i

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

ACIDENTE COM VITIMA FATAL NA RN-018 PROXIMO A FINOBRASA

Fonte:  http://www.focoelho.com

Um acidente com vitima fatal na RN-018 mas precisamente na entrada da finobrasa Ipanguaçu por volta das 13:40hs; envolvendo duas motos, uma YBR preta de placas MYE 1706 pilotada por Alexandre da Silva, 28 anos solteiro residente no Sitio São José, e uma titan azul de placas MZH 3180 tendo como condutor  a pessoa de Clovis Ferreira da Silva.


Segundo informações o condutor da titan azul(Clovis) saia da finobrasa e Xande seguia Ipanguaçu ao Sitio São José onde residia.


Clovis deu entrada no hospital regional de Assu e foi transferido para mossoró.


Alexandre da Silva, 28 anos(vitima fatal) 




















Moto em que Xande(vitima fatal) conduzia







Moto pilotada por Clovis Ferreira da silva

Prefeito Leonardo Oliveira comemorará seu aniversário com o povo ipanguaçuense

Prefeito Leonardo Oliveira(PT), festejará seu aniversário. 
Neste sábado (06), o prefeito Leonardo Oliveira, completara mais um ano de vida, para comemorar o prefeito participará de uma missa em ação de graça, pelo seu aniversário, que acontece na Igreja matriz de Nossa Senhora de Lourdes, no centro da cidade, às 9hs. Logo após a missa segue para os estúdios da Rádio Princesa do Vale, onde participará do Programa Registrando, das 12 ás 13hs, que é comandado pelo radialista José Regis.


Em seguida o prefeito comemorará o seu aniversário junto a amigos, familiares e toda a comunidade ipanguaçuense, que é convidada para festejar junto ao chefe do executivo municipal, no sitio Olho D’água, no balneário do Serginio, com um churrasco.

Programação neste sábado(06):

09h00min – Missão em ação de graça por mais um aniversário do Prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira.

12h00min as 13h00min – Participação do prefeito Leonardo Oliveira, no programa, Registrando da Rádio Princesa do Vale.

13h30min – Comemoração pelo aniversário do Prefeito Leonardo Oliveira, que
acontecerá no Balneário de Serginio, com um churrasco.


Todos são convidados para estarem presentes nesta programação.


Veja a Biografia do Prefeito (AQUI)



Sexta Literária é lançada pela Prefeitura de Ipanguaçu


A Prefeitura de Ipanguaçu, através da Secretaria de Educação do município, realizou hoje a Iª Sexta Literária: Leitura viva na praça. O evento faz parte do projeto “Ipanguaçu Cidade que Lê”.

A Secretária de Educação, Jeane Dantas, enalteceu que a Sexta Literária proporcionará aos alunos uma maior interatividade fora da sala de aula, criando novas formas de leitura, e contou que o prefeito Leonardo Oliveira, incentivou ainda mais após a realização do evento.  

A coordenadora da educação infantil,Amailza Fonseca,  explicou que o evento acontecerá sempre na Praça Nossa Senhora de Lourdes, no centro da cidade, contando com a participação de alunos e professores das escolas públicas municipais, a Sexta Literária contou nesse primeiro momento com as escolas, Nelson Borges Montenegro, da agrovila Picada; e a Escola Manoel Ivo Ribeiro da comunidade de Japiaçu.

A professora da escola de Japiaçu, Marcia Maria de Siqueira, frisa que o principal objetivo da Sexta Literária é formar cidadãos capazes de compreender os diferentes tipos de textos com os quais se defrontam, determinando a forma de como o leitor deve-se posicionar frente ao texto. "Os nossos alunos vão conhecer os mais diversos tipos de textos e, a tendência comum é de que eles possam ser conquistados pela leitura", disse Márcia Maria.

