i

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Ipanguaçu vence Prêmio Construindo a Nação 2013 apostando na formação de alunos e professores leitores




A cidade de Ipanguaçu, distante pouco mais de 200 km da capital potiguar, tem sido reconhecida nos últimos anos pelo êxito conquistado dentro das políticas de formação de leitores literários na educação básica. Premiações, certificações e visitas de comitivas de outras cidades têm consolidado-se cada vez mais no cenário dos serviços públicos ipanguaçuenses no que se refere à educação. Esses avanços estão intimamente ligados à leitura e à construção de uma Ipanguaçu melhor, uma Cidade que Lê. 

Nesse sentido, a Prefeitura de Ipanguaçu, representada pela Secretaria Municipal de Educação, é reconhecida com o 1º lugar do Prêmio Construindo a Nação 2013 na categoria das Políticas Públicas e Privadas, seguida da Indústria do Conhecimento SESI de Jardim Seriado (2º lugar) e da Secretaria Municipal de Educação de Bento Fernandes (3º lugar). O projeto vencedor foi o “Ipanguaçu, Cidade que Lê!”, criado em 2009 como instrumento de combate ao analfabetismo funcional e à carência de uma política pública concreta e responsável acerca da leitura e do texto literário nas escolas municipais. 

O projeto tem como principal objetivo oportunizar a educadores e educandos contatos efetivos com o texto literário, a fim de que através da literatura possam ressignificar suas vivências educacionais e seus processos de formação leitora em perspectiva e contexto cidadãos. Seus pressupostos teóricos giram em torno do conceito de leitura de Paulo Freire, das reflexões em torno da função da literatura estabelecidas por Antonio Candido e do ideal de escola preconizado por Celéstin Freinet. Suas atividades permeiam três campos: a cadeia docente (formação de mediadores de leitura), a cadeia discente (a formação de alunos leitores) e a cadeia familiar (a formação leitora das famílias). 

Constituem ações de relevância acentuada no contexto discente do projeto os círculos de cultura popular, a hora da leitura, os atos de leitura pública, as conferências em defesa das escolas leitoras, a semana de línguas, a semana do livro infantil, o seminário de escritores mirins, as sextas literárias, o chá literário, o fest leitura, entre outras atividades. Entre 2009 e 2012, muitas dessas ações tiveram projeção internacional, acalorando o debate em torno do fazer pedagógico da leitura nas escolas e garantindo à cidade de Ipanguaçu lugar de destaque entre os municípios brasileiros que compreendem a leitura como forma de libertação e desenvolvimento do povo. 

Para o Prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira, “a conquista é fruto de investimentos sérios e do compromisso assumido desde 2009 com a educação das crianças e jovens ipanguaçuenses, bem como com todos os professores da cidade. O trabalho da secretaria de educação é exemplar e tem sido reconhecido para além das fronteiras locais”. 

A Secretária de Educação, Profª. Jeane Dantas, afirma que “o projeto ‘Ipanguaçu, Cidade que Lê!’ tem sido motivo de infinitas alegrias desde sua elaboração. Os avanços no combate ao analfabetismo funcional, os professores investindo em suas formações, o alcance do IDEB e o aprendizado dos nossos alunos são algumas delas. O prêmio nos deixa muito felizes, mas não tanto quanto saber que é fruto de uma realidade”. 

O Coordenador de Leitura e Ensino, Prof. André Magri, comenta que “Ipanguaçu tem constituído-se como uma cidade que reconhece o valor da leitura na vida das pessoas e isso é um grande passo na busca por uma educação de qualidade. A premiação nos ajuda a refletir ainda mais sobre isso e a não desistir do sonho de uma cidade que lê. Um por todos e todos por uma Ipanguaçu de Leitores!”. 

O resultado do Prêmio foi divulgado pelo Instituto da Cidadania Brasil, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) / (FIERN) / Serviço Social da Indústria do Rio Grande do Norte (SESI/RN) em parceria com a Fundação Volkswagen e o Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), a premiação deverá acontecer entre março e abril de 2014. O Prêmio Construindo a Nação foi instituído com o objetivo de valorizar e destacar como exemplo ações empreendidas por escolas públicas e privadas, bem como iniciativas de outras instituições, em todo o Brasil, estimulando os alunos no diagnóstico e busca de soluções para problemas das comunidades onde as escolas estão situadas. O prêmio visa ainda valorizar o papel dos educadores no processo de formação dos seus alunos como cidadãos e estimular os estudantes a participar ativamente dos projetos de sua escola preparando-os na vida.


Prefeitura de Ipanguaçu confirma pagamento do 13º para está quarta-feira





O prefeito Leonardo Oliveira autorizou a contabilidade municipal, o pagamento do 13º salário aos servidores públicos do município para está quarta-feira (18). 

Segundo o Secretário de Planejamento e Administração, Silvio Nobre, dentro do planejamento, estará sendo quitando o décimo terceiro salário dos servidores do município, cumprindo desta forma os compromissos de priorizar o funcionalismo público. 

Serão injetados na economia municipal mais de R$426 mil. Segundo a Prefeitura do município o salário referente ao mês de dezembro dos servidores será quitado no dia 30 de Dezembro.

Festa de emancipação de Ipanguaçu tem início nesta quarta-feira com reunião dos prefeitos do G12

Programação do dia incluí, entrega de títulos de cidadão ipanguaçuense, feira de negócios e shows culturais. 

