i

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Fátima parabeniza escola pública de Ipanguaçu vencedora do Prêmio Construindo a Nação

A deputada federal Fátima Bezerra (PT), coordenadora da Frente Parlamentar do Livro e da Leitura na Câmara dos Deputados, parabeniza a Escola Municipal Adalberto Nobre de Siqueira, localizada na zona rural de Ipanguaçu, no Assentamento Tabuleiro Alto, por ter conquistado pela 3ª vez o Prêmio Construindo a Nação.


Na condição de coordenadora da Frente quero saudar alunos, professores, a direção da escola, a secretária municipal de Educação, Jeane Dantas e o prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira pelo empenho e dedicação na conquista de mais um prêmio para essa escola que já é referência nacional devido suas políticas de incentivo à leitura. Iniciativas exitosas como essa merecem ser saudadas, assim como nos estimula a lutar cada vez mais por mais recursos para fortalecer e ampliar as políticas públicas de incentivo ao livro e a leitura no nosso país”, disse a deputada Fátima.

A Escola Adalberto Nobre de Siqueira foi premiada pela realização da 4ª "Semana de Línguas", com o tema "De Caminha a Lobato: a evolução da Literatura Brasileira". A escola este ano conquistou o 3º lugar na categoria "Ensino Fundamental".

O Prêmio Construindo a Nação 2012 é uma ação conjunta do Instituto da Cidadania Brasil, Confederação Nacional da Indústria – Conselho Temático Permanente de Responsabilidade Social, SESI e parceiros nacionais – Fundação Volkswagen, e Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED). 

Escola pública rural de Ipanguaçu é vencedora pela 3ª vez consecutiva do Prêmio Construindo a Nação



Uma escola pública localizada na zona rural de Ipanguaçu, no Assentamento Tabuleiro Alto, distante mais de 20 km do centro da cidade de Ipanguaçu, receberá pela 3ª vez o Prêmio Construindo a Nação, desta vez referente à edição 2012. O resultado foi divulgado pelos organizadores da premiação nesta semana.

A Escola Municipal Adalberto Nobre de Siqueira tem sido reconhecida e premiada nacionalmente por suas políticas de incentivo à leitura literária. Dessa vez, a escola foi premiada pela realização da 4ª "Semana de Línguas", com o tema "De Caminha a Lobato: a evolução da Literatura Brasileira". O Prêmio Construindo a Nação 2012 configura-se, assim, como a 12ª conquista certificação/premiação da escola no triênio 2010-2012 com ações de incentivo à leitura de literatura na escola entre os alunos, principalmente os que compõem o segmento das séries finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano).

O educador em língua portuguesa André Magri, de apenas 21 anos, é o idealizador do projeto, e conta com total suporte da Prefeitura de Ipanguaçu, através da Secretaria Municipal de Educação, que vem somando resultados positivos para a educação pública ipanguaçuense. O professor nos diz que o projeto nasceu em 2009, quando foram constatadas grandes deficiências na aprendizagem dos alunos, e um grande desapego quanto aos estudos da nossa língua materna e às atividades de leitura e escrita, além de uma forte descrença no potencial transformador da escola. "Hoje, não somos uma escola sem problemas com a leitura. Mas somos uma escola que inquieta-se com os problemas e procura soluções criativas, dinâmicas e politizadas para resolvê-los. Esse é o nosso diferencial, e é por isso que notamos grande evolução no desenvolvimento dos nossos alunos: desde os posicionamentos argumentativos na oralidade até à melhoria significativa nas práticas de escrita reflexiva", comenta o professor. 

Além de fomentar a prática da leitura literária, o projeto pedagógico, realizado desde o ano de 2010, visa incentivar entre os alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental as práticas reflexivas de escrita e cultivar o apego pelas diferentes manifestações artísticas e culturais.