Veja as fotos:








   

Crianças com necessidades especiais ou super dotados comemoram o dia das crianças

A Secretaria Municipal de Educação realizou hoje sexta-feira (05), a festa das crianças da sala multifuncional do centro da cidade, que funciona no Centro Integrado da Cidadania (CIC). As mais de 10 crianças participaram da festa que comemorou o dia da criança.
Francineide Amorim, responsável pela sala conta que a festa é bem importante para as crianças, que momentos como este incentiva as crianças nas atividades da sala. A festa contou com a participação da secretaria de educação, Jeane Dantas; a coordenadora de educação especial Mara Núbia; e Rayanne Ribeiro e Rayllivia que ajudaram na organização da brincadeira.



Alunos do ProJovem de Ipanguaçu ganham oficinas de esportes e lazer

Na foto, João Batista e a orientadora social do Projovem. Cristianne Betânia.

Além de contar com oficinas de teatro e dança, agora, os alunos do Projovem de Ipanguaçu também vão participar de oficinas de esportes e lazer, com o experiente oficineiro João Batista da Silva, "Batista de Coqueiro",que por sinal iniciou sua nova empreitada nesta manhã(5), no CIC.

A nova oficina, é considerada uma excelente novidade agregada as demais existentes e vai tornar os alunos cada vêz mais cidadãos, preparados fisicamente e psicologicamente para enfrentar o mundo conturbado das mais diversas maneiras.
O trabalho de João Batista, enquanto oficineiro, promete levar um novo conceito de esporte e lazer para o município.

Ao contrário de disputas acirradas e "competições sangrentas", Batista defende uma metodologia de trabalho em que se deve valorizar as questões humanas dos jovens, por meio da inserção de palestras, brincadeiras, e jogos recreativos e não competitivos.

Fonte: Cassimiro Júnior.

Escolinha cidadã recebe a visita de profissionais da saúde


O projeto “Escolinha Cidadã” da gestão do prefeito Leonardo Oliveira, vem crescendo a cada dia. Quem esta a frente é a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, que realizou ontem (04) em parceria com a Secretaria de Saúde, uma ação voltada para a saúde bucal, com palestras e aplicação de flúor.


A escolinha que conta com mais de 220 crianças se reúnem semanalmente no estádio municipal Joacy Fonseca, onde realizam praticas esportivas e sócio educativas.


Segundo, a nova diretora do Posto Tiburcio Freire da Silveira, Ozilene da Silva, o objetivo do evento é levar às crianças noções de higiene bucal, aproveitando para fazer a aplicação de flúor, “Pretendemos conscientizá-las para a importância da prevenção e dos cuidados que se deve ter com a boca”, ressaltou.

Ozilene complementa falando que a secretaria de saúde vai agendar uma próxima visita, para fazer a imunização, nas crianças e adolescente que estão com a carteira de vacina atrasada. As atividades no estádio contaram com a participação das auxiliares de odontologia, Francimaira Lopes, e Antonia Marici.

Brasil tem o maior progresso

Clique para Ampliar
Segundo o coordenador do relatório no Brasil, Flávio Comim, a expectativa de vida no País aumentou em três anos 
FOTO: ELZA FIÚZA/ABR
País é o 73º lugar na lista de desenvolvimento humano da ONU, mas fica abaixo da média da América Latina e Caribe
Brasília. O Brasil ocupa a 73ª posição no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), em uma lista que traz 169 países. A colocação indica que o país apresenta desenvolvimento humano elevado, de acordo com relatório divulgado nesta quinta pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). A categoria superior a essa, e máxima, é a dos países de "desenvolvimento humano muito alto".

O Brasil foi o país que mais avançou no ranking. Foram quatro pontos a mais em comparação a 2009. Um desempenho significativo, sobretudo diante do cenário de estagnação revelado pelo estudo. Dos 169 países analisados, 116 mantiveram a posição apresentada em 2009 e 27 tiveram desempenho pior.

O País alcançou índice 0,699. Noruega, a primeira colocada, 0,938. O pior indicador foi do Zimbábue: 0,140. Apesar da evolução durante o ano, o Brasil continua a exibir um IDH menor do que a média da América Latina e Caribe, que é de 0,704.

