i

terça-feira, 3 de agosto de 2010

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL REALIZA FESTA DA BRINQUEDOTECA

Ontem (02) a Prefeitura Municipal de Ipanguaçu através da Secretaria de Assistência Social, realizou na comunidade agrovila Tabuleiro Alto, o “Arraiá da Brinquedoteca”.


“Com o objetivo de fazer com que as crianças da brinquedoteca envolvam-se e conheçam a cultura popular brasileira, realizamos um arraiá para que possam refletir individualmente e coletivamente sobre as distintas crenças e tradição do povo brasileiro”, conta a coordenadora de Atividades Sociais Educativas Junto as Famílias (ASEF), Maria do Socorro Gonzaga.

Durante o evento realizado com as crianças e mães do projeto, a Primeira dama e Secretária de Assistência Social, Cristina Oliveira. "As brinquedotecas é um espaço preparado para estimular as crianças a brincar, possibilitando o acesso a uma grande variedade de brinquedos, fazendo assim com que elas, criem um espaço de lazer", frisa Cristina. 

VACINAÇÃO CONTRA POLIOMIELITE INICIA NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA EM IPANGUAÇU

 Em Junho 1.316, cerca de 99,55% das crianças foram imunizadas.  

 A partir desta segunda-feira (09) as "Criancinhas" de Ipanguaçu deverão receber a segunda dose para combater a poliomielite.

As crianças de zero a cinco anos do município, como em todo o Brasil, vão receber a segunda dose da vacina contra poliomielite. A meta é que cerca de 95% das crianças sejam imunizadas. Na primeira dose que foi realizada no mês de Junho 1.316, cerca de 99,55% das crianças foram imunizadas.  
“As crianças que tomaram a primeira dose precisam receber a segunda dose. Elas poderão receber, além da vacina contra a poliomielite, doses de vacinas que estejam em atraso na caderneta, como tetra-valente (contra difteria, tétano, coqueluche), tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) e contra hepatite B”, conclui Canindé Bezerra.

A vacina contra a pólio é segura e os efeitos colaterais são extremamente raros.

A segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Pólio se encerra no dia 15 de setembro.
O Brasil é considerado um dos países livres da poliomielite, mas as campanhas continuam sendo desenvolvidas porque ainda existem países em que o vírus da poliomielite é bastante ativo. Com a facilidade de intercomunicação global entre pessoas, por meio de viagens rápidas entre os países, as pessoas de tais países podem acabar chegando ao Brasil com o vírus circulante da doença. Por isso é importante que os pais se conscientizem da importância de proteger seus filhos de 0 a 5 anos dessa doença, que causa a paralisia infantil.

Para que uma região seja declarada livre da poliomielite, deve-se ter pelo menos três anos livre ou sem nenhum caso de pólio e o país deve ter capacidade de detectar, notificar e reagir aos casos de pólio

A DOENÇA - A Poliomielite (Pólio) é uma doença altamente contagiosa provocada por um vírus que invade o sistema nervoso através da boca e multiplica-se no intestino, provocando paralisia numa questão de horas. Os sintomas iniciais são: febre, fadiga, dores de cabeça, vômitos e rigidez no pescoço e dores nos membros. Uma em cada 200 infecções conduz a uma paralisia irreversível (geralmente nas pernas). Entre os que ficam paralisados, 5 a 10% morrem quando os músculos que permitem a respiração ficam imobilizados.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE IPANGUAÇU REALIZARÁ SEMANA DO ESTUDANTE NAS ESCOLAS MUNICIPAIS

A Secretária de Educação, Jeane Dantas Bezerra, reuniu coordenadores, professores e diretores escolares para discutir o projeto voltado à semana do estudante deste ano.

O projeto: "Coração de Estudante, Resgate Cultural" será desenvolvidos pelas escolas municipais de 09 à 13 de agosto, a coordenadora pedagógica, Cássia de Fátima Melo é uma das responsáveis pelo projeto. Segundo Cássia, o projeto foi elaborado com a proposta de desenvolver atividades que propicie aos educandos o resgate e a valorização da cultura incentivando a leitura de contos regionais, lenda, advinha e vivencia das demais expressões culturais, esses conhecimentos serão trabalhados por meio de oficinas diversas, concursos, gincanas culturais, aula passeio, entre outras atividades que proporcionem reflexões e momentos de lazer e aprendizagem, sempre valorizando e ampliando o conhecimento do alunado.