A escola este ano conquistou o 3º lugar na categoria "Ensino Fundamental", que envolveu toda a comunidade escolar. A unidade de ensino é a única escola que permaneceu no ranking das melhores iniciativas da Educação Básica no segmento do Ensino Fundamental, comparando-se as edições de 2011 e 2012, o que comprova o êxito das ações desenvolvidas na escola quanto ao incentivo da leitura literária entre crianças e adolescentes, experiência essa inédita, já que é a única que tem como foco de trabalho o texto literário.

"Nossa emoção é gigante! Não simplesmente por mais uma premiação, mas por saber que continuamos no caminho certo pela construção de uma escola de alunos livres, que pensam e são livres para construir sua felicidade. Não importa tanto assim a classificação, quando temos a alegria de saber que somos a única escola que permaneceu no ranking, em relação a 2011, e de quebra com a única experiência de todas as premiadas que teve como foco a literatura. Isso é maravilhoso!"

Para a Secretária de Educação Jeane Dantas, o município fica feliz pela conquista de mais um premio e pelas mudanças positivas nas vidas dos estudantes, “A Escola de Tabuleiro Alto já provou que tem competência quando o assunto é a leitura literária, e nossa felicidade é a mesma das crianças, dos adolescentes, dos professores e das famílias que mais vez conseguiram nova façanha dentro da educação pública municipal da nossa cidade.” 

Já para o Prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira, a premiação da escola é sinal de uma gestão municipal comprometida com a criança e com o adolescente, e com a educação de todos. "Ficamos muito contentes com o desempenho das escolas municipais, pois são muitos os trabalhos belíssimos que conhecemos. A Escola Adalberto Nobre de Siqueira tem um carinho muito forte pela leitura e pelos livros, e com a dedicação dos profissionais que lá trabalham, a força dos alunos e das famílias, e o apoio da nossa gestão, a instituição tem sido reconhecida pelo Brasil todo, através das atividades que desenvolve com a literatura".

O Prêmio Construindo a Nação 2012 é uma ação conjunta do Instituto da Cidadania Brasil, Confederação Nacional da Indústria – Conselho Temático Permanente de Responsabilidade Social, SESI e parceiros nacionais – Fundação Volkswagen, e Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED). As premiações ocorrerão entre março e abril de 2013 em local, data e horário a serem posteriormente divulgados.

Inscrições para o Sisu começam em 7 de janeiro


Os estudantes que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtiveram nota maior que zero na redação poderão se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) a partir do dia 7 de janeiro de 2013. Com o Sisu, o estudante concorre a uma vaga para cursos de universidades e institutos federais de ensino superior.
O Ministério da Educação ainda não divulgou o número de vagas disponíveis para o primeiro semestre de 2013. No segundo semestre de 2012, foram oferecidas 30 mil vagas.
De acordo com o cronograma do Sisu, publicado nesta quarta-feira (26) no Diário Oficial da União, as inscrições vão até as 23 horas e 59 minutos do dia 11 de janeiro de 2013 (horário de Brasília) e devem ser feitas exclusivamente pela internet, no portal do Sisu.
Uma vez inscrito no Sisu, o candidato concorre a vagas em dezenas de instituições públicas cadastradas em todo o país. Para a seleção do primeiro semestre de 2013 valerá a nota do Enem 2012, cuja divulgação, segundo o MEC, será feita nesta sexta-feira (28).

Projeto de lei prevê penas mais duras para usuários de drogas


O Congresso deve votar em fevereiro um polêmico projeto de lei que aumenta a pena mínima para quem for pego com drogas, além de estabelecer internação compulsória para desintoxicação e o credenciamento de comunidades terapêuticas junto ao Ministério da Saúde.
Críticos enxergam nas mudanças o risco de punir desproporcionalmente usuários e pequenos traficantes que vendem para sustentar o próprio vício, mas o autor da proposta, deputado Osmar Terra (PMDB-RS), argumenta que endurecer a lei é o que a “sociedade brasileira, que vive o drama das drogas, deseja”.
O projeto, que tem grandes chances de ser aprovado em regime de urgência no plenário, já passou, por unanimidade, pela Comissão Especial do Sistema Nacional de Políticas sobre Drogas.
Robson Pires

Júlia Arruda assume presidência da Câmara a partir de hoje


Segunda vice-presidente da Câmara Municipal de Natal, a vereadora Júlia Arruda (PSB) assumirá a presidência nesta reta final de 2012, quando o primeiro vice-presidente, Ney Junior, ficará como prefeito.
A situação ocorre com a renúncia de Edivan Martins no início da tarde desta quarta-feira (24), véspera de Natal, em entrevista ao vivo em emissora de TV local.