Entre os países que mais progrediram em décadas recentes estão os de crescimento "milagroso" como China, que subiu oito pontos nos últimos cinco anos, indo para o 89º lugar, assim como a Indonésia e a Coreia do Sul.

O IDH é composto por três dimensões: educação, saúde e renda. Na saúde, a variável usada ainda é a expectativa de vida. Mas, segundo novos critérios, o estudo leva em conta a Renda Nacional Bruta per capita e os "anos médios de estudo" (número médio de anos de educação recebidos por pessoas com 25 anos ou mais) e os "anos esperados de escolaridade" (número de anos de escolaridade que uma criança em idade escolar espera receber).

A mudança no cálculo do IDH provocou a exclusão de 17 países, para os quais não havia, segundo o Escritório do Relatório de Desenvolvimento, dados disponíveis, entre eles Líbano e Cuba. No caso de Cuba, não havia dados sobre renda per capita. No do Líbano, faltavam dados sobre escolaridade.

O relatório do Pnud calculou o "novo IDH" para o Brasil desde o ano 2000. Segundo Flávio Comim, coordenador do relatório no Brasil, o país apresentou avanços importantes em dez anos. "A expectativa de vida aumentou em quase três anos (de 70,19 anos para 72,93 anos)", lembrou Comim.

Entraves

O que ainda amarra a colocação brasileira é a educação. Ao longo dos últimos cinco anos, o número de anos escolares esperado caiu de 14,5 para 13,8.

A comparação com alguns países vizinhos também é desfavorável. A estimativa é de que um brasileiro viva menos 5,9 anos, tenha média de escolaridade 2,5 anos menor e consuma 28% menos do que uma pessoa nascida no Chile, o 45º no ranking. Argentina, Uruguai, Panamá, México, Costa Rica, Peru também apresentam melhor classificação: 46º, 52º, 54º, 56º, 62º e 63º, respectivamente.

Ao longo da década, o Brasil apresentou um crescimento médio anual de 0,73% no IDH. Um ritmo considerado muito bom. Mas, entre grupo de países de alto desenvolvimento humano, há exemplos de velocidade significativamente maior. O Casaquistão, por exemplo, cresceu 1,51% e Azerbaijão, 1,77%. A Romênia, com ritmo de crescimento de 1,06%, estampa a diferença que tal índice pode provocar. Em 2005, o país dividia com Brasil a mesma colocação. Agora, ele ocupa o 50º lugar no ranking, 22 à frente, portanto, do Brasil.

De acordo com o indicador, a maior desigualdade no Brasil é registrada no rendimento: a perda provocada pelas diferenças nesta área seria de 37,6%.

Os números do relatório, no entanto, mostram que a desigualdade, embora marcante no Brasil, vem caindo na última década. Caso o IDH fosse aplicado em 2000, a perda do Brasil seria de 31%. Em 2005, esse índice cairia para 28,5%.

Ranking
1. Noruega
2. Austrália
3. Nova Zelândia
4. Estados Unidos
5. Irlanda
45. Chile
73. Brasil
75. Venezuela
168. Congo
169. Zimbábue

Fonte: Diário do Nordeste  

Professores de Ipanguaçu participarão de formação do projeto UCA

Secretaria Municipal de Educação de Ipanguaçu enviara três professores que serão multiplicadores onde conterão informações sobre o Projeto UCA - Um Computador por Aluno.

A formação esta prevista para acontecer as 08h30min na Secretaria de Educação a Distancia (SEDIS) na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal. Segundo a professora, Poliana Rocha, uma das pautas é a formação continuada com os professores da escola que recebera o projeto e com se encontra a situação física da escola. Lucimaira Araujo e Iany Regina acompanharão junto a Poliana as instruções a serem recebidas para que elas possam ser multiplicadoras desta formação, no município.   

Poliana Rocha, conclui dizendo que na quarta-feira, 28 de outubro, a Secretaria de Educação recebeu uma equipe de três professores da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), que querem realizar parceria com a Prefeitura de Ipanguaçu para expandir e melhorar a formação dos professores dentro do projeto UCA.