“A ideia principal é poder desenvolver as habilidades artísticas através de apresentações realizadas junto ao estudante, podendo assim valorizar a cultura popular da comunidade por meio das tarefas desenvolvidas no projeto” conclui a coordenadora.

Adesão ao GEEMPA

A Secretaria de Educação de Ipanguaçu também fez a adesão ao Grupo de Estudos sobre Educação, Metodologia de Pesquisa e Ação (GEEMPA). Conforme Jaciaria Morais, coordenadora do grupo de estudos, o GEEMPA é uma empresa de origem gaúcha que tem a finalidade de melhorar a qualidade da educação nos municípios que por ventura apresentem problemas como Correção de Fluxo Escolar na Alfabetização, o que segundo a coordenadora Ipanguaçu convive com essa realidade. O problema da Correção de Fluxo é considerado quando ocorre a distorção do aluno idade-série.



* Com informações de Cassimiro Jr.

SECRETARIA DE SAÚDE DE IPANGUAÇU PARTICIPA DA REUNIÃO DO COLEGIADO GESTOR REGIONAL DO VALE DO AÇU

A secretária de Saúde de Ipanguaçu, Sumaira Fonseca, e a coordenadora de regulação, Sophia Italina, estiveram hoje (03) na cidade de Angicos para uma reunião do Colegiado Gestor Regional do Vale do Açu. Segundo as informações passadas pelo secretário adjunto, Canindé Bezerra, a reunião teve como pauta principal a Programação Pactuada Integrada – PPI, o Sistema de Regulação - SISREG e capacitação sobre os programas da saúde.

A Programação Pactuada e Integrada da Assistência em Saúde é um processo instituído no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS, onde em consonância com o processo de planejamento são definidas e quantificadas as ações de saúde para população residente em cada território, bem como efetuados os pactos intergestores para garantia de acesso da população aos serviços de saúde. 

“O objetivo é organizar a rede de serviços, dando transparência aos fluxos estabelecidos e definir, a partir de critério e parâmetros pactuados, os limites financeiros destinados à assistência da população própria e das referências recebidas de outros municípios”, conta Canindé Bezerra. 

Governo inicia construção de centros profissionalizantes


O Governo do Estado, através da Secretaria da Infra-Estrutura (SIN), iniciou as obras para a construção dos três primeiros centros profissionalizantes do Rio Grande do Norte. A previsão é que até o final do ano seja dada a ordem de serviço para a implantação de mais sete centros de educação profissional.

Os municípios contemplados nesta primeira etapa são: Mossoró, Alto do Rodrigues e Parnamirim. A construção de cada centro está orçada em cerca de R$ 5,5, recursos do Governo Federal em parceria com o Governo do Estado. As obras, que já foram iniciadas, estão na fase da terraplanagem. O prazo para conclusão das novas unidades é de 10 meses.
Segundo o secretário da Infra-Estrutura (SIN), Dâmocles Trinta, o governo trabalha para antecipar o cronograma com o objetivo de entregar os centros o mais breve possível. “Estamos empenhados em cumprir os prazos e até antecipar o cronograma. Nos próximos trinta dias estaremos iniciando as obras de mais dois centros no município de São Gonçalo do Amarante”, anuncia Dâmocles.
Até o final do ano, o Governo do Estado deve abrir concurso público para professor a fim de colocar em funcionamento os centros de educação profissional e tecnológica. “Escolas como essa precisam de professores especializados, por isso precisamos realizar esse concurso”, frisou o governador.
Estrutura
Cada centro terá 10 salas de aula com capacidade para atender 1.500 alunos; três laboratórios; salas para coordenação; anfiteatro com capacidade para 400 pessoas; quadra de esportes e será dotado de estrutura de banheiros e refeitório.
Os 10 centros profissionalizantes serão implantados em Mossoró, Alto do Rodrigues, Natal (no conjunto Parque dos Coqueiros e no bairro Pitimbu), São Gonçalo do Amarante (nos bairros Golandim e Santo Antônio), Tibau, Extremoz e Ceará-Mirim. As escolas profissionalizantes serão dotadas de toda infra-estrutura necessária para o aprendizado teórico e prático de segmentos profissionais como computação, mecânica e informática.
Em Mossoró, a unidade de ensino será construída em terreno cedido pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), no bairro Costa e Silva. Ali, serão oferecidos cursos de biocombustível, petróleo e gás, segurança do trabalho e edificações, levando em conta a vocação econômica da região. A unidade terá capacidade para qualificar mais de 7.000 pessoas não só de Mossoró, mas de toda a região Oeste.

Fonte: Robson Pires