i

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Em Ipanguaçu, Festival de Folclore alia o resgate de tradições à inclusão social de crianças e jovens

Resgatando tradições e exaltando a cultura popular, a Prefeitura de Ipanguaçu promove nesta sexta-feira (26), através da Secretaria de Cultura e Turismo, o III Festival do Folclore. O evento cultural tem início a partir das 18 horas no Espaço Cultura da Praça Nossa Senhora de Lourdes, no centro da cidade.

Segundo o secretário de Cultura e Turismo, Fernando Neto, o Folclore brasileiro é um dos mais ricos do mundo, graças à miscigenação do nosso povo e também a questões sociais. “Historicamente, houve no Brasil uma diferenciação entre as classes, reforçada pelas supostas diferenças raciais e pela distribuição da população, distanciando os vários grupos e absorvendo influências de culturas como a africana e a indígena. Neste Festival do Folclore, vamos abordar essas questões, fazendo uma viagem pelas manifestações que integram a cultura popular das regiões do Brasil, dando ênfase, em grande parte, à cultura local”, explicou o secretário, que cita como exemplo de manifestações folclóricas o samba, o carnaval, as festas juninas e religiosas, o bumba-meu-boi, entre outras.

O III Festival do Folclore de Ipanguaçu será especialmente destinado aos alunos das escolas municipais, integrando os projetos sociais da Prefeitura de Ipanguaçu. As escolas trabalharam o tema em nove aulas, durante um mês. Dessa forma, foram levados aos alunos conhecimentos sobre as manifestações populares locais, regionais e nacionais, desenvolvendo o hábito de pesquisa, incentivando o gosto pela leitura e valorizando a arte, a música e a dança, bem como as crenças e costumes populares.

“São ações de regate cultural, mas, também, de inclusão social de crianças, adolescentes e jovens para o desenvolvimento cultural do povo do nosso município”, ressalta Fernando Neto.

Festa do Sal começa no dia 3 de setembro

 O município de Macau, com pouco mais de 25 mil habitantes, tem duas grandes festas anuais: Carnaval, realizada no mês de fevereiro, e o aniversário da cidade, em setembro. Neste ano, a Festa do Sal terá início no dia 3 do próximo mês e será concluída no dia 9, quando é comemorada a emancipação política e administrativa do município de Angicos.
O carnaval em Macau é sempre um espetáculo à parte. Destaca-se pela grande quantidade de gente, estrutura e atrações musicais. Tem sido assim nas últimas duas décadas. Neste ano não foi diferente e, segundo o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Francisco Paraíba, o mesmo acontece com relação à Festa do Sal, ou seja, o aniversário da cidade.
A Festa do Sal já é realizada há cerca de vinte anos. No início havia apenas um dia ou dois de festa, agora é uma semana inteira que antecede o dia do aniversário. Neste ano, a Fundação Municipal de Cultura informa que está preparando uma programação cultural-festiva para gostos variados. "Respeitamos também os gostos religiosos", destaca Francisco Paraíba.
Neste sentido, o presidente da Fundação Municipal de Cultura informa que a festa será aberta com um grande show evangélico realizado na estrutura de palco montada na Praça da Conceição, conhecida no período de Carnaval pelas festas de marchinhas e frevo. "O momento agora é outro e a festa é dedicada a todas as igrejas evangélicas", destaca o presidente.
Depois do show evangélico, haverá missa celebrada pelo padre da cidade. As bandas que estão sendo contratadas, segundo o assessor de comunicação Arafran Peter, ainda não foram confirmadas pela organização do evento, apesar de faltar menos de 15 dias para começar. "Tenha certeza que teremos atrações nacionais", destaca Arafran Peter.
Do dia 4 ao dia 8, a cidade será mobilizada com a realização de shows na Praça de Eventos e também eventos de cunho cultural tanto nas escolas como na estrutura do evento. "Trabalhamos com a proposta de resgatar os valores culturais de Macau, como danças e costumes, através de apresentações de dança e teatro", destaca.
No dia 9 de setembro, o prefeito Flávio Vieira Veras disse que espera receber as principais autoridades da região no Desfile das escolas e da Polícia Militar na principal avenida da cidade. Será quando o município vai comemorar 136 anos que se emancipou política e administrativamente do município de Angicos, na região Central.
Localizada na microrregião salineira, a 180km da capital do Estado, Macau é considerado um dos maiores produtores de sal do Brasil e um dos maiores do mundo, com alta qualidade e pureza. A história de Macau se confunde com a do sal. "Daí o nome da festa de aniversário se chamar Festa do Sal", explica o presidente da Fundação de Cultura, Francisco Batista.

