i

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Prefeitura de Ipanguaçu anuncia festa de réveillon da cidade


Forrozão Pode Balançar e Paulinho Forró Pauleira será as duas atrações da festa de réveillon no município de Ipanguaçu. As bandas foram anunciadas hoje (30).

A festa acontecerá após a missa de fim de ano que acontecerá na matriz de Nossa Senhora de Lourdes ás (22hs). As bandas tocarão no Espaço Cultural no centro da cidade, conforme a programação estabelecida pela prefeitura o inicio da Festa contará com o show pirotécnico com fogos de artifício, que festejará a entrada do ano de 2011.

Conselho aprova Plano Plurianual de Assistência Social para o período de 2011 e 2012 de Ipanguaçu




Na manhã desta quinta-feira (30), membros do Conselho Municipal de Assistência Social(CMAS) de Ipanguaçu se reuniram no Centro Integrado da Cidadania – CIC para a apreciação e aprovação do Plano Plurianual de Assistência Social para o período de 2011 e 2012.

No plano está contido todas as ações, programas, projetos e serviços voltados para a melhoria de vida da população vulnerabilizada socialmente do município, que beneficia;  crianças, adolescentes, jovens, idosos, a família e a pessoa com deficiência, público da Política de Assistência Social preconizado na Lei orgânica de Assistência Social (LOAS), a resolução 005/2010 de aprovação será publicado no Jornal Oficial do Municipal nesta sexta-feira(31).

Segundo a presidente do conselho municipal de assistência social, Maria Célia da Silva, explica que o conselho tem como objetivo básico o controle e avaliação da Política Municipal de Assistência Social, inclusive nos aspectos econômicos e financeiros no âmbito do município de Ipanguaçu. Conforme ela durante o ano de 2010 o conselho teve uma ótima participação dentro das ações de fiscalização apresentadas a comissão. “Não houve dificuldades para o conselho de assistência social, sempre bem transparente a secretaria ofereceu sempre todos os dados aos membros do conselho” frisa Célia.

Entidades e organizações de Assistência Social governamentais e não governamentais fazem parte do conselho que se reúnem mensalmente. 

PAIS implanta 361 unidades no Rio Grande do Norte.



O programa de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (Pais) vai encerrar o ano com 361 unidades implantadas no Rio Grande do Norte. A parceria entre o Sebrae, a Fundação Banco do Brasil e oMinistério de Integração Nacional permite capacitar agricultores para atuar no gerenciamento administrativo de suas propriedades. 

Além de formar 
empreendedores rurais, o trabalho também incentiva a produção sem uso de agrotóxicos e disponibiliza assistência técnica e consultoria para os produtores. Segundo informações do Sebrae, o programa ainda proporciona a comercialização dos gêneros cultivados, garantindo uma renda extra para as famílias do meio rural, por meio da participação em feiras agroecológicas nos municípios contemplados ou intermediando a venda de produtos para programas do governo estadual. 

A partir de 2011, o 
Pais irá cadastrar novos produtores rurais para integrar a rede de benefícios. Atualmente, as unidades estão implantadas em municípios das regiões de Mossoró, Mato Grande, Assu e Metropolitana de Natal. Para integrar o programa, o produtor deve se incluir em uma das categorias: agricultores de baixa renda, assentados em projetos de reforma agrária, produtores de áreas remanescentes de quilombos e participantes de programas sociais do governo federal.

Alternativas
O assentamento de Caracaxá foi um dos primeiros a receber o Pais e agora colhe os frutos do programa. Ao todo, 60 famílias que tinham na cajucultura sua principal fonte de recursos foram contempladas. Com o declínio da produção, os agricultores ficaram sem opção e receberam as sementes do programa que surgiram como alternativa de plantio. 

Os consultores encontraram na área as condições favoráveis e hoje dezenas de famílias obtêm renda com a venda de couve, hortelã, beterraba, rabanete, tomate, pimentão e outros legumes, cultivados artesanalmente sem 
aditivos químicos

O formato da 
roça é circular, com espaço no centro para criação de galinhas. A estrutura é cercada pelo plantio de culturas variadas, que diversificam a produção. Parte dela vai parar na merenda escolar da rede municipal devido ao programa Compra Direta. O mesmo acontece outras unidades instaladas em diversos municípios potiguares.  

Operacionalização
Na parceria de estruturação do programa, o Banco do Brasil fornece kits com os recursos técnicos para que seja montada a instalação na propriedade. O Sebrae realiza aulas de capacitação teóricas e práticas esclarecendo quais as vantagens de utilizar a produção agroecológica de como aplicá-la. 

O convite ao modelo de produção busca estimular a 
agricultura orgânica por meio do processo produtivo sem o uso de agrotóxicos, reduzir a dependência de insumos vindos de fora da propriedade e apoiar o correto manejo dos recursos naturais. Além de incentivar a diversificação da produção e evitar o desperdício de alimento, água, energia e tempo do produtor. 

Fonte: COLEGIADO TERRITORIAL AÇU MOSSORÓ

Termina hoje prazo para justificar ausência no segundo turno


Quem deixar de justificar no prazo pagará multa no valor de R$ 3,50.




Apesar das festas e correria de fim de ano, o eleitor em falta com a Justiça Eleitoral deve ficar atento. É que termina hoje (30) o prazo para justificar a ausência no segundo turno das eleições deste ano.

Para fazer isso, basta ir a um cartório eleitoral e retirar o formulário de justificativa. Outra alternativa é retirar na internet, nas páginas dos tribunais regionais eleitorais. No entanto, o documento tem que ser apresentado na zona eleitoral onde o cidadão está inscrito.

De acordo com o Tribunal Superiror Eleitoral, os eleitores que estavam no exterior no dia da eleição têm 30 dias após retorno ao Brasil para justificar a ausência no pleito. Quem deixar de justificar no prazo pagará multa no valor de R$ 3,50. 

Mas, o grande problema é que enquanto não regularizar a situação, o cidadão não pode obter passaporte, carteira de identidade, CPF, inscrever-se em concurso público, tomar posse, renovar matrícula em estabelecimento público de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e, caso seja servidor público, não pode receber vencimentos.

O eleitor que não votar em três eleições consecutivas, não justificar e não pagar multa terá sua inscrição cancelada e, após seis anos, será excluído do cadastro de eleitores. Há exceção à regra para eleitores analfabetos, maiores de 16 anos e menores de 18 anos, maiores de 70 anos e portadores de deficiência física ou mental.

*Com informações da Agência Brasil.

Fiern se propõe a vender algodão produzido no Vale do Açu

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN) se propõe a analisar os mecanismos para viabilização da comercialização do algodão que será produzido no Vale do Açu, através do projeto de revitalização da cotonicultura. A Federação antecipou para o próximo dia 4 de janeiro de 2011, o encontro para discutir o assunto junto aos coordenadores do projeto. A discussão acontecerá na Casa da Indústria, às 15h.


A reunião, que deverá contar ainda com a participação de empresários do setor têxtil norte-rio-grandense, tem como objetivo procurar identificar o mercado para a futura produção algodoeira.
Segundo o secretário municipal de Planejamento e Coordenação de Desenvolvimento, Clebson Elves Corsino de Melo, o evento é desdobramento do 1º Seminário de Safra que foi realizado dia 25 de novembro último, em Assú, mais especificamente no auditório do Campus Avançado Prefeito Walter de Sá Leitão, da UERN local.



Concebido pela administração municipal, o projeto possui como lastro financeiro uma dotação de R$ 200 mil, proveniente de emenda parlamentar. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), Núcleo do Algodão, Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (EMATER/RN), Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa do Rio Grande do Norte (SEBRAE/RN), Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Cooperativa Agropecuária do Vale do Açu (COAPERVAL) são parceiros da iniciativa.

Reivindicação


Por intermédio do grupo de trabalho que vem articulando a execução do projeto de revitalização do algodão, foi solicitado ao Governo do Estado, com intermediação da Emater, a doação de dez toneladas de sementes do produto, de variedade trabalhada pela Embrapa - Algodão, para doação aos produtores engajados à proposta.


Clebson Corsino disse que este foi outro encaminhamento surgido por ocasião do 1º Seminário de Safra. O evento contou com a participação de mais de 260 pessoas entre agricultores familiares, dirigentes comunitários, líderes cooperativistas, de entidades e instituições.