Inscrições para o PSV da UERN terminam hoje

uern_placas_2Termina hoje o prazo de inscrição no Processo Seletivo Vocacionado (PSV 2013) da UERN. As inscrições podem ser feitas pela internet até às 23h59 desta quarta-feira (26). São 2.602 vagas.
O valor da taxa de inscrição é de R$ 110,00 (cento e dez reais).
O boleto gerado até as 23h59 de hoje poderá ser pago até o dia 28 de dezembro de 2012. O candidato pagante, para confirmar sua inscrição, deverá realizar o pagamento da taxa exclusivamente por meio de boleto bancário, pagável nas agências bancárias e casas lotéricas. A COMPERVE fica isenta de qualquer responsabilidade sobre pagamentos extemporâneos.
O PSV 2013 será aplicado, simultaneamente, nos municípios de Mossoró, Assu, Pau dos Ferros, Patu, Natal e Caicó. Uma das novidades é a abertura de 50 vagas para o curso de Ciência e Tecnologia, ofertado no Campus de Natal. As provas serão realizadas nos dias 03 e 04 de março de 2013

Fábrica de briquetes já está com as máquinas instaladas


Fábrica de briquetes já está com as máquinas instaladas
A instalação do maquinário  foi concluída nesta segunda-feira (18), depois de quase 20 dias de trabalho.  De acordo com o coordenador do Projeto Caatinga Viva no âmbito do IFRN, Marlon Dantas, a previsão é de que até meados de abril do próximo ano a fábrica comece a funcionar. 

 “Esperamos entrar em operação já capazes de produzir o mais próximo possível da  nossa meta de 400 toneladas por mês de lenha ecológica”, informou Marlon, que é engenheiro do Câmpus Ipanguaçu, onde a fábrica está sendo construída.   

Joni Jansen, técnico da Lippel, empresa fabricante dos equipamentos, explicou que cada máquina e acessório instalado receberá uma pintura especial, com proteção contra a corrosão e as altas temperaturas inerentes ao processo de produção dos briquetes.  

“Provavelmente em março, quando a instalação elétrica industrial estiver concluída, eu voltarei aqui para testar os equipamentos e fazer os ajustes que se mostrarem necessários”, explicou o técnico, que também treinará os integrantes da empresa participante do programa de incubação do Câmpus Ipanguaçu que irá gerir a usina, além de servidores do próprio IFRN ligados ao projeto. 

Além da instalação elétrica, falta concluir os acabamentos no galpão de 900 m², como o fechamento de parte superior das paredes, a pavimentação do pátio de manobras de caminhões, os portões e o piso.  Até agora, foram investidos cerca de R$ 1,2 milhão na biofábrica, que tem como objetivo oferecer um combustível alternativo para as empresas da região do Baixo-Açu que utilizam lenha retirada da caatinga para alimentar seus fornos.

A lenha ecológica será obtida através da compactação e adensamento ligno-celulósico dos resíduos da produção de cera de carnaúba, de podas urbanas e de matéria-prima plantada exclusivamente para fins energéticos, como o capim-elefante.  "A nossa ideia é basear a maior parte da produção na palha de carnaúba por ela ser uma excelente matéria-prima farta na região, o que barateará o custo do produto final.  O capim-elefante será usado apenas como reserva estratégica para a eventualidade de uma quebra se safra que pode comprometer o fornecimento da palha", explicou o coordenador técnico do Projeto, o pesquisador Sílvio Tavares, da Embrapa Solos.

O Projeto Caatinga Viva é patrocinado pelo Programa Petrobras Ambiental.
Fonte: IFRN