i

terça-feira, 31 de março de 2009

Grandes reservatórios prestes a sangrar


Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, chegou a 90% de sua capacidade total de armazenamento neste sábado, que é de 2,4 bilhões de metros cúbicos. A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH) registra que pelo menos oito açudes com mais de cinco milhões de metros cúbicos já estão sangrando com pouco mais de trinta dias de inverno.No Rio Grande do Norte, a Semarh monitora 46 açudes/barragens. Na Bacia Hidrográfica Piranhas/Açu é onde registra o maior número de açudes já sangrando. É o caso do Pataxó, em Ipanguaçu, Mendubim, em Assu e Beldroega, em Paraú. Na região do Alto Oeste, já estão sangrando os açudes de Encanto, Riacho da Cruz e Rodolfo Fernandes.Na região do Vale do Açu, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, que tem capacidade para armazenar até 2,4 bilhões de metros cúbicos de água, é responsável pelo abastecimento de mais de 40 cidades no Rio Grande do Norte, inclusive, Mossoró. Também é fonte, através da liberação de 18 mil litros de água por segundo nas comportas, para irrigação de mais de 30 mil hectares na região do Vale do Açu, em projetos de grande envergadura e outros de pequeno porte.Na região Oeste, duas barragens se destacam: Santa Cruz, em Apodi, e Pau dos Ferros, em Pau dos Ferros. A primeira tem capacidade para armazenar até 600 milhões de metros cúbicos de água, porém este potencial não é aproveitado em projetos de agricultura irrigada ou abastecimento. Apenas libera cinco mil litros de água por segundo através das comportas para perenizar o rio Apodi/Mossoró.Já a Barragem de Pau dos Ferros, apesar de ser menor, é responsável pelo abastecimento de um Distrito Irrigado, as cidades de Pau dos Ferros e São Francisco do Oeste.As duas barragens são imprescindíveis no projeto do Governo do Estado de R$ 128 milhões para construir o Sistema Adutor do Alto Oeste, segundo informa o secretário e vice-governador Iberê Ferreira de Sousa. Além da adutora do Alto Oeste, também está prevista uma outra adutora para abastecer Mossoró e a instituição de dois perímetros irrigados, um pelo Governo do Estado, de 3 mil hectares, e outro pelo Departamento Nacional de Obras Conta a Seca (DNOCS).ANA conclui relatório da hidrografia brasileiraA Agência Nacional de Águas (ANA) divulgou esta semana o primeiro Relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos do Brasil. Cita a Bacia Hidrográfica Piranhas/Açu e o reservatório subterrâneo que abastece parte da cidade de Mossoró.O relatório contém dados e informações sobre precipitação; disponibilidade de águas superficiais e subterrâneas; eventos críticos; principais demandas; qualidade da água, setores usuários, saneamento ambiental e irrigação.Trata também sobre hidroenergia e navegação; evolução de aspectos legais e institucionais; recursos e aplicação financeira do setor, entre outras informações. O relatório terá atualização periódica e está disponível, por região, no site da Agência Nacional de Águas.
Fonte: Assu em evidencia.

REUNIÃO DE AVALIAÇÃO DOS 85 DIAS DE GESTÃO






O Prefeito Municipal de Ipanguaçu Leonardo da Silva Oliveira se reuniu na ultima sexta-feira dia 27 de março de 2009, com a Vice-Prefeita Vera Lucia Barbalho Lopes, com todos os Secretários, Subsecretários, responsáveis Contábeis e Jurídicos para tratar da Avaliação dos 85 dias da gestão.
No encontro foram tratados assuntos relacionados às Ações Desenvolvidas por cada Secretaria munidas de relatório onde houve apresentação de propostas e sugestões para ser desenvolvida pela administração. Após apresentação foram avaliadas as propostas e sugestões onde o prefeito esclareceu que com a crise não iria ter demissões de funcionários, mas redução de custos.
Fonte: Site da Prefeitura de Ipanguaçu.