Tem início amanhã, quarta-feira dia 18, a Festa de 65 anos de Emancipação do Município de Ipanguaçu. A programação segue até o dia 24 deste mês.  

Dentro da programação que será vivenciada no primeiro dia das comemorações, está programada para às 17h da quarta-feira no auditório da I Feira de Serviços e Negócios montado na Praça de Eventos José Medeiros, a reunião com o Consórcio dos Prefeitos do Vale do Açu/RN, denominado de vale Unido – G12, a reunião contará com a presença dos gestores que compõe o consórcio, a promotora de Justiça de Ipanguaçu, Kaline Almeida, deputados,  além do Secretário Estadual de Segurança Pública, Aldair da Rocha. 

Segundo o Prefeito Leonardo Oliveira, a reunião tem por objetivo discutir um plano de combate ao grave problema da violência e insegurança que permeia a região, com ênfase para prevenção e o enfrentamento dos casos ocorridos, bem como colher informações acerca da demanda e da estrutura hoje existentes nos municípios para seu atendimento. “Estaremos propondo uma discussão a fim de definir estratégias de cooperação dos entes federados, para seu aperfeiçoamento e articular uma rede de proteção aos direitos dos cidadões, capaz de fazer frente aos desafios e perigos a que nossa sociedade está cada vez mais expostas em seu dia a dia. O Secretário de Segurança Pública, Aldair da Rocha, confirmou presença em nossa reunião, além dos prefeitos do consórcio”, fala o gestor.

Após a reunião, às 18h30min ocorre a solenidade de entrega dos títulos de Cidadão Ipanguaçuense. Aprovado pela Câmara de Vereadores, 26 nomes receberão a homenagem pelos relevantes serviços prestados ao município. Entre os nomes estão o da Deputada Federal, Fátima Bezerra, os Deputados Estaduais, Fernando Mineiro, Ricardo Motta, George Montenegro Soares e Betinho Rosado, além do Pároco da Cidade, Francisco Cesar Bessa e os médicos Drº. Fabio Fonseca e Drº. Marcio Gomes. 

Para que todas as atividades ocorreram na Praça de Eventos José Medeiros, está sendo montada toda estrutura da Iª Feira de Serviços e Negócios, que contará com a participação de 30 expositores dos diferentes segmentos do comércio local e regional, além de entidades públicas municipais, estaduais e federais. Toda a aérea contará ainda com acesso à Internet, praça de alimentação, serviços de limpeza, de informação e segurança. A abertura da Feira está definida para às 19h. A expectativa é de que mais de 3.500 pessoas passem no primeiro dia da feira. 


No Palco principal durante do evento, acontece ás 19h30min o V Fest Leitura, com o tema: “Vinicius de Morais – Poetinha do Brasil e do Mundo”, apresentado pelas escolas municipais, estaduais e programas socais. Às 21h a programação encerra-se com o Show do humorista, Kalberg Azevedo. 

Reginaldo Rossi respira sem ajuda de aparelhos e pressão é controlada

20131217-090830.jpgOs aparelhos para auxílio da respiração de Reginaldo Rossi foram retirados na tarde desta segunda-feira, de acordo com o médico responsável pelo atendimento do cantor, Jorge Pinho. Os sedativos foram suspensos desde o sábado e o Rei do Brega já reconhece familiares e mantém os primeiros contatos, mas ainda não conversou com os visitantes da UTI do Memorial São José, onde está internado.
“É uma grande vitória. Ele está sem tubos na garganta, sem aparelhos. Ele evoluiu muito de ontem para hoje”, comemora Pinho, que é amigo do Rei do Brega. Rossi está sem febre e com a pressão arterial controlada. Os exames laboratoriais apresentam melhora significativa, com destaque para as taxas de leucócitos, células ligadas à defesa do organismo. Ele ainda passa por sessões diárias de hemodiálise.
Internação – Reginaldo Rossi está internado na UTI do Hospital Memorial São José. Ele procurou a instituição de saúde no dia 27 de novembro, quando sentiu fortes dores no tórax e costas.

PF investiga lavagem e sonegação de aproximadamente R$ 400 milhões em Mossoró

A Polícia Federal no Rio Grande do Norte, em conjunto com a Receita Federal do Brasil e Ministério Público Federal, deflagrou na manhã desta terça-feira (17), a Operação Salt (“Salt” significa “sal” em inglês, fazendo referência à atividade do principal investigado, que é empresário do ramo salineiro no RN), visando desmantelar suposta organização criminosa voltada à prática de crimes tributários e lavagem de dinheiro.

A investigação, que durou aproximadamente seis meses, revelou que a organização criava empresas nos ramos da carcinicultura, tecelagem, salineiro, venda de veículos e combustível, encabeçadas pelos chamados “laranjas”, para o fim de sonegar tributos e promover a lavagem do dinheiro.

A fraude imputada à atuação do grupo criminoso gira em torno de R$ 400 milhões, número que pode ser ultrapassado após a análise dos documentos apreendidos nas sedes das empresas e das pessoas físicas envolvidas.

Foram investigadas 37 empresas e cumpridos 21 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal de Mossoró, nos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará e Pernambuco. Participaram da operação 88 policiais federais.