i

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Fátima Bezerra será a coordenadora geral da campanha de Mineiro

 
Na reunião do Diretório Municipal do PT, realizada na manhã do último sábado (21), no auditório da Assembleia Legislativa, a deputada federal Fátima Bezerra foi escolhida como coordenadora geral da campanha do deputado estadual Fernando Mineiro, pré-candidato da legenda a prefeito de Natal.Fátima avaliou que o cenário político é favorável ao PT e fez uma previsão positiva ao afirmar que o partido deverá aumentar sua presença nas prefeituras e nas câmaras municipais nestas eleições. Em Natal, a despeito da dificuldade do pleito, petistas acreditam que a insatisfação popular com a administração do PV abre espaço para a candidatura de Mineiro.O empenho de Fátima Bezerra é considerado decisivo para o crescimento da candidatura de Fernando Mineiro. Ela é a maior eleitora do PT no RN, especialmente em Natal, fruto do recall das quatro eleições que disputou para prefeita da capital. Mineiro, apesar de ter sido vereador e estar em seu terceiro mandato de deputado estadual, ainda é pouco conhecido pela população. Daí necessitar que Fátima o “apresente” ao eleitorado.
Fonte: Nominuto

Festa de São José Operário tem incio nesta quarta-feira

A comunidade de Arapuá dará inicio nesta quarta-feira(25) a festa do padroeiro São José Operário, a festa segue até o dia 01 de maio. Veja a programação completa aqui.


Ministro do Esporte realiza nova visita à Arena das Dunas

Dando continuidade ao programa de visitas criado para promover avaliações periódicas às Cidades-Sede da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, estará em Natal nesta terça-feira (24), às 8h30, visitando o canteiro de obras da Arena das Dunas, estádio que receberá jogos do mundial de futebol.
Acompanhado do secretário da Secopa RN, Demétrio Torres, o ministro Aldo Rebelo irá assistir a uma apresentação do andamento do cronograma de obras do estádio e em seguida visitará pessoalmente o canteiro. Ao final da programação, Rebelo receberá a imprensa em entrevista coletiva.
Na sua última visita a Natal, em fevereiro deste ano, o Ministro elogiou o empenho do Governo do Rio Grande do Norte na preparação para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 e destacou a evolução das obras dentro do cronograma estabelecido em 2010 e aprovado pela entidade máxima do futebol.

Programa vai levar 20 mil estudantes ao exterior ainda este ano

Projeto está com inscrições abertas até o próximo dia 30, com bolsas de estudo em países como o Canadá, a Bélgica, Portugal e a Espanha.

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (23) que o programa Ciência sem Fronteiras deve levar, ainda este ano, 20 mil estudantes ao exterior para cursos de graduação, doutorado e pós-doutorado. O programa está com inscrições abertas até a próxima segunda-feira (30), com bolsas de estudo em países como o Canadá, a Bélgica, Portugal e a Espanha. A meta do governo é selecionar 101 mil estudantes até 2014.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma avaliou o Ciência sem Fronteiras como uma das iniciativas mais importantes do governo. Ela lembrou que os estudantes selecionados terão contato com o que há de mais avançado em ciência e tecnologia. Os cursos escolhidos devem ser nas áreas de ciências exatas, ciências médicas, ciência da computação e engenharia.

“Quando esses estudantes voltarem, vão trazer conhecimento para aplicar aqui no Brasil e vão ajudar a nossa indústria e o governo a fazer tecnologias novas e a provocar processos de inovação dentro das empresas”, disse.

Segundo ela, o país já conta com quase 3.700 estudantes no exterior iniciando os cursos. Até o fim de abril, a meta é selecionar 10.300 bolsistas e, até junho, mais 6 mil bolsistas, totalizando 20 mil alunos beneficados.

A presidenta explicou que, para ser escolhido, o estudante deve conseguir mais de 600 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Uma premiação nas chamadas olimpíadas do conhecimento também pode ajudar a garantir uma vaga. É preciso ainda falar o idioma do país e ter boas notas, já que as universidades estrangeiras têm um processo interno de seleção bastante rigoroso.

“O critério de escolha do Ciência sem Fronteiras é o do mérito, que leva em conta o desempenho e o esforço do estudante. Com isso, estamos abrindo oportunidade a todos, inclusive para aqueles alunos de famílias pobres e que jamais conseguiriam pagar os custos de estudar no exterior”, concluiu.


Por Paula Laboissière, Agência Brasil