i

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Mineiro afirma que Rosalba usa critérios políticos para vetos

fernando_mineiroO deputado estadual Fernando Mineiro (PT) acusou a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) de usar critérios políticos na hora de vetar ou sancionar projetos aprovados na Assembleia Legislativa.
A manifestação foi feita no Twitter quando ele comentava a decisão da chefe do Executivo estadual de rejeitar integralmente o projeto de autoria do petista que transforma lan houses em centros de inclusão digital. Foi o terceiro veto da governadora a um projeto de autoria do parlamentar. Os outros dois foi a autorização para que travestis que trabalham no Governo do Estado pudessem usar o nome social e outro que criava o sistema de bandas de música.

Para Mineiro, o argumento da "inconstitucionalidade material" da lei não procede. Para o parlamentar, a equipe da governadora sequer leu o projeto de lei para vetá-lo. "Foi um veto político", disse. "Pq o argumento do #GovernoRosaDem p/ vetar o projeto das lans não foi usado p/ o IMPORT-RN, tb de autoria de deputado? O #GovernoRosaDem usa de dois pesos e duas medidas para avaliar os projetos. Os de seus aliados são sancionados; os da oposição, não", questionou.

O parlamentar lembrou ainda que o projeto que regulamentava o funcionamento das lan houses e dos cybercafés e os transformava em centros de inclusão digital e social dava ao governo a possibilidade de usar esses espaços para realizar serviços ao cidadão: como retirar segunda via de documentos e realizar pagamentos importantes. "Com esse veto, quem perde é a sociedade", ressalta o deputado.

A lei foi aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa no último dia 13 de dezembro. 
 
Fonte: O Mossoroense

Inscrições para o Sisu terminam nesta quinta-feira

Inscricoes_para_o_Sisu_terminam_amanhaBrasília – Os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 têm até amanhã (12) para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Para o primeiro semestre de 2012 estão disponíveis 108 mil vagas em 95 instituições públicas de ensino superior, que serão distribuídas a partir das notas dos candidatos no exame.

Até as 18h de ontem, o sistema registrou 2,6 milhões de inscrições de 1,3 milhão de participantes – cada candidato pode escolher até dois cursos. O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de inscrições até o momento: 321 mil. Em seguida, vêm Minas Gerais ( 288 mil), São Paulo (226 mil), o Ceará (196 mil) e o Rio Grande do Sul (182 mil).

Ao acessar o sistema, o estudante deve escolher duas opções de curso, indicando a sua prioridade. É necessário informar o número de inscrição e a senha de cadastro do Enem 2011. Diariamente, o sistema divulga a nota de corte preliminar de cada curso com base na nota do Enem dos candidatos que pleiteiam as vagas. Durante esse período, o participante pode alterar essas opções se achar que tem mais chances de ser aprovado em outro curso ou instituição.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 15 de janeiro. Os estudantes aprovados deverão comparecer às instituições de ensino de 19 a 20 para fazer a matrícula. O participante que foi selecionado para a primeira opção de curso é retirado automaticamente do sistema e perde a vaga se não fizer a matrícula. Aqueles que forem selecionados para a segunda opção ou não atingirem a nota mínima em nenhum dos cursos escolhidos podem participar das chamadas subsequentes.

A segunda chamada está prevista para 26 de janeiro, com matrículas nos dias 30 e 31. Caso ainda haja vagas disponíveis, o sistema gera uma lista de espera que será disponibilizada para as instituições de ensino preencherem as vagas remanescentes. O candidato interessado em participar dessa lista deverá pedir a inclusão entre 26 de janeiro e 1° de fevereiro.

Fonte: Agência Brasil