HISTÓRIA
No ano de 1825, as águas do oceano Atlântico começaram a invadir a Ilha de Manoel Gonçalves, habitada por portugueses interessados na exploração e no comércio do sal marinho. Em 1829, impossibilitado de permanecerem na Ilha, os moradores partiram em busca de outro local, na mesma região. Encontraram outra ilha que oferecia condições para instalações do povoado. A ilha descoberta recebeu o nome de Macau. Impulsionado pela grande produção de sal marinho, o povoado de Macau foi crescendo e no dia 2 de outubro de 1847, de acordo com a lei 158, desmembrando-se de Angicos, tornou-se município do Rio Grande do Norte.

FOnte: Jornal DeFato

Fuga extrema da violência

Suposta vítima de bullying, estudante se joga do primeiro andar em escola. Polícia vai investigar caso
A atitude desesperada do aluno L.V., 15 anos, do Colégio Marista, que pulou do primeiro andar da escola na manhã de ontem, despertou uma discussão em Natal e na internet sobre o bullying nas escolas. O termo bullying - utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica praticados por um indivíduo ou grupo causando dor e angústia - chegou a ocupar o topo da lista dos assuntos mais comentados no Twitter em Natal. Apesar da diretoria do Marista não confirmar o motivo que levou o adolescente a pular do primeiro andar do prédio, colegas e pai de outros alunos comentaram, em entrevista ao Diário de Natal, que L.V. seria vítima de bullying na escola. Foi registrado um boletim de ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia e o delegado Elivaldo Bezerra Jácome será o responsável pela investigação.

De acordo com a nota oficial da escola, o estudante do 8º ano do Ensino Fundamental, sofreu uma fratura no braço direito e um corte no queixo e foi levado consciente parao Hospital Walfredo Gurgel. Informações extraoficiais dão conta de que o adolescente teria saído da sala de aula, no fim da manhã, justificando que iria ao banheiro, em seguida ouviu-se um barulho e o garoto foi encontrado no pátio interno. No Twitter, uma estudante, que se identificou como colega de L.V. postou: "Eu to me tremendo muito... Meu deus", "Aqui na sala todo mundo chorando, que ele esteja bem, eu espero!", e em seguida "@lilataraujo ele pediu p ir no banheiro, e a gente só escutou o barulho... Ai ta todo mundo chorando aqui".

A mãe de uma estudante do 9º, que preferiu não se identificar, contou que o clima foi de desespero entre os alunos que não sabiam exatamente o que tinha acontecido e ficaram impossibilitados de sair da sala de aula até o término da perícia. Segundo ela, era de conhecimento de todos que o adolescente sofria bullying no colégio, já que o garoto era "perseguido" há muito tempo dentro dos limites da escola. "Como mãe eu estou muito triste com essa situação porque o Marista é um colégio religioso, que sempre dá palestras e procura passar para os estudantes um conteúdo de respeito ao próximo", disse.

Na internet as especulações eram muitas, mas ninguém sabe de fato o que levou o adolescente a pular. Logo após o acidente, um dos estudantes, postou mensagens em seu Twitter (@GeraldoCLeao) que apontam para a suspeita de bullying. "@heitorteixeira_ @_tacyanac @juliatinoco_ Disseram q teve um pessoal q começou a xingar (...) acho q foi por isso", "@heitorteixeira_ Acho que juntou tudo na cabeça dele, ele começou a pensar só nas coisas ruins e aconteceu isso". O twitter identificado por Comissão Marista escreveu a mensagem "Bullying: uma brincadeira que acaba em lágrimas. #PrédeMaisRespeitoeConsciência.

Investigação
Para o delegado Elivaldo Jácome, responsável pela investigação do caso, "ainda é muito cedo para fazer qualquer afirmação, nós vamos iniciar as primeiras investigações", disse. O promotor da infância e juventude, Leonardo Dantas Nagashima, informou que a princípio o MP não irá tomar nenhuma medida em relação a esse caso específico e esclareceu que a promotoria de educação realiza palestras acerca do tema violência escolar. 


+ Mais 
Professores têm que estar atentos

Fonte: Diária de Natal/Fernanda Zauli 

Começa negociação entre patrões e operários da área agroindustrial

horta_artesanal
 Foi realizado ontem nas dependências da unidade da Delegacia Regional do Trabalho (DRT), em Mossoró, a primeira audiência tendo como pano de fundo a pauta reivindicatória e salarial dos trabalhadores rurais que representam a mão-de-obra do parque agroindustrial das regiões de Mossoró e Vale do Açu.
A fixação de todos os pontos da pauta foi objeto de discussão e aprovação em assembleias gerais extraordinárias promovidas pelos sindicatos de trabalhadores rurais das cidades das duas regiões entre os dias 5 e 7 de agosto corrente.
"Durante este período os sindicatos colocaram os itens da pauta em votação e aprovação dos trabalhadores e, agora, começaremos a discutir (a pauta) com os representantes das empresas", declarou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Ipanguaçu, João Batista Moura de Oliveira, "João das Peças". O dirigente sindical frisou que o trabalho de definição de cada cláusula da pauta foi realizado com a participação dos próprios trabalhadores. Contou que, nesta ação, os sindicatos contaram com o assessoramento de dirigentes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte (Fetarn). 

Sindicato convocará filiados para reunião
O sindicalista "João das Peças" disse que pretende convidar alguns associados para acompanhar de perto as discussões com o patronato.
Explicou que todos os anos faz questão de ter a participação de trabalhadores na delegação "para que eles possam presenciar como transcorrem as audiências com os representantes dos empresários".
Ele lembrou que, além da questão salarial, a pauta de reivindicação dos trabalhadores enumera diversos outros importantes tópicos. O sindicalista rural salientou que o ponto salarial é o que mais chama a atenção, porém quero dizer que a pauta contém mais de 40 cláusulas que representam benefícios e conquistas para os trabalhadores rurais assalariados.
PLENÁRIA
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Ipanguaçu anunciou para o dia 9 de setembro, na cidade de Mossoró, a realização da Reunião Plenária da Fetarn.
"A Federação promoverá duas grandes reuniões plenárias no Estado, uma que ocorrerá em Natal, para as regiões da Grande Natal, Trairi, Agreste, Mato Grande, Seridó e Central, e outra que será em Mossoró, pegando as regiões Médio Oeste, Oeste e outras partes do Estado", contou "João das Peças".
Ele adiantou que dessas reuniões plenárias sairá um documento único que enumerará algumas reivindicações do movimento sindical rural aos governos estadual e federal.
O sindicalista "João das Peças" disse que pretende convidar alguns associados para acompanhar de perto as discussões com o patronato.
Explicou que todos os anos faz questão de ter a participação de trabalhadores na delegação "para que eles possam presenciar como transcorrem as audiências com os representantes dos empresários".
Ele lembrou que, além da questão salarial, a pauta de reivindicação dos trabalhadores enumera diversos outros importantes tópicos. O sindicalista rural salientou que o ponto salarial é o que mais chama a atenção, porém quero dizer que a pauta contém mais de 40 cláusulas que representam benefícios e conquistas para os trabalhadores rurais assalariados.
PLENÁRIA
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Ipanguaçu anunciou para o dia 9 de setembro, na cidade de Mossoró, a realização da Reunião Plenária da Fetarn.
"A Federação promoverá duas grandes reuniões plenárias no Estado, uma que ocorrerá em Natal, para as regiões da Grande Natal, Trairi, Agreste, Mato Grande, Seridó e Central, e outra que será em Mossoró, pegando as regiões Médio Oeste, Oeste e outras partes do Estado", contou "João das Peças".
Ele adiantou que dessas reuniões plenárias sairá um documento único que enumerará algumas reivindicações do movimento sindical rural aos governos estadual e federal.

Fonte: Jornal O Mossoroense