i

terça-feira, 9 de março de 2010

PROJETO ESPERANÇA


A Prefeitura de Ipanguaçu não cessa esforços em favor dos mais necessitados de nosso município. E é nessa perspectiva que foi realizada hoje uma reunião para definirem os últimos detalhes para implantação do Projeto Esperança que beneficiará muitas crianças e jovens de Ipanguaçu. Em muito breve ele estará em pleno funcionamento. Aguardem!




POLIANA ROCHA
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE IPANGUAÇU/RN

PUBLICIDADE:

REUNIÃO DA COMISSÃO PRÓ-SELO


 Hoje pela manhã ocorreu a primeira reunião com a equipe  pró-selo que serão os articuladores de todo o processo do Selo Unicef – Edição 2009-2012. A reunião contou com a participação de membros dos diversos segmentos e foi coordenada pelo articulador geral, Fernando Neto, que repassou todas as orientações necessárias para o início dos trabalhos. A referida comissão a partir de agora se reunirá periodicamente para traçarem metas em defesa das políticas públicas que favoreçam uma melhor qualidade de vida para nossas crianças e adolescentes e assim conquistarmos mais um selo. Boa sorte a todos!

POLIANA ROCHA
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
PREFEITURA DE IPANGUAÇU/RN

PUBLICIDADE:


MULHERES IPANGUAÇUENSES SÃO HOMENAGEADAS NO DIA INTERNACIONAL DA MULHER


Alegria, descontração, orgulho e muita dedicação. Foi assim a comemoração dos 100 anos do Dia Internacional da Mulher nesta segunda-feira no clube municipal, em Ipanguaçu. O evento realizado pela Prefeitura Municipal através da secretaria de Cultura e Turismo realizou uma noite especial para todas as mulheres do município.

O encontro contou com grande numero de mulheres entre elas a Primeira Dama Cristina Oliveira, vice-prefeita Professora Vera Lucia, Secretária de Educação Professora Jeane Dantas, Sec. de Administração Fernanda Cristina, Sec. de Saúde Sumaira Fonseca entre outras grandes mulheres de garra da cidade

O prefeito Leonardo Oliveira e a Primeira Dama Cristina Oliveira parabenizaram todas as mulheres Ipanguaçuenses. O prefeito parabenizou também pelos os passos que a mulher vem desenvolvendo na sociedade, e que ainda o sonho da mãe mulher Ipanguaçuenses de ter o seu filho na Maternidade Marola Caldas, que há anos esta fechada, ainda se tornará realidade e que a administração está atrás desse grande sonho que se tornará realidade.
A primeira Dama Cristina Oliveira e a Secretaria Sumaira Fonseca foram homenageadas pelo os seus amigos de trabalho com musica e flores. 

Durante o evento aconteceu palestra e sorteios de brindes, e também o desfile das mulheres do grupo, Sou de Fibra, onde realiza o trabalho com o material da fibra da banana, onde criam bolsas entre outras coisas com o material encontrado na natureza.  






PUBLICIDADE:

Ministério Público abre inquérito civil para apurar a falta de médico de plantão no hospital do Assu


O promotor de Justiça da Comarca do Assu, Alexandre Gonçalves Frazão, determinou a abertura de Inquérito Civil para apurar quais os problemas que têm comprometido a qualidade da prestação de serviços de saúde pública na região através do Hospital Regional Dr. Nelson Inácio dos Santos, segundo portaria publicada na última sexta-feira no Diário Oficial do Estado (DOE).
O Ministério Público Estadual (MPE), levou em consideração para instalar o procedimento investigatório, a informação de que a principal unidade hospitalar de referência do Vale do Açu “periodicamente fica sem médicos de plantão, bem com os médicos escalados faltavam sem qualquer justificativa ao serviço”, na estrutura vinculada administrativamente à Sesap.
O promotor de justiça solicitou do diretor do hospital, Hélio Santiago Lopes, o nome completo, registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), endereço e telefone celular dos médicos que atendem na unidade regional, esclarecendo se os mesmos são efetivos ou contratados, encaminhando, nesse último caso, cópia de todos os contratos com os referidos profissionais.
Ele requisitou também o nome completo de todos os médicos que faltaram aos respectivos plantões nos meses de janeiro e fevereiro, com a especificação do dia de escala em que deveriam ter comparecido bem como se receberam o respectivo pagamento, o valor deste desembolso e, ainda, se a falta foi oficialmente justificada.
O Ministério Público também quer saber qual é a escala de plantão dos médicos do Hospital Regional Dr. Nelson Inácio dos Santos para os meses de março e abril, esclarecendo se há algum dia da semana em que a unidade hospitalar não apresenta médicos plantonistas e a justificativa para tanto.
Blog de Valderi Tavares 




PUBLICIDADE:

Reunião do PETI com os pais e monitores


10/03 - Acontecerá no centro de convivência, na comunidade de Tabuleiro Alto, a reunião será com o pólo 3 de Serra do gado.
11/03 – Acontecerá na Escola José Maria de Melo, na comunidade do Porto, a reunião  será com o pólo 2.
12/03 – Acontecerá na Escola Francisco Soares da Costa, na comunidade de Pedrinhas, a reunião será com o pólo 1.

Todos os pais e monitores estão convidados a estarem presentes na reunião, que tratará de assuntos importantes.

PUBLICIDADE: 
 

DELEGADO DÁ INÍCIO A INVESTIGAÇÃO

08032010569 
Dr.normando chegando na delegacia
O delegado Dr.normando Feitosa que responde pela delegacia de polícia da cidade de Ipanguaçu , esteve na manhã de segunda-feira (08-03) dando início as investigações com relação ao crime praticado dentro do mercado público daquela cidade. Primeiro Dr.Normando estve na delegacia conversando com o responsável pelo policiamento o Cap. Carlos Alberto de Medeiros.
www.jarbasrocha.com.br 
Delegado conversa com o sogro da vítima onde o crime aconteceu
Em seguida o delegado foi até ao mercado onde conversou de forma preliminar com o sogro da vítima e alguns comerciantes que se encontravam no interior do mercado no momento que foi assassinado o comerciante Atalécio Roberto de Oliveira ,  37 anos , fato ocorrido no domingo (07-03) por volta das 5h da manhã ninguém chegou a passar alguma informação que pudesse ajudar nas investigações.
www.jarbasrocha.com.br 
Capitão Medeiros concedendo entrevista ao Caderno de Ocorrências
Nossa reportagem conversou com o Capitão Carlos Alberto de Medeiros que na entrevista informou que a vítima sempre colaborava com o trabalho da polícia e já havia adiantado para um policial que vinha recebendo ameaças de morte.

FONTE: Jarbas Rocha

PUBLICIDADE:


Greve dos médicos acaba

Decisão foi tomada pelos profissionais ontem à noite, em assembleia, depois que governo estadual propôs reajuste

Os médicos decidiram ontem à noite encerrar a greve da categoria, que já durava 29 dias. Em assembleia, os profissionais acataram a proposta feita pelo governo do estado, que aceitou reajustar o salário atual dos médicos em 21% e o valor da gratificação em 100%. Com o reajuste, o salário base dos médicos passaria de R$ 2,1 mil para R$ 2.550 e a gratificação subiria de R$ 1,1 mil para R$ 2,2 mil.

Pacientes no Santa Catarina esperavam atendimento, prejudicado pela paralisação Foto: Ana Amaral/DN/D.A Press
"Saímos vitoriosos, mas não vamos parar a luta. Ainda é preciso melhorar as condições de trabalho e contratar mais pessoal", declarou o presidente do Sindicato dos Médicos, Geraldo Ferreira. As novas remunerações serão pagas até o fim de 2011.

Efeitos

Com o movimento, hospitais de referência como Walfredo Gurgel, Giselda Trigueiro e Santa Catarina estavam com escalas de plantão funcionando com 50% do pessoal, como prevê determinação da Justiça dada na semana passada.

Embora o movimento grevista tenha reduzido o número de profissionais em 50%, o diretor administrativo do Santa Catarina, Damião Nobre, informa que essa redução não diminuiu a demanda no hospital, que chega a atender diariamente cerca de 500 pessoas. Desse total, segundo ele, apenas 50 casos são de alta complexidade, como infarto, AVC e arritmia cardíaca. Os outros casos são de média e baixa complexidade e por isso "podem ser encaminhados para unidades básicas de saúde".

Ontem, Damião disse que não se preocupava com o número de profissionais que estão cumprindo a escala de plantão, desde que isso não prejudicasse o atendimento às pessoas que procuram o hospital. Segundo ele, os médicos têm respeitado a determinação da Justiça. "No Santa Catarina, não há grandes modificações, porque 90% dos atendimentos são de urgência. Aqui não há ambulatório, mesmo assim pessoas com problemas de baixa complexidade como dor de cabeça, diarreia, acabam vindo para cá devido a falhas na rede básica de saúde", explica. Segundo ele, "os médicos estão tendo o cuidado de não deixar de atender casos de urgência".

Enquanto isso, casos mais simples estão sendo encaminhados para os postos de saúde. Para o diretor geral do hospital, Isaú Gerino, a sobrecarga no Santa Catarina é reflexo dos problemas nas unidades de saúde. Durante a greve, dois clínicos-gerais, um cirurgião, dois pediatras e um anestesista estão atendendo no hospital por turno.

FONTE: Diário de Natal

PUBLICIDADE: