Neto, a biblioteca conta com um acervo de mais de três mil livros, e leva o nome do professor da rede estadual Manoel Nunes Filho, reconhecido por sua prestação de serviços à comunidade e incentivador da educação do município.

A inauguração está programada para às 19:30, com o projeto “Caravana da leitura” e um recital de cordel apresentado por estudantes. Haverá ainda outras manifestações culturais, tais como quadrilhas juninas e a encenação do nascimento de São João Batista, apresentado pelo grupo de teatro da Secretaria de Cultura.

Na sequência, às 22 horas, inicia-se uma grande festa Junina, com as Bandas Traquinos do Forró, Deixe Cum Nós e A’Rapaziada.

Comidas típicas: As delícias de São João

Pamonha, canjica, milho verde, bolo preto, arroz doce. O mês em que se comemora o dia de São João é a época certa para se fartar dessas delícias e, em alguns pontos da cidade, as comidas típicas são disputadas. Maria da Conceição da Costa, de 54 anos, conhecida como Dona Mocinha, que o diga. Proprietária de uma barraca na Rota do Sol, ela conta que chega a ter confusão na fila para comprar sua famosa canjica. "No dia de São João mesmo, a gente não dá conta da demanda, forma uma fila enorme aqui e às vezes dá até briga", conta.



Vendas de "Dona Mocinha", na Rota do Sol, triplicam durante o mês de junho Foto :Ana Amaral/DN/D.A Press
Dona Mocinha mantém o ponto de vendas durante todo o ano, mas diz que o movimento no mês de junho é três vezes maior que nos outros meses. "Quem compra uma ou duas pamonhas normalmente, no São João compra 10", diz. O fato se comprova na quantidade de milho que ela compra por mês. Em junho, são cerca de 3 mil espigas. Nos outros meses, o número cai para mil por mês. 

Para a dona de casa Ana Roberta da Silva, 35, que organiza uma grande festa de São João todos anos em sua casa, as delícias de Dona Mocinha são o tempero perfeito."Não dá para comprar essas coisas em qualquer lugar. Aqui a gente sabe que é de qualidade. O bolo de milho é bom demais, as crianças adoram. Para a festa de São João lá de casa ser perfeita não pode faltar as delícias da Dona Mocinha".




Fonte: Diário de Natal

Damião afirma apoiar o prefeito Leonardo

Informações chegam ao nosso blog que o ex-candidato a vereador em 2008, Damião do Arapuá do PMN, se uni ao grupo do prefeito Leonardo Oliveira, junto com a sua família.


Outras informações dão conta, que vem muita gente por ai.

Vergonha que não tenho de ser nordestina

Cultivado entre os cascalhos do chão seco e as cercas de aveloz que se perdem no horizonte, cresceu, forte e robusto, o meu orgulho de pertencer a esse pedaço de terra chamado Nordeste.
Sou nordestina. Nasci e me criei no coração do Cariri paraibano, correndo de boi brabo, brincando com boneca de pano, comendo goiaba do pé e despertando com o primeiro canto do galo para, ainda com os olhos tapados de remela, desabar pro curral e esperar pacientemente, o vaqueiro encher o meu copo de leite, morninho e espumante, direto das tetas da vaca para o meu bucho.
Sou nordestina. Falo oxente, vôte e danou-se. Vige, credo, Jesus-Maria e José! Proseio com minha língua ligeira, que engole silabas e atropela a ortoépia das palavras. O meu falar é o mais fiel retrato. Os amigos acham até engraçado e dizem sempre que eu “saí do mato, mas o mato não saiu de mim”. Não saiu mesmo! E olhe: acho que não vai sair é nunca!
Sou nordestina. Lambo os beiços quando me deparo com uma mesa farta, atarracada de comida. Pirão, arroz-de-festa, galinha de capoeira, feijão de arranca com toucinho, buchada, carne de sol… E mais uma ruma de comida boa, daquela que, quando a gente termina de engolir, o suor já está pingando pelos quatro cantos. E depois ainda me sirvo de um bom pedaço de rapadura ou uma cumbuca de doce de mamão, que é pra adoçar a língua. E no outro dia, de manhãzinha, me esbaldo na coalhada, no cuscuz, na tapioca, no queijo de coalho, no bolo de mandioca, na tigela de umbuzada, na orêa de pau com café torrado em casa!
Sou nordestina. Choro quando escuto a voz de Luiz Gonzaga ecoar no teatro de minhas memórias. De suas músicas guardo as mais belas recordações. As paisagens, os bichos, os personagens, a fé e a indignação com que ele costurava as suas cantigas e que também são minhas. Também estavam (e estão) presentes em todos os meus momentos, pois foi em sua obra que se firmou a minha identidade cultural.
Sou nordestina. Me emociono quando assisto a uma procissão e observo aqueles rostos sofridos, curtidos de sol do meu povo. Tudo é belo neste ritual. A ladainha, o cheiro de incenso. Os pés descalços, o véu sobre a cabeça, o terço entre os dedos. O som dos sinos repicando na torre da igreja. A grandeza de uma fé que não se abala.
Sou nordestina. Gosto de me lascar numa farra boa, ao som do xote ou do baião. Sacolejo e me pergunto: pra quê mais instrumento nesse grupo além da sanfona, do triangulo e da zabumba? No máximo, um pandeiro ou uma rabeca. Mas dançar ao som desse trio é bom demais. E fico nesse rela-bucho até o dia amanhecer, sem ver o tempo passar e tampouco sentir os quartos se arriando, as canelas se tremelicando, o espinhaço se quebrando e os pés se queimando em brasa. Ô negócio bom!
Sou nordestina. Admiro e me emociono com a minha arte, com o improviso do poeta popular, com a beleza da banda de pífanos, com o colorido do pastoril, com a pegada forte do côco-de-roda, com a alegria da quadrilha junina. O artista nordestino é um herói, e nos cordéis do tempo se registra a sua história.
Sou nordestina. E não existe música mais bonita para meus ouvidos do que a tocada por São Pedro, quando ele se invoca e mete a mãozona nas zabumbas lá do céu, fazendo uma trovoada bonita que se alastra pelo Sertão, clareando o mundo e inundando de esperança o coração do matuto. A chuva é bendita.
Sou nordestina. Sou apaixonada pela minha terra, pela minha cultura, pelos meus costumes, pela minha arte, pela minha gente. Só não sou apaixonada por uma pequena parcela dessa mesma gente que se enche de poderes e promete resolver os problemas de seu povo, mentindo, enganando, ludibriando, apostando no analfabetismo de quem lhe pôs no poder, tirando proveito da seca e da miséria para continuar enchendo os próprios bolsos de dinheiro.
Mas, apesar de tudo, eu ainda sou nordestina, e tenho orgulho disso. Não me envergonho da minha história, não disfarço o meu sotaque, não escondo as minhas origens. Eu sou tudo o que escrevi, sou a dor e a alegria dessa terra. E tenho pena, muita pena, dos tantos nordestinos que vejo por aí, imitando chiados e fechando vogais, envergonhados de sua nordestinidade. Para eles, ofereço estas linhas.
Sheila Raposo – Jornalista
Postado por Robson Pires