i

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Ipanguaçu Cultural chega à comunidade de Pedrinhas


De forma a democratizar o acesso à cultura e promover o resgate da identidade cultural de seu povo, a Prefeitura de Ipanguaçu realiza nesta sexta-feira (23) mais uma edição do projeto “Ipanguaçu Cultural”, desta vez na comunidade de Pedrinhas, distante 16 km do centro da cidade, a partir das 19 horas, na praça pública. A iniciativa estreou na semana passada, na comunidade de Nova descoberta, e foi prestigiada por centenas de pessoas.


A exemplo do que ocorreu na última sexta-feira (16), serão apresentadas atividades diversificadas, tais como dança, música, teatro, arte circense, canto e cultura popular. Todas em espaços abertos e adequados. Não há cobrança de ingressos: o acesso é livre.

O secretário de Cultura e Turismo, Fernando Neto, disse que a prefeitura quer alcançar todas as comunidades do município, com eventos semanais, sempre às sextas-feiras. “Queremos convidar toda a população de Pedrinhas a participar do “Ipanguaçu Cultural”. Vamos valorizar os talentos de nossa cidade, nossa cultura e tradições” convida o secretário.

Secretária de Educação de Ipanguaçu participa de encontro sobre Currículo e Educação Integral no Ensino Básico


A Secretária de Educação do município de Ipanguaçu, Jeane Dantas, está participando do encontro Currículo e Educação integral no Ensino Básico: Desafios e Possibilidades, que começou na última quarta-feira (21) e se encerra hoje (23), em Brasília. Participam do evento secretários municipais e técnicos de secretarias estaduais. A secretária de Ipanguaçu é a única a representar o estado do Rio Grande do Norte.

Segundo Jeane Dantas, o encontro tem sido bem proveitoso. “As discussões que aqui acontecem fortalecem a educação, não só do nosso município, mas a de todo o nosso pais. O tema é muito importante, e trata-se de uma oportunidade única de trocar informações e experiências enriquecedoras já aplicadas com sucesso Brasil afora”, revela Jeane.

Servidores do IFRN ocupam reitoria

Grevistas realizaram ato de protesto em caminhada até a reitoria e pretendem acampar no local.


Foto: Annapaula Freire
Objetivo do ato era divulgar a greve para a população.
Saiba mais
Após assembléia da categoria, onde o movimento grevista foi reafirmado, os servidores do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sindasefe/RN) realizaram um ato de protesto na tarde desta quinta-feira (22). 

O objetivo do ato era divulgar a greve para a população, segundo coordenação do sindicato. Mobilizações semelhantes estão sendo realizadas em todo Brasil, já que a greve teve adesão nacional.

Tendo como ponto de partida o Campus Central do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), localizado na Avenida Salgado Filho, os manifestantes caminharam até a reitoria do instituto, na Rua Dr. Nilo Bezerra Ramalho (próxima à Avenida Rui Barbosa). 

O trajeto percorrido foi: as Avenidas Salgado Filho, Bernardo Vieira, Rui Barbosa, findando na Rua Dr. Nilo Bezerra Filho. Na Salgado Filho, os manifestantes ocuparam duas vias de tráfego, congestionando a via restante. 

Segundo um dos coordenadores gerais do sindicato, Luiz Roberto Alves, os manifestantes irão ocupar a sede da reitoria e acampar por uma noite no local. A intenção é comemorar o aniversário de 102 anos do IFRN – um bolo foi encomendado para a celebração. No entanto, os grevistas afirmam que irão avaliar se a estadia só irá durar uma noite.

Foto: Annapaula Freire
Parados há 34 dias, os servidores de 15 campus aderiram ao movimento.

Parados há 34 dias, os servidores de 15 campus aderiram ao movimento. Somente o Campus de Nova Cruz não está em greve. O restante funciona com 30% do serviço.

De acordo com Luiz, as principais reivindicações da categoria são: reajuste emergencial de 14,67% referente às perdas inflacionárias, destinação de 10% do PIB para a Educação e reestruturação da Carreira Docente e de técnicos administrativos.

Fonte: Nominuto.com

Bancários podem entrar em greve na próxima semana no RN

Os bancários podem entrar em greve a partir de terça-feira (27) no Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pela coordenadora geral do Sindicato dos Bancários, Marta Turra. Entre as reivindicações está o reajuste de 26%, a reposição das perdas salariais referentes ao Plano Real, o fim das metas abusivas, o fim do assédio moral nas agências e a contratação de mais funcionários.

Marta Turra informou que na manhã desta quinta (22), os bancários participaram de um ato público visando mobilizar os colegas e chamar atenção da população e da Caixa Econômica Federal. Por causa do movimento, o atendimento a população começou a partir das 11h.
Na noite desta quinta, uma assembleia vai deliberar sobre a greve, prevista para começar no dia 27 e seguir por tempo indeterminado. A coordenadora geral ressaltou que outras rodadas de negociação vão acontecer neste final de semana. Uma assembleia está prevista para acontecer na segunda, antes do início da greve.
Do DN Online

- Publicado por Robson Pires,