i

domingo, 9 de setembro de 2012

Leonardo e Josimar visitam Pataxó, comunidade que neste domingo sedia comício com importantes lideranças do RN



O prefeito e candidato à reeleição Leonardo Oliveira (PT), ao lado de seu companheiro de chapa Josimar Lopes (PSB) e dos vereadores da Coligação Aliança do Povo, iniciou na tarde deste sábado (08) o segundo dos três dias de visita à comunidade rural de Pataxó. A Caravana do Povo passou pela Rua Monsenhor Lucilo Alves e pela Travessa Francisca de Paula Lopes.

“A gente anda por Pataxó, comunidade às margens de um açude, e não entende como pode esse povo viver com um problema de abastecimento de água. É bem antigo, mas ninguém antes de nós solucionou. Estamos fazendo tudo para resolver e, dou minha palavra, em breve esse problema será coisa do passado”, garantiu Leonardo. O jovem prefeito citou como exemplo o trabalho realizado na comunidade de Arapuá. “Hoje o povo do Arapuá, que também sofria há muito tempo, tem água de qualidade saindo em suas torneiras. Uma ação nossa, depois de muito trabalho. Na nossa gestão os problemas são encarados de frente, com vontade de resolver. Em menos de 4 anos já superamos problemas históricos. Outros levam mais tempo do que gostaríamos, mas a gente resolve, pois temos compromisso”, disse.


E é por esse estilo de governo que o povo enxerga a necessidade de manter Leonardo como prefeito de Ipanguaçu. Moradora de Pataxó, Dona Elizete Frutuoso de Oliveira, 72 anos de idade, recebeu Leonardo em sua casa, conversou com ele, ouviu suas propostas para o novo mandato e, mesmo sem a obrigação de votar, está decidida: vai à urna em outubro para depositar sua confiança no petista. “Enquanto eu for viva vou votar em Leonardo, porque ele sim merece. Mostrou mesmo que sabe trabalhar”, disse a aposentada.

“O povo conhece o trabalho de Leonardo, um prefeito jovem e disposto, que tem feito muito pelo município e pelo povo. Por isso estamos sendo bem recebidos em todo canto. Todos nos conhecem, sabem que somos homens de palavra, de compromisso. E todo esse apoio que estamos vendo nas ruas traduziremos em trabalho”, afirma o vice Josimar Lopes.

Hoje tem Comício

Neste domingo (09), Leonardo e Josimar participam às 16 horas da carreata que cruzará o município, saindo de Arapuá com destino à Pataxó, onde haverá comício com a presença da deputada estadual, Márcia Maia (PSB), o presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ricardo Mota (PMN), do Deputado estadual Gustavo Carvalho (PSB), da deputada Federal Sandra Rosado (PSB) e da ex-governadora Wilma de Faria.


Vejam mais fotos (AQUI)

Terceira rodada de conversações em torno de pauta reivindicatória rural acontecerá dia 21 deste mês

agricultura_familiar
IPANGUAÇU - Será dia 21 de setembro em curso, uma sexta-feira, às 14h, na sede da Delegacia Regional do Ministério do Trabalho e Emprego (DR/MTE), em Mossoró, a terceira rodada de diálogo entre representantes de patrões e empregados do segmento rural do Rio Grande do Norte.

A reunião será realizada em torno da pauta reivindicatória e salarial dos operários assalariados. A data surgiu da segunda reunião, realizada dia 30 de agosto último, na DR/MTE.

Segundo informação do presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Ipanguaçu, João Batista Moura de Oliveira, "João das Peças", ainda há muita discordância entre o que é pleiteado pelos trabalhadores e o que é oferecido pelo patronato dos segmentos da fruticultura irrigada e da cana-de-açúcar.

O representante sindical rural considerou que há um verdadeiro sentimento de intransigência dos empregadores rurais.
"O que existe é a intenção declarada dos empresários de manter os salários congelados e, além disso, querem retirar benefícios sociais já conquistados pelos trabalhadores", relatou. 
Patrões propõem reajuste de apenas R$ 3
Nas primeiras reuniões destinadas a discutir a pauta de reivindicações dos trabalhadores rurais, os patrões apresentaram uma proposta irrisória de reajuste.
"Eles [os patrões] negam que queiram congelar os salários, mas oferecem um aumento ridículo de apenas R$ 3,00, que, para mim, é o mesmo que propor o congelamento", descreveu. "João das Peças" vê a atitude dos patrões como um gesto de desrespeito.
Conforme suas palavras, os patrões querem elevar a remuneração dos empregados em apenas R$ 3,00 até dezembro - com efeito retroativo a 1º de setembro corrente - e, quando houver a definição do próximo valor do salário mínimo pelo Governo Federal, não querem acrescentar um único centavo a mais por sobre o próximo mínimo. Qualificou a postura dos empregadores como "absurda" e "inaceitável".

REAÇÃO
"Não há sensibilidade dos empresários diante das condições dos trabalhadores que já ganham um salário diminuto para sobreviver e ainda querem deixar de lado questões como fornecimento de alimentação nos alojamentos ou concessão de uma cesta básica", exemplificou o líder sindical rural, adiantando que o comportamento retrógrado do patronato não será aceito pelos sindicatos e pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Norte (Fetarn).

O Mossoroense

Eleição custará mais de R$ 8 milhões para o TRE-RN


- Publicado por Robson Pires

No Rio Grande do Norte, o aparato técnico e de pessoal para as eleições de 7 de outubro custará aos cofres do Tribunal Superior Eleitoral algo em torno de R$ 8,1 milhões.
Os recursos são transferidos diretamente para o Tribunal Regional Eleitoral do RN. A informação é do desembargador João Batista Rebouças, presidente do TRE-RN. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, o desembargador informou que vão trabalhar, nestas eleições, mais de 30 mil pessoas, entre servidores do TRE e convocados, e que o custo maior da eleição é com a informática e transmissão de dados.
O desembargador, que assumiu a presidência do TRE-RN, no último dia 31 de agosto, e comandará o processo eleitoral deste ano, falou também da carência de juízes de Direito em vários municípios e disse que foi preciso deslocar magistrados de cidades maiores para comarcas menores. Hoje, segundo ele, todas as 69 zonas eleitorais estão completas.

Faltam 28 dias: eleitores do DF e de Fernando de Noronha não votam nas Eleições 2012

As eleições municipais de 2012 envolvem 5.568 cidades em todo o país e serão realizadas em 07 de outubro para escolher novos prefeitos e vereadores. No Brasil, apenas os eleitores do Distrito Federal e da ilha de Fernando de Noronha (PE) não participarão da votação, uma vez que nessas localidades não há prefeitos nem vereadores.

Os eleitores brasileiros que residem no exterior e se cadastraram para votar no país onde estão também não votam em outubro próximo, tendo em vista que eles só vão às urnas para escolher o presidente da República.

O Distrito Federal possui 1.847.896 eleitores, Fernando de Noronha tem 1.859 votantes e 252.343 brasileiros estão cadastrados para votar no exterior. Portanto, dos 140.646.446 eleitores brasileiros, 138.544.348 participarão das eleições municipais deste ano.