i

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Prefeitura de Ipanguaçu realiza I Marcha da Juventude em prol do Protagonismo juvenil


A Prefeitura de Ipanguaçu realizou na tarde da última quarta-feira (16) a I Marcha da Juventude em prol do Protagonismo juvenil, que reuniu centenas de jovens de todo o município. A iniciativa, que tem por objetivo fortalecer a autoestima dos jovens cidadãos e estimular que participem de forma ainda mais ativa da sociedade ipanguaçuense, foi coordenada em conjunto pelas secretarias municipais de Educação e de Assistência Social.

Para a coordenadora do ProJovem, Rayanne Ribeiro, o evento mostra que a juventude está organizada e quer colaborar com a conquista de um futuro melhor. “Esta é uma ação transformadora, que valoriza a vida em sociedade. São os jovens tecendo, educando e construindo uma cultura de paz, de forma construtiva”, afirma Rayanne.

A marcha partiu do ginásio poliesportivo municipal José de Araújo Filho com destino ao centro da cidade, onde ocorreram diversas apresentações culturais protagonizadas pelos jovens. De acordo com o prefeito Leonardo Oliveira, que prestigiou a marcha na companhia dos secretários municipais, a marcha é integra um conjunto de medidas pela melhoria da qualidade de vida dos jovens de Ipanguaçu. “Temos nos preocupado todo dia em atender a juventude de nossa cidade, oferecendo sempre oportunidades. Nesses últimos anos temos, implantado aulas de música, teatro, esportes, capacitações, entre outros, prestigiando estes que construirão o futuro”, frisa o prefeito Leonardo.

Entusiasmada, a jovem Martina Emmyli, 14 anos, diz que a marcha foi um exemplo do quanto é necessária a mobilização e a atenção para a juventude. “A marcha da juventude reúne os jovens em busca de um só motivo, que é contribuir com a população. Fiquei feliz de participar dessa iniciativa”, revela.

Em Ipanguaçu mais de 400 jovens participam de projetos ligados diretamente ao governo municipal, tais como atividades de musica, teatro, esporte, educação e curso profissionalizantes.


 






















Leito obstruído preocupa prefeitos do Vale

Na medida em que os dias se passam, aumenta a preocupação dos moradores das regiões mais baixas das cidades de Assú, Ipanguaçu, Alto do Rodrigues, Pendências e Carnaubais. É que o Governo Federal liberou recursos para recuperar ruas, casas, estradas de acesso à zona rural, mas não investiu na desobstrução do leito do rio Piranhas/Açu, tornando possível represamento e novas inundações durante o inverno de 2012.

No Vale do Açu, a cidade mais afetada é Ipanguaçu, que tem 13 mil habitantes e fica até 75% desabrigada com a inundação das águas do Piranhas/Açu e também do Rio Pataxó. No caso de Ipanguaçu, o Governo Federal, através do Ministério das Cidades, chegou a liberar R$ 7,3 milhões para fazer as obras de desobstrução do leito do rio Pataxó, porém as questões burocráticas emperraram até hoje o início das obras.
Além de desobstruir os rios Piranhas/Açu e Pataxó, o prefeito Leonardo Oliveira, de Ipanguaçu, destacou que é preciso construir um muro de contenção ao redor da cidade, uma espécie de contorno, que inclusive retiraria o tráfego de carretas pesadas. Em Assú, já resolveria retirando as famílias das regiões de várzea e desobstruindo o leito do Piranhas/Açu. O mesmo em Carnaubais e Pendências, que têm comunidades no leito do rio.

No Alto do Rodrigues, o quadro é diferente. A água cerca a cidade, por um lado é o leito do rio propriamente dito e outro é a lagoa do Alto de São Francisco, que com a obstrução do leito do rio, está recebendo mais água e entrando nas casas da cidade do Alto do Rodrigues. A solução, observada pela equipe de engenharia contratada pela Prefeitura, é desobstruir o leito do rio e construir um dique de contenção para evitar que a água da lagoa entre na cidade.

No caso, o prefeito Eider Medeiros destacou que, com recursos federais e próprios, investiu na recuperação da ponte de acesso ao Entroncamento, estradas de acesso à zona rural, calçamento de ruas, casas, entre outros investimentos. Mas estes foram apenas paliativos. Se acontecer um novo inverno, metade da cidade será novamente inundada. "Esta é uma preocupação de todos os prefeitos do Vale do Açu", diz Eider Medeiros.

Assim como Luciano e Eider, os prefeitos Luizinho Cavalcante, de Carnaubais, e Ivan Júnior, de Assú, e Ivan Padilha, de Pendências, se mostram preocupados com o quadro. Dizem que recebem reclamações frequentes dos moradores das áreas mais baixas das cidades, de que havendo inverno em 2012 a inundação será maior do que em 2008 e 2009, considerando que a cada ano o rio fica mais obstruído.

Fonte: Jornal de Fato

Em tratamento contra câncer, Lula corta cabelo e barba

Por Equipe AE | Agência Estado
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cortou nesta quarta-feira (16) o cabelo e a barba, mantendo apenas o bigode, alterando uma imagem de décadas. A ex-primeira-dama Marisa Letícia foi quem raspou a barba e o cabelo de Lula, que se submete a sessões de quimioterapia em um tratamento contra um câncer na laringe.

Em nota, o Instituto Lula informa que o ex-presidente se antecipou à queda de cabelo decorrente do tratamento. A equipe médica do petista previa que, a partir desta semana, ele começaria a perder tanto a barba como o cabelo. O ex-presidente permaneceu nesta quarta-feira em seu apartamento em São Bernardo do Campo (SP), onde foi submetido a um exame de sangue pela manhã. Na próxima semana, o ex-presidente realizará a segunda sessão de quimioterapia no combate contra o câncer.

Fonte: Yahoo